Resultado da pesquisa (4)

Termo utilizado na pesquisa Brunetto M.A

#1 - Effect of calcium sources in the diets of adult cats on urinary parameters and acid-base balance

Abstract in English:

Calcium is a macroelement that is part of the mineral composition of the diet of companion animals, and is considered a cation of strong alkalizing power, increasing urinary pH. Calcium salts have different solubilities and depending on the anion to which calcium is associated with, it can be more or less absorbed, modifying the pH of the urine. The aim of this study was to evaluate the efficiency of calcium sources on alkalinization of urinary pH, as well as excretion of urinary electrolytes and acid-base balance of adult cats. An extruded diet for cats was selected, and had 160mEq/kg of calcium from the sources of either calcium carbonate (CaCO3) or calcium gluconate (C12H22CaO14) added. In the control treatment there was no addition of calcium sources, resulting in three treatments. Nine adult cats were used, mixed breed, in two experimental periods, with six replicates per treatment. Animal average age was 4±1.3 years old and average weight was 3.96±0.71kg. The cats remained in metabolic cages for an adaptation period of seven days, followed by six days of urine total collection, with volume, density, pH and calcium concentration (g/d) measurements. The acid-base balance was studied by blood gas analysis of venous blood. The two sources of calcium alkalinized the urine (P<0.001). However, calcium gluconate had less alkalinization power compared to the calcium carbonate (P<0.05). Urinary calcium was not affected by treatments, and represented less than 0.5% of calcium intake. The experiment showed that calcium, although an alkaline cation and considered strong influencer of the EB of the diet, cannot be evaluated individually, because depending on its associated anion it may have greater or lesser influence on cats urine pH.

Abstract in Portuguese:

O cálcio (Ca) é um macroelemento que faz parte da composição mineral da dieta de animais de companhia. Este macroelemento é considerado um cátion de forte capacidade alcalinizante e, de acordo com a fonte e quantidade inclusa, pode aumentar o pH urinário. Os sais de cálcio têm diferentes solubilidades e dependendo do ânion ao qual o cálcio está associado, pode ser mais ou menos absorvido e assim, alterar o pH da urina. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos de duas fontes de cálcio na alcalinização do pH urinário, bem como a excreção de eletrólitos urinários e o equilíbrio ácido-básico de felinos. Foi selecionada uma dieta extrusada para gatos e adicionados 160mEq/kg de cálcio das fontes carbonato de cálcio (CaCO3) ou gluconato de cálcio (C12H22CaO14). No tratamento controle, não houve adição de fontes de cálcio. Foram utilizados nove gatos adultos, de raças mistas, em dois períodos experimentais, com seis repetições por tratamento. Os animais apresentavam idade média de 4,0±1,3 anos e peso corporal médio de 3,96±0,71kg. Estes permaneceram em gaiolas metabólicas em período de adaptação durante sete dias, seguido de coleta total de urina durante seis dias. Nestas amostras foram aferidos o volume, densidade, pH e concentração de cálcio (g/d). O equilíbrio ácido-básico foi avaliado por hemogasometria em amostras de sangue venoso. As duas fontes de cálcio alcalinizaram a urina (P<0,001). No entanto, o gluconato de cálcio apresentou menor potencial de alcalinização em comparação ao carbonato de cálcio (P<0,05). O cálcio urinário não foi afetado pelos tratamentos e representou menos de 0,5% da ingestão de Ca. O experimento demonstrou que o cálcio, apesar de ser um cátion alcalinizante e influenciador do EB da dieta, não pode ser avaliado individualmente, porque dependendo do ânion associado, pode apresentar maior ou menor influência no pH da urina de gatos.


#2 - Early parenteral nutrition in enterectomized dogs

Abstract in English:

The aim of this study was to explore the role of early central parenteral nutrition support with and without lipid emulsion in enterectomized dogs undergoing small bowel partial resection. Enterectomized dogs often cannot be fed properly via an oral or enteral route immediately post-surgery. After enterectomy, the animals received parenteral nutrition or crystalloid solution until they were able to voluntarily take in an oral diet. All dogs were recruited at the University of Sao Paulo veterinary teaching hospital. Eighteen dogs with intussusception, a foreign intestinal body, linear foreign intestinal body, or intussusception associated with a foreign intestinal body underwent enterectomy surgery and were randomly assigned to receive one of three treatments: crystalloid solution (CS group), parenteral nutrition with a mix of glucose and amino acids (GA group) or parenteral nutrition with a mix of glucose, amino acids and lipids (GAL group). A serum chemistry panel and complete blood count were collected prior to surgery and at the end of the study. Albumin increased in the GA and GAL group (p=0.042 and p=0.038 respectively) after hospitalization, but no significant differences were identified among the groups. Body weight decreased by 4.9% (p=0.042) in the CS group, but there were no significant changes in the GAL and GA groups. There was a significant decrease in the recovery scores in the GA and GAL groups during hospitalization (p=0.039 in both groups). Early parenteral nutrition was beneficial for patient recovery in post-surgical small bowel partial resection, indicating better quality, and no major complications or side effects were observed during the hospitalization period in the studied dogs.

Abstract in Portuguese:

O objetivo desse estudo era estudar os efeitos da nutrição parenteral central precoce com e sem emulsão lipídica em cães submetidos à ressecção parcial do intestino delgado. Os cães enterectomizados frequentemente não conseguem ser adequadamente alimentados por via oral ou enteral no pós-cirúrgico imediato. Após a enterectomia, os animais receberam nutrição parenteral ou solução cristaloide até o momento em que fossem capazes de alimentar-se voluntariamente por via oral. Todos os animais foram selecionados no hospital veterinário da Universidade de São Paulo. Dezoito cães diagnosticados com intussuscepção, corpo estranho intestinal, corpo estranho linear ou intussuscepção associada com corpo estranho intestinal foram submetidos à enterectomia e aleatoriamente alocados para receber um dos três tratamentos: solução cristaloide (grupo CS), nutrição parenteral com mistura de glicose e aminoácidos (grupo GA) ou nutrição parental com mistura de glicose e lipídios (grupo GAL). Hemograma e bioquímica sérica foram coletados antes da cirurgia e no final do estudo. Houve aumento de albumina no grupo GA e GAL (p=0,042 e p=0,038 respectivamente) após a hospitalização, mas não houve diferença significativa entre grupos. O peso corpóreo diminuiu cerca de 4,9% (p=0,042) no grupo CS mas não houve alterações significativas no grupo GAL e GA. Houve uma diminuição significativa no escore de recuperação no grupo GA e GAL durante a hospitalização (p=0,039 em ambos os grupos). A nutrição parenteral precoce mostrou-se benéfica para a recuperação no pós-operatório dos cães submetidos à ressecção parcial do intestino delgado, sinalizando uma melhora na qualidade da recuperação e ausência de grandes complicações ou efeitos colaterais durante o período de hospitalização dos animais estudados.


#3 - Systemic blood pressure evaluation by oscillometric versus doppler ultrasonographic methods in obese dogs, 34(Supl.1):87-91

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pereira-Neto G.B., Brunetto M.A., Champion T., Ortiz E.M.G., Carciofi A.C. & Camacho A.A. 2014. [Systemic blood pressure evaluation by oscillometric versus doppler ultrasonographic methods in obese dogs.] Avaliação da pressão arterial sistêmica em cães obesos: comparação entre os métodos oscilométrico e doppler ultrassônico. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(Supl.1):87-91. Hospital Veterinário, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, Campus Universitário Darcy Ribeiro, Asa Norte, Brasília, DF 70910-900, Brazil. E-mail: mabrunetto@usp.br Obesity is the most common nutritional problem in dogs and it can cause various harmful effects on animal health. However, the effect of this condition on systolic blood pressure (SBP) in obese dogs is controversial. The indirect method of measuring PAS is the most commonly used in veterinary medicine for the diagnosis of systemic hypertension, because it is more practical and easy to access. There is little scientific information about the comparison of the two non-invasive methods of measurement of blood pressure in obese dogs. Therefore, the objective of this study was to evaluate the SBP in obese dogs by comparing both indirect methods of measuring blood pressure, with oscillometric and doppler vascular in order to verify the differences in blood pressure values, but also the best method to assess the SBP dogs in this body score condition. The study complain blood pressure measurement of 50 dogs, with were divided in obese dogs with mean body condition score (BCS) of 8.42±0.50 (n=25) and dogs with ideal BCS of 4.56±0.51 (n=25). At comparison of blood pressure values, SBP values obtained by doppler method (152±16mmHg) were higher than the oscillometric (136±11mmHg). Correspondence analysis determined by multivariate statistical analysis showed correlation between body condition and the procedure of the SBP. These findings suggest that the indirect method doppler can better reflect the SBP in obese dogs.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pereira-Neto G.B., Brunetto M.A., Champion T., Ortiz E.M.G., Carciofi A.C. & Camacho A.A. 2014. [Systemic blood pressure evaluation by oscillometric versus doppler ultrasonographic methods in obese dogs.] Avaliação da pressão arterial sistêmica em cães obesos: comparação entre os métodos oscilométrico e doppler ultrassônico. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(Supl.1):87-91. Hospital Veterinário, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, Campus Universitário Darcy Ribeiro, Asa Norte, Brasília, DF 70910-900, Brazil. E-mail: mabrunetto@usp.br A obesidade é o problema nutricional que mais acomete os cães e pode causar vários efeitos deletérios a saúde animal. No entanto, o efeito desta condição sobre a pressão arterial sistólica (PAS) em cães obesos é controverso. Os métodos indiretos de mensuração da PAS são os mais comumente utilizados na medicina veterinária para o diagnóstico da hipertensão sistêmica, por serem mais práticos e de fácil acesso. Não foram localizados na literatura estudos que tenham comparado os dois métodos para esta avaliação em cães obesos. Diante do exposto, o objetivo desse estudo foi avaliar a PAS em cães obesos, comparando os métodos indiretos de mensuração da pressão arterial, oscilométrico e doppler ultrassônico, a fim de verificar as diferenças nos valores obtidos, como também o método mais indicado para aferir a PAS em cães nesta condição. Foram avaliados 50 cães, incluindo 25 obesos com escore de condição corporal (ECC) médio de 8,42±0,50 e 25 cães com peso corporal ideal com ECC médio de 4,56±0,51. Os resultados revelaram valores superiores da PAS obtidos pelo método doppler (152±16mmHg) comparados ao oscilométrico (136±11mmHg). A análise de correspondência determinada por análise estatística multivariada demonstrou maior correspondência entre a condição corporal e o método de avaliação da PAS. Esses achados sugerem que o método indireto doppler pode aferir com mais precisão os valores de PAS em cães obesos.


#4 - Effects of weight loss on the cardiac parameters of obese dogs, 30(2):167-171

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pereira-Neto G.B., Brunetto M.A., Sousa M.G., Carciofi A.C. & Camacho A.A. 2010. Effects of weight loss on the cardiac parameters of obese dogs. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(2):167-171. Setor de Clínica Médica Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: glaucia.vet@gmail.com Obesity is one of the most frequent nutritional problems in companion animals and can lead to severe health problems in dogs and cats, such as cardiovascular diseases. This research aimed to evaluate the structural and functional cardiac changes after weight loss in obese dogs. Eighteen obese healthy dogs were assigned into three different groups, according with their initial body weight: Group I (dogs up to 15 kg), Group II (dogs weighing between 15.1 and 30 kg), and Group III (dogs weighing over 30 kg). The animals were submitted to a caloric restriction weight-loss program until they lose 15% of the body weight. The M-mode echocardiogram, electrocardiogram, and blood pressure evaluations were performed before the diet has started and after the dogs have reached the target weight. Data showed a decrease in left ventricular free wall thickness during diastole and systole in Group III, decrease in the systolic blood pressure in Group III, and also in the mean blood pressure in Group II. It was possible to conclude that the weight loss program can reverse structural cardiac changes such as left ventricle eccentric hypertrophy in dogs weighing more than 30 kg, and decrease the arterial blood pressure in obese dogs.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pereira-Neto G.B., Brunetto M.A., Sousa M.G., Carciofi A.C. & Camacho A.A. 2010. Effects of weight loss on the cardiac parameters of obese dogs. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(2):167-171. Setor de Clínica Médica Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: glaucia.vet@gmail.com A obesidade é uma das doenças nutricionais mais frequentemente observada em cães e pode provocar sérios problemas de saúde, como os distúrbios cardiovasculares. Realizou-se este estudo visando avaliar algumas das possíveis alterações estruturais e funcionais cardíacas decorrentes da correção da obesidade canina. Para isso foram utilizados 18 cães obesos divididos pelo peso corporal em Grupo I (até 15kg), Grupo II (entre 15,1 e 30 kg) e Grupo III (acima de 30 kg). Os animais foram submetidos à restrição calórica de forma a perderem 15% do peso vivo. Foram realizados os exames ecocardiográfico em modo-M, eletrocardiográfico e mensuração da pressão arterial dos animais antes do início do tratamento da obesidade e após atingirem o peso meta. Os resultados revelaram que após a redução de peso ocorreram diminuições significativas da espessura da parede livre do ventrículo esquerdo durante a sístole e diástole no Grupo III, diminuição da pressão arterial sistólica no Grupo III e também da pressão arterial média no Grupo II. Assim, concluiu-se que a perda de peso pode reverter as alterações estruturais cardíacas, como a hipertrofia excêntrica do ventrículo esquerdo em cães obesos acima de 30 kg, como também reduzir a pressão arterial sistêmica em cães obesos submetidos à restrição calórica mediante administração de dieta hipocalórica.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV