Resultado da pesquisa (4)

Termo utilizado na pesquisa Borges F.A

#1 - Consecutive outbreaks caused by Eimeria zuernii in calves on a rural property located in the municipality of São João da Boa Vista, State of São Paulo, Brazil

Abstract in English:

We report consecutive outbreaks (August 2015 and 2016) of disease caused by Eimeria zuernii in Canchim and Nelore calves about 45 days of age on a rural property in the municipality of São João da Boa Vista, state of São Paulo, Brazil. The first outbreak infected 78 calves (32 Nelore and 46 Canchim) between 35 and 55 days of age. The second outbreak infected 66 calves (36 Nelore and 47 Canchim) between 30 and 45 days of age. Some calves had bloody diarrhea and were dehydrated. Feces were collected from all animals (cows and calves) for coproparasitological examination and quantification of parasite eggs and oocysts per gram. The consecutive outbreaks in the 30 to 55 day-old calves occurred during the dry season (August). These outbreaks were caused by a high degree of infection by E. zuernii. Clinical signs (bloody diarrhea) and mortality of the calves triggered by eimeriosis/dehydration occurred in 8.3 and 1.4% of the herd in 2015 and 2016, respectively. These results highlight the importance of conducting field studies to better understand the parasitic dynamics of E. zuernii in calves younger than three months. Identifying the sources of infection, such as the water ingested by the animals, is also necessary, so that practical husbanddry can be recommended and adopted by the producers, to reduce the damage caused by outbreaks of Eimeria spp. in cattle herds.

Abstract in Portuguese:

O presente trabalho tem como objetivo relatar surtos consecutivos (Agosto de 2015 e 2016) ocasionado por Eimeria zuernii em bezerros de corte, Canchim e Nelore, com aproximadamente 45 dias de vida, em uma propriedade rural localizada no município de São João da Boa Vista, estado de São Paulo. O primeiro surto foi diagnosticado em um lote composto por 78 bezerros, entre 35 e 55 dias de idade. Dos 78 bezerros, 32 eram Nelore e os outros 46 Canchim. Já o segundo, ocorreu em um novo lote de 66 bezerros (sendo 36 Nelore e 47 Canchim), com idade entre 30 e 45 dias. Alguns animais apresentaram diarreia sanguinolenta e desidratação. Colheitas de fezes de todos os animais (vacas e bezerros) foram realizadas para realização de exame coproparasitológico e quantificação de ovos e oocistos por grama (OPG e OoPG) de fezes de parasitos. Com base nos resultados encontrados neste estudo, é possível afirmar que os surtos consecutivos em bezerros de corte entre 30 e 55 dias de idade, na época seca do ano (agosto), foram desencadeados pelo elevado grau de infecção destes animais por E. zuernii. Analisando os dois anos em que os surtos ocorreram, a presença de sinais clínicos (diarreia sanguinolenta) e a mortalidade de bezerros desencadeada pela eimeriose/desidratação, aconteceram em 8,3% 1,4% do rebanho, respectivamente. Estes resultados destacam a importância em se realizar pesquisas de campo, com o objetivo de se melhor entender a dinâmica de parasitismo de E. zuernii e E. bovis em bezerros com idade inferior a três meses, em função dos motivos já discutidos neste estudo. Além disso, é necessário que se investigue as possíveis fontes de infecção, como a água ingerida pelos animais, para que condutas práticas possam ser adotadas/recomendadas aos proprietários, diminuindo desta maneira os prejuízos ocasionados por surtos de Eimeria spp em rebanhos bovinos.


#2 - Effectiveness of lasalocid assessment and some epidemiological factors of Eimeria spp. parasitizing Nellore calves kept on pasture, 37(2):121-128

Abstract in English:

ABSTRACT.- Cruvinel L.B., Borges D.G.L., Nicaretta J.E., Bastos T.S.A., Moro E., Gama R.D., Borges F.A. & Lopes W.D.Z. 2017. [Effectiveness of lasalocid assessment and some epidemiological factors of Eimeria spp. parasitizing Nellore calves kept on pasture.] Avaliação da eficácia da lasalocida e de alguns fatores epidemiológicos de Eimeria spp. parasitando bezerros Nelore mantidos em regime de pastejo. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(2):121-128. Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO 74605-050, Brazil. E-mail: wdzlopes@hotmail.com The main importance of eimeriosis in cattle is due to lower performance shown with the disease in its sub-clinical form. This study evaluated the efficacy of lasalocid used against Eimeria spp. parasitizing calves. We also evaluated the weight gain of calves submitted to different treatments and analyzed some epidemiological factors that might interfere with Eimeria infection; 288 calves were used in the study. The calves of treatment 1 received protein mineral salt in low consumption without lasalocid, while the calves of treatment 2 received protein mineral salt on low consumption with lasalocid, administered orally to 4 to 10-month-old calves. Harvest of feces and weight control was made on days 0 (before the start of the experiment), at weaning, and 30 and 60 days after weaning (DAW). Evaluation of some epidemiological factors which could be related to infection by Eimeria spp. of the calves, such as weaning, sex and time of year, were analyzed, taking into account the results regarding the 144 calves of the control group. Nine species of Eimeria were identified in descending order: E. brasiliensis, E. wyomingensis, E. bovis, E. canadian, E. zuernii, E. auburnensis, E. ellipsoidalis, E. pellita and E. cylindrica. Unexpectedly, decrease in parasite load could be observed after weaning. Even the farm did not adopt management measures aimed for greater productivity, as Artificial Insemination in Fixed Time, which in turn ends up with increase of the number of births and animal unit per hectare at a certain period of year, high parasitism of coccidia was diagnosed in calves of the control group. Oocyst counts per gram (OPG) of calves treated with lasalocid were significantly lower (P≤0.05) in the control group. The compound achieved ≥95% efficacy against the parasite in question. At the end of the study, calves fed lasalocid gained on average 7.2kg (p≤0.05) more than calves in the control group. For a farm that aims to sell calves soon after weaning, is recommended to start treatment with lasalocid, with the creep-feeding, from an age of three months on, since the weight gain calves treated with lasalocid was significantly (p=0.05) higher compared with the weight gain of the control group after five months of treatment. The difference in weight gain of calves treated with lasalocid compared with caves in the control group may also be partially related to the infection by Eimeria spp., as discussed in this paper.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Cruvinel L.B., Borges D.G.L., Nicaretta J.E., Bastos T.S.A., Moro E., Gama R.D., Borges F.A. & Lopes W.D.Z. 2017. [Effectiveness of lasalocid assessment and some epidemiological factors of Eimeria spp. parasitizing Nellore calves kept on pasture.] Avaliação da eficácia da lasalocida e de alguns fatores epidemiológicos de Eimeria spp. parasitando bezerros Nelore mantidos em regime de pastejo. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(2):121-128. Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO 74605-050, Brazil. E-mail: wdzlopes@hotmail.com A principal importância da eimeriose em bovinos, se deve ao baixo desempenho produtivo que os animais demonstram quando esta enfermidade apresenta-se sob a forma sub-clínica. Como objetivos, o presente trabalho avaliou a eficácia do uso da lasalocida sódica contra espécies de Eimeria spp. parasitando bezerros; avaliou também o desempenho ponderal dos animais submetidos aos diferentes tratamentos e analisou alguns fatores epidemiológicos que possam interferir na infecção por Eimeria nos bezerros. Foram utilizados 288 bezerros no dia 0 do estudo. Os animais pertencentes ao tratamento 01 receberam sal mineral proteinado de baixo consumo sem adição de lasalocida, enquanto que os bezerros do Tratamento 02 sal mineral proteinado de baixo consumo, com adição de lasalocida sódica, administrado via oral para bezerros dos quatro/cinco/seis meses até dez meses de idade. Colheita de fezes e pesagem dos animais foram realizadas nos dias 0 (antes do início do experimento), na desmama, 30 e 60 dias após desmama (DPD). A avaliação de alguns fatores epidemiológicos que pudessem ser relacionados com a infecção por Eimeria spp nos bezerros, como o desmame, sexo e época do ano, foram analisados neste estudo, levando-se em consideração os resultados encontrados durante todo estudo, para os 144 animais pertencentes ao grupo controle. Foram identificadas nove espécies de Eimeria nos bezerros em ordem decrescente: E. brasiliensis, E. wyomingensis, E. bovis, E. canadenses, E. zuernii, E. auburnensis, E. ellipsoidalis, E. pellita e E. cylindrica. Inesperadamente, diminuição na carga parasitária dos animais pode ser observada após o desmame. Mesmo a fazenda não adotando medidas de manejo que visam maior produtividade como a Inseminação Artificial em Tempo Fixo, que por sua vez acaba aumentando o número de nascimentos e unidade animal/hectare em uma determinada época do ano, elevado parasitismo pelo coccídio em questão foi diagnosticado nos bezerros pertencentes ao grupo controle. Talvez a época do ano em que o estudo foi realizado pode ter influenciado neste aspecto. As contagens de oocistos por grama (OoPG) de fezes para Eimeria dos animais tratados com lasalocida foram estatisticamente inferiores (P≤0,05) as do grupo controle após o início do estudo. O composto alcançou eficácia ≥95% contra o parasito em questão. No final do estudo, os animais que receberam lasalocida ganharam em média, 7,2kg a mais (P≤0,05) que os bezerros pertencentes ao grupo controle. Em propriedades que tem como objetivo a venda de bezerros logo após a desmama, recomenda-se o início do tratamento com a lasalocida, junto ao creep-feeding, a partir de três messes de idade, uma vez que diferencial no ganho em peso médio dos bezerros tratados foi significativamente (P≤0,05) mais elevado, em comparação ao grupo controle, após cinco meses de tratamento com o referido composto. Apesar de a lasalocida ser utilizada como um aditivo alimentar para animais, a diferença no ganho em peso vivo médio entre animais tratados com a lasalocida, em comparação a animais pertencentes ao grupo controle, também pode ser relacionada, em partes, a infecção dos animais por Eimeria spp., conforme discutido neste artigo, entretanto, futuros estudos devem ser conduzidos para comprovar esta hipótese.


#3 - Sheep diseases diagnosed at the Laboratory of Animal Pathology, Federal University of Mato Grosso do Sul, Brazil (1996-2010), 33(1):21-29

Abstract in English:

ABSTRACT.- Almeida T.L., Brum K.B., Lemos R.A.A., Leal C.R.B. & Borges F.A. 2013. [Sheep diseases diagnosed at the Laboratory of Animal Pathology, Federal University of Mato Grosso do Sul, Brazil (1996-2010).] Doenças de ovinos diagnosticadas no Laboratório de Anatomia Patológica Animal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1996-2010). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(1):21-29. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Av. Senador Filinto Müller 2443, Vila Ipiranga, Cx. Postal 549, Campo Grande, MS 79070-900, Brazil. E-mail: thiagoalmeida2@hotmail.com Sheep farming has increased significantly in Brazil during the last decades. Concurrently, research groups and diagnostic laboratories compile data and perform retrospective studies to provide important insight for professionals. A prevalence study from January 1996 to December 2010 was carried out in the archives of Laboratório de Anatomia Patológica Animal (LAP), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Laboratório de Bacteriologia, UFMS, and Setor de Patologia Veterinária at Universidade Federal do Rio Grande do Sul helped on the diagnostic of pulmonary mannheimiosis and scrapie respectively. The reports for sheep were reviewed and grouped into conclusive and inconclusive ones. The conclusive cases were classified according to the etiology of the disease. In the period, 331 exams (3.97%) were done. Sixty-four experimental cases and materials from other states or countries (19.3%) were excluded. Remaining cases (267), eighty-seven (32.6%) were inconclusive and 180 (67.4%) were considered conclusive reports, were classified according to the etiology: 60 (33.3%) infectious and parasitary diseases; 45 (25%) were poisonings and toxi-infections; 41 (22.8%) were summarized as “injuries without apparent cause”; 22 (12.2%) cases of metabolic and nutritional diseases; 10 (5.6%) were classified as “other disorders” and 2 (1.1%) case of neoplasms. Haemonchosis, fibrinonecrotic or fibrinopurulent pleuropneumonia, bronchopneumonia and pneumonia, poisonings by Brachiaria spp. and copper poisoning were the most prevalent diseases in sheep. Two cases of scrapie have been diagnosed in this period.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Almeida T.L., Brum K.B., Lemos R.A.A., Leal C.R.B. & Borges F.A. 2013. [Sheep diseases diagnosed at the Laboratory of Animal Pathology, Federal University of Mato Grosso do Sul, Brazil (1996-2010).] Doenças de ovinos diagnosticadas no Laboratório de Anatomia Patológica Animal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1996-2010). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(1):21-29. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Av. Senador Filinto Müller 2443, Vila Ipiranga, Cx. Postal 549, Campo Grande, MS 79070-900, Brazil. E-mail: thiagoalmeida2@hotmail.com Nas últimas décadas a pecuária ovina cresceu significativamente no Brasil. Concomitantemente, grupos de pesquisas e laboratórios de diagnósticos realizam estudos retrospectivos com a finalidade de fornecer subsídios técnico-científicos para os médicos veterinários. Desta forma, realizou-se um estudo de prevalência nos arquivos do Laboratório de Anatomia Patológica Animal (LAP) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) no período de Janeiro de 1996 a Dezembro de 2010. O Laboratório de Bacteriologia da UFMS e o Setor de Patologia Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul forneceram apoio diagnóstico nos casos de mannheimiose pulmonar e scrapie, respectivamente. Os laudos da espécie ovina foram revisados e agrupados em conclusivos e inconclusivos, dos quais foram excluídos os casos experimentais e de outros estados e países. Os casos conclusivos foram classificados de acordo com a etiologia da doença. Os exames da espécie ovina somaram 331 laudos (3,97 %) de um total de 8.333 casos diagnosticados no período. Destes, foram excluídos sessenta e quatro (19,3%) casos experimentais e materiais oriundos de outros estados ou países. Dos 267 casos remanescentes, 87 (32,6%) foram inconclusivos e 180 (67,4%) considerados conclusivos, sendo 60 (33,3%) doenças infecciosas e parasitárias; 45 (25%) intoxicações e toxi-infecções; 41 (22,8%) “lesões sem causa definida”; 22 (12,2%) doenças metabólicas e nutricionais; 10 (5,6%) foram classificadas como “outros distúrbios” e 2 (1,1%) neoplasmas. A hemoncose, intoxicação por Brachiaria spp., pleuropneumonias, broncopneumonias, pneumonias fibrinonecrosante ou fibrinossupurativa sem causa definida e a intoxicação por cobre foram as doenças mais prevalentes no período estudado. Dois casos de scrapie foram diagnosticados no período.


#4 - Weak phenotypic reversion of ivermectin resistance in a field resistant isolate of Haemonchus contortus by verapamil, 31(9):731-736

Abstract in English:

ABSTRACT.- Borges F.A., Rossini J.B., Velludo P.P., Buzzulini C., Costa G.H., Molento M.B. & Cos-ta A.J. 2011. Weak phenotypic reversion of ivermectin resistance in a field resistant isolate of Haemonchus contortus by verapamil. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(9):731-736. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS 79070-900, Brazil. E-mail: fernando.borges@ufms.br Recent advances in anthelmintic resistant phenotype reversion by Pgp modulating drugs in ruminant nematodes indicate that this can be a useful tool to helminth control. The aim of the present study was to evaluate the efficacy of ivermectin (IVM) in combination with verapamil (VRP), in oil or water-based vehicle, against an IVM-resistant field isolate of Haemonchus contortus through a larval migration assay and experimental infection trial. In the in vitro assay was observed a phenotypic reversion of H. contortus resistance to ivermectin at a high concentration of VRP, increasing IVM efficacy from 53.1% to 94.3. In the in vivo trial, IVM + VRP demonstrated 36.02% efficacy compared to the 7.75% of IVM alone. The vehicle formulation showed no influence in efficacy. These are the first results demonstrating the effect of VRP as a partial IVM-resistance phenotype reverser in a field isolate of IVM-resistant H. contortus experimentally inoculated in sheep.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Borges F.A., Rossini J.B., Velludo P.P., Buzzulini C., Costa G.H., Molento M.B. & Cos-ta A.J. 2011. Weak phenotypic reversion of ivermectin resistance in a field resistant isolate of Haemonchus contortus by verapamil. [Reversão fenotípica da resistência a ivermectina em isolado de campo de Haemonchus contortus pelo verapamil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 31(9):731-736. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS 79070-900, Brazil. E-mail: fernando.borges@ufms.br Avanços recentes na reversão fenotípica da resistência anti-helmíntica por drogas moduladoras de Pgp em nematódeos de ruminantes indicam que esta pode ser uma ferramenta útil no controle de helmintos. O objetivo do presente estudo foi avaliar a eficácia da ivermectina (IVM), em combinação com o verapamil (VRP), em veículo oleoso ou à base de água, contra um isolado de campo de H. contortus resistente por meio de teste de migração de larvas e infecção experimental em ovinos. No teste in vitro, observou-se reversão fenotípica da resistência de Haemonchus contortus à ivermectina com alta concentração de VRP, aumentando a eficácia da IVM de 53,1% para 94,3. No teste in vivo, IVM + VRP demonstrou 36,02% de eficácia em relação a 7,75% de IVM sozinha. O veículo da formulação não apresentou influência na eficácia. Estes são os primeiros resultados que demonstram o efeito da VRP como reversor parcial do fenótipo da resistência de IVM-fenótipo em um isolado de campo de H. contortus resistente, inoculado experimentalmente em ovinos.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV