Resultado da pesquisa (3)

Termo utilizado na pesquisa Ferreira H.H

#1 - Spontaneous poisoning by Stryphnodendron rotundifolium var. villosum in cattle

Abstract in English:

This is a report on an outbreak of cattle poisoning by Stryphnodendron rotundifolium var. villosum (Benth.) Scalon in the state of Goiás in Brazil. In a herd of 80 cattle that consumed the mature fruit of this plant that was present in their pasture, 12 animals fell ill and died. The clinical signs that they presented were apathy, progressive weight loss, reeling, bristling, and dry stools containing seeds. The main necropsy findings were jaundice, an increased lobular pattern and orange coloration in their liver, enlarged kidneys with yellowish medullae, and pre-stomachs containing fruit peels and seeds. A histopathological examination revealed vacuolar degeneration and necrosis in the liver and kidneys and vacuolar degeneration in the rumen, omasum, reticulum, and intestine. The diagnosis of poisoning by S. rotundifolium var. villosum was based on epidemiological data, clinical findings, and pathological changes. Our results can aid in the differentiation between poisoning by S. rotundifolium var. villosum and poisoning by other toxic plants that are of interest to lifestock.

Abstract in Portuguese:

Relata-se um surto de intoxicação em bovinos por Stryphnodendron rotundifolium var. villosum (Benth.) Scalon no estado de Goiás, Brasil. De um rebanho composto por 80 bovinos, os quais consumiram frutos maduros da planta presente na pastagem, 12 animais adoeceram e morreram. Os sinais clínicos apresentados foram apatia, emagrecimento progressivo, andar cambaleante, pelo eriçado e fezes secas contendo sementes. Os principais achados de necropsia foram icterícia, fígado com padrão lobular e coloração alaranjada, rins aumentados e com amarelamento da medular e pré-estômagos com presença de cascas e sementes do fruto. Ao exame histopatológico, notou-se degeneração vacuolar e necrose no fígado e rins e degeneração vacuolar no rúmen, omaso, retículo e intestino. O diagnóstico da intoxicação por S. rotundifolium var. villosum baseou-se nos dados epidemiológicos, nos achados clínicos e nas alterações patológicas. Nossos resultados podem auxiliar na diferenciação entre a intoxicação por S. rotundifolium var. villosum e a intoxicação por outras plantas tóxicas de interesse pecuário.


#2 - Spontaneous Baccharis megapotamica var. weirii poisoning in sheep, 30(5):403-405

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pedroso P.M.O., Bandarra P.M., Feltrin C., Gomes D.C., Watanabe T.T.N., Ferreira H.H. & Driemeier D. 2010. [Spontaneous Baccharis megapotamica var. weirii poisoning in sheep.] Intoxicação por Baccharis megapotamica var. weirii em ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(5):403-405. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: davetpat@ufrgs.br Spontaneous poisoning of livestock by Baccharis coridifolia affects mostly hungry or curious animals that have not entered in contact with the plant previously. The plant occurs usually in dried hilly soils of Rio Grande do Sul and neighboring states or countries. An indistinguishable and sporadic form of the disease has been associated with the ingestion of Baccharis megapotamica, a species occurring in moist areas. This communication reports the spontaneous poisoning of four lambs after ingestion of B. megapotamica var. weirii. Clinical signs were observed in three lambs, the other was found dead. A rapid clinical disease characterized by anorexia, colic, dehydration, and diarrhea resulted in death after 8-24 hours. Necropsy revealed significant changes in the rumen, in which serosal edema, and submucosal echimotic hemorrhages were observed. Microscopically, the rumen showed submucosal edema and mucosal tumefaction, vacuolization, and necrosis. Diagnosis was based on clinical, pathological and epidemiological findings.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pedroso P.M.O., Bandarra P.M., Feltrin C., Gomes D.C., Watanabe T.T.N., Ferreira H.H. & Driemeier D. 2010. [Spontaneous Baccharis megapotamica var. weirii poisoning in sheep.] Intoxicação por Baccharis megapotamica var. weirii em ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(5):403-405. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: davetpat@ufrgs.br As intoxicações por Baccharis coridifolia afetam especialmente animais de fazenda famintos ou curiosos e que não haviam tido contato prévio com a planta. B. coridifolia ocorre usualmente em terrenos secos de coxilhas no Rio Grande do Sul e estados ou países vizinhos. Uma forma indistinguível e esporádica da doença tem sido associada com a ingestão de Baccharis megapotamica que ocorre em áreas úmidas. Relata-se a intoxicação natural de quatro cordeiros após ingestão de Baccharis megapotamica var. weirii. A doença foi observada em uma propriedade localizada em Barra do Ribeiro, Rio Grande do Sul. O rebanho era composto por 220 ovinos, os quais eram mantidos em área de pastagem nativa sem qualquer suplementação. Uma rápida doença clínica caracterizada por anorexia, cólica, diarréia e desidratação causou a morte de três cordeiros em um período de 8 a 24 horas, o outro foi encontrado morto. A necropsia revelou alterações significativas no rúmen, no qual havia edema de serosa e hemorragias equimóticas na submucosa. Microscopicamente, o rúmen apresentou edema de submucosa, além de edema, tumefação, vacuolização e necrose de mucosa. O diagnóstico foi fundamentado nos achados clínicos, patológicos e epidemiológicos.


#3 - Lightning strike as a cause of death in cattle in Rio Grande do Sul, 30(3):243-245

Abstract in English:

RESUMO.- Watanabe T.T.N., Ferreira H.H., Gomes D.C., Pedroso P.M.O., Oliveira L.G.S., Bandarra P.M., Antoniassi N.A.B. & Driemeier D. 2010. [Lightning strike as a cause of death in cattle in Rio Grande do Sul.] Fulguração como causa de morte em bovinos no Estado do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(3):243-245. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: davetpat@ufrgs.br Fulguração é a morte de animais pela ação de correntes elétricas atmosféricas ou raios durante tempestades. Quatro bovinos provenientes de dois rebanhos foram encontrados mortos nas proximidades de árvores de Eucalyptus sp. imediatamente após registros de tempestades no Estado do Rio Grande do Sul. Nos locais haviam árvores com linhas de queimadura recente no tronco, cascas parcialmente soltas, além de restos de galhos e folhas espalhados sob as copas das árvores. Não foram encontradas lesões macroscópicas e microscópicas significativas, nem indícios de enfermidades tóxicas ou infecciosas. Tais achados sugerem morte súbita por fulguração nos bovinos.

Abstract in Portuguese:

ABSTRACT.- Watanabe T.T.N., Ferreira H.H., Gomes D.C., Pedroso P.M.O., Oliveira L.G.S., Bandarra P.M., Antoniassi N.A.B. & Driemeier D. 2010. [Lightning strike as a cause of death in cattle in Rio Grande do Sul.] Fulguração como causa de morte em bovinos no Estado do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(3):243-245. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: davetpat@ufrgs.br Lightning strike may cause sporadic deaths of animals that have been exposed to high-voltage electric currents during thunderstorms. Four healthy adult cattle from two herds were found dead next to eucalypt trees immediately after storms in Rio Grande do Sul, Brazil. There were recent burns and loose barks on the trunks of the trees, apart numerous branches and leaves scattered on the ground under the canopy of the trees. No gross or microscopic lesions were observed. In addition, there was no evidence of any toxic or infectious disease. These findings suggest that lightning strike caused the death of those animals.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV