Resultado da pesquisa (4)

Termo utilizado na pesquisa Braz P.H

#1 - Risk of exposure of farms and subsistence nurseries to contact with wild boar in southern Mato Grosso do Sul

Abstract in English:

With the advancement of wild boar distribution in the rural environment, its impacts are not limited to health in the pig sector, but the requirements for monitoring and control of the species are requirements laid down by the OIE for the recognition of classical swine fever free zone status. The construction of ecological models of favorability or suitability for the occurrence of pest species are necessary tools for the decision making on priority areas of management aiming at risk management. This work aims to map the level of suitability for the occurrence of wild boar in the southern state of Mato Grosso do Sul, as well as to identify the main risk variables for contact with the wild boar and evaluate the biosecurity measures adopted by commercial farms integrated in the south of the State of Mato Grosso do Sul. To evaluate the risk potential of wild boar for commercial and subsistence swine farming in southern Mato Grosso do Sul, a model of environmental suitability was constructed for this species in the swine producing region. This model considered different environmental strata, being the selection of the layers considered the physiological and behavioral characteristics of the species. In parallel, interviews were carried out in a sample of commercial farms integrating the region to survey the perception of the presence of the invasive species and the biosafety measures adopted. The results of this work indicate that the risk of contact among wild boars and animals reared in closed production systems may be high in the study area and only establishment of appropriate biosecurity measures that consider the characteristics and habits of the boar may prevent the intrusion of this species and contact with domestic swine. The built model can be considered of high reliability and it is recommended to apply it to other areas of the state, being a useful tool for the productive sector, environmental agencies and decision makers.

Abstract in Portuguese:

Com o avanço da distribuição do javali no ambiente rural, seus impactos não se restringem somente a sanidade suidea, embora as exigências quanto ao monitoramento e controle da espécie sejam exigências previstas pela OIE, para o reconhecimento do status de zona livre de peste suína clássica. A construção de modelos ecológicos de favorabilidade ou adequabilidade para a ocorrência de espécies-praga são ferramentas necessárias para as tomadas de decisão sobre áreas prioritárias de manejo visando gestão de risco. Este trabalho objetiva mapear o nível de adequabilidade para a ocorrência de javalis no sul do Estado de Mato Grosso do Sul, bem como levantar as principais variáveis de risco para o contato com o javali asselvajado e avaliar as medidas de biosseguridade adotadas por granjas comerciais integradas no sul do Estado do Mato Grosso do Sul. Para avaliar o potencial de risco exercido pelos javalis para a suinocultura comercial e de subsistência nesta região foi construído um modelo de adequabilidade ambiental para essa espécie na região produtora de suínos. Esse modelo considerou diferentes estratos ambientais, sendo que para a seleção das camadas consideram-se características fisiológicas e comportamentais da espécie. Em paralelo, entrevistas foram realizadas em uma amostragem de granjas comerciais de integração da região para levantamento da percepção quanto a presença da espécie invasora e as medidas de biossegurança adotadas. Os resultados desse trabalho indicam que o risco de contato entre javalis de vida livre e os animais criados em sistemas de produção fechados pode ser alto na área de estudo e somente estabelecimento de medidas de biosseguridade apropriadas, que considerem as características e hábitos do javali poderá impedir a intrusão dessa espécie e o contato com os suínos domésticos. O modelo construído pode ser considerado de elevada confiabilidade e recomenda-se a sua aplicação para as outras áreas do estado, sendo uma ferramenta útil para o setor produtivo, os órgãos ambientais e os tomadores de decisão.


#2 - Changes in C-reactive protein and rheumatoid factor in dogs naturally infected by Leishmania spp., 38(9):1829-1833

Abstract in English:

ABSTRACT.- Braz P.H., Lima G.L., Sartoretto M.C., Marinho C.P. & Deboleto S.G.C. 2018. [Changes in C-reactive protein and rheumatoid factor in dogs naturally infected by Leishmania spp.] Alterações da proteína C reativa e fator reumatoide em cães naturalmente infectados por Leishmania spp. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1829-1833. Faculdade de Medicina Veterinária, Centro Universitário da Grande Dourados, Cx. Postal 0000, Dourados, MS 79824-900, Brazil. E-mail: pauloh.braz@hotmail.com Canine visceral leishmaniasis is a zoonosis considered a priority tropical disease. The disease affects various body systems of dogs, including viscera and skin. C-reactive protein (CRP) and rheumatoid factor (RF) are tests performed in medicine for the detection of inflammation and arthritis in humans, however, there are few studies aimed at dogs with leishmaniasis that demonstrate changes in CRP and RF. This work aimed to demonstrate the changes of CRP and RF and its correlation with hyperproteinemia and hyperalbuminemia, in addition to the comparison with the left deviation present in the hematological examination. The work was carried out at the Veterinary Hospital of the University Center of Grande Dourados/MS and Zoonoses Control Center, in which 34 dogs of different breeds and ages were submitted to venous blood collection for immuno-latex exams, Biochemistry and blood count in dogs naturally infected with Leishmania spp. Only dogs to the DPP rapid test for leishmaniasis were used, together with a positive result in parasitological examination, after hematological and biochemical tests were performed. When the test for the quantification of FR in serum was performed, for the 34 animals studied, positivity was observed in only 1 animal, while the dogs were PCR positive in 38.23% of the cases studied. In cases of animals with leishmaniasis it is possible to establish inflammatory levels early, whereas the FR showed not to be a good marker for animals seropositive for the disease.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Braz P.H., Lima G.L., Sartoretto M.C., Marinho C.P. & Deboleto S.G.C. 2018. [Changes in C-reactive protein and rheumatoid factor in dogs naturally infected by Leishmania spp.] Alterações da proteína C reativa e fator reumatoide em cães naturalmente infectados por Leishmania spp. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1829-1833. Faculdade de Medicina Veterinária, Centro Universitário da Grande Dourados, Cx. Postal 0000, Dourados, MS 79824-900, Brazil. E-mail: pauloh.braz@hotmail.com A leishmaniose visceral canina é uma zoonose considerada doença tropical de prioridade. A leishmaniose afeta vários sistemas do corpo dos cães, incluindo vísceras e pele. A proteína C reativa (PCR) e o fator reumatoide (FR) são exames realizados na medicina para detecção de inflamação e artrites em seres humanos, no entanto, há poucos trabalhos voltados para cães com leishmaniose que demonstrem as alterações ocorridas na PCR e FR. Este trabalho teve como objetivo demonstrar as alterações de PCR e FR e sua correlação com a hiperproteinemia e hiperalbuminemia, além da compararação com o desvio a esquerda presente no exame hematológico. O trabalho foi realizado no Hospital Veterinário do Centro Universitário da Grande Dourados/MS e Centro de Controle de Zoonoses, no qual foram avaliados 34 cães, de diversar raças e idade e submetidos a colheita de sangue venosa para realização de exames em imuno-látex, bioquímica sérica e hemograma, em cães naturalmente infectados por Leishmania spp. Foram utilizados somente cães positivos ao teste rápido DPP para leishmaniose, juntamente com resultado positivo no exame parasitológico, depois de diagnosticados foram realizados exames hematológicos e bioquímicos. Quando realizado o teste para quantificação de FR em soro sanguíneo, para os 34 animais estudados, foi observado positividade em apenas 1 animal, enquanto que os cães foram positivos para a PCR em 38,23% dos casos estudados. Em casos de animais com leishmaniose é possível estabelecer níveis inflamatórios precocemente, enquanto que o FR demonstrou não ser um bom marcador para animais soropositivos para a doença.


#3 - Comparison of amplitude values of the diameter distribution of erythrocyte volume and mean corpuscular cytometry with erythrocytes in dogs with leishmaniasis, 37(7):781-784

Abstract in English:

ABSTRACT.- Braz P.H., Sartoretto M.C., Souza A.S. & Siqueira M.S. 2017. [Comparison of amplitude values of the diameter distribution of erythrocyte volume and mean corpuscular cytometry with erythrocytes in dogs with leishmaniasis.] Comparação entre os valores da amplitude de distribuição de diâmetro dos eritrócitos e do volume corpuscular médio com a citometria de eritrócitos em cães com leishmaniose. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(7):781-784. Centro Universitário da Grande Dourados, Dourados, MS 79824-900, Brazil. E-mail: pauloh.braz@hotmail.com Leishmaniasis is an endemic zoonosis that affects different animals species, among them the dogs. As an aid in the diagnosis and prognosis of the patient is routinely asked the CBC, which is characterized by anemia normocytic and normochromic type. The mean corpuscular volumes (MCV) and mean corpuscular hemoglobin concentration (MCHC) are the standards used for the classification of anemia, however, in recent years begun to use the amplitude diameter distribution of red blood cells (RDW) to distinguish anemias in regenerative and arregenerativas. This study aims to compare the RDW and MCV values with the erythrocyte cytometry in dogs with leishmaniasis. blood of 19 dogs of different breeds and ages were collected. The blood samples were processed in automatic equipment to obtain the MCV and RDW and later made blood smears for counting and measuring erythrocyte hundred cells from each slide. To evaluate the dispersion between the RBC values used the linear coefficient of Pearson. The RDW were more sensitive to anemia than VCM as compared with erythrocyte cytometry

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Braz P.H., Sartoretto M.C., Souza A.S. & Siqueira M.S. 2017. [Comparison of amplitude values of the diameter distribution of erythrocyte volume and mean corpuscular cytometry with erythrocytes in dogs with leishmaniasis.] Comparação entre os valores da amplitude de distribuição de diâmetro dos eritrócitos e do volume corpuscular médio com a citometria de eritrócitos em cães com leishmaniose. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(7):781-784. Centro Universitário da Grande Dourados, Dourados, MS 79824-900, Brazil. E-mail: pauloh.braz@hotmail.com A leishmaniose é uma zoonose de caráter endêmico que acomete diferentes espécies animal, dentre elas os cães. Como auxílio no diagnóstico e prognóstico do paciente é rotineiramente solicitado o hemograma, que é caracterizado por uma anemia do tipo normocítica e normocrômica. Os valores de volume corpuscular médio (VCM) e concentração de hemoglobina corpuscular médio (CHCM) são os padrões utilizados para a classificação da anemia, no entanto, nos últimos anos começou-se a utilizar a amplitude de distribuição de diâmetro dos eritrócitos (RDW) para diferenciar as anemias em regenerativas e arregenerativas. Este trabalho tem como objetivo comparar os valores de RDW e do VCM com a citometria eritrocitária em cães com leishmaniose. Foram colhidos sangue de 19 cães de diferentes raças e idades. As amostras sanguíneas foram processadas em equipamento automático para obtenção dos valores de VCM e RDW e posteriormente confeccionados esfregaços sanguíneos para contagem e medição de cem células eritrocitárias de cada lâmina. Para avaliar a dispersão entre os valores de hemácias utilizou-se o coeficiente linear de Pearson. Os valores de RDW mostraram-se mais sensíveis a anemia do que o VCM, quando comparados a citometria eritrocitária.


#4 - Comparison between cytopathology with fine needle biopsy and histopathology for the diagnosis of cutaneous and subcutaneous neoplasm of dogs, 36(3):197-203

Abstract in English:

ABSTRACT.- Braz P.H., Brum K.B., Souza A.I. & Abdo M.A.G.S. 2016. [Comparison between cytopathology with fine needle biopsy and histopathology for the diagnosis of cutaneous and subcutaneous neoplasm of dogs.] Comparação entre a citopatologia por biopsia com agulha fina e a histopatologia no diagnóstico das neoplasias cutâneas de cães. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(3):197-203. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Laboratório de Patologia Clínica Veterinária. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS 79074-460, Brazil. E-mail: pauloh.braz@hotmail.com The cutaneous cancers are among the most frequently diagnosed in veterinary medicine before it is sought that the diagnosis of these tumors are fast and effective. In veterinary medicine the use of cytology as a method for diagnosis has increased. Therefore is necessary that studies demonstrate the technical efficiency so that it can be used as only tool. This study aimed to compare the diagnosis made by cytological and histological techniques. Skin and subcutaneous tumors of dogs and their neoplastic type are more easily diagnosed by cytology and are the most prevalent tumors in this animal spécies, attended by two veterinary hospitals in Campo Grande/MS from March 2012 to December 2013. Tumor cell samples were collected by fine needle aspiration and surgical punch of 91 dogs. The cytological results showed an efficacy of 69.69% in relation to histopathology. For differentiating between neoplastic and non-neoplastic growth, the efficiency increases to 91.91%. In order to differentiate benign from malignant tumors, it was possible to find an agreement in the order of 68.13%. The most prevalent tumors were mastocytoma, followed by lipoma, fibrosarcoma and basal cell tumor.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Braz P.H., Brum K.B., Souza A.I. & Abdo M.A.G.S. 2016. [Comparison between cytopathology with fine needle biopsy and histopathology for the diagnosis of cutaneous and subcutaneous neoplasm of dogs.] Comparação entre a citopatologia por biopsia com agulha fina e a histopatologia no diagnóstico das neoplasias cutâneas de cães. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(3):197-203. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Laboratório de Patologia Clínica Veterinária. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS 79074-460, Brazil. E-mail: pauloh.braz@hotmail.com Os neoplasmas cutâneos estão entre os mais diagnosticados em medicina veterinária, diante disso busca-se que o diagnóstico desses tumores seja rápido e eficaz. Em medicina veterinária o uso da citopatologia como método para diagnóstico tornou-se crescente. Diante disso, é necessário que estudos comprovem a eficiência da técnica para que a mesma possa ser usada de maneira isolada. Este trabalho teve como objetivo comparar o diagnóstico obtido pelas técnicas citopatológica e histopatológica de tumores cutâneos e subcutâneos de cães, determinar qual o tipo neoplásico mais facilmente diagnosticado pela citopatologia e a neoplasia mais prevalente nesses animais, atendidos em dois hospitais veterinários de Campo Grande/MS, no período de março de 2012 a dezembro de 2013. Foram coletadas amostras celulares de tumores de 91 cães, através de punção aspirativa por agulha fina e punch cirúrgico Os resultados citopatológicos demonstraram uma eficácia de 69,69%, em relação à histopatologia. Para a diferenciação entre tumores neoplásicos e não neoplásicos, a eficiência aumenta, com resultados iguais em 91,91%. Para diferenciar tumores benignos de malignos, foi possível chegar a uma concordância na ordem de 68,13%. Os tumores mais prevalentes foram o mastocitoma, seguido do lipoma, fibrossarcoma e tumor de célula basal.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV