Resultado da pesquisa (5)

Termo utilizado na pesquisa Coelho S.G

#1 - Different energy sources during the primiparous dairy cow transition period and its effects on blood metabolites and hormones, 38(8):1691-1695

Abstract in English:

ABSTRACT.- Artunduaga M.A.T., Lima J.A.M., Azevedo R.A., Lana A.M.Q., Fortes R.V.S, Faria B.N. & Coelho S.G. 2018. [Different energy sources during the primiparous dairy cow transition period and its effects on blood metabolites and hormones.] Diferentes fontes energéticas durante o período de transição de vacas primíparas e os seus efeitos sobre metabólitos sanguíneos e hormônios. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1691-1695. Departamento de Zootecnia, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 30123-970, Brazil. E-mail: rafaelzooufmg@gmail.com The aim of this study was to compare the effects of glycogenic supply or lipogenic diets on blood metabolites and hormones in primiparous dairy cows (n=40) during the transition period. The animals were randomly assigned to four treatments: control, calcium salts of polyunsaturated fatty acids (Megalac-E, 100g prepartum and 250g postpartum), roasted soybeans (400g prepartum and 800g postpartum) and propylene glycol (300ml pre- and postpartum). The supplements were provided individually. Blood samples were taken to determine plasma concentrations of insulin, glucose, non-esterified fatty acids (NEFA) and IGF-I. The glucose and insulin concentrations were higher in calcium salts of polyunsaturated fatty acids treatment. The highest concentration of NEFA was observed in the control group. The plasma concentrations of IGF-I were higher for the treatments with lipogenic supplements. Adding calcium salts of polyunsaturated fatty acids diet was able to ease the hormonal and metabolic changes of the transition period features.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Artunduaga M.A.T., Lima J.A.M., Azevedo R.A., Lana A.M.Q., Fortes R.V.S, Faria B.N. & Coelho S.G. 2018. [Different energy sources during the primiparous dairy cow transition period and its effects on blood metabolites and hormones.] Diferentes fontes energéticas durante o período de transição de vacas primíparas e os seus efeitos sobre metabólitos sanguíneos e hormônios. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1691-1695. Departamento de Zootecnia, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 30123-970, Brazil. E-mail: rafaelzooufmg@gmail.com Objetivou-se com este estudo comparar os efeitos do fornecimento de dietas glicogênicas ou lipogênicas sobre metabolitos sanguíneos e hormônios em vacas primíparas (n=40) durante o período de transição. Os animais foram aleatoriamente distribuídos em quatro tratamentos: controle, sais de cálcio de ácidos graxos poli-insaturados (Megalac-E, 100g pré-parto e 250g pós-parto), soja tostada (400g pré‑parto e 800g pós-parto) e propilenoglicol (300ml pré e pós‑parto). Os suplementos foram fornecidos individualmente. Foram realizadas coletas de sangue para determinação das concentrações plasmáticas de insulina, glicose, ácidos graxos não esterificados (AGNE) e IGF-I. As concentrações de insulina e de glicose foram maiores nos animais do tratamento com sais de cálcio de ácidos graxos poli-insaturados. A maior concentração de AGNE foi observada no grupo controle. A concentração plasmática de IGF-I foi mais elevada para os animais do tratamento que receberam suplementos lipogênicos. A adição de sais de cálcio de ácidos graxos poli-insaturados a dieta foi capaz de amenizar as mudanças hormonais e metabólicas características do período de transição.


#2 - Economic impact of retained placenta in dairy cows

Abstract in English:

Approximately 75% of diseases in dairy cows occur in the first month after parturition and these problems have their origin associated with the immune system and food consumption two to three weeks before parturition. Diseases related to the reproductive tract, such as retained placenta, can affect reproductive efficiency as well as milk production. The effects of diseases on the physiological processes of animals become economic impacts that can be measured. The objective of this study was to evaluate the economic impact of retained placenta on a herd of 900 lactating cows. The diagnosis of placental retention was defined as presence of the placenta 24 hours postpartum. A database was used in the study, from which the following information was extracted: placenta presence 24 hours after calving, year of calving, calving season, and number of semen doses per gestation. In order to calculate the economic impact, the direct costs (treatment, labor, reduction of milk production and milk discharge during the treatment period) and indirect costs (increase in the service period, increase in the number of semen doses and increase of the risk of disposal). The average values ​​related to the costs were obtained from the veterinarian responsible for the property with reference to the year 2009 for the calculations to be carried out. The total cost per occurrence of placenta retention in primiparous cows in the rainy and dry season was US$51.8 and in multiparous cows was US$70.6 and US$87.9 in times of drought and rain, respectively. Retention of placenta presented a cost for the property in the evaluated period of US$8,878.0 or 19,666 liters of milk. Retention of placenta presented a significant economic impact on milk production under the conditions evaluated.

Abstract in Portuguese:

Aproximadamente 75% das doenças em vacas leiteiras acontecem no primeiro mês após o parto e esses problemas têm sua origem associada ao sistema imune e ao consumo de alimentos duas a três semanas antes do parto. Doenças relacionadas ao trato reprodutivo como, por exemplo, retenção de placenta pode afetar a eficiência reprodutiva assim como a produção de leite. Os efeitos das doenças nos processos fisiológicos dos animais se transformam em impactos econômicos passíveis de serem mensurados. Objetivou-se avaliar o impacto econômico da retenção de placenta em um rebanho composto de 900 vacas em lactação. O diagnóstico de retenção de placenta foi definido como presença da placenta 24 horas após o parto. Foi utilizado um banco de dados no estudo, do qual foram extraídas as seguintes informações: ano de parição, época de parição, ordem de lactação, presença da placenta 24 horas após o parto, e número de doses de sêmen por gestação. Para cálculo do impacto econômico foram considerados os custos diretos (tratamento, mão de obra, redução da produção de leite e descarte de leite durante o período de tratamento) e indiretos (aumento do período de serviço, aumento do número de doses de sêmen e aumento do risco de descarte). Os valores médios relacionados aos custos foram obtidos junto ao veterinário responsável pela propriedade com referência ao ano de 2009 para que os cálculos fossem realizados. O custo total por ocorrência de retenção de placenta em vacas primíparas no período de chuva e seca foi de US$51,8 e em vacas multíparas foi de US$70,6 e US$87,9 nas épocas de seca e de chuvas, respectivamente. A retenção de placenta apresentou custo para a propriedade no período avaliado de US$8.878,0 ou 19.666 litros de leite. A retenção de placenta apresentou impacto econômico importante na propriedade leiteira nas condições avaliadas.


#3 - Evaluation of the metabolic profile of Holstein cows during the transition period, 35(3):281-290

Abstract in English:

ABSTRACT.- Alvarenga E.A., Moreira G.H.F.A., Facury Filho E.J., Leme F.O.P., Coelho S.G., Molina L.R., Lima J.A.M. & Carvalho A.U. 2015. [Evaluation of the metabolic profile of Holstein cows during the transition period.] Avaliação do perfil metabólico de vacas da raça Holandesa durante o período de transição. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(3):281-290. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinárias, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos 6627, Cx. Postal 567, Campus Pampulha, Belo Horizonte, MG 30123-970, Brazil. E-mail: alvarenga.ea@gmail.com The transition period is a time of great challenge for dairy cows, since most metabolic problems occur at this time and can compromise the entire lactation, resulting in a significant economic loss to commercial farms. This study evaluated the metabolic profile of dairy cows during the transition period. Twelve Holstein cows between three weeks pre-calving until three weeks postpartum was used in this study. They remained in a free-stall system, located in Inhaúma, Minas Gerais, during October to December 2012. The metabolic profile were composed by non-esterified fatty acids (NEFA), beta-hydroxybutyrate (BHBA), cholesterol (COLES), total protein (TP), albumin (ALB), calcium, phosphorus, magnesium as well as the activity serum enzymes aspartate transaminase (AST) and lactate dehydrogenase (LDH). There were differences in serum NEFA and BHBA between prepartum and postpartum (p<0.05). Observed a decrease in the concentration of COLES with the approaching birth with subsequent increase (p<0.05). Serum concentrations of minerals, PT and ALB did not differ (p>0.05). The enzymatic activity of AST and LDH were higher in the postpartum period (p<0.05). The evaluation of the metabolic profile is an important monitoring tool. Changes in the metabolic profile of cows during the transition period are motivated by energetic changing. Cows that were evaluated have a small risk of developing postpartum diseases related to the transition period.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Alvarenga E.A., Moreira G.H.F.A., Facury Filho E.J., Leme F.O.P., Coelho S.G., Molina L.R., Lima J.A.M. & Carvalho A.U. 2015. [Evaluation of the metabolic profile of Holstein cows during the transition period.] Avaliação do perfil metabólico de vacas da raça Holandesa durante o período de transição. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(3):281-290. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinárias, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos 6627, Cx. Postal 567, Campus Pampulha, Belo Horizonte, MG 30123-970, Brazil. E-mail: alvarenga.ea@gmail.com O período de transição é um momento de grande desafio para vacas de aptidão leiteira, uma vez que, a maioria dos problemas metabólicos ocorre nesta fase podendo prejudicar toda a expectativa de produção durante a lactação, resultando em impacto econômico significativo para fazendas de produção de leite. Este trabalho teve como objetivo avaliar o perfil metabólico de vacas da raça Holandesa durante o período de transição. Doze vacas Holandesas foram avaliadas, três semanas pré-parto até três semanas pós-parto, em sistema free-stall, localizado em Inhaúma, Minas Gerais, no período de outubro a dezembro de 2012. Avaliou-se o perfil metabólico através da concentração sérica de ácidos graxos não esterificados (AGNE), beta hidroxibutirato (BHBA), colesterol (COLES), proteína total (PT), albumina (ALB), cálcio, fósforo, magnésio bem como a atividade sérica das enzimas aspartato transaminase (AST) e lactato desidrogenase (LDH). As concentrações séricas de AGNE e BHBA foram diferentes entre o pré-parto e pós-parto (p<0,05). Observou-se diminuição na concentração de COLES com a aproximação do parto com posterior aumento (p<0,05). As concentrações séricas dos minerais, PT e ALB não apresentaram diferenças (p>0,05) no período avaliado. A atividade enzimática de AST e LDH foram maiores no período pós-parto (p<0,05). A avaliação do perfil metabólico é uma importante ferramenta de monitoramento e, na situação estudada, demonstrou alterações do perfil energético das vacas entre os períodos pré e pós-parto, relacionadas provavelmente a diminuição da ingestão de alimentos. A luz dos resultados do perfil metabólico, o rebanho avaliado possui pequeno risco para a ocorrência de enfermidades no pós-parto relacionadas ao período de transição.


#4 - Blood profile and weight of internal organs of dairy calves in different nursing systems, 34(8):785-790

Abstract in English:

ABSTRACT.- Azevedo R.A., Soares A.C.M., Rufino S.R.A., Bastos G.A., Coelho S.G., Duarte E.R., Geraseev L.C. & Oliveira N.J.F. 2014. [Blood profile and weight of internal organs of dairy calves in different nursing systems.] Perfil sanguíneo e peso de órgãos internos de bezerros leiteiros criados em diferentes sistemas de aleitamento. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(8):785-790. Departamento de Zootecnia, Instituto de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Minas Gerais, Avenida Universitária 1000, Montes Claros, MG 39404-547, Bra­zil. E-mail: rafaelzooufmg@gmail.com The objective was to evaluate the blood profile together with the relative and absolute size of the internal organs of calves in conventional or fractionated feeding system. Ten females were used, with an average initial body weight of 37.53 kg (±2.36), and 12 males with a mean body weight of 81.6 kg (±8.6), both Holstein breed. The conventional feeding consisted of four liter milk supplied daily for 54 days of evaluation, and fractioned six liter milk was given from 6 to 25 days of age, four liter from 26 to 45 days of ager, and two liter from 46 to 59 days of age. Cynodon sp. hay, water and mineral supplement was provided ad libitum. The experimental design was completely randomized with five replicates for blood parameters and six replicates for the development of internal organs. Blood collections were performed in females on days seven, 21, 28, 42, 49 and 56 of age. For the evaluation of internal organs males were slaughtered at two months of age, after 16 hours of fasting. No differences occurred in the values of total protein, albumin, globulin, creatinine, urea, cholesterol and &#946;-hydroxybutyrate in ages evaluated (p>0.05). However, for the concentration of glucose no interaction was found between lactation systems and periods evaluated. It can be noted that at 21 days of age the concentration was higher in calves kept in the fractionated system, when compared with animals of the conventional group. The feeding system did not affect the final body weight, the empty body weight or the weight of the internal organs, except for the heart, demonstrating that the fractional feeding system does not alter the assessment of the internal organs.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Azevedo R.A., Soares A.C.M., Rufino S.R.A., Bastos G.A., Coelho S.G., Duarte E.R., Geraseev L.C. & Oliveira N.J.F. 2014. [Blood profile and weight of internal organs of dairy calves in different nursing systems.] Perfil sanguíneo e peso de órgãos internos de bezerros leiteiros criados em diferentes sistemas de aleitamento. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(8):785-790. Departamento de Zootecnia, Instituto de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Minas Gerais, Avenida Universitária 1000, Montes Claros, MG 39404-547, Bra­zil. E-mail: rafaelzooufmg@gmail.com Objetivou-se avaliar o perfil sanguíneo e o tamanho absoluto e relativo dos órgãos internos de bezerros em sistema de aleitamento convencional ou fracionado. Foram utilizadas 10 fêmeas, com peso corporal inicial médio de 37,53 kg (±2,36) e 12 machos com peso corporal médio de 81,6 kg (±8,6), ambos da raça Holandesa. O aleitamento convencional constituiu-se de quatro litros de leite fornecidos diariamente durante 54 dias de avaliação e o fracionado, de seis litros do 6º ao 25º dias de idade, quatro litros do 26º ao 45º dias de idade e dois litros do 46º ao 59º dias de idade, além de concentrado, feno de Cynodon sp., água e suplemento mineral fornecidos ad libitum. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso, com cinco repetições para os parâmetros sanguíneos e seis repetições para o desenvolvimento dos órgãos internos. As coletas de sangue foram realizadas nas fêmeas nos dias sete, 21, 28, 42, 49 e 56 de idade. Para a avaliação dos órgãos internos os machos foram abatidos aos dois meses de idade, após jejum de 16 horas. Não foram observadas diferenças para os valores de proteínas totais, albumina, globulina, creatinina, ureia, colesterol e &#946;-hidroxibutirato nas idades avaliadas (p>0,05). Entretanto, para a concentração de glicose houve interação entre os sistemas de aleitamento e os períodos avaliados, podendo ser observado que com 21 dias de idade a concentração foi maior nas bezerras mantidas em sistema fracionado, quando comparadas aos animais do grupo convencional. O sistema de aleitamento não alterou o peso corporal final, peso corporal final vazio e o peso dos órgãos internos, exceto para o coração, demonstrando que o sistema de aleitamento fracionado não altera as avaliações dos órgãos internos.


#5 - Longitudinal study of infection by enteropathogens in newborn calves with diarrhea under different feeding strategies, 34(6):529-536

Abstract in English:

ABSTRACT.- Carvalho J.G., Carvalho A.U., Heinemann M.B., Coelho S.G., Paes P.R.O., Moreira G.H.F.A., Vespasiano L.C. & Facury Filho E.J. 2014. [Longitudinal study of infection by enteropathogens in newborn calves with diarrhea under different feeding strategies.] Estudo longitudinal da infecção por enteropatógenos em bezerros neonatos, com diarreia, sob diferentes estratégias de aleitamento. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(6):529-536. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinárias, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG, 30161-970, Brazil. E-mail: juliavetufmg@yahoo.com.br Seventeen Holstein newborn calves were used with the objective of evaluating the influence of milk replacer volume in the pattern of pathogens causing neonatal diarrhea. The animals were divided into two groups, 8 calves in group 1 and 9 calves in group 2. The calves were fed twice daily in the total of 4 liters of milk replacer to group 1 and 6 liters to group 2. From the 1st day of arrival of the calves feces were evaluated daily after the morning feeding for the classification of diarrheal feces or without diarrhea. The first day of diarrhea until the seventh day, feces were collected on alternate days (1st, 3rd, 5th and 7th day) directly from the rectum to evaluate enteropathogens. Were collected blood samples from calves with five days of age for determination of total protein. The average total protein was 6.33 and 6.21g/dL in groups 1 and 2, respectively. The group 2 tended (p<0.1) higher consumption of milk replacer during the study period. The volume of milk replacer did not influenced the incidence of diarrhea and the frequency of positive samples for each etiologic agent between the two groups (p>0.05). Also, there was no difference (p>0.05) on the pattern of the frequency of positive samples for evaluated pathogens. The frequency of pathogens in the samples was 100 and 75% for Cryptosporidium, 28.5 and 43.7% for Salmonella spp., 28.5 and 15.6% for E. coli pathotypes, 3.5 and 6.2% for Rotavirus and 10.7 and 9.4% for Giardia in groups 1 and 2, respectively. Serotypes of Salmonella infantis and muenster were found. The isolated pathotypes of E. coli isolates were classified as Escherichia coli enteropathogenic, enterotoxigenic and Shiga-toxin-producing 1 and 2. Associations between Cryptosporidium spp. and E. coli pathotypes, and between Cryptosporidium spp. and Salmonella spp. were found in 30% of the samples in group 1 and in 45.5% in group 2, respectively. Our results showed that the different volumes of milk replacer did not influence the incidence and etiology of neonatal diahrrea. Longitudinal evaluation of enteropathogens during patency demonstrated that the association between the etiologic agents starts from the first day of disease. This result highlighted the great importance of the infection by Cryptosporidium spp. which was present in every moments and animals evaluated.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Carvalho J.G., Carvalho A.U., Heinemann M.B., Coelho S.G., Paes P.R.O., Moreira G.H.F.A., Vespasiano L.C. & Facury Filho E.J. 2014. [Longitudinal study of infection by enteropathogens in newborn calves with diarrhea under different feeding strategies.] Estudo longitudinal da infecção por enteropatógenos em bezerros neonatos, com diarreia, sob diferentes estratégias de aleitamento. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(6):529-536. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinárias, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG, 30161-970, Brazil. E-mail: juliavetufmg@yahoo.com.br Foram utilizados 17 bezerros, recém nascidos, da raça Holandesa, com o objetivo de avaliar a influência do volume de sucedâneo nos principais patógenos causadores de diarreia neonatal. Os animais foram distribuídos em dois grupos, 8 bezerros do grupo 1 e 9 bezerros do grupo 2. Os animais foram alimentados duas vezes ao dia totalizando 4 litros de sucedâneo diários para o grupo 1 e 6 litros para o grupo 2. A partir do 1° dia de chegada dos bezerros foram avaliadas as fezes diariamente após o aleitamento da manhã para a classificação das fezes em diarreicas ou não diarreicas. Do primeiro dia de diarreia até o sétimo dia, as fezes foram coletadas em dias alternados (1º, 3º, 5º e 7° dia) diretamente da ampola retal para avaliação dos enteropatógenos. Foram coletadas amostras de sangue dos bezerros com cinco dias de idade para dosagem da proteína total. A média da proteína total foi 6,33 e 6,21g/dL nos grupos 1 e 2 respectivamente. O grupo 2 apresentou tendência (p<0,1) de maior consumo de sucedâneo no período avaliado. A quantidade de sucedâneo oferecida aos animais não influenciou a incidência de diarreia e sua etiologia, ou seja, não foi observada diferença (p>0,05) na frequência das amostras positivas para cada agente entre os grupos. A frequência dos enteropatógenos nas amostras foi de 100 e 75% para Cryptosporidium spp.; 28,5 e 43,7% para Salmonella spp.; 28,5 e 15,6% para patotipos de E. coli; 3,5 e 6,2% para Rotavírus e 10,7 e 9,4% para Giardia sp. nos grupos 1 e 2 respectivamente. Foram encontrados os sorotipos de Salmonella infantis e muenster. Os patotipos de E. coli isolados foram classificados como E. coli enterohemorrágica, enteropatogênica, enterotoxigênica e produtoras de toxinas Shiga 1 e 2. Foi observada associação entre o Cryptosporidium spp. e os patotipos de E. coli em 30% das amostras do grupo 1 e Cryptosporidium spp. e Salmonella spp. em 45,5% no grupo 2. Os resultados do presente trabalho demonstraram que o fornecimento de diferentes volumes de sucedâneo não apresentou influência sobre a incidência e etiologia da diarreia neonatal. A avaliação longitudinal dos enteropatógenos durante o período de patência da diarreia demonstrou que a associação entre eles ocorre a partir do primeiro dia da doença e destacou a importância da infecção pelo Cryptosporidium spp. agente encontrado em todos os momentos e animais.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV