Resultado da pesquisa (1)

Termo utilizado na pesquisa Campos S.B.S

#1 - Morfometric comparative analysis of the hoof of Nelore, Pantaneira and Curraleira breeds of cattle and buffaloes and their relationship with the pathogenesis of digital diseases, 35(4):377-384

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silva L.A.F., Campos S.B.S., Rabelo R.E., Vulcani V.A.S., Noronha Filho A.D.F. & Freitas S.L.R. 2015. [Morfometric comparative analysis of the hoof of Nelore, Pantaneira and Curraleira breeds of cattle and buffaloes and their relationship with the pathogenesis of digital diseases.] Análise comparativa da morfometria do casco de bovinos das raças Nelore, Curraleira e Pantaneira e de bubalinos e sua relação com a etiopatogenia das enfermidades digitais. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(4):377-384. Setor de Clínica e Cirurgia, Departamento de Medicina Veterinária, Escola de Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Goiás, Campus II Samambaia, Goiânia, GO 74001-970, Brazil. E-mail: prof_ufg.dmv@hotmail.com Morfometric studies of bovine and buffalo digits can help to understand the etiopathogeny of digital diseases. This study described morphometric characteristics of digits of Curraleira (Bos taurus), Pantaneira (Bos taurus) Nelore (Bos indicus) breeds of cattle and Murrah buffalo (Bubalus bubalis) and stablish possible relation among the parameters and digital infirmities. Were used ten animals of each breed and specie. Two limbs were evaluated, a toracic and a pelvic, in a total of 80 distal limbs. Morphometric measurements were obtained using a graduated paquimeter and angles using a metallic protactor. The main parameters evaluated were hoof dorsal angle (A), dorsal wall length (B), heel height (C), toe height (D), hoof length (E), hoof diagonal hoof (F), lateral digit width (H), medial digit width (I) and medial digit length (J). For results averages comparison among breeds were used Tukey test (p<0,05). Multivariate analysys for graphic representations of canonic variables was used to express similarity of measures studied among groups, using R software. Results shows tha bubaline present higher morphometric measures for the variables B, C, D, E, F, G, H, I and J, only for variable A presented lower measures comparing the bovine breeds studied. There is similarity between the three breeds of cattle studied about toe height (D), lateral digit width (G) and medial digit width (H), which differed of values observed in buffalo. It was concluded that digital morphometry can influence the occurence of digital infirmities, but doesn´t act as an isolated factor, needing interaction of other structural, environmental and management factors for its occurence.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silva L.A.F., Campos S.B.S., Rabelo R.E., Vulcani V.A.S., Noronha Filho A.D.F. & Freitas S.L.R. 2015. [Morfometric comparative analysis of the hoof of Nelore, Pantaneira and Curraleira breeds of cattle and buffaloes and their relationship with the pathogenesis of digital diseases.] Análise comparativa da morfometria do casco de bovinos das raças Nelore, Curraleira e Pantaneira e de bubalinos e sua relação com a etiopatogenia das enfermidades digitais. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(4):377-384. Setor de Clínica e Cirurgia, Departamento de Medicina Veterinária, Escola de Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Goiás, Campus II Samambaia, Goiânia, GO 74001-970, Brazil. E-mail: prof_ufg.dmv@hotmail.com O estudo morfométrico dos dígitos de bovinos e bubalinos pode colaborar para o entendimento da etiopatogenia das enfermidades podais. Este estudo objetivou descrever as características morfométricas dos dígitos de bovinos das raças Curraleira (Bos taurus), Pantaneira (Bos taurus), Nelore (Bos indicus) e de bubalinos (Bubalus bubalis) da raça Murrah e estabelecer possível relação entre tais medidas e a ocorrência de enfermidades digitais. Na pesquisa foram utilizados dez animais, saudáveis, de cada raça e espécie. Foram avaliados dois membros de cada animal, sendo um torácico e outro pélvico, totalizando 80 extremidades distais. As medidas morfométricas foram obtidas com auxílio de um paquímetro mecânico graduado e os ângulos das pinças conferidos por meio de transferidor metálico. Os principais parâmetros digitais avaliados foram o ângulo dorsal do casco (A), comprimento da parede dorsal (B), altura do talão (C), altura da pinça (D), comprimento do casco (E), comprimento diagonal do casco (F), largura do dígito lateral (G), largura do dígito medial (H), comprimento do dígito lateral (I) e comprimento do dígito medial (J). Para a comparação de médias dos resultados obtidos entre as raças foi utilizado o teste de Tukey (p<0,05). A análise multivariada para as representações gráficas das variáveis canônicas foi empregada para expressar a similaridade das medidas estudadas entre os grupos, no qual se utilizou o software R. Os resultados revelaram que os bubalinos apresentam as maiores medidas morfométricas para as variáveis B, C, D, E, F, G, H, I e J e apenas na variável A apresentaram medidas inferiores entre as diferentes raças de bovinos estudadas. Existe similaridade entre as três raças de bovinos estudadas em relação às variáveis, altura da pinça (D), largura do dígito lateral (G) e largura do dígito medial (H) as quais se distanciam dos valores encontrados para essas variáveis nos bubalinos, Concluiu que a morfometria digital pode influenciar na ocorrência de enfermidades digitais, mas não age como fator isolado, necessitando da interação com outros fatores estruturais, ambientais e de manejo para a manifestação dessas doenças.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV