Resultado da pesquisa (2)

Termo utilizado na pesquisa Berkman C

#1 - Low dose of dichloroacetate infusion reduces blood lactate after submaximal exercise in horses, 33(1):57-60

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ferraz G.C., Brito H.C.D., Berkman C., Albernaz R.M., Araújo R.A., Silva M.H.M., D’Angelis F.H.F. & Queiroz-Neto A. 2013. Low dose of dichloroacetate infusion reduces blood lactate after submaximal exercise in horses. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(1):57-60. Laboratório de Farmacologia e Fisiologia do Exercício Equino, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: gferraz@fcav.unesp.br The acute administration of an indirect activator of the enzyme pyruvate dehydrogenase (PDH) in human athletes causes a reduction in blood lactate level during and after exercise. A single IV dose (2.5m.kg-1) of dichloroacetate (DCA) was administered before a submaximal incremental exercise test (IET) with five velocity steps, from 5.0 m.s-1 for 1 min to 6.0, 6.5, 7.0 and 7.5m.s-1 every 30s in four untrained mares. The blood collections were done in the period after exercise, at times 1, 3, 5, 10, 15 and 20 min. Blood lactate and glucose (mM) were determined electro-enzymatically utilizing a YSI 2300 automated analyzer. There was a 15.3% decrease in mean total blood lactate determined from the values obtained at all assessment times in both trials after the exercise. There was a decrease in blood lactate 1, 3, 5, 10, 15 and 20 min after exercise for the mares that received prior DCA treatment, with respective mean values of 6.31±0.90 vs 5.81±0.50, 6.45±1.19 vs 5.58±1.06, 6.07±1.56 vs 5.26±1.12, 4.88±1.61 vs 3.95±1.00, 3.66±1.41 vs 2.86±0.75 and 2.75±0.51 vs 2.04±0.30. There was no difference in glucose concentrations. By means of linear regression analysis, V140, V160, V180 and V200 were determined (velocity at which the rate heart is 140, 160, 180, and 200 beats/minute, respectively). The velocities related to heart rate did not differ, indicating that there was no ergogenic effect, but prior administration of a relatively low dose of DCA in mares reduced lactatemia after an IET.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ferraz G.C., Brito H.C.D., Berkman C., Albernaz R.M., Araújo R.A., Silva M.H.M., D’Angelis F.H.F. & Queiroz-Neto A. 2013. Low dose of dichloroacetate infusion reduces blood lactate after submaximal exercise in horses. [Baixa dose de infusão de dicloroacetato reduz o lactato sanguíneo após exercício submáximo em cavalos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(1):57-60. Laboratório de Farmacologia e Fisiologia do Exercício Equino, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: gferraz@fcav.unesp.br A administração aguda de um ativador indireto da enzima piruvato desidrogenase (PD) em atletas da espécie humana provoca redução na concentração de lactato sanguíneo durante e após exercício. Uma dose única, intravenosa de 2.5m.kg-1 de dicloroacetato (DCA) foi administrada antes de um exercício teste incremental submáximo (ETI) com cinco etapas de velocidade sendo 5,0 ms-1 por 1 minuto e 6,0, 6,5, 7,0, e 7,5 ms-1 a cada 30 segundos em quatro éguas destreinadas. As coletas de sangue foram realizadas no período após o exercício, nos momentos de 1, 3, 5, 10, 15 e 20 min. Lactato e glicose (mM) foram determinados electro-enzimaticamente utilizando um analisador automático (YSI 2300). Houve redução de 15,3% no lactato sanguíneo total médio que foi determinado a partir dos valores obtidos em todos os momentos de avaliação em ambos os testes, após o exercício. Houve diminuição na lactatemia 1, 3, 5, 10, 15 e 20 minutos após exercício para as éguas que receberam infusão de DCA, com os respectivos valores médios de 6,31±0,90 versus 5,81±0,50, 6,45±1,19 versus 5,58±1,06, 6,07±1,56 versus 5,26±1,12, 4,88±1,61 versus 3,95±1,00, 3,66±1,41 versus 2,86±0,75 e 2,75±0,51 versus 2,04±0,30. Não houve diferença nas concentrações de glicose. Por meio de análise de regressão linear, V140, V160, V180 e V200 foram determinados (velocidades em que as taxas cardíacas alcançam 140, 160, 180 e 200 bpm, respectivamente). As velocidades relacionadas com a frequência cardíaca não diferiram, indicando que não houve efeito ergogênico, mas a administração prévia de uma dose relativamente baixa de DCA em éguas reduziu a lactatemia após um ETI.


#2 - Causes of death of Thoroughbred racehorses at Octavio Dupont Veterinary Hospital, Brazilian Jockey Club, Rio de Janeiro, 32(3):189-193

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pereira M.C., Ferraz G.C., Ferraudo A.S., Quintelas A.R., Berkman C. & Queiroz-Neto A. 2012. Causes of death of Thoroughbred racehorses at Octavio Dupont Veterinary Hospital, Brazilian Jockey Club, Rio de Janeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(3):189-193. Laboratório de Fisiologia do Exercício Equino, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: gferraz@fcav.unesp.br There are few studies that approach the epidemiology of deaths in racehorses in a broad manner. The majority focus on a specific affection or procedure. Brazil does not have a program instituted for the monitoring of deaths of horses. By means of a descriptive study in association with a multivariate analysis method, an epidemiologic profile was determined for deaths related to musculoskeletal (MS), gastrointestinal (GI), respiratory (RES) systems, neurologic origin (NEU) and sudden death (SD) for the years of 2002 to 2008, at the Octavio Dupont Veterinary Hospital-Rio de Janeiro (ODVH). Males comprised the majority of deaths and that deaths were related to, decreasing order, MS>GI>SD>NEU>RES, with respect to general mortality rate per large group of determined causes (TSPMr). The majority of deaths registered included horses aged four to five years (ID4-ID5). We observed the following correspondence relations: (3-year period = SM - ID>5 - SD; ID>5 - GI; ID4-5 - MS; SF - ID<4 - RES/ NEU); (4-year period = SM - ID>5 - GI; SF - ID<4 - NEU; ID4-5 - MS; GI - ID>5). The present study points out the importance and necessity of epidemiologic studies of lesions in horses, based on diagnosis for the recognition of predisposing factors and prevention.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pereira M.C., Ferraz G.C., Ferraudo A.S., Quintelas A.R., Berkman C. & Queiroz-Neto A. 2012. Causes of death of Thoroughbred racehorses at Octavio Dupont Veterinary Hospital, Brazilian Jockey Club, Rio de Janeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(3):189-193. Laboratório de Fisiologia do Exercício Equino, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: gferraz@fcav.unesp.br [Causas de mortes de cavalos de corrida registradas no Hospital Veterinário Octávio Dupont, Jockey Clube Brasileiro, Rio de Janeiro.] Existem poucas pesquisas que abordam estudos epidemiológicos de mortes em cavalos de corrida de uma forma ampla. A maioria restringe-se a uma afecção ou procedimento específico. O Brasil não possui um programa de monitoramento de mortes instituído. Através de um estudo descritivo em associação a metodologia multivariada de análise, realizou-se um estudo epidemiológico de causa mortis relacionadas com afecções musculosqueléticas (MS), gastrointestinais (GI), sistema respiratório (RES), neurológico (NEU) e mortes súbitas (SD) durante os anos de 2002 a 2008 no Hospital Octavio Dupont, Rio de Janeiro. Os machos representaram o sexo mais afetado e a causa mortis relacionada com a taxa geral de mortalidade por grandes grupos de causas determinadas apresentou a seguinte ordem decrescentemente: MS>GI>SD>NEU>RES. A maioria dos óbitos registrados foi de cavalos na faixa etária de quatro a cinco anos (ID4-ID5). Seguidamente, observaram-se as seguintes relações de correspondência: (Triênio = SM-ID>5-SD; ID>5-GI; ID4-5-MS; SF-ID<4-RES/NEU); (Quatriênio = SM - ID>5 - GI; SF - ID<4 - NEU; ID4-5 - MS; GI - ID>5). O presente estudo aponta a importância e necessidade de estudos epidemiológicos sobre lesões em cavalos atletas, objetivando o diagnostico, reconhecimento de fatores predisponentes e prevenção.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV