Resultado da pesquisa (1)

Termo utilizado na pesquisa Bolaños C.D

#1 - Maternal, fetal and neonatal heart rate and heart rate variability in Holstein cattle

Abstract in English:

The aim of this study was to describe the normal values for maternal, fetal and neonatal heart rate (HR) and heart rate variability (HRV) indexes in the time domain (standard deviation of beat-to-beat interval - SDNN; root mean square of successive beat-to-beat differences - RMSSD) and the frequency domain (low frequency - LF; high frequency - HF; relationship between low and high frequency - LF/HF) in 23 Holstein cows, 23 fetuses and 18 neonates during the perinatal period. HR and HRV were calculated by fetomaternal electrocardiography (ECG). Fetomaternal measurements were taken six times prepartum (between days 234 and 279 of pregnancy) and measurements were taken in neonates six times after calving (after birth and five times weekly). HR, time and frequency domain were analyzed. No significant changes in maternal, fetal beat-to-beat interval (RR interval) or HR were found. In maternal variables, SDNN decreased significantly from 38.08±2.6ms (day 14 before calving) to 23.7±2.5ms (day 1 after calving) (p<0.05), but the RMSSD did not change significantly. HR and RR interval of calf differed statistically from the day before delivery (163±7.5bpm; 381±24.2ms) to the day after calving (131±5bpm; 472±16.2ms). Time variables (SDNN and RMSSD) and the frequency-domain variables (LF and HF) were significantly different (p<0.05) between fetal and neonatal stages. Reductions in the values of SDNN and RMSSD can reflect a sympathetic dominance. After calving, the increase in HF and decrease in LF variables can indicate activation of the vagal nerve followed by heart and respiratory modulation.

Abstract in Portuguese:

O objetivo deste estudo foi descrever os valores normais para os índices de frequência cardíaca (FC) materna, fetal e neonatal e de variabilidade da frequência cardíaca (VFC) no domínio do tempo (desvio padrão do intervalo batimento a batimento, SDNN; raiz quadrada média de sucessivas diferenças de batimento a batimento, RMSSD) e do domínio da frequência (baixa frequência, LF; alta frequência, HF; relação entre baixa e alta frequência, LF/HF) em 23 vacas Holandesas, 23 fetos e 18 neonatos durante o período perinatal. A FC e a VFC foram calculadas por eletrocardiografia materno-fetal. As medidas materno‑fetais foram realizadas seis vezes antes do parto (entre os dias 234 e 279 de gestação) as medidas neonatais foram realizadas seis vezes após o parto (um dia após nascimento e semanalmente, durante cinco semanas). FC, e variáveis no domínio do tempo e de frequência foram analisadas. Não foram encontradas alterações significativas na FC e no intervalo de batimento para batimento (intervalo RR) materno e fetal. Nas variáveis ​​maternas, o SDNN diminuiu significativamente de 38,08±2,6ms (dia 14 antes do parto) para 23,7±2,5ms (dia 1 após o parto) (p<0,05), mas o RMSSD não alterou significativamente. A FC e o intervalo e RR do bezerro diferiram estatisticamente a partir de um dia antes do parto (163±7,5bpm, 381±24,2ms) até o dia seguinte ao parto (131±5bpm, 472±16,2ms). As variáveis ​​de tempo (SDNN e RMSSD) e as variáveis ​​de domínio de frequência (LF e HF) foram significativamente diferentes (p<0,05) entre os momentos fetal e neonatal. As reduções nos valores de SDNN e RMSSD podem refletir domínio simpático. Após o parto, o aumento da HF e a diminuição das variáveis ​​LF podem indicar a ativação do nervo vagal seguido de modulação cardíaca e respiratória.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV