Resultado da pesquisa (2)

Termo utilizado na pesquisa Ferraudo A.S

#1 - Schooling and volume of production have association with the risk perception of milk producers in the use of veterinary products, 34(10):981-989

Abstract in English:

ABSTRACT.- Borsanelli A.C., Samara S.I., Ferraudo A.S. & Dutra I.S. 2014. [Schooling and volume of production have association with the risk perception of milk producers in the use of veterinary products.] Escolaridade e volume de produção têm associação com a percepção de risco de produtores de leite no uso de produtos veterinários. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(10):981-989. Departamento de Apoio, Produção e Saúde Animal, Faculdade de Medicina Veterinária de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista, Rua Clóvis Pestana 793, Cx. Postal 533, Jardim Dona Amélia, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: isdutra@fmva.unesp.br The present study aimed to evaluate the correspondence between socioeconomic factors of 171 milk producers (schooling, daily production volume and time in activity), of 96 counties in the state of São Paulo, and the risk perception in the use of veterinary products through individual interview and multiple correspondence analysis. Producers with low schooling tend to milk animals treated with acaricides, not to discard the milk of cows treated for mastitis, to receive no bonus for the quality of milk and not to use personal protective equipment (PPE). In contrast, producers with higher education tend to declare that they discard milk from cows treated for mastitis, to receive bonus for milk quality, to participate in training and use PPE. Producers with less than 50 liters of milk per day tend to declare that they do not observe the lack period of veterinary products, and when mentioned the lack period of two products more incorrectly answered, use vermifuge in lactating animals and do not receive bonus for milk quality. Producers with more than 500 liters of milk per day tend to declare they observe the lack period of veterinary products, to answer correctly the lack period of two products, to receive bonus for quality, to participate in training and to use PPE. It was possible to evidence that within the selected variables there are categories or groups of milk producers for whom the sanitary hazard is more visible and others for whom the hazard is less visible. In this context, it is necessary and urgent the execution of contemporary sanitary programs in rural units of milk production, the update of services of technical assistance and rural extension (public and private), with different approach and complementary to the currentand the development of effective sanitary education actions.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Borsanelli A.C., Samara S.I., Ferraudo A.S. & Dutra I.S. 2014. [Schooling and volume of production have association with the risk perception of milk producers in the use of veterinary products.] Escolaridade e volume de produção têm associação com a percepção de risco de produtores de leite no uso de produtos veterinários. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(10):981-989. Departamento de Apoio, Produção e Saúde Animal, Faculdade de Medicina Veterinária de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista, Rua Clóvis Pestana 793, Cx. Postal 533, Jardim Dona Amélia, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: isdutra@fmva.unesp.br O presente estudo teve por objetivo avaliar a correspondência entre fatores socioeconômicos de 171 produtores de leite (escolaridade, volume de produção diária e tempo na atividade) de 96 municípios do Estado de São Paulo, e a percepção de risco no uso de produtos veterinários, por meio de entrevista individual e da análise de correspondência múltipla. Produtores com grau de escolaridade fundamental tendem a ordenhar animais tratados com carrapaticidas, não descartar o leite de vacas em tratamento para mastite, não receber bonificação por qualidade e não usar EPIs. Já produtores com grau de instrução superior tendem a declarar que descartam o leite de vacas em tratamento para a mastite, a receber bonificação por qualidade, a participar de treinamento e a usar EPIs. Produtores com menos de 50 litros de leite diários tendem a declarar que não observam o período de carência dos produtos veterinários e são os que mais responderam incorretamente o período de carência de dois produtos empregados na propriedade, vermifugam animais em lactação e não recebem bonificação por qualidade. Produtores com mais de 500 litros de leite diários tendem a declarar que observam o período de carência dos produtos veterinários, tendem a responder corretamente o período de carência de dois produtos, a receber bonificação por qualidade, a participar de treinamento e a usar EPIs. Foi possível evidenciar que dentro das variáveis selecionadas há categorias ou grupos de produtores de leite para os quais o perigo sanitário é mais visível e outros para os quais o perigo é menos visível. Nesse contexto, é necessário e urgente a execução de programas sanitários contemporâneos nas unidades rurais de produção de leite, a atualização dos serviços de assistência técnica e extensão rural (pública e privada), com enfoque distinto e complementar ao atual e o desenvolvimento de ações efetivas de educação sanitária.


#2 - Causes of death of Thoroughbred racehorses at Octavio Dupont Veterinary Hospital, Brazilian Jockey Club, Rio de Janeiro, 32(3):189-193

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pereira M.C., Ferraz G.C., Ferraudo A.S., Quintelas A.R., Berkman C. & Queiroz-Neto A. 2012. Causes of death of Thoroughbred racehorses at Octavio Dupont Veterinary Hospital, Brazilian Jockey Club, Rio de Janeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(3):189-193. Laboratório de Fisiologia do Exercício Equino, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: gferraz@fcav.unesp.br There are few studies that approach the epidemiology of deaths in racehorses in a broad manner. The majority focus on a specific affection or procedure. Brazil does not have a program instituted for the monitoring of deaths of horses. By means of a descriptive study in association with a multivariate analysis method, an epidemiologic profile was determined for deaths related to musculoskeletal (MS), gastrointestinal (GI), respiratory (RES) systems, neurologic origin (NEU) and sudden death (SD) for the years of 2002 to 2008, at the Octavio Dupont Veterinary Hospital-Rio de Janeiro (ODVH). Males comprised the majority of deaths and that deaths were related to, decreasing order, MS>GI>SD>NEU>RES, with respect to general mortality rate per large group of determined causes (TSPMr). The majority of deaths registered included horses aged four to five years (ID4-ID5). We observed the following correspondence relations: (3-year period = SM - ID>5 - SD; ID>5 - GI; ID4-5 - MS; SF - ID<4 - RES/ NEU); (4-year period = SM - ID>5 - GI; SF - ID<4 - NEU; ID4-5 - MS; GI - ID>5). The present study points out the importance and necessity of epidemiologic studies of lesions in horses, based on diagnosis for the recognition of predisposing factors and prevention.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pereira M.C., Ferraz G.C., Ferraudo A.S., Quintelas A.R., Berkman C. & Queiroz-Neto A. 2012. Causes of death of Thoroughbred racehorses at Octavio Dupont Veterinary Hospital, Brazilian Jockey Club, Rio de Janeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(3):189-193. Laboratório de Fisiologia do Exercício Equino, Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: gferraz@fcav.unesp.br [Causas de mortes de cavalos de corrida registradas no Hospital Veterinário Octávio Dupont, Jockey Clube Brasileiro, Rio de Janeiro.] Existem poucas pesquisas que abordam estudos epidemiológicos de mortes em cavalos de corrida de uma forma ampla. A maioria restringe-se a uma afecção ou procedimento específico. O Brasil não possui um programa de monitoramento de mortes instituído. Através de um estudo descritivo em associação a metodologia multivariada de análise, realizou-se um estudo epidemiológico de causa mortis relacionadas com afecções musculosqueléticas (MS), gastrointestinais (GI), sistema respiratório (RES), neurológico (NEU) e mortes súbitas (SD) durante os anos de 2002 a 2008 no Hospital Octavio Dupont, Rio de Janeiro. Os machos representaram o sexo mais afetado e a causa mortis relacionada com a taxa geral de mortalidade por grandes grupos de causas determinadas apresentou a seguinte ordem decrescentemente: MS>GI>SD>NEU>RES. A maioria dos óbitos registrados foi de cavalos na faixa etária de quatro a cinco anos (ID4-ID5). Seguidamente, observaram-se as seguintes relações de correspondência: (Triênio = SM-ID>5-SD; ID>5-GI; ID4-5-MS; SF-ID<4-RES/NEU); (Quatriênio = SM - ID>5 - GI; SF - ID<4 - NEU; ID4-5 - MS; GI - ID>5). O presente estudo aponta a importância e necessidade de estudos epidemiológicos sobre lesões em cavalos atletas, objetivando o diagnostico, reconhecimento de fatores predisponentes e prevenção.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV