Resultado da pesquisa (1)

Termo utilizado na pesquisa Carvalho L.L

#1 - Acetabular ventroversion using the sacroiliac wedge, with or without pelvic osteotomies in dogs: an ex vivo study

Abstract in English:

Canine hip dysplasia (CHD) is a common condition observed in the surgical clinics for small animals. Among the surgical techniques for management of CHD, triple pelvic osteotomy and sacroiliac wedge promote acetabular lateral axial rotation (ventroversion), increasing acetabular coverage and joint stability. The present study aimed to evaluate radiographically, by measuring the Norberg angle (NA) and the acetabular coverage percentage (ACP), the acetabular ventroversion induced by the sacroiliac wedge technique, with or without pelvic osteotomies; we also checked the feasibility of wedges made of polyamide with an angulation of 20° and 30°. The software used to measure NA and ACP was AutoCAD® 2009. Pelves from 10 canine corpses were evaluated radiographically at four time-points: M0 (Control Group), M1 (wedges of 20° and 30°), M2 and M3 (wedges associated with bilateral pubis and ischium osteotomies, respectively). There was no significant increase in the acetabular ventroversion at M1, M2, and M3. The polyamide sacroiliac wedge technique proved to be feasible, stable, and easy to apply. Further, the software proved to be efficient and easy to use for NA and ACP measurements. In the present study, even in the cases of non-dysplasic adult canine corpses, it was concluded that the sacroiliac wedge technique does not require to be accompanied by pubis and ischial osteotomies because they did not significantly increase the NA and ACP.

Abstract in Portuguese:

A displasia coxofemoral (DCF) é afecção comum na clínica cirúrgica de pequenos animais. Entre as técnicas cirúrgicas para controle da DCF, a osteotomia pélvica tripla (OPT) e a cunha sacroilíaca (CSI), promovem rotação lateral acetabular no eixo axial (ventroversão), aumentando a cobertura acetabular e a estabilidade da articulação. Desta forma, o presente estudo objetivou avaliar radiograficamente, por meio da aferição do ângulo de Norberg (NA) e da porcentagem de cobertura acetabular (PCA), a ventroversão acetabular induzida pela técnica da cunha sacroilíaca, associada ou não às osteotomias pélvicas, além de verificar a exequibilidade das cunhas confeccionadas de poliamida com angulação de 20ο e 30ο. O software utilizado para aferir o AN e o PCA foi o AutoCAD® 2009. Dez pelves de cadáveres caninos foram avaliadas radiograficamente em quatro momentos: MO (Grupo Controle), M1 (cunhas de 20ο e 30ο), M2 e M3 (cunhas associadas à osteotomia bilateral do púbis e ísquio, respectivamente). Não houve aumento significativo da ventroversão em M1, M2 e M3. A técnica de cunha sacroilíaca de poliamida mostrou-se exequível, estável e de fácil aplicação. Não obstante, o software utilizado mostrou-se eficiente e de fácil utilização nas aferições do AN e PCA. Neste estudo, mesmo tratando-se de cadáveres de cães adultos e de maioria não displásicos, concluiu-se que a utilização da técnica de cunha sacroilíaca não necessita de associação à ostectomia púbica e a osteotomia do ísquio por não promoverem aumento significativo do AN e da PCA.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV