Resultado da pesquisa (4)

Termo utilizado na pesquisa Ferreira A.O

#1 - Bovine central nervous system development

Abstract in English:

Central nervous system (CNS) development researches are extremely important to the most common congenital disorders and organogenesis comprehension. However, few studies show the entire developmental process during the critical period. Present research can provide data to new researches related to normal development and abnormalities and changes that occur along the CNS organogenesis, especially nowadays with the need for preliminary studies in animal models, which could be used for experimental research on the influence of viruses, such as the influence of Zika virus on the development of the neural system and its correlation with microcephaly in human newborns. Then, present study describes CNS organogenesis in cattle according to microscopic and macroscopic aspects, identifying structures and correlating to gestational period. Fourteen embryos and nine bovine fetuses at different ages were collected and analyzed. All individuals were measured in order to detect the gestational period. Bovine embryo at 17 days age has its neural tube, cranial neuropore, caudal neuropore and somites developed. After 24 days of development, were observed in cranial part of neural tube five encephalic vesicles denominated: telencephalon, diencephalon, mesencephalon, metencephalon and myelencephalon. In addition, the caudal part of neural tube was identified with the primitive spinal cord. The primordial CNS differentiation occurred from 90 to 110 days. The five encephalic vesicles, primordial spinal cord and the cavities: third ventricule, mesencephalic aqueduct, fourth ventricle and central canal in spinal cord were observed. With 90 days, the main structures were identified: (1) cerebral hemispheres, corpus callosum and fornix, of the telencephalon; (2) interthalamic adhesion, thalamus, hypothalamus and epythalamus (glandula pinealis), of the diencephalon; (3) cerebral peduncles and quadruplets bodies, of the mesencephalon; (4) pons and cerebellum, of the metencephalon; (5) medulla oblongata or bulb, of the myelencephalon; and (6) spinal cord, of the primitive spinal cord. After 110 days of gestation, the five encephalic vesicles and its structures were completely developed. It was noted the presence of the spinal cord with the cervicothoracic and lumbossacral intumescences. In summary, the results describes the formation of the neural tube from the neural plate of the ectoderm, the encephalic vesicles derived from the neural tube and subsequent structural and cavities subdivisions, thus representing the complete embryology of the central nervous system.

Abstract in Portuguese:

Os estudos que descrevem o desenvolvimento do sistema nervoso central (SNC) são de suma importância para compreensão da organogênese e identificação dos prováveis eventos que resultam em malformações congênitas. Estes dados podem subsidiar novas pesquisas relacionadas ao desenvolvimento normal, e interpretação de malformações e alterações que ocorrem ao longo da organogênese do SNC, considerando neste momento a necessidade de estudos preliminares em modelos animais, os quais poderiam ser utilizados para pesquisas experimentais sobre a influência de agentes infecciosos como o Zika vírus, no desenvolvimento do sistema nervoso e suas relações com a microcefalia em humanos recém-nascidos. O presente estudo teve como objetivo descrever os aspectos morfológicos macro e microscópicos da organogênese do SNC de bovinos, buscando correlacionar os achados morfológicos com a idade gestacional. Todos os animais foram mensurados para detectar o período gestacional. Foram coletados e analisados 14 embriões e nove fetos de bovinos de diferentes idades gestacionais. No embrião bovino a partir do décimo sétimo dia de gestação, encontra-se a formação do tubo neural, o neuroporo cranial e neuroporo caudal, e formação dos somitos. Após 24 dias de desenvolvimento, são observadas na parte cranial do tubo neural cinco vesículas encefálicas denominadas: telencéfalo, diencéfalo, mesencéfalo, metencéfalo e mielencéfalo; e na parte caudal do tubo neural, encontra-se a medula espinhal primitiva. Entre 90 a 110 dias de gestação, observa-se a total diferenciação das cinco vesículas do SNC. Com 90 dias, são identificas as principais estruturas: (1) do telencéfalo, os hemisférios cerebrais, corpo caloso e fórnix; (2) do diencéfalo, a aderência intertalâmica, tálamo, hipotálamo e epitálamo (glândula pineal); (3) do mesencéfalo, os pedúnculos cerebrais e os corpos quadrigêmios; (4) do metencéfalo, a ponte e o cerebelo; (5) do mielencéfalo, a medula oblonga (ou bulbo); e (6) da medula espinhal primitiva, a medula espinhal. Após 110 dias, as cinco vesículas encefálicas e as suas subdivisões se encontram completamente desenvolvidas. Notou-se a presença da medula espinhal com as intumescências cervicotorácica e lombossacral. Em resumo, os resultados demonstram a formação do tubo neural a partir da placa neural do ectoderma, as vesículas encefálicas provenientes do tubo neural e posteriormente as subdivisões das estruturas e das cavidades, que representam a completa embriologia do sistema nervoso central.


#2 - Animal-assisted therapy in early childhood schools in São Paulo, Brazil, 36(Supl.1):46-50

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ferreira A.O., Rodrigues E.A.F., Santos A.C., Guerra R.R., Miglino M.A., Maria D.A. & Ambrósio C.E. 2016. Animal-assisted therapy in early childhood schools in São Paulo, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(Supl.1):46-50. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Rua Prof. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: olivotti@usp.br Since ancient times, humans and animals have interacted for different purposes. Animal Assisted Therapy (AAT) is used for the assistance and treatment in humans and educational projects where animals are used as co-therapists or co-educators. The use of animals facilitates the process of teaching and learning, and stimulates physical and therapeutic activities. So that knowledge on AAT could be expanded, current study analyzes the opinion of people directly involved in education on AAT implementation as an educational model in early childhood schools in São Paulo, Brazil. Questionnaires were handed out to 10 pedagogical coordinators, 32 teachers, 23 parents and 26 children aged 3-6 years. Results revealed that AAT is not well-known for most interviewees, including pedagogical coordinators, teachers and parents. However, interviewees believe in the benefits of child-pet interactions and are favorable to the implementation of AATs in schools. Projects should be interdisciplinary and must involve professionals from other areas, such as psychologists and veterinarians. Regarding the educational model, interviewees believe in the innovation capacity of AAT and in the possibilities of interdisciplinarity among teachers in the use of animals. Research also demonstrated that children like and support the use of animals in the school.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ferreira A.O., Rodrigues E.A.F., Santos A.C., Guerra R.R., Miglino M.A., Maria D.A. & Ambrósio C.E. 2016. Animal-assisted therapy in early childhood schools in São Paulo, Brazil. [Terapia assistida por animais em escolas de educação infantil de São Paulo.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(Supl.1):46-50. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Rua Prof. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: olivotti@usp.br Desde a pré-história já existia a interação dos humanos com os animais com diferentes finalidades. A terapia assistida por animais (TAA) é utilizada para assistências e tratamentos em humanos e projetos pedagógicos, na qual os animais são utilizados como co-terapeutas ou co-educadores. O emprego de animais facilita o processo de ensino-aprendizagem e estimula atividades físicas e terapêuticas. Para contribuir com o conhecimento da TAA, o presente trabalho objetivou abordar a opinião de pessoas diretamente relacionadas à escola, a respeito da implantação da TAA, como modelo educacional nas escolas de educação infantil da cidade de São Paulo. Foram aplicados questionários em 10 coordenadores pedagógicos, 32 professores, 23 pais e 26 crianças de 3 a 6 anos de idade. Os resultados encontrados demonstraram que a TAA ainda não é bem conhecida por uma parcela dos entrevistados, incluindo coordenadores pedagógicos, professores e pais de alunos. No entanto, os entrevistados acreditam nos benefícios da interação criança-animal e defendem projetos voltados a implantação da TAA nas escolas, embora estes projetos devam ser interdisciplinares e envolver profissionais de outras áreas, tais como, pedagogos, psicólogos e médicos veterinários. Em relação ao modelo educacional, nossos entrevistados acreditam na capacidade inovadora da TAA, assim como, nas possibilidades de interdisciplinaridade entre os professores no uso dos animais. Também ficou demonstrado que as crianças gostam e apoiam o uso de animais na escola.


#3 - Kidney of Minke Whale (Baleanoptera acutorostrata): Architecture and structure, 32(8):807-811

Abstract in English:

ABSTRACT.- Sarmento C.A.P., Ferreira A.O., Rodrigues E.A.F., Lesnau G.G., Rici R.E.G., Abreu D.K., Biasi C. & Miglino M.A. 2012. [Kidney of Minke Whale (Baleanoptera acutorostrata): Architecture and structure.] Rins de Baleia Minke (Baleanoptera acutorostrata): arquitetura e estrutura. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(8):807-811. Departamento de Cirurgia, Setor de Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: sarmento@usp.br Among marine mammals, whale is one of the most attention-arousing animals, especially concerning its urinary tract. This system follows the pattern of mammals with regard to its constitution, however, it differs in renal morphology and number of lobes, which, in turn, form complete reniculi, agglutinated in hundreds. This structure is supported by fibrous connective tissue, but highly capable of maintaining electrolyte balance. Six pairs of kidneys of Minke whale (Balaenoptera acutorostrata), collected in 1982, in Cabedelo, Paraiba, Brazil, in the last fishing allowed, were dissected. These kidneys were preserved in 10% formaldehyde and they presented a very large histologic layer of collagen surrounding the medullary wall. The urinary collecting duct form papillary glasses, that reach a single collecting center which discharges in the ureter. It was found that the kidney of Minke whale has a lobe characteristic, with, on average, 700 reniculi; each reniculus has anatomical and functional characteristics of a unipyramidal kidney, with an inner layer (medulla), and an outer layer (cortex), and independent irrigation, with formation of individually arcuate arteries, as observed in unipyramidal terrestrial mammals. However, the set gathering all these reniculi constitutes, in the end, a multilobular and polipyramidal kidney, contrary to the morphology of most terrestrial mammals. It was not possible to distinguish the renicular cortex structures of the Minke whale in the level of light microscopy. Through scanning electron microscopy, it was possible to visualize a cortical layer located between two fibrous capsules. This joint, in turn, consists of connective tissue, which, along with a layer of collagen and elastic fibers, separates the cortex from the medulla; the kidney glomeruli were visualized, completely taken by the glomerular vessels and arranged into several layers. One notices that the glomerular cavity is almost a virtual space into which the glomerular filtrate is drained, and it does not present a globular shape. Vascularization is increased in the medullary region. The difference between the kidneys of terrestrial and marine mammals consists in the arrangement of morphological components, favoring the organ’s physiology.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Sarmento C.A.P., Ferreira A.O., Rodrigues E.A.F., Lesnau G.G., Rici R.E.G., Abreu D.K., Biasi C. & Miglino M.A. 2012. [Kidney of Minke Whale (Baleanoptera acutorostrata): Architecture and structure.] Rins de Baleia Minke (Baleanoptera acutorostrata): arquitetura e estrutura. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(8):807-811. Departamento de Cirurgia, Setor de Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: sarmento@usp.br Entre os mamíferos marinhos, a baleia é um dos animais que mais desperta atenção, especialmente no atinente ao seu sistema urinário. Este sistema segue o padrão entre os mamíferos quanto a sua constituição, entretanto, difere na morfologia renal, em número de lobos, que por sua vez, forma renículos completos, aglutinados às centenas. Esta estrutura é sustentada por tecido conjuntivo fibroso, mas altamente capaz de manter o equilíbrio hidroeletrolítico. Foram dissecados 6 pares de rins de baleia Minke (Balaenoptera acutorostrata), colhidos em 1982, Cabedelo, Estado da Paraíba, Brasil, na última pesca autorizada. Estes rins estavam conservados em formol 10% e apresentaram uma camada histológica de colágeno muito grande circundando a parede medular. O duto coletor urinário forma cálices papilares, desembocando num único centro coletor que desemboca no ureter. Verificou-se que o rim da baleia Minke apresenta característica lobulada possuindo em média 700 renículos, cada renículo possui características anatômicas e funcionais de um rim unipiramidal, com uma camada interna (medula), e uma camada externa (córtex), e irrigação independente, com formação das artérias arqueadas individualmente, como observadas em mamíferos terrestres unipiramidais. Entretanto, o conjunto destes renículos constitui ao final um rim multilobular e polipiramidal, contrariando a morfologia da maioria dos mamíferos terrestres. Não foi possível distinguir ao nível de microscopia de luz as estruturas do córtex renicular da baleia Minke. Na microscopia eletrônica de varredura foi possível visualizar uma camada cortical que fica localizada entre duas cápsulas fibrosas. Esta junção por sua vez é feita por tecido conjuntivo o qual juntamente com uma camada de colágeno e fibras elásticas, separa o córtex da medula , foram visualizados os glomérulos renais, completamente tomados pelos vasos glomerulares e dispostos em várias camadas. Percebe-se que a cavidade glomerular é praticamente um espaço virtual para onde o filtrado glomerular é drenado, não apresentando o formato globular. A vascularização intensifica-se ao chegar à região medular. A diferença entre rins de mamíferos terrestres e marinhos está na disposição dos componentes morfológicos, favorecendo a fisiologia do órgão.


#4 - Morphological evaluation of fetal membranes and placenta of wild life Mazama gouazoubira deer in the first third of pregnancy, 31(7):631-635

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ferreira A.O., Morini A.C., Favaron P.O., Passos C.C., Campos D.B., Miglino M.A. & Guerra R.R. 2011. [Morphological evaluation of fetal membranes and placenta of wild life Mazama gouazoubira deer in the first third of pregnancy.] Avaliação morfológica das membranas fetais e da placenta de Mazama gouazoubira (veado-catingueiro) de vida livre no terço inicial da gestação. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(7):631-635. Setor de Anatomia, Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, Cidade Universitária, São Paulo 05508-270, Brazil. E-mail: ricardo@cca.ufpb.br Mazama gouazoubira is a small-sized deer, which can be found in South America, from southern Uruguay to the north of Mato Grosso, Brazil. This study aimed to describe the fetal membranes and placenta of M. gouazoubira in the first third of pregnancy. Samples collected were macroscopically and microscopically analyzed. Uterus examination demonstrated univitelinic gestation with an embryo measuring a crown-rump length of 13mm. In the embryo analysis we could identify the pigmented eye, auricular hillocks, mesonephron and early metanephron, liver and its external prominence, stomach, thoracic members and buds of pelvic members. Placenta was oligocotyledonary and nine caruncles were found in the uterus. Gestational sac measured 15cm in length, and, as observed in the early gestation of domestic ruminants, cotyledons could not be identified macroscopically. A weak adhesion was found between caruncles and chorioallantoic membrane (cotyledons) forming the placentomes. The chorioallantoic membrane showed a well-vascularized allantoid composed by a thin layer of cells with stretched nucleus and cytoplasm. On the other side of the membrane, the chorion was composed by cubic cells with scant cytoplasm and large-rounded nuclei, features of trophoblast cells. Involving the embryo we identified a two-layered amniotic sac. Layers could be mechanically separated and had similar morphology, showing a non-vascularized squamous epithelium. There was no yolk sac in the gestational stage of this specimen. We concluded that the placenta of M. gouazoubira is an oligocotyledonary placenta, as observed in others cervids, and that the fetal membranes showed similarities with those from other domestic ruminants, including cytological characteristics. Further studies are required in order to determine the presence of the yolk sac and its regression time.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ferreira A.O., Morini A.C., Favaron P.O., Passos C.C., Campos D.B., Miglino M.A. & Guerra R.R. 2011. [Morphological evaluation of fetal membranes and placenta of wild life Mazama gouazoubira deer in the first third of pregnancy.] Avaliação morfológica das membranas fetais e da placenta de Mazama gouazoubira (veado-catingueiro) de vida livre no terço inicial da gestação. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(7):631-635. Setor de Anatomia, Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, Cidade Universitária, São Paulo 05508-270, Brazil. E-mail: ricardo@cca.ufpb.br Mazama gouazoubira, o veado-catingueiro, é uma espécie de cervídeo de porte pequeno, que pode ser encontrado na América do Sul, desde o sul do Uruguai até o norte de Mato Grosso, no Brasil. Este estudo teve como objetivo descrever as membranas fetais e a placenta de M. gouazoubira no terço inicial de gestação. As amostras coletadas foram analisadas macroscopicamente e microscopicamente. O exame do útero demonstrou uma gestação univitelina e um embrião com crown-rump de 13mm. Na análise do embrião pode ser observado o olho pigmentado, as saliências auriculares, o mesonefro e e metanefro em desenvolvimento, o fígado e sua proeminência externa, o estômago, os membros torácicos e os brotos dos membros pélvicos. A placenta apresentou-se oligocotiledonária e no útero puderam ser observadas nove carúnculas. O saco gestacional mediu 15cm de comprimento e, como observado no início da gestação dos ruminantes domésticos, os cotilédones não puderam ser identificados macroscopicamente. Uma fraca adesão foi observada entre as carúnculas e a membrana corioalantóica (cotilédones) que formavam os placentônios. A membrana corioalantóica demonstrou um alantóide bem vascularizado composto por uma fina camada de células de núcleos e citoplasmas alongados. Na outra face da membrana, o cório foi composto por células cúbicas, de citoplasmas escassos e núcleos grandes e arredondados, características de células trofoblásticas. Envolvendo o embrião visualizou-se o saco amniótico constituído de duas camadas passíveis de separação mecânica, que apresentaram morfologia similar, sendo formadas por um epitélio pavimentoso avascular. Não foi observado saco vitelino no estágio gestacional do espécime estudado. Conclui-se que a placenta de M. gouazoubira é oligocotiledonária, como observado em outros cervídeos, e que as membranas fetais apresentam semelhanças com a de outros ruminantes, incluindo as características citológicas. Estudos adicionais são necessários para determinar a presença do saco vitelino e quando ocorre sua regressão.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV