Resultado da pesquisa (2)

Termo utilizado na pesquisa Araújo F.S

#1 - Bovine rabies: economic loss and its mitigation through antirabies vaccination

Abstract in English:

Rabies is among the most common neurological disease in cattle in Brazil, causing significant economic losses. Data on the economic impact of rabies in livestock are available in several countries. However, in Brazil, these data focus mainly on the public health point o view, emphasizing the costs related to the prevention of rabies in humans, in dogs, or wildlife. Specific studies carried out in different regions of Brazil indicate critical economic losses caused by rabies in cattle in this country. However, the studies on the losses caused by the disease in cattle lack a detailed analysis of the affected rural properties based on data from official disease control agencies. The objective of this work was to evaluate the economic impact of bovine rabies, and its mitigation through antirabies vaccination in rural properties in Mato Grosso do Sul, Midwestern Brazil.

Abstract in Portuguese:

A raiva é uma das doenças neurológicas mais comuns em bovinos no Brasil, causando perdas econômicas significativas. Dados sobre o impacto econômico da raiva em bovinos de vários países estão disponíveis. No entanto, no Brasil, esses dados enfocam principalmente o ponto de vista de saúde pública, enfatizando os custos relacionados à prevenção da raiva em humanos, em cães ou animais silvestres. Estudos pontuais realizados em diferentes regiões do Brasil indicam perdas econômicas importantes causadas pela raiva em bovinos no país. No entanto, os estudos sobre as perdas causadas pela doença em bovinos carecem de uma análise detalhada das propriedades rurais afetadas com base em dados das agências oficiais de controle de doenças. O objetivo deste trabalho foi avaliar o impacto econômico da raiva bovina e sua mitigação através da vacinação antirrábica em propriedades rurais de Mato Grosso do Sul, no Centro-Oeste do Brasil.


#2 - Evaluation of an ELISA for detection of antibodies to Babesia bigemina in cattle and it's application in an epidemiological survey in Brazil, 21(2):72-76

Abstract in English:

ABSTRACT.- Madruga C.R., Marques A.P.C., Araújo F.R., Miguita M., Carvalho C.M.E., Araújo F.S., Umaki A.C.S., Crocci A.J. & Queiróz R.A. 2001. Evaluation of an ELISA for detection of antibodies to Babesia bigemina in cattle and it's application in an epidemiological survey in Brazil. [Avaliação de um ELISA para detecção de anticorpos contra Babesia bigemina em bovinos e sua aplicação em um inquérito sorológico no Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 21 (2):72-76. Embrapa Gado de Corte, Rodovia BR 262 Km 4, Cx. Postal 154, Campo Grande, MS 79002-970, Brazil. An indirect enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) using a crude antigen was evaluated for its performance to detect Babesia bigemina antibodies. The sensitivity and specificity were 98.0% and 99.0%, respectively. ln agreement with the high specificity, no cross-reactions were verified with sera from calves inoculated three times with 107 Babesia bovis organisms. With regard to the comparison of ELISA and indirect fluorescent antibody test (lFAT) in detecting antibodies against B. bigemina in calves experimentally infected with five Brazilian geographical isolates of this hemoparasite, lFAT was able to detect antibodies one day earlier in most of the calves' sera. There was a good agreement between results shown by ELISA and IFAT with sera from an enzootically stable area (k=0.61). However, there was no agreement between these serological tests with sera from an enzootically unstable area (k=0.33). The ELISA was employed in an epidemiological survey using with 1,367 sera from four counties in the Pantanal of Mato Grosso do Sul and characterized this region as an enzootically stable area, since the prevalence ranged from 87.7 to 98.9%. Therefore, this ELISA with high sensitivity, specificity and performance similar to lFAT can be employed in serological diagnosis of B. bigemina.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Madruga C.R., Marques A.P.C., Araújo F.R., Miguita M., Carvalho C.M.E., Araújo F.S., Umaki A.C.S., Crocci A.J. & Queiróz R.A. 2001. Evaluation of an ELISA for detection of antibodies to Babesia bigemina in cattle and it's application in an epidemiological survey in Brazil. [Avaliação de um ELISA para detecção de anticorpos contra Babesia bigemina em bovinos e sua aplicação em um inquérito sorológico no Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 21 (2):72-76. Embrapa Gado de Corte, Rodovia BR 262 Km 4, Cx. Postal 154, Campo Grande, MS 79002-970, Brazil. Um ensaio de imunoadsorção enzimática (ELISA) baseado em antígeno bruto foi avaliado na detecção de anticorpos contra Babesia bigemina. A sensibilidade e a especificidade do teste foram de 98,0% e 99,0%, respectivamente. Concordando com a alta especificidade do teste, não foram verificadas reações cruzadas com soros de bezerros inoculados três vezes com 107 merozoítos de Babesia bovis. Com relação à comparação do ELISA com a imunofluorescência indireta (IFAT) na detecção de anticorpos contra B. bigemina em bezerros experimentalmente infectados com cinco isolados brasileiros geograficamente distintos deste hemoparasito, o IFAT foi capaz de detectar anticorpos um dia antes do ELISA na maioria dos soros dos animais. Houve urna boa concordância entre os resultados encontrados no ELISA e no IFAT com soros de bovinos de região de estabilidade enzoótica (k=0.61 ). No entanto, não houve concordância entre os testes sorológicos com soros de animais de área de instabilidade enzoótica (k=0.33). O ELISA foi empregado em um inquérito epidemiológico com 1.367 soros de quatro municípios do Pantanal de Mato Grosso do Sul e caracterizou esta região corno urna área de estabilidade enzoótica, urna vez que as prevalências variaram de 87, 7 a 98,9%. Dessa forma, este ELISA, que apresentou alta sensibilidade, especificidade e desempenho similar ao IFAT, pode ser utilizado no diagnóstico sorológico de B. bigemina.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV