Resultado da pesquisa (14)

Termo utilizado na pesquisa Beef cattle

#1 - Causes of death of beef cattle raised in feedlots

Abstract in English:

The causes of death of cattle kept in pre-export feedlots (PEFs) and in feedlot for finishing for slaughter are described. Two studies were conducted: a retrospective study of mortality cases in feedlots from 2000 to 2017 registered at the “Laboratório Regional de Diagnóstico” of the “Faculdade de Veterinária” of the “Universidade Federal de Pelotas”; and a prospective study from January 2018 to August 2019, following up 22 feedlots for finishing and six PEFs for the export of live cattle. From January 2000 to August 2019 samples of 150 cases of diseases that affected feedlot cattle were received from 22 feedlots for finishing and 115 of the six PEFs followed. Mortality considering all diagnosed diseases was significantly higher in feedlots for finishing (p<0.05), than in PEFs for the export of live cattle, of 1% and 0.12%, respectively. Diseases of the digestive system were the most important causes, of death in feedlots regardless of its purpose. Acidosis presented the highest mortality rates both in feedlot for finishing (3.33%) as in PEFs for export (0.95%). In all cases the disease occurred due to failure in the adaptation of animals to the ingestion of concentrated foods. Bovine tick fever and pneumonia presented mortality rates of 0.13% and 0.09%, respectively in PEFs. In the feedlot for finishing seneciosis was the second cause of death due to cattle coming from areas with high infestation by the plant. In the present study, it was possible to identify the main diseases that occur in cattle feedlots for finishing or for the export of live animals in the southern region of Rio Grande do Sul. These diseases are known in other systems of cattle breeding and can be prevented or controlled through management, chemoprophylaxis or vaccination, minimizing losses due to mortality.

Abstract in Portuguese:

Descrevem-se as causas de morte de bovinos mantidos confinados em estabelecimentos pré-embarque (EPEs) para exportação de animais vivos e em estabelecimentos de terminação para abate. Foram realizados dois estudos: um retrospectivo dos casos de mortalidade em confinamentos de 2000 a 2017 registrados no Laboratório Regional de Diagnóstico da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas; e um estudo prospectivo de janeiro de 2018 a agosto de 2019, acompanhando-se 22 confinamentos de terminação e seis EPEs para exportação de bovinos vivos. No total, de janeiro de 2000 a agosto de 2019 foram recebidos no LRD-UFPel amostras de 150 casos de enfermidades que afetaram bovinos confinados, 35 provenientes de 22 confinamentos de terminação e 115 dos seis EPEs acompanhados. A mortalidade considerando-se todas as enfermidades diagnosticadas foi significativamente maior nos confinamentos para terminação (p<0,05), do que nos EPEs para exportação de bovinos vivos, de 1% e 0,12%, respectivamente. As doenças do sistema digestivo foram as causas de morte mais importante nos confinamentos, independente da finalidade. Acidose apresentou as maiores taxas de mortalidade tanto nos confinamentos para terminação (3,33%) como nos EPEs para exportação (0,95%). Em todos os casos a doença ocorreu devido a falha na adaptação dos animais à ingestão de alimentos concentrados. Tristeza parasitária bovina e pneumonias apresentaram taxas de mortalidade de 0,13% e 0,09, respectivamente em EPEs de exportação. Nos confinamentos para terminação a seneciose foi a segunda causa de morte devido aos bovinos serem provenientes de áreas com alta infestação pela planta. Este estudo permitiu identificar as principais enfermidades diagnosticadas em confinamentos para terminação de bovinos ou para exportação de bovinos vivos na região Sul do Rio Grande do Sul. Observou-se que são doenças que ocorrem em outros sistemas de criação de bovinos e que podem ser prevenidas ou controladas por meio de manejo, quimioprofilaxia ou vacinação, minimizando prejuízos por mortalidade de animais.


#2 - Neonatal diarrhea and rotavirus A infection in beef and dairy calves, Brazil, 2006-2015

Abstract in English:

Calf diarrhea causes substantial economic losses in the cattle industry worldwide. Bovine rotavirus A (RVA) is the main viral agent that leads to enteric infection and diarrhea outbreaks in calves throughout the world. The aim of this retrospective (2006-2015) study was to determine the frequency of RVA detection in diarrheic fecal samples from beef and dairy calves from the three main cattle-producing regions of Brazil. Diarrheic fecal samples (n=1,498) of 124 beef and 56 dairy cattle herds from the Midwest, South, and Southeast geographical regions of Brazil were evaluated using the silver-stained polyacrylamide gel electrophoresis (ss-PAGE) technique. RVA double stranded-RNA was identified by the ss-PAGE technique in 410 (27.4%) fecal samples. The frequency of positive samples found in beef calves (31.9%; 328/1,027) was higher than the frequency found in diarrheic fecal samples from dairy calves (17.4%; 82/471). RVA infection was identified in calves from the three Brazilian geographical regions analyzed. However, the frequency of positive diarrheic calves in the Midwest region (39.4%), predominantly beef calves, was higher than in the South (19.4%) and Southeast (17.6%) regions. The temporal distribution of RVA-infected calves evaluated by two five-year periods (2006-2010, 24.5%; 2011-2015, 28.8%) demonstrated a very similar frequency of RVA in both periods. Considering the wide regional and temporal scope of this study, it can be concluded that RVA remains an important etiology of neonatal diarrhea in calves of Brazilian cattle herds.

Abstract in Portuguese:

A diarreia neonatal ocasiona perdas econômicas importantes na pecuária bovina em todo o mundo. Rotavírus A (RVA) é o principal agente etiológico viral de infecções entéricas e surtos de diarreia em bezerros de rebanhos de corte e leite. O objetivo deste estudo retrospectivo (2006-2015) foi determinar a frequência de detecção de RVA em amostras de fezes diarreicas de bezerros de corte e leite das três principais regiões produtoras de bovinos do Brasil. Amostras de fezes diarreicas (n=1.498) de 124 rebanhos bovinos de corte e 56 rebanhos bovinos de leite das regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste do Brasil foram avaliadas utilizando a técnica de eletroforese em gel de poliacrilamida (EGPA). O genoma segmentado de RVA foi identificado pela técnica de EGPA em 410 (27,4%) amostras de fezes. A frequência de amostras positivas encontrada em bezerros de rebanhos de corte (31,9%; 328/1.027) foi maior que a frequência identificada em amostras de fezes diarreicas de bezerros de rebanhos leiteiros (17,4%; 82/471). A infecção por RVA foi identificada em bezerros das três regiões geográficas brasileiras analisadas. No entanto, a frequência de bezerros com diarreia positivos para RVA na região Centro-Oeste (39,4%), predominantemente de bezerros de rebanhos de corte, foi maior que nas regiões Sul (19,4%) e Sudeste (17,6%). A distribuição temporal dos bezerros infectados com RVA avaliados por dois períodos de cinco anos (2006-2010, 24,5%; 2011-2015, 28,8%) demonstrou uma frequência muito semelhante em ambos os períodos. Considerando a amplitude regional e temporal deste estudo, pode-se concluir que RVA continua sendo uma importante etiologia de diarreia neonatal em bezerros de rebanhos bovinos brasileiros.


#3 - Hemolytic anemia in beef cattle in extensive system farming in Mato Grosso and Rondônia, 38(8):1475-1483

Abstract in English:

ABSTRACT.- Rondelli L.A.S., Becker M., Caldeira F.H.B., Ribeiro M., Furlan F.H., Colodel E.M., Pescador C.A. & Antoniassi N.A.B. 2018. [Hemolytic anemia in beef cattle in extensive system farming in Mato Grosso and Rondônia.] Anemia hemolítica em bovinos de corte em sistema de criação extensiva em Mato Grosso e Rondônia. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1475-1483. Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: naassi@gmail.com Cases of hemolytic anemia in beef cattle in na extensive breeding system in Mato Grosso and Rondônia have been monitored since 2008. The affected animals presented weakness, pale or icteric mucosas, blackened urine, prostration and anorexia. The outcome of these cases often is death, principally if the animals are forced to walk. Approximately 429 cattle died in these outbreaks andin some of these, mortality rates ranged from 0.26 to 50%. Research was carried out on the main infectious causes such as leptospirosis, babesiosis, trypanosomiasis, anaplasmosis and bacillary hemoglobinuria, as well as the possible toxic causes reported as etiology of hemolytic anemia in cattle through hematology, blood biochemistry, molecular and histopathological examinations. Any plant ready described in Brazil as cause of hemolytic anemia in animals from livestock interest was observed in thosefarms. Although the etiology of these cases is not yet known, clinical and pathological evidences of the disease suggested that it is caused by a toxic plant of hemolytic action, present in the affected properties, but not yet confirmed experimentally.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Rondelli L.A.S., Becker M., Caldeira F.H.B., Ribeiro M., Furlan F.H., Colodel E.M., Pescador C.A. & Antoniassi N.A.B. 2018. [Hemolytic anemia in beef cattle in extensive system farming in Mato Grosso and Rondônia.] Anemia hemolítica em bovinos de corte em sistema de criação extensiva em Mato Grosso e Rondônia. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1475-1483. Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: naassi@gmail.com Casos de anemia hemolítica em bovinos de corte em sistema de criação extensiva em Mato Grosso e Rondônia são acompanhados desde 2008. Os animais acometidos apresentam fraqueza, mucosas pálidas ou ictéricas, urina enegrecida, depressão e anorexia. Esse quadro muitas vezes evolui para morte, principalmente quando os animais são movimentados. Durante esse período aproximadamente 429 bovinos morreram em diferentes surtos eem alguns casos a mortalidade chegou a 50%. Foi realizada investigação para as principais causas infecciosas como leptospirose, babesiose, tripanossomíase, anaplasmose e hemoglobinúria bacilar, bem como para as possíveis causas toxicas relatadas como etiologia de anemia hemolítica em bovinos por meio de exames hematológicos, bioquímica sanguínea, moleculares e histopatológicos. Não se observou nas propriedades acometidas, nenhuma das plantas já descritas no Brasil como causadora de anemia hemolítica em animais de interesse pecuário no momento das investigações dos surtos. Apesar da etiologia desses casos ainda não ser conhecida, as evidências epidemiológicas, clínicas e patológicas da doença sugerem que a mesma seja causada por uma planta tóxica de ação hemolítica, presente nas propriedades acometidas, mas que ainda não foi confirmada experimentalmente.


#4 - Epidemiological and clinical study of foot diseases in beef cattle extensive management in southeastern Pará, Brazil.

Abstract in English:

The epidemiological study was conducted in 12 farms with the history of foot disease occurrence. Clinical examination of the affected cattle for the diagnosis of foot disease was performed only on nine of these farms. Multiple risk factors were found for digit injuries, as syringes floors paved with rocks, working chutes with iron fittings exposure, loading ramps covered with sharp stones and the lack of maintenance and structural errors. On each farm there was an inappropriate handling of cattle. On 91.7% of them (11/12) existed pickets with trunks of trees and 66.7% (8/12) had areas of sloping relief with stones. Moreover, 16.7% (2/12) of the farms were in marsh areas and wetlands. Sodomy was reported for all farms. None of them adopted preventive measures related to foot problems. A total of 498 cattle, males and females, were examined. The hind limbs were the most affected in both, females and in males. In females 629 lesions were diagnosed. The septic pododermatitis was the most common, followed by claw deformities, pododermatitis in the paradigits and digital dermatitis. In males 285 injuries were diagnosed; the most common were septic pododermatitis, claw deformities and heel erosion. It was concluded that management errors associated with inadequate facilities were factors that contributed to the occurrence of foot diseases in beef cattle of the farms studied. The environmental characteristics favored the development of lesions; combined injuries were more prevalent than the simple ones diagnosed in cattle of all farms. Early diagnosis was not carried out in the field, what helped to increase the severity and the diversification of the foot problems.

Abstract in Portuguese:

Foram avaliados os fatores epidemiológicos e as afecções podais de bovinos de corte no estado do Pará em 12 propriedades. Em todas foi realizado o estudo epidemiológico e em nove o estudo epidemiológico e o exame clínico dos animais. Nos centros de manejo foram observados fatores favoráveis a traumatismos nos dígitos dos bovinos, como piso das seringas calçado com pedras, troncos com exposição de ferragens e rampas dos embarcadores com pisos de pedras pontiagudas, além da falta de manutenção e erros estruturais. Em todas as fazendas observou-se um manejo inadequado dos animais. Em 91,7% das fazendas (11/12) havia piquetes com presença de troncos de árvores e 66,7% (8/12) apresentavam áreas de relevo inclinado com presença de pedras. Em 16,7% (2/12) das fazendas havia áreas de brejo com áreas alagadas. A sodomia foi relatada em todas as propriedades. Nenhuma fazenda adotava medidas profiláticas relacionadas às afecções podais. Foram examinados 498 bovinos entre fêmeas e machos. Os membros pélvicos foram mais acometidos, tanto nas fêmeas quanto nos machos. Foram diagnosticadas 629 lesões nas fêmeas, sendo as mais frequentes pododermatite séptica, deformações ungulares, pododermatite da sobreunha e dermatite digital. Nos machos diagnosticou-se 285 lesões e as mais frequentes foram pododermatite séptica, deformações ungulares e abrasão de talão. Conclui-se que erros de manejo associados às condições inadequadas das instalações foram fatores que contribuíram para a ocorrência de enfermidades podais em bovinos de corte nas fazendas estudadas; as características ambientais favoreceram o desenvolvimento das lesões; as associações de lesões foram mais prevalentes do que as simples, sendo diagnosticadas em animais em todas as fazendas estudadas; o diagnóstico precoce a campo não era realizado, o que contribuiu para aumentar a gravidade e a diversificação das afecções podais diagnosticadas.


#5 - Major health problems and their economic impact on beef cattle under two different feedlot systems in Brazil, 36(9):837-843

Abstract in English:

ABSTRACT.- Malafaia P., Granato T.A.L., Costa R.M., Souza V.C., Costa D.F.A. & Tokarnia C.H. 2016. Major health problems and their economic impact on beef cattle under two different feedlot systems in Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(9):837-843. Departamento de Nutrição Animal e Pastagem, Instituto de Zootecnia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: malafaia_ufrrj@yahoo.com.br This study aimed to describe the diagnosis of health problems and to evaluate the cost of their treatment for cattle raised in feedlots to be slaughtered or to be sold as sires for cow-calf systems. Bovine respiratory disease and digestive disorders were the main problems diagnosed in the feedlot for slaughter; the cost for treatment was high, accounting for 9.7 to 20.9 kg of live weight (LW) or the equivalent of 7 to 15% of total LW gained over the days on feed. Due to the high intake of starch-rich concentrate, rumen and fecal pH was lower, whilst rumen osmolarity and blood lactate were higher in cattle fed for slaughter. Cattle affected by digestive disorders spent on average four additional days in the feedlot. Diseases and cost of treatments were associated with lower average daily gain and considerable economic losses. Health problems commonly observed in the feedlots for slaughter were not observed in the feedlots for males to be sold as sires. The most likely reason for this observation was the more careful nutrition and prophylactic health management in sire production systems, which produce animals of much higher selling price. Results from this study suggest that health problems found in feedlots for slaughter may not only reduce animal productivity and pro&#64257;tability, but also the welfare of the animals. The systemic understaffing of livestock cattle workers and veterinarians in large feedlots in Brazil results in under reporting of diseases and lack to understand epidemiological context and disease prevention.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Malafaia P., Granato T.A.L., Costa R.M., Souza V.C., Costa D.F.A. & Tokarnia C.H. 2016. Major health problems and their economic impact on beef cattle under two different feedlot systems in Brazil. [Principais problemas sanitários e seu impacto econômico em bovinos de corte criados em diferentes tipos de confinamento no Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(9):837-843. Departamento de Nutrição Animal e Pastagem, Instituto de Zootecnia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: malafaia_ufrrj@yahoo.com.br No presente estudo coletou-se e se interpretou dados sobre os principais problemas sanitários, bem como a respeito dos custos com os tratamentos de bovinos de corte confinados em dois sistemas diferentes: o tradicional, isto é, aquele que objetiva produzir animais prontos para o abate e o sistema de produção de touros destinados à venda destes como reprodutores. A porcentagem de bovinos confinados para o abate e que adquiriram problemas sanitários foi consideravelmente maior do que nos sistemas que os confinam para a venda como futuros reprodutores. As pneumonias e os transtornos digestórios foram os principais problemas diagnosticados no confinamento para o abate e os custos com os tratamentos foram elevados e, em média, representaram entre 9,7 e 20,9 kg de peso vivo ou o equivalente de 7 a 15% das arrobas ganhas durante o período confinado. O crescimento exagerado e a aglutinação (paraqueratose) das papilas ruminais foram os principais achados macroscópicos nos rúmens dos bovinos confinados para o abate. Devido à maior ingestão de grãos, o pH ruminal e fecal foi sempre menor, enquanto que a osmolaridade ruminal e o lactato sanguíneo foi sempre maior nos animais confinados para o abate. O tempo de permanência no confinamento foi maior, em média 4 dias, para os animais que adquiriram qualquer problema digestório. Isso, aliado ao fato de também terem os menores ganhos de peso diários, pode resultar em um considerável prejuízo. Os ganhos de peso diários foram similares para os animais confinados (que ingeriram mais de 85% de concentrados) para o abate e para os que foram confinados para a venda como reprodutores, que consumiram cerca de 50% de concentrados em sua dieta.


#6 - Economic evaluation of three strategies of mineral supplementation for beef cattle in State of Pará, Brazil, 36(7):600-604

Abstract in English:

ABSTRACT.- Barbosa F.B., Bomjardim H.A., Helayel M.J.S.A., Faial K.C.F., Oliveira C.M.C., Malafaia P., Brito M.F. & Barbosa J.D. 2016. [Economic evaluation of three strategies of mineral supplementation for beef cattle in State of Pará, Brazil.] Avaliação econômica de três tipos de suplementação mineral para bovinos de corte no estado do Pará. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(7):600-604. Instituto de Medicina Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal do Pará, Campus de Castanhal, Rodovia BR-316 Km 61, Castanhal, PA 68741-740, Brazil. E-mail: diomedes@ufpa.br Three alternatives of mineral supplementation of 18 to 20-month-old male Nelore cattle with 299.5 to 308.5 kg of body weight were used at a farm in northeast of Pará state, Brazil. To evaluate which mineral mixture resulted in better cost-benefit, three groups of 20 head were supplemented for six months, from March to August of 2012. Group 1 was supplemented with a selected mineral mixture (SMM) composed of 25kg NaCl, 50kg dicalcium phosphate, 190g copper sulphate, 60g cobalt sulphate, and 15g sodium selenite, having 133g Na, 123g P, 631mg Cu, 167mg Co, and 9mg Se per kg; this mixture was made based in previous clinical-nutritional examination of herd. Group 2 (control), supplemented only with NaCl; and group 3 received a commercial mineral mixture (CMM), routinely used in this farm, with 130g P, 220g Ca, 18g Mg, 36g S, 6000mg Zn, 1500mg Cu, 2000mg Mn, 200mg Co, 90mg I, and 36mg Se per kg. Concentrations of phosphorus, copper, zinc and iron were determined in liver and 12th ribs. The best cost-benefit alternative was the SMM; the forage alone did not contain enough Co to meet the requirements of the control group, but provided enough P, Cu, Zn and Se during the five months of the experiment.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Barbosa F.B., Bomjardim H.A., Helayel M.J.S.A., Faial K.C.F., Oliveira C.M.C., Malafaia P., Brito M.F. & Barbosa J.D. 2016. [Economic evaluation of three strategies of mineral supplementation for beef cattle in State of Pará, Brazil.] Avaliação econômica de três tipos de suplementação mineral para bovinos de corte no estado do Pará. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(7):600-604. Instituto de Medicina Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal do Pará, Campus de Castanhal, Rodovia BR-316 Km 61, Castanhal, PA 68741-740, Brazil. E-mail: diomedes@ufpa.br Em uma propriedade localizada na região nordeste do Estado do Pará foram analisadas alternativas de suplementação mineral para bovinos de corte, da raça nelore, machos, com idades entre 18 e 20 meses e pesos de 299,5 a 308,5 kg. Foram avaliados o custo benefício, os valores dos minerais no fígado e nas costelas e o ganho de peso médio diário dos animais submetidos aos diferentes tratamentos. O estudo foi realizado durante seis meses (março a agosto de 2012), no período de ótima oferta de pastagem. Foram utilizados 60 bovinos, divididos em três grupos de 20 animais em delineamento experimental inteiramente casualizado. O Grupo 1 foi suplementado com uma mistura mineral seletiva (MMS) composta por 25kg de NaCl, 50kg de fosfato bicálcico,190g de sulfato de Cobre, 60g de sulfato de Cobalto e 15g de selenito de sódio; essa mistura continha, em um quilograma, 133g de Na, 123g de P, 631 mg de Cu, 167mg de Co e 9 mg de Se; essa mistura foi proposta com base no prévio diagnóstico clínico-nutricional do rebanho. O Grupo 2 foi suplementado apenas com NaCl (Grupo controle) e o Grupo 3 recebeu uma mistura mineral comercial (MMC), rotineiramente utilizada na fazenda, contendo, em um quilograma, 130g de P, 220g de Ca, 18g de Mg, 36g de S, 6.000mg de Zn, 1.500mg de Cu, 2.000mg de Mn, 200mg de Co, 90mg de I e 36mg de Se. O melhor custo benefício foi obtido com a mistura mineral seletiva. A pastagem não contém Co suficiente para atender as necessidades dos bovinos do grupo controle, mas foi capaz de suprir as necessidades de P, Cu, Zn e Se durante os cinco meses do experimento.


#7 - Aerobes and anaerobe facultative Gram-negative rod-shaped bacteria in the ruminal fluid of beef cattle fed lignified pasture and steers with ruminal acidosis, 35(9):811-816

Abstract in English:

ABSTRACT.- Vieira E.A., Abrão F.O., Ribeiro I.CO., Nigri A.C.A., Silva K.F., Careli R.T., Geraseev L.C. & Duarte E.R. 2015. [Aerobes and anaerobe facultative Gram-negative rod-shaped bacteria in the ruminal fluid of beef cattle fed lignified pasture and steers with ruminal acidosis.] Bastonetes Gram-negativos aeróbios e anaeróbios facultativos no fluido ruminal de bovinos de corte alimentados em pastagem lignificada e em novilhos com acidose ruminal. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(9):811-816. Instituto de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Minas Gerais, Campus Regional de Montes Claros, Cx. Postal 135, Avenida Universitária 1000, Bairro Universitário, Montes Claros, MG 39404-006, Brazil. E-mail: duartevet@hotmail.com This study aimed to analyze the population of Gram negative bacteria, rod-shaped aerobic and facultative anaerobes, in ruminal fluid of health Zebu cattle of different categories fed in tropical pasture and steers fed high levels of grain and without bulky. Rumen fluid from 32 cows, 50 steers and 50 calves fed on Brachiaria spp. and 20 steers with ruminal acidosis were collected. After decimal dilutions, the samples were inoculated on petri dishes with agar MacConkey at 39°C. Biochemical tests were used to identify the most common genera these bacteria. The concentration of these bacteria did not differ in the rumen of cows, calves and calves fed lignified tropical pasture and the most frequently identified genera for these animals were Escherichia, Enterobacter and Klebsiella. However, steers fed without forage and with acidosis showed a higher detection rate and larger population of these bacteria in the rumen (>6 log/ml) compared to steers fed only pasture. The Escherichia coli species was predominant among theses bacteria isolated from the rumen fluid of steers with acidosis (p<0.01). In beef zebu cattle raised on pasture lignified, the population of these microorganisms in the rumen is low showing greater diversity of genera. However in confined zebu steers fed without forage and with sub acute ruminal acidosis occur disequilibrium with increased E. coli population.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Vieira E.A., Abrão F.O., Ribeiro I.CO., Nigri A.C.A., Silva K.F., Careli R.T., Geraseev L.C. & Duarte E.R. 2015. [Aerobes and anaerobe facultative Gram-negative rod-shaped bacteria in the ruminal fluid of beef cattle fed lignified pasture and steers with ruminal acidosis.] Bastonetes Gram-negativos aeróbios e anaeróbios facultativos no fluido ruminal de bovinos de corte alimentados em pastagem lignificada e em novilhos com acidose ruminal. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(9):811-816. Instituto de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Minas Gerais, Campus Regional de Montes Claros, Cx. Postal 135, Avenida Universitária 1000, Bairro Universitário, Montes Claros, MG 39404-006, Brazil. E-mail: duartevet@hotmail.com Objetivou-se analisar a população de bastonetes Gram negativos aeróbios e anaeróbios facultativas no suco ruminal bovinos zebuínos de diferentes categorias, alimentados em pastagem tropical, e de novilhos alimentados com alto teor de grão e sem volumosos. Foram coletados fluido ruminal de 32 vacas, 50 novilhos e 50 bezerros alimentadas em pastagem de Brachiaria spp. e de 20 novilhos com acidose ruminal. Após diluições decimais, amostras foram inoculadas em placas contendo ágar MacConkey a 39°C. Para a identificação dos gêneros mais frequentes foram utilizadas provas bioquímicas. A concentração dessas bactérias não diferiu no ambiente ruminal de vacas, novilhos e bezerros de corte alimentados com pastagem tropical lignificada. Os gêneros mais frequentemente identificados para esses animais foram Escherichia, Enterobacter e Klebsiella. Novilhos alimentados sem volumoso e com acidose apresentaram maior taxa de detecção e maior população dessas bactérias no ambiente ruminal (>6 log/ml) quando comparados aos novilhos alimentados somente em pastagem. A espécie Escherichia coli foi predominante entre as bactérias isoladas do fluido ruminal de novilhos alimentados com dieta com alta concentração de grãos e com acidose (p<0,01). Constatou-se que em bovinos de corte, criados em pastagem tropical lignificada, a população desses microrganismos é baixa no ambiente ruminal e com maior diversidade de gêneros bacterianos. Entretanto em novilhos confinados e alimentos sem volumoso, apresentando acidose ruminal subaguda, ocorre desequilíbrio populacional com aumento da população de E. coli.


#8 - Paratuberculosis in beef cattle in Southern Brazil, 35(5):437-442

Abstract in English:

ABSTRACT.- Fiss L., Santos B.L., Albuquerque P.P.F., Mota R.A., Marcolongo-Pereira C., Adrien M.L., Soares M.P. & Schild A.L. 2015. [Paratuberculosis in beef cattle in Southern Brazil.] Paratuberculose em bovinos de corte na região Sul do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(5):437-442. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário s/n, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br The epidemiological, clinical and pathological aspects of paratuberculosis diagnosed in southern Rio Grande do Sul in a beef cattle property are described. Two cattle raised extensively and that presented progressive weight loss and chronic diarrhea were necropsied. The mesenteric lymph nodes were enlarged and edematous. The intestinal mucosa was thickened and wrinkled with cerebroid aspect, especially in the final portion of the ileum, ileocecal valve and cecum. Fragments of the organs were fixed in 10% formalin, embedded in paraffin, sectioned and stained with hematoxylin and eosin (HE) and Ziehl-Neelsen (ZN). Feces samples were referred to Departamento de Medicina Veterinária, Área de Medicina Veterinária Preventiva da Universidade Federal Rural de Pernambuco, for the cultivation of Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis with Löwenstein Jensen for mycobacterial and PCR analysis. Histologically, granulomatous enteritis was observed in the jejunum, ileum, cecum and rectum, and in multifocal areas the duodenum and colon. Lymphangitis and granulomatous adenitis was also observed. In ZN staining numerous resistant acid-fast bacilli (AFB) within macrophages, giant cells of Langhans and mesenteric lymph nodes in the jejunum, ileum cecum and rectum were observed. There was no bacterial growth in stool samples. Five samples amplified the gene sequence IS900 specific for Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis. It can be concluded that paratuberculosis, despite the few reports, occurs in beef cattle raised extensively in southern Rio Grande do Sul, Paratuberculosis may have a higher prevalence in the region than it is assumed. There is need for diagnosis of this disease and to assume effective measures for its control, as for many it is still considered an exotic malady in Brazil.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Fiss L., Santos B.L., Albuquerque P.P.F., Mota R.A., Marcolongo-Pereira C., Adrien M.L., Soares M.P. & Schild A.L. 2015. [Paratuberculosis in beef cattle in Southern Brazil.] Paratuberculose em bovinos de corte na região Sul do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(5):437-442. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário s/n, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br Descrevem-se os aspectos epidemiológicos e clínico-patológicos de paratuberculose diagnosticada no sul do Rio Grande do Sul em uma propriedade de bovinos de corte. Dois bovinos criados extensivamente que apresentavam emagrecimento progressivo e diarreia crônica foram necropsiados. Os linfonodos mesentéricos estavam aumentados e edematosos. A mucosa do intestino estava espessada e enrugada com aspecto cerebroide principalmente na porção final do íleo, válvula íleo-cecal e ceco. Fragmentos dos órgãos foram fixados em formalina 10%, incluídos em parafina, cortados e corados pela técnica de hematoxilina e eosina (HE) e Ziehl-Neelsen (ZN). Fezes foram encaminhadas ao Departamento de Medicina Veterinária, Área de Medicina Veterinária Preventiva da Universidade Federal Rural de Pernambuco para o cultivo de Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis em meio Lowenstein Jensen com micobactina e para realização da PCR. Histologicamente, havia enterite granulomatosa no jejuno, íleo, ceco e reto, afetando multifocalmente, também, o duodeno e o cólon. Havia, ainda, linfangite e adenite granulomatosa. Pela coloração de ZN foram observados numerosos bacilos álcool-ácido resistentes (BAAR) no interior de macrófagos, células gigantes de Langhans e nos linfonodos mesentéricos no jejuno, íleo ceco e reto. Não houve crescimento bacteriano nas amostras de fezes e cinco amostras amplificaram a sequência genética IS900 específica do Mycobacterium avium subesp. paratuberculosis. Pelo presente trabalho pode-se concluir que a paratuberculose apesar dos poucos relatos ocorre também em bovinos de corte criados extensivamente no sul do Rio Grande do Sul e pode ter uma prevalência maior do que se supõe na região. Alerta-se para a necessidade do diagnóstico e da tomada de medidas efetivas de controle para esta doença que, por muitos, ainda é considerada uma doença exótica no Brasil.


#9 - Follicle and corpus luteum size and vascularity as predictors of fertility at the time of artificial insemination and embryo transfer in beef cattle, 35(5):470-476

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pinaffi F.L.V., Santos E.S., Silva M.G., Maturana Filho M., Madureira E.H. & Silva L.A. 2015. Follicle and corpus luteum size and vascularity as predictors of fertility at the time of artificial insemination and embryo transfer in beef cattle. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(5):470-476. Laboratório de Teriogenologia, Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Universidade de São Paulo, Av. Duque de Caxias Norte 225, Pirassununga, SP 13635-900, Brazil. E-mail: fabio_pinaffi@hotmail.com Two ultrasound based fertility prediction methods were tested prior to embryo transfer (ET) and artificial insemination (AI) in cattle. Female bovines were submitted to estrous synchronization prior to ET and AI. Animals were scanned immediately before ET and AI procedure to target follicle and corpus luteum (CL) size and vascularity. In addition, inseminated animals were also scanned eleven days after insemination to target CL size and vascularity. All data was compared with fertility by using gestational diagnosis 35 days after ovulation. Prior to ET, CL vascularity showed a positive correlation with fertility, and no pregnancy occurred in animals with less than 40% of CL vascularity. Prior to AI and also eleven days after AI, no relationship with fertility was seen in all parameters analyzed (follicle and CL size and vascularity), and contrary, cows with CL vascularity greater than 70% exhibit lower fertility. In inseminated animals, follicle size and vascularity was positive related with CL size and vascularity, as shown by the presence of greater CL size and vascularity originated from follicle with also greater size and vascularity. This is the first time that ultrasound based fertility prediction methods were tested prior to ET and AI and showed an application in ET, but not in AI programs. Further studies are needed including hormone profile evaluation to improve conclusion.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pinaffi F.L.V., Santos E.S., Silva M.G., Maturana Filho M., Madureira E.H. & Silva L.A. 2015. Follicle and corpus luteum size and vascularity as predictors of fertility at the time of artificial insemination and embryo transfer in beef cattle. [Tamanho e vascularização do folículo e corpo lúteo como preditores de fertilidade após inseminação artificial e transferência de embriões em gado de corte.] Pesquisa Veterinária Brasileira 35(5):470-476. Laboratório de Teriogenologia, Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Universidade de São Paulo, Av. Duque de Caxias Norte 225, Pirassununga, SP 13635-900, Brazil. E-mail: fabio_pinaffi@hotmail.com Duas técnicas de predição de fertilidade, baseadas em ultrassonografia, foram testadas no momento da transferência de embriões (TE) e inseminação artificial (IA) em bovinos. Fêmeas bovinas foram submetidas a protocolos de sincronização de estro para TE e IA. Os animais foram escaneados por ultrassonografia imediatamente antes do procedimento de TE e IA para identificar o tamanho e vascularização do folículo e corpo lúteo (CL). Além disso, os animais inseminados foram escaneados onze dias após a inseminação para identificar o tamanho e vascularização do CL. Todos os dados foram comparados com a fertilidade utilizando-se do diagnóstico gestacional 35 dias após a ovulação. No momento da TE, a vascularização do CL apresentou-se positivamente relacionada com a fertilidade, sendo que animais com menos de 40% de vascularização do CL não ficaram gestantes. No momento da IA, assim como onze dias após a IA, nenhuma relação foi encontrada entre fertilidade e os parâmetros analizados (tamanho e vascularização do folículo e CL), enquanto que contrariamente, houve uma queda na fertilidade em vacas com vascularização do CL acima de 70%. Nos animais inseminados, o tamanho e vascularização do folículo foi positivamente relacionado ao tamanho e vascularização do CL, demonstrado pela presença de um CL maior e mais vascularizado proveniente de um folículo maior e mais vascularizado. O presente estudo é o primeiro a mostrar métodos de predição de fertilidade baseados em ultrassonografia no momento da IA e TE, demonstrando uma aplicabilidade prática no momento da TE. Novos estudos são necessários para suportar os resultados mostrados, incluindo análises hormonais.


#10 - Stomoxys calcitrans outbreaks in pastured beef cattle in the state of Mato Grosso do Sul, Brazil, 30(11):945-952

Abstract in English:

Abstract.- Barros A.T.M., Koller W.W., Catto J.B. & Soares C.O. 2010. [Stomoxys calcitrans outbreaks in pastured beef cattle in the state of Mato Grosso do Sul, Brazil.] Surtos por Stomoxys calcitrans em gado de corte no Mato Grosso do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(11):945-952. Embrapa Pantanal, Rua 21 de Setembro 1880, Bairro Nossa Senhora de Fátima, Caixa Postal 109, Corumbá, MS 79320-900, Brazil. E-mail: thadeu@cpap.embrapa.br The expansion of the alcohol industry has led to the installation of ethanol plants in areas traditionally occupied by beef cattle in the Brazilian Midwest. Stable fly (Stomoxys calcitrans) outbreaks associated with alcohol plants have been reported in Nelore cattle in Mato Grosso do Sul, Brazil, in the last two years. Visits to livestock ranches and alcohol plants were held in mid-November 2009 at the end of S. calcitrans outbreaks in the counties of Angélica and Ponta Porã, MS. Interviews, surveys and collections of immature stages of flies were conducted at the sites and the entomological material was taken to the laboratory for further emergency. High stable fly infestations and cattle bunching behavior were observed during visits. Stable fly breeding sites were found and emergence of adult flies occurred from material collected from both cattle ranches and alcohol plants. The set of information, on-site observation, and sampling results made possible a preliminary epidemiological approach on the dynamics of S. calcitrans outbreaks as well as a discussion of potential risk factors.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Barros A.T.M., Koller W.W., Catto J.B. & Soares C.O. 2010. [Stomoxys calcitrans outbreaks in pastured beef cattle in the state of Mato Grosso do Sul, Brazil.] Surtos por Stomoxys calcitrans em gado de corte no Mato Grosso do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(11):945-952. Embrapa Pantanal, Rua 21 de Setembro 1880, Bairro Nossa Senhora de Fátima, Caixa Postal 109, Corumbá, MS 79320-900, Brazil. E-mail: thadeu@cpap.embrapa.br A expansão da indústria sucroalcooleira tem levado à instalação de usinas de álcool em áreas tradicionalmente ocupadas pela pecuária de corte na região Centro-Oeste do País. Surtos pela mosca-dos-estábulos (Stomoxys calcitrans) em bovinos Nelore têm sido relatados nos últimos dois anos em Mato Grosso do Sul, associados a estas usinas. Visitas em propriedades pecuárias e usinas foram realizadas em meados de novembro 2009, ao final de surtos por S. calcitrans ocorridos nos municípios de Angélica e Ponta Porã, MS. Entrevistas, observações e coletas de imaturos de dípteros foram realizadas nos locais e o material entomológico coletado foi levado ao laboratório para posterior emergência. Elevadas infestações pela mosca-dos-estábulos e comportamento de agrupamento dos bovinos foram observados. Sítios de reprodução foram encontrados nos locais e a emergência de S. calcitrans foi constatada nas amostras coletadas tanto nas fazendas como nas usinas. O conjunto de informações, observações in loco e resultados das amostragens possibilitaram realizar uma abordagem epidemiológica preliminar sobre a dinâmica dos referidos surtos por S. calcitrans e discutir potenciais fatores de risco.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV