Resultado da pesquisa (2)

Termo utilizado na pesquisa Andrade D.R

#1 - Morphological description of Melanotaenia boesemani ovaries in reproductive activity, 36(9):893-90

Abstract in English:

ABSTRACT.- Radael M.C., Fosse P.J., Silva R.M., Fosse Filho J.C., Andrade D.R. & Vidal Junior M.V. 2016. [Morphological description of Melanotaenia boesemani ovaries in reproductive activity.] Descrição morfológica dos ovários do peixe Melanotaenia boesemani em atividade reprodutiva. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(9):893-900. Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias, Laboratório de Bioensaios em Piscicultura Intensiva, Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Sala 112, Avenida Alberto Lamego 2000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes, RJ 28013-620, Brazil. E-mail: marcellaradael@yahoo.com.br The germinal ovarian tissue of the fish Melanotaenia boesemani was studied. By means of morphological analyses of the gonads, performed after the manufacture of histological slides made of paraffin and stained with hematoxylin-eosin, the cell types found were described and the rank of the maturity stage of the fishes was executed. Macroscopically was found that the species has only one ovary, rounded and in the observed phase yellowish, located in the lateral front part of the coelomic cavity. The observed females were classified in the gonadal development scale as mature/in reproduction. The presence of empty follicles and spawning marks on ovigerous lamellae proved to be evident. In vitellogenic oocytes of this fish, the presence of filaments of oocyte adhesion anchored to the pellucida zona was found. The ovaries showed general morphological appearance similar to that of other teleost fishes. Its spawning type was classified as intermittent and the pattern of development of oocytes as asynchronous.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Radael M.C., Fosse P.J., Silva R.M., Fosse Filho J.C., Andrade D.R. & Vidal Junior M.V. 2016. [Morphological description of Melanotaenia boesemani ovaries in reproductive activity.] Descrição morfológica dos ovários do peixe Melanotaenia boesemani em atividade reprodutiva. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(9):893-900. Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias, Laboratório de Bioensaios em Piscicultura Intensiva, Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Sala 112, Avenida Alberto Lamego 2000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes, RJ 28013-620, Brazil. E-mail: marcellaradael@yahoo.com.br Estudou-se o tecido germinativo ovariano do peixe Melanotaenia boesemani. Por meio de análises morfológicas das gônadas, realizadas após a confecção de lâminas histológicas elaboradas em parafina e coradas com hematoxilina-eosina, foram descritos os tipos celulares encontrados e realizada a classificação do estádio de maturidade dos peixes. Macroscopicamente, foi identificado que a referida espécie possui ovário único, arredondado e, na fase observada, amarelado, localizado na parte látero-anterior da cavidade celomática. As fêmeas analisadas foram classificadas na escala de desenvolvimento gonadal como maduro/em reprodução. A presença de folículos vazios e marcas de desova nas lamelas ovulígeras mostrou-se evidente. Nos ovócitos vitelogênicos deste peixe, foi constatada a presença de filamentos de adesão ovocitária ancorados à zona pelúcida. Os ovários apresentaram aspecto morfológico geral semelhante ao de outros peixes teleósteos. Seu tipo de desova foi classificado como intermitente e o padrão de desenvolvimento de ovócitos, como assincrônico.


#2 - Vitamin C supplementation in the structuring of connective tissue of red rainbowfish, 34(8):780-784

Abstract in English:

ABSTRACT.- Muzitano I.S., Neves C.A., Radael M.C., Rezende F.P., Mendonça P.P., Santos M.V.B., Andrade D.R. & Vidal Junior M.V. 2014. [Vitamin C supplementation in the structuring of connective tissue of red rainbowfish.] Suplementação de vitamina C na estruturação do tecido conjuntivo de melanotênia-maçã. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(8):780-784. Setor de Aquicultura, Laboratório de Zootecnia e Nutrição Animal, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Av. Alberto Lamego 2000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes, RJ 28013-620, Brazil. E-mail: marcellaradael@yahoo.com.br Farmed fishes are highly sensitive to diets deficient in ascorbic acid with clinical symptoms that affect performance and commercialization for causing deformities. Aiming to meet the minimum levels for red rainbow fish, six isoaminoacid and isocaloric diets with varying levels of active vitamin C were tested. At the end of 42 days experimental period, 36 fishes were histologically analyzed for the percentage of connective tissue and muscle fibers in order to determine the influence of the Vitamin C percentage in those ratios. Although the averages are statistically indistinguishable from the quantitative point of view, qualitatively higher levels of vitamin C allow better tissue structure. The breakdown of muscle tissue is indicative for dietary deficiency of ascorbic acid.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Muzitano I.S., Neves C.A., Radael M.C., Rezende F.P., Mendonça P.P., Santos M.V.B., Andrade D.R. & Vidal Junior M.V. 2014. [Vitamin C supplementation in the structuring of connective tissue of red rainbowfish.] Suplementação de vitamina C na estruturação do tecido conjuntivo de melanotênia-maçã. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(8):780-784. Setor de Aquicultura, Laboratório de Zootecnia e Nutrição Animal, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Av. Alberto Lamego 2000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes, RJ 28013-620, Brazil. E-mail: marcellaradael@yahoo.com.br Peixes cultivados mostram-se altamente sensíveis a dietas deficientes em ácido ascórbico com sinais clínicos que afetam o desempenho e a comercialização por provocar deformidades. Com objetivo de conhecer os níveis mínimos para a melanotênia-maçã, foram testadas seis rações isoaminoacídicas e isocalóricas com níveis variados de vitamina C ativa. Ao final dos 42 dias experimentais, 36 peixes foram analisados histologicamente quanto à porcentagem de tecido conjuntivo e fibras musculares a fim de determinar a influência da porcentagem de Vitamina C nesses índices. Apesar de as médias serem estatisticamente iguais do ponto de vista quantitativo, qualitativamente os níveis mais altos de vitamina C possibilitaram melhor estrutura tecidual. A desestruturação do tecido muscular é um indicativo da deficiência alimentar com ácido ascórbico.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV