Resultado da pesquisa (8)

Termo utilizado na pesquisa Costa G.M

#1 - Risk factors for high bulk milk somatic cell counts in dairy herds from Campos das Vertentes region, Minas Gerais State, Brazil: a case-control study

Abstract in English:

High bulk milk somatic cell counts (BMSCC) are indicative of failures related to the control of mastitis in the herd, which compromises the quality of the milk and generates great losses for the producers and for the industry. A case-control study was carried out in dairy herds in the Campos das Vertentes region, Minas Gerais State, Brazil, in order to contribute to the knowledge of the risk factors involved with elevated BMSCC. The study involved 46 dairy herds, of which 30 were considered cases (BMSCC ≥700,000 cells/mL of milk) and 16 control farms (BMSCC ≤200,000 cells/mL of milk). Sixteen qualitative variables and four quantitative variables were analyzed. The results showed that the risk factors for BMSCC ≥700,000 cells/mL were the presence of Staphylococcus aureus and Streptococcus agalactiae pathogens in bulk milk, non-use of pre and post-dipping, non-use of disposable paper towel for drying of mammary glands, non-monitoring of mastitis in the herd by means of California Mastitis Test (CMT) or individual somatic cell counts (SCC), non-implementation of the milking line and therapy of dry cows and failures in hygiene of teats and udders before milking. Moderate correlations were also observed between the elevation of BMSCC and counts of S. aureus and BMSCC and counts S. agalactiae in bulk milk, and a moderate correlation between S. aureus and S. agalactiae counts in bulk milk. Failures with regard to the maintenance and use of milking equipment, including manual pressure application in milking assemblies, unregulated milking vacuum pressure, and vacuum loss during milking, and maintenance failures of the milking machine and bulk milk tank were also pointed out as important risk factors of BMSCC elevation. The results of this study provided subsidies for the elaboration of more effective programs for mastitis control and improvement of raw milk quality, reducing the losses caused by the disease to producers and industry.

Abstract in Portuguese:

Altas contagens de células somáticas no leite do tanque (CCSt) são indicativas de falhas relacionadas com o controle da mastite no rebanho, o que compromete a qualidade do leite e gera grandes perdas para os produtores e para a indústria. Visando identificar os fatores de risco envolvidos com a CCSt elevada, foi realizado um estudo de caso-controle em rebanhos bovinos leiteiros da região de Campos das Vertentes, em Minas Gerais. O estudo envolveu 46 propriedades, das quais 30 foram consideradas casos (CCSt ≥700.000 cels/mL de leite) e 16 propriedades controles (CCSt ≤200.000 cels/mL de leite). Foram analisadas 16 variáveis qualitativas e quatro variáveis quantitativas. Os resultados demonstraram que os fatores de risco para valores de CCSt ≥700.000 cels/mL de leite foram a presença dos patógenos Staphylococcus aureus e Streptococcus agalactiae, não utilização do pré e de pós-dipping, não utilização de papel toalha descartável para a secagem dos tetos, não monitoramento da mastite por meio do California Mastitis Test (CMT) ou CCS individual, não implementação da linha de ordenha e da terapia de vacas secas e falhas na higiene de tetos e de úbere antes da ordenha. Também se observaram correlações moderadas entre a CCSt e as contagens de S. aureus e entre CCSt e as contagens de S. agalactiae, e correlação moderada entre as contagens de S. aureus e de S. agalactiae no leite do tanque. Falhas com relação à manutenção e utilização dos equipamentos de ordenha, aplicação de pressão manual nos conjuntos da ordenha, pressão de vácuo da ordenha desregulada, perda de vácuo durante a ordenha e falhas de manutenção da ordenhadeira e do tanque de expansão foram também apontadas como fatores de risco para elevação da CCSt. Os resultados deste estudo possibilitaram identificar fatores de risco importantes para contagens elevadas de CCSt que poderão fornecer subsídios para a elaboração de programas de controle mais efetivos para a mastite e para a melhoria da qualidade do leite, mitigando o impacto que a doença causa para os produtores e para a indústria.


#2 - Staphylococcus aureus and Streptococcus agalactiae: prevalence, resistance to antimicrobials, and their relationship with the milk quality of dairy cattle herds in Minas Gerais state, Brazil

Abstract in English:

Bovine mastitis is the most frequent disease worldwide in dairy herds, causing high economic losses to producers and industry, as well as having implications for public health due to the zoonotic potential of some agents involved in its etiology and the increased risk of antimicrobial residues in milk and its derivatives. Considering the multifactorial aspect of this disease, knowledge of the agents involved in its etiology and their antimicrobial susceptibility profiles is very important. This study was conducted with 306 dairy herds from the Campo das Vertentes region, located in the south of Minas Gerais state, whose owners were milk suppliers to a dairy in the same region. The study involved approximately 34,000 dairy cows and covered an area of approximately 12,564 km2. In these herds, prevalence rates of Staphylococcus aureus and Streptococcus agalactiae and their relationship with bulk milk somatic cell counts (BMSCC), total bacterial counts (TBC), and daily production were evaluated. In addition, analyses of resistance of these pathogens to the antimicrobials most commonly used in the treatment of mastitis in dairy herds were performed. Microbiological analyses of milk samples from collect from bulk milk tanks were performed aiming to evaluate the prevalence of S. aureus and S. agalactiae. For these proposes, the modified Baird-Parker Agar medium was used for detection of S. aureus and the modified Edwards Agar medium, enriched with 5% defibrinated sheep blood, was used for detection of S. agalactiae. The disc diffusion technique was applied to evaluate antimicrobial resistance. Results show high prevalence rates of S. aureus (70.3%) and S. agalactiae (67.0%) in the dairy farms studied, with 47.71% of the herds showing both pathogens. Associations between BMSCC and the presence of pathogens S. aureus and S. agalactiae and between TBC and the presence of S. agalactiae were observed, demonstrating the influence of these pathogens in milk quality. No variation was observed in the distribution of S. aureus and S. agalactiae in the different strata of daily production. High levels of resistance and multi-resistance were observed among the pathogens S. aureus and S. agalactiae. The results indicate the need for more effective control measures for mastitis caused by S. aureus and S. agalactiae in the dairy herds of the region studied and more judicious use of antimicrobials in order to reduce the problem of resistance to them.

Abstract in Portuguese:

A mastite bovina é a doença de maior frequência em rebanhos leiteiros em nível mundial, acarretando grandes prejuízos econômicos aos produtores e à indústria. Além disso, esta enfermidade tem implicações na saúde pública, devido ao potencial zoonótico de alguns agentes envolvidos em sua etiologia e por aumentar os riscos de resíduos de antimicrobianos no leite e derivados. Considerando o aspecto multifatorial da mastite bovina, o conhecimento dos agentes envolvidos em sua etiologia e os perfis de suscetibilidade aos antibióticos é de suma importância. O estudo envolveu 306 fazendas de leite da região de Campo das Vertentes, localizada no sul de Minas Gerais, cujos proprietários eram fornecedores de leite para um laticínio da região, totalizando aproximadamente 34.000 animais e abrangendo uma área aproximada 12.564 km2. Nestes rebanhos, avaliaram-se a prevalência de Staphylococcus aureus e Streptococcus agalactiae e a relação destes agentes com os índices de contagem de células somáticas do leite do tanque de expansão (CCSt), contagem bacteriana total (CBT) e produção diária. Analisou-se também a resistência destes patógenos aos antimicrobianos mais comumente utilizados no tratamento da mastite em rebanhos leiteiros. Análises microbiológicas de amostras de leite dos tanques de expansão foram realizadas para se determinar as prevalências dos patógenos S. aureus e S. agalactiae. Para a detecção de S. aureus, utilizou-se o meio seletivo Ágar Baird‑Parker modificado e para a detecção de S. agalactiae, o meio seletivo Ágar Edwards modificado, enriquecido com 5% de sangue ovino desfibrinado. Foi utilizada a técnica de difusão em discos para a avaliação de resistência aos antimicrobianos. Os resultados apontaram altas prevalências de S. aureus (70,3%) e de S. agalactiae (67,0%), com 47,71% dos rebanhos examinados apresentando ambos os agentes. Verificaram-se associações entre a CCSt e a presença dos patógenos S. aureus e S. agalactiae, e também entre a CBT e a presença de S. agalactiae, demonstrando a interferência negativa destes patógenos nestes quesitos de qualidade. Não se observaram variações nas distribuições dos patógenos S. aureus e nem S. agalactiae em função da produção diária das propriedades estudadas. Níveis elevados de resistência e de multirresistência foram observados para ambos os agentes. Os resultados apontam a necessidade de medidas mais efetivas de controle para S. aureus e S. agalactiae nos rebanhos da região estudada e do uso mais criterioso dos antimicrobianos, visando minimizar o problema da resistência aos mesmos.


#3 - Morphology of the trachea and lung lobation of Leopardus pardalis (ocelot), 37(8):897-903

Abstract in English:

ABSTRACT.- Schuingues C.O., Lima M.G., Sardinha G.H.R., Pimenta A.L., Monteiro C. C., Ambrósio C.E., Martins D.S. & Costa G.M. 2017. [Morphology of the trachea and lung lobation of Leopardus pardalis (ocelot).] Morfologia da traqueia e lobação pulmonar de Leopardus pardalis (jaguatirica). Pesquisa Veterinária Brasileira 37(8):897-903. Programa de Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônicos, Universidade do Estado do Mato Grosso, Campus I, Rodovia MT-208 Km 146, Alta Floresta, MT 78580-000, Brazil. E-mail: cristiano-af12@hotmail.com The species Leopardus pardalis, popularly known as ocelot, is a medium sized cat with wide distribution in the national territory and is included in the list of species of Brazilian fauna threatened with extinction. This study aimed to characterize the macroscopic and microscopic aspects of the trachea and lung lobes in L. pardalis. Analyses were performed using five copies of ocelot, two males and three females, adults, three of these specimens died from being run over on highways nearby the municipality of Alta Floresta, and two donated after death by IBAMA to the Laboratory of Zoology and Animal Morphology. In the trachea specimens was a flexible tube formed by pairs of cartilaginous arches, with pseudo-stratified epithelium ciliated not in its inner lining, and other basic structures of this body. Lung proved as a body made up of lobes separated by cracks with a usual parenchyma to the other described mammals. With respect to the anatomic features of the trachea and lung were similar to other mammals, as in the microscopic aspects of the trachea showed certain peculiarities found differing from the other jobs. Regarding the appearance of the lung parenchyma histological characteristics did not differ with those described.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Schuingues C.O., Lima M.G., Sardinha G.H.R., Pimenta A.L., Monteiro C. C., Ambrósio C.E., Martins D.S. & Costa G.M. 2017. [Morphology of the trachea and lung lobation of Leopardus pardalis (ocelot).] Morfologia da traqueia e lobação pulmonar de Leopardus pardalis (jaguatirica). Pesquisa Veterinária Brasileira 37(8):897-903. Programa de Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônicos, Universidade do Estado do Mato Grosso, Campus I, Rodovia MT-208 Km 146, Alta Floresta, MT 78580-000, Brazil. E-mail: cristiano-af12@hotmail.com A espécie Leopardus pardalis, conhecida popularmente como jaguatirica, é um felino de médio porte com ampla distribuição em território nacional e está incluída na lista de espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção. Este estudo teve como objetivo caracterizar os aspectos macroscópicos e microscópico da traqueia e lobos pulmonares em L. pardalis. As análises foram feitas utilizando cinco exemplares de jaguatirica, sendo dois machos e três fêmeas, adultos, três desses exemplares foram a óbito por atropelamento em rodovias próximas ao município de Alta Floresta, e dois doados após a morte pelo IBAMA ao o Laboratório de Zoologia e Morfologia Animal. Nos espécimes a traqueia era um tubo flexível formado por pares de arcos cartilaginosos, apresentando epitélio pseudo-estratificado não ciliado no seu revestimento interno, e outros estruturas básicas deste órgão. O pulmão se mostrou como um órgão constituído por lobos separados por fissuras com um parênquima usual aos demais mamíferos descritos. No que diz respeito às caraterísticas anatômicas da traqueia e pulmão se mostraram semelhantes à de outros mamíferos, já nos aspectos microscópicos da traqueia apresentou certas peculiaridades diferindo dos demais trabalhos encontrados. No que tange o aspecto do parênquima pulmonar as características histológicas não variaram com as que estão descritas.


#4 - Morphology of salivary glands of the Glironia venusta Thomas, 1912 (Didelphimorphia), 35(2):199-207

Abstract in English:

ABSTRACT.- Vieira B.S., Schuingues C.O., Lima M.G., Martins D.S. & Costa G.M. 2015. [Morphology of salivary glands of the Glironia venusta Thomas, 1912 (Didelphimorphia).] Morfologia das glândulas salivares de Glironia venusta Thomas, 1912 (Didelphimorphia). Pesquisa Veterinária Brasileira 35(2):199-207. Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus I, Rodovia MT-208 Km 147, Jardim Tropical, Alta Floresta, MT 78580-000, Brazil. E-mail: bruna_sakamotovieira@hotmail.com The aim of this study was to describe the morphology of the salivary glands of Glironia venusta. A sample of G. venusta was collected in fauna rescue of hidroelectric usine of Teles Pires was used. This exemplar was fixed with formaldehyde solution 10%. For macroscopic analysis, the glands were dissected and photographed in situ and for the microscopy fragments of the glands were removed, that were dehydrated in increasing alcohol concentrations, diaphanizated in xylene, included in paraffin and stained with hematoxylin and eosin. G. venusta presented the mandibular, parotid, sublingual, labial and zygomatic glands. The mandible is shown as elongated structures, composed of non-septated lobes and located in the anterior cervical region. With a triangular format, the parotid was located in the depression of the masseter, ventral an auricular cartilage. The sublingual were located ventral to the mandible, caudal to the digastric muscle. In the posterior dorsal portion, until the labial commissure, dorsal to the orbicularis muscle of mouth was observed the labial glands, which showed a “U” shape. The zygomatic glands was accompanied the shape of the anterior portion of the zygomatic arch at the infraorbital margin. The mandibulars and sublinguals glands showed acini of mucous type, with some serous acini. The parotid one was made ​​up purely by serous acini. In the labial gland was observed acini of mixed types mixed or seromucosous. Related the zygomatic gland was not possible to perform the microscopic analysis because of histological proceeding problems. Characteristics of the salivary glands observed in G. venusta resemble other omnivores mammals, but showed small differences as regards their location and shape.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Vieira B.S., Schuingues C.O., Lima M.G., Martins D.S. & Costa G.M. 2015. [Morphology of salivary glands of the Glironia venusta Thomas, 1912 (Didelphimorphia).] Morfologia das glândulas salivares de Glironia venusta Thomas, 1912 (Didelphimorphia). Pesquisa Veterinária Brasileira 35(2):199-207. Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus I, Rodovia MT-208 Km 147, Jardim Tropical, Alta Floresta, MT 78580-000, Brazil. E-mail: bruna_sakamotovieira@hotmail.com O objetivo deste trabalho foi descrever a morfologia das glândulas salivares de Glironia venusta. Foi utilizado um exemplar coletado no resgate de fauna da Usina Hidroeletrica Teles Pires. Este foi fixado com solução de formaldeído a 10%. Para a análise macroscópica, as glândulas foram dissecadas e fotografadas in situ e para a microscopia foram retirados fragmentos das glândulas. Estes foram desidratados em concentrações crescentes de álcool, diafanizados em xilol, inclusos em parafina e corados com HE. G. venusta apresentou as glândulas mandibulares, parótidas, sublinguais, labiais e zigomáticas. As mandibulares se mostraram como estruturas alongadas, constituídas por lobos não septados e localizadas na porção anterior da região cervical. De formato triangular, a parótida estava localizada na depressão do masseter, ventral à cartilagem auricular. As sublinguais encontravam-se ventrais ao ramo da mandíbula, caudais ao digástrico. Foi observado na porção dorsoposterior à comissura labial, dorsal ao músculo orbicular da boca, as glândulas labiais, que apresentaram formato de “U”. Já as glândulas zigomáticas acompanhavam a forma da porção anterior do arco zigomático, na margem infraorbital. As glândulas mandibulares e sublinguais apresentaram ácinos do tipo mucosos, com alguns ácinos serosos. A parótida era constituída por ácinos puramente serosos. Na glândula labial foi observado ácinos do tipo mistos ou seromucosos. Para a glândula zigomática não foi possível a realização da análise microscópica devido problemas de procedimento histológico. As características das glândulas salivares observadas em G. venusta se assemelham a de outros mamíferos onívoros, entretanto, apresentaram pequenas diferenças no que se refere à sua localização e forma.


#5 - Selection, characterization and cloning of the fljB and groEL genes agonists of the innate immune system pattern recognition receptors of birds, 34(3):217-223

Abstract in English:

ABSTRACT.- Soares B.A., Ságio S.A., Peconick A.P., Barrios P.R., Chalfun-Júnior A., Costa G.M., Barçante J.M. & Martins N.R.S. 2014. [Selection, characterization and cloning of the fljB and groEL genes agonists of the innate immune system pattern recognition receptors of birds.] Seleção, caracterização e clonagem dos genes fljB e groEL agonistas dos receptores de reconhecimento de padrão do sistema imune inato das aves. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(3):217-223. Setor de Medicina Veterinária Preventiva, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Campus UFLA, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: brunoantunes.soares@yahoo.com.br The recombinant production of innate immune system pattern recognition receptor agonists has provided a new tool for the production of immunostimulants for animals. The molecular pattern associated with the pathogen (PAMP), flagellin, coded by the fljB gene from Salmonella Typhimirium, and the molecular pattern associated to the damage (DAMP), HSP60, coded by the groEL gene from S. Typhimurium and S. Enteritidis, are recognized by pattern recognition receptors (PRRs) of the innate immune system of birds. In the present study, we performed the cloning of genetic fragments of the genes fljB, from S. Typhimurium, and groEL from S. Typhimurium and S. Enteritidis inserted in expression vector pET100/D-TOPO and transformed in E. coli TO10 cells. The clones were evaluated by colony PCR, plasmidial DNA PCR and genome sequencing in order to confirm the presence of these genes. In the colony PCR, we identified the presence of genes groEL (S. Enteritidis), groEL (S. Typhimurium) and fljB (S. Typhimurium) in 80%, 60% and 80% of the transformed colonies, respectively. The cloning system adopted allowed the production of HSP60 genetic fragment clones and flagellin of Salmonella strains, allowing the posterior use of these clones in gene expression trials, with the future potential of being used as non-specific immunostimulants for birds.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Soares B.A., Ságio S.A., Peconick A.P., Barrios P.R., Chalfun-Júnior A., Costa G.M., Barçante J.M. & Martins N.R.S. 2014. [Selection, characterization and cloning of the fljB and groEL genes agonists of the innate immune system pattern recognition receptors of birds.] Seleção, caracterização e clonagem dos genes fljB e groEL agonistas dos receptores de reconhecimento de padrão do sistema imune inato das aves. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(3):217-223. Setor de Medicina Veterinária Preventiva, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Campus UFLA, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: brunoantunes.soares@yahoo.com.br A produção recombinante de agonistas dos receptores do reconhecimento de padrão do sistema imune inato tem fornecido uma nova ferramenta para a produção de imunoestimulantes para animais. O padrão molecular associado ao patógeno (PAMP), flagelina, codificado pelo gene fljB de Salmonella Typhimurium e o padrão molecular associado ao dano (DAMP) HSP60, codificado pelo gene groEL da S. Typhimurium e S. Enteritidis, são reconhecidos por receptores de reconhecimento de padrões (RRPs) do sistema imune inato das aves. No presente estudo, foi feita a clonagem de fragmentos genéticos dos genes fljB de S. Typhimurium e groEL de S. Typhimurium e S. Enteritidis inseridos no vetor de expressão pET100/D-TOPO e transformados em células de E. coli TOP10. Os clones foram avaliados pela PCR de colônia, PCR de DNA plasmidial e sequenciamento genômico para a confirmação da presença desses genes. Na PCR de colônia, foram identificadas em 80%, 60% e 80% das colônias transformadas, a presença dos genes groEL (S. Enteritidis), groEL (S. Typhimurium) e fljB (S. Typhimurium) respectivamente. O sistema de clonagem adotado possibilitou a produção de clones dos fragmentos genéticos da HSP60 e flagelina das cepas de Salmonella, permitindo a utilização posterior desses clones em ensaios de expressão gênica, com potencial futuro de serem utilizados como imunoestimulante inespecífico das aves.


#6 - Anatomy of the buccopharyngea cavity of Sorubim trigonocephalus (Siluriformes, Osteichthyes), 33(10):1256-1262

Abstract in English:

ABSTRACT.- Schuingues C.O., Lima M.G. Lima A.R. Martins D.S & Costa G.M. 2013. [Anatomy of the buccopharyngea cavity of Sorubim trigonocephalus (Siluriformes, Osteichthyes).] Anatomia da cavidade bucofaringeana de Sorubim trigonocephalus (Siluriformes, Osteichthyes). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(10):1256-1262. Departamento de Ciências Biológicas, Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus I, Rodov. MT 208 Km 146, Alta Floresta, MT 78580-000, Brazil. E-mail: cristiano-af12@hotmail.com Sorubim trigonocephalus Miranda et Ribeiro, 1920 is popularly known as slipper, migratory specie of economic importance. It is much appreciated in gastronomy because it has good flavor and no intermuscular bones (spines). Specimens were collected on a stretch of the Teles Pires river, located in Alta Floresta/MT, anesthetized and euthanized in aqueous solution of benzocaine, fixed with 10% formaldehyde and transferred to the Laboratory of Animal Anatomy of Unemat to be analyzed and described the characteristics of the buccopharyngeal cavity. With a premaxilla well developed and head dorsoventrally flattened, S. trigonocephalus show out located on the ventral portion of the head mouth wide slit. The upper lip pigmentation had dark gray with small light areas, wider than the and without pigmentation. Was identified four dentigerous regions in in the anterior oral cavity and two in the pharynx region, both with viniliform tooth. The posterior portion of the oral cavity was bounded laterally by four pairs of gill arches that decreased in size from first to last pair, formed by two branches: the higher, shorter, and the lower, longer. The buccopharyngea cavity of S. trigonocephalus showed similar to other teleosts described in the literature, and is adapted to eating habits with diet ictiophagic carnivore and differing only by the absence of a structural tongue and pre maxilla well developed showing viniliform tooth.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Schuingues C.O., Lima M.G. Lima A.R. Martins D.S & Costa G.M. 2013. [Anatomy of the buccopharyngea cavity of Sorubim trigonocephalus (Siluriformes, Osteichthyes).] Anatomia da cavidade bucofaringeana de Sorubim trigonocephalus (Siluriformes, Osteichthyes). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(10):1256-1262. Departamento de Ciências Biológicas, Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus I, Rodov. MT 208 Km 146, Alta Floresta, MT 78580-000, Brazil. E-mail: cristiano-af12@hotmail.com Sorubim trigonocephalus Miranda et Ribeiro, 1920 conhecido popularmente como chinelo, é uma espécie migratória, de importância econômica. Bastante apreciado na gastronomia por apresentar sabor agradável e sem ossos intermusculares (espinhos). Os exemplares foram coletados em um trecho no Rio Teles Pires, localizado no município de Alta Floresta/MT. Anestesiados e sacrificados em solução aquosa de benzocaína, fixados com solução de formoldeído a 10%, transferidos para o Laboratório de Anatomia Animal/Unemat para descrição das características da cavidade bucofaringeana. Esta espécie apresentou uma pré-maxila bem desenvolvida e cabeça achatada dorsoventralmente, boca localizada na porção ventral média da cabeça, com fenda bucal ampla. Os lábios superiores apresentaram pigmentação cinza escuro com pequenas áreas claras, sendo mais largos que os inferiores e não apresentaram pigmentação. Foram identificadas quatro regiões dentígeras na porção anterior da cavidade bucal e duas na região da faringe, todas com dentes viliformes. A porção posterior da cavidade bucal era limitada lateralmente por quatro pares de arcos branquiais que decresciam em tamanho do primeiro ao último par, crânio-caudal, formados por dois ramos: o superior, mais curto, e o inferior, mais longo. A cavidade bucofaringeana de S. trigonocephalus se mostrou semelhante à de outros teleósteos descritos na literatura, estando adaptado ao hábito alimentar com dieta carnívoro-ictiofágica e diferindo apenas pela ausência de língua estrutural com pré maxila bem desenvolvida apresentando dentes viliformes.


#7 - Morphological structure of the liver in tambaqui, Colossoma macropomum (Cuvier, 1818), 32(9):947-950

Abstract in English:

ABSTRACT.- Costa G.M., Ortis R.C., Lima M.G., Casals J.B., Lima A.R. & Kfoury Jr J.R. 2012. [Morphological structure of the liver in tambaqui, Colossoma macropomum (Cuvier, 1818).] Estrutura morfológica do fígado de tambaqui Colossoma macropomum (Cuvier, 1818). Pesquisa Veterinária Brasileira 32(9):947-950. Laboratório de Anatomia Animal, Departamento de Ciências Biológicas, Universidade do Estado do Mato Grosso, Campus de Alta Floresta, MT 78580-000, Brazil. E-mail: gerlanemcosta@yahoo.com.br This research aimed to describe the macroscopic and microscopic liver of tambaqui, Colossoma macropomum, Teleost freshwater Family Characidae, of great economic interest for the Amazon basin. We used six juveniles aged between six month and one year, from the small holding Esteio, Alta Floresta/MT, that develops mainly fish farming. The body was photographed in situ, described macroscopically, and fragments were removed and processed by routine histological techniques through paraffin embedding and HE staining. The liver, located ventrally to the swim bladder and craniodorsally to the stomach, is brownish red and consisted of three lobes, the right lateral, the left lateral and the ventral lobe. Microscopically, the parenchyma consists of hepatocytes varying from irregular rounded hexagonal to round forms with a large and central nucleus, and arranged in linear strings limited by sinusoids and radiating to central veins, but with absence of liver lobules. The central veins are distributed throughout the parenchyma, while the portal space consists in most cases only of a hepatic vein and bile duct; elsewhere exist artery and duct. Formation of portal triads was not founde. Melano macrophages were frequently seen dispersed throughout the central parenchyma. The morphofunctional study of the digestive system of fishes of the Amazon basin is important to obtain knowledge about their weight gain, large scale production for human consumption and preservation of the species, and has also its importance for being used as bioindicators today.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Costa G.M., Ortis R.C., Lima M.G., Casals J.B., Lima A.R. & Kfoury Jr J.R. 2012. [Morphological structure of the liver in tambaqui, Colossoma macropomum (Cuvier, 1818).] Estrutura morfológica do fígado de tambaqui Colossoma macropomum (Cuvier, 1818). Pesquisa Veterinária Brasileira 32(9):947-950. Laboratório de Anatomia Animal, Departamento de Ciências Biológicas, Universidade do Estado do Mato Grosso, Campus de Alta Floresta, MT 78580-000, Brazil. E-mail: gerlanemcosta@yahoo.com.br Este trabalho teve como objetivo descrever macro e microscopicamente o fígado do Tambaqui Colossoma macropomum, Teleósteo de água doce da Família Characidae, de grande interesse econômico da bacia Amazônica. Foram utilizados seis (6) exemplares jovens com idade entre seis meses e um ano, oriundos da Chácara Esteio, Alta Floresta, MT, que desenvolve principalmente a prática da piscicultura. O órgão foi fotodocumentado in situ e descrito macroscopicamente, em seguida procedeu-se a retirada de fragmentos deste, que foram processados pelas técnicas histológicas rotineiras para inclusão em parafina e coloração de HE. O fígado localizou-se ventral à bexiga natatória e craniodorsalmente ao estômago, apresentou coloração amarronzada a vermelho, constituído por três lobos hepáticos, o lobo lateral direito, o lobo lateral esquerdo e o lobo ventral. Microscopicamente, o parênquima era constituído por hepatócitos com formato que variou do arredondado irregular hexagonal ao redondo com núcleo grande e central, arranjados em cordões lineares limitados por sinusóides que irradiam para veias centrais, e com ausência de lóbulos hepáticos. As veias centrais estavam distribuídas pelo parênquima, enquanto que o espaço porta, na maioria das vezes, era constituído apenas por uma veia hepática e o ducto biliar, em outros locais foi observado, uma artéria e um ducto. Não foi observada a formação de tríades portais. Foram frequentemente observados melano macrófagos centrais dispersos pelo parênquima. O estudo morfofuncional do Aparelho Digestório de peixes da bacia Amazônica, se faz pertinente com vistas ao conhecimento do aproveitamento de ganho de peso e produção em alta escala para consumo humano e preservação da espécie, além da importância de estarem sendo utilizados como bioindicadores atualmente.


#8 - Histology and ultrastructure of kidney and cephalic kidney in Pacu, 32(5):453-458

Abstract in English:

ABSTRACT.- Costa G.M., Lima A.R., Lima M.G. & Kfoury Jr J.R. 2012. [Histology and ultrastructure of kidney and cephalic kidney in Pacu.] Histologia e ultraestrutura do rim e rim cefálico do pacu. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(5):453-458. Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus Alta Floresta, BR 208 Km 147, Alta Floresta, MT 78580-000, Brazil. E-mail: gerlanemcosta@yahoo.com.br The Pacu, Piaractus mesopotamicus, is a teleostei of the Characidae family, intensively cultivated in Brazil due to its rusticity, fast growth and easy adaptation. Morphological knowledge of the body systems including the lymphoid organs is necessary to improve fish production and supply subsidies for the maintenance of stocks. This study aimed to describe morphologically kidney and head kidney of Piaractus mesopotamicus, analyzing the cellular profile of each organ with the use of light microscopy and electronic transmission microscopy. The result of the macroscopic analysis showed that the localization of the kidney and head kidney is the same as found in the majority of the teleostei. The kidney presented a form in “H”, where the medium region is expanded on the natatorium bladder. The head kidney presented a dilatation in the cranial region of the kidney. In the transmission electronic microscopy we found ultrastructural similarities with other teleostei fish. It can be concluded that the lymphoid organs (kidney and head kidney) of Piaractus mesopotamicus are histologically and ultra-structurally similar to the other teleostei.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Costa G.M., Lima A.R., Lima M.G. & Kfoury Jr J.R. 2012. [Histology and ultrastructure of kidney and cephalic kidney in Pacu.] Histologia e ultraestrutura do rim e rim cefálico do pacu. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(5):453-458. Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus Alta Floresta, BR 208 Km 147, Alta Floresta, MT 78580-000, Brazil. E-mail: gerlanemcosta@yahoo.com.br O pacu, Piaractus mesopotamicus, é um teleósteo da Família Characidae, intensivamente cultivado no Brasil devido sua rusticidade, crescimento rápido e fácil adaptação. O conhecimento morfológico dos sistemas corpóreos, incluído órgãos linfóide, se faz necessário, para uma melhor produção no cultivo de peixes, fornecendo subsídios na manutenção dos estoques. O objetivo deste estudo foi descrever morfologicamente o rim e rim cefálico de Piaractus mesopotamicus, analisando os perfis celulares de cada órgão com o uso de microscopia de luz e microscopia eletrônica de transmissão. O resultado da análise macroscópica mostrou que a localização do rim e rim cefálico são as mesmas encontradas na maioria dos teleósteos. O rim apresentou uma forma em “H”, onde a região média se expandia sobre a bexiga natatória. O rim cefálico se apresentou como uma dilatação na região cranial do rim, mostrando-se bem visível. Na microscopia eletrônica de transmissão também foram observadas similaridades ultraestruturais com outros teleósteos. Observando nossos resultados concluímos que histologicamente e ultraestruturalmente, os órgãos linfóides rim e rim cefálico de Piaractus mesopotamicus são similares aos de outros teleósteos.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV