Resultado da pesquisa (4)

Termo utilizado na pesquisa Honsho C.S

#1 - Acetabular ventroversion using the sacroiliac wedge, with or without pelvic osteotomies in dogs: an ex vivo study

Abstract in English:

Canine hip dysplasia (CHD) is a common condition observed in the surgical clinics for small animals. Among the surgical techniques for management of CHD, triple pelvic osteotomy and sacroiliac wedge promote acetabular lateral axial rotation (ventroversion), increasing acetabular coverage and joint stability. The present study aimed to evaluate radiographically, by measuring the Norberg angle (NA) and the acetabular coverage percentage (ACP), the acetabular ventroversion induced by the sacroiliac wedge technique, with or without pelvic osteotomies; we also checked the feasibility of wedges made of polyamide with an angulation of 20° and 30°. The software used to measure NA and ACP was AutoCAD® 2009. Pelves from 10 canine corpses were evaluated radiographically at four time-points: M0 (Control Group), M1 (wedges of 20° and 30°), M2 and M3 (wedges associated with bilateral pubis and ischium osteotomies, respectively). There was no significant increase in the acetabular ventroversion at M1, M2, and M3. The polyamide sacroiliac wedge technique proved to be feasible, stable, and easy to apply. Further, the software proved to be efficient and easy to use for NA and ACP measurements. In the present study, even in the cases of non-dysplasic adult canine corpses, it was concluded that the sacroiliac wedge technique does not require to be accompanied by pubis and ischial osteotomies because they did not significantly increase the NA and ACP.

Abstract in Portuguese:

A displasia coxofemoral (DCF) é afecção comum na clínica cirúrgica de pequenos animais. Entre as técnicas cirúrgicas para controle da DCF, a osteotomia pélvica tripla (OPT) e a cunha sacroilíaca (CSI), promovem rotação lateral acetabular no eixo axial (ventroversão), aumentando a cobertura acetabular e a estabilidade da articulação. Desta forma, o presente estudo objetivou avaliar radiograficamente, por meio da aferição do ângulo de Norberg (NA) e da porcentagem de cobertura acetabular (PCA), a ventroversão acetabular induzida pela técnica da cunha sacroilíaca, associada ou não às osteotomias pélvicas, além de verificar a exequibilidade das cunhas confeccionadas de poliamida com angulação de 20ο e 30ο. O software utilizado para aferir o AN e o PCA foi o AutoCAD® 2009. Dez pelves de cadáveres caninos foram avaliadas radiograficamente em quatro momentos: MO (Grupo Controle), M1 (cunhas de 20ο e 30ο), M2 e M3 (cunhas associadas à osteotomia bilateral do púbis e ísquio, respectivamente). Não houve aumento significativo da ventroversão em M1, M2 e M3. A técnica de cunha sacroilíaca de poliamida mostrou-se exequível, estável e de fácil aplicação. Não obstante, o software utilizado mostrou-se eficiente e de fácil utilização nas aferições do AN e PCA. Neste estudo, mesmo tratando-se de cadáveres de cães adultos e de maioria não displásicos, concluiu-se que a utilização da técnica de cunha sacroilíaca não necessita de associação à ostectomia púbica e a osteotomia do ísquio por não promoverem aumento significativo do AN e da PCA.


#2 - Testicular histological evaluation and serum testosterone concentrations of bulls after chemical castration with calcium chloride, 38(8):1554-1563

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pereira L.F., Dias F.G.G., Miguel M.P., Honsho C.S., Tavares D.C., Hellú J.A.A. & Souza F.F. 2018. Testicular histological evaluation and serum testosterone concentrations of bulls after chemical castration with calcium chloride. [Avaliação histológica e das concentrações séricas de testosterona de touros após a castração química com cloreto de cálcio.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1554-1563. Departamento de Reprodução Animal e Radiografia Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Rua Prof. Dr. Walter Maurício Correa s/n, Cx. Postal 560, Campus de Botucatu, Botucatu, SP 18618‑681, Brazil. E-mail: fabiana.f.souza@unesp.br Orchiectomized bulls have advantages in the meat quality and ease of handling. Chemical castration is an option for surgical castration and the sclerosing agents can be administered into the testicular or epididymis parenchyma. These agents have a lower incidence of complications than surgery, especially when associated with dimethylsulfoxide (DMSO), which has anti‑inflammatory action and increases the absorption of other drugs. Thus, this study aimed to evaluate the effect of a single intratesticular injection of calcium chloride solution associated with DMSO for the chemical sterilization of bulls. Twenty-four young adult bulls were utilized, distributed into 3 groups (G20, G30 and G40, n = 8/group), according to the calcium chloride concentration (20, 30 and 40%), in 10mL volume. Serum concentrations of testosterone, body weight, testicular volume and ecotexture, clinical signs and behavior and were evaluated for 45 days. Thus, the animals were orchiectomized and testicles were assessed histologically. There were no changes in body weight, decreased serum testosterone concentrations (except G30), signs of scrotal sensitivity or changes in behavior over the period. However, there was significant increase in testicular volume, especially on the 2nd and 3rd day after treatment, with values returning to the value initials at 15 days. Testicular adherence and firm consistency were observed during orchiectomy. Ultrasound examination revealed a loss of integrity of the median raphe, with cavity formation and an alteration of the testicular echotexture. In the histological evaluation, coagulation necrosis of seminiferous tubules and interstitial cells was observed, mainly in the medial portion in all groups. Some animals presented total absence of tubular formations in all the studied groups, being the effects of greater intensity in the G40. Additionally, pronounced edema was noted in all groups, especially in G40. Inflammatory infiltrate, fibroplasia and neovascularization were found to be predominantly discrete. Based on the conditions used in this study, we conclude that calcium chloride associated with DMSO can be used as a method of chemical sterilization in bovines.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pereira L.F., Dias F.G.G., Miguel M.P., Honsho C.S., Tavares D.C., Hellú J.A.A. & Souza F.F. 2018. Testicular histological evaluation and serum testosterone concentrations of bulls after chemical castration with calcium chloride. [Avaliação histológica e das concentrações séricas de testosterona de touros após a castração química com cloreto de cálcio.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1554-1563. Departamento de Reprodução Animal e Radiografia Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Rua Prof. Dr. Walter Maurício Correa s/n, Cx. Postal 560, Campus de Botucatu, Botucatu, SP 18618‑681, Brazil. E-mail: fabiana.f.souza@unesp.br Bovinos orquiectomizados apresentam vantagens na qualidade da carne e facilidade no manejo. A quimioesterilização é uma opção à castração cirúrgica e os agentes esclerosantes podem ser administrados no parênquima testicular ou epidídimo. Estes produtos possuem menor incidência de complicações, comparados a cirurgia, especialmente quando associados ao dimetilsulfóxido (DMSO), que apresenta ação anti-inflamatória e aumenta a absorção de outros fármacos. Assim, este estudo teve como objetivo avaliar o efeito de uma única injeção intratesticular de solução de cloreto de cálcio associado com 0,5% de DMSO para a esterilização química de bovinos. Vinte e quatro touros adultos jovens foram utilizados, distribuídos em 3 grupos (G20, G30 e G40, n = 8/grupo) de acordo com a concentração de cloreto de cálcio (20, 30 e 40%), em um volume de 10mL. Foram avaliadas as concentrações séricas de testosterona, peso corporal, volume e ecotextura testicular, sinais clínicos e comportamento por 45 dias. A seguir, os animais foram submetidos à orquiectomia e os testículos avaliados histologicamente. Não foram observadas alterações do peso corporal, diminuição das concentrações de testosterona sérica (exceto no G30), sinais de sensibilidade escrotal ou alterações no comportamento no período avaliado. Porém, houve aumento significativo do volume testicular, especialmente nos 2º e 3º dia após o tratamento, com valores retornando aos iniciais aos 15 dias. Aderência e consistência firme dos testículos foram achados observados durante a orquiectomia. O exame ultrassonográfico revelou perda de integridade da rafe mediana, com formação de cavidades e alteração da ecotextura testicular. Na avaliação histológica, verificou-se necrose de coagulação de túbulos seminíferos e células intersticiais acentuada, principalmente, na porção medial em todos os grupos, sendo que em alguns animais havia ausência total das formações tubulares em todos os grupos estudados, sendo os efeitos de maior intensidade no G40. Além disso, edema foi acentuado em todos os grupos, principalmente em G40. Infiltrado inflamatório, fibroplasia e neovascularização foram achados predominantemente discretos. Com base nas condições utilizadas neste estudo, conclui-se que o cloreto de cálcio associado com o DMSO pode ser utilizado como um método de esterilização química em bovinos.


#3 - Intraocular pressure and Schirmer tear test values in maned wolf (Chrysocyon brachyurus), 36(9):919-923

Abstract in English:

ABSTRACT.- Honsho C.S., Jorge A.T., Oliveira L.T., Paulino-Junior D., Mattos-Junior E., Nishimura L.T. & Dias W.O. 2016. Intraocular pressure and Schirmer tear test values in maned wolf (Chrysocyon brachyurus). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(9):919-923. Curso de Pós-Graduação de Medicina Veterinária, University of Franca, Parque Universitário, Avenida Dr. Armando Salles Oliveira 201, Franca, SP 14404-600, Brazil. E-mail: cristiane.honsho@unifran.edu.br The purpose of this study was to establish baseline data on lacrimal quantity (STT-1) and intraocular pressure (IOP) in captive maned wolves. Ten healthy adult maned wolves were contained with a snare pole and muzzle and kept in decubitus of the left side. STT-1 measurement was performed on the lateral third of the lower conjunctival sac for one minute. The cornea was desensitized and intraocular pressure was measured with an tonopen. Average STT-1 in both eyes was 11±5mm.min-1, with no statistical difference between the left and right eye (p=0.960). Average IOP in both eyes was 20±6mmHg, with no statistical difference between the left and right eye (p=0.836). Average STT-1 was lower than, and IOP was the same as normal levels found in dogs. There was no statistical difference in the age of the animals, and STT-1 and IOP values. In the present paper, average maned wolf STT-1 levels were lower compared with those found in dogs, while the IOP was the same in maned wolves as in dogs. Due to the increased incidence in providing emergency care for maned wolf victims of road kill and fires, determination reference values of ocular parameters may improve the correct diagnosis and treatment of the disease.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Honsho C.S., Jorge A.T., Oliveira L.T., Paulino-Junior D., Mattos-Junior E., Nishimura L.T. & Dias W.O. 2016. Intraocular pressure and Schirmer tear test values in maned wolf (Chrysocyon brachyurus). [Pressão intraocular e teste lacrimal de Schirmer em lobos-guará (Chrysocyon brachyurus).] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(9):919-923. Curso de Pós-Graduação de Medicina Veterinária, University of Franca, Parque Universitário, Avenida Dr. Armando Salles Oliveira 201, Franca, SP 14404-600, Brazil. E-mail: cristiane.honsho@unifran.edu.br O objetivo deste estudo foi estabelecer dados de referência sobre a produção lacrimal (STT-1) e pressão intraocular (PIO) em lobos-guará em cativeiro. Foram utilizados 10 lobos-guará, saudáveis e adultos. Os animais foram contidos com cambão e mordaça e mantidos em decúbito lateral esquerdo. O TLS foi realizado no terço médio da pálpebra inferior, durante um minuto. A córnea foi dessensibilizada e a PIO mensurada com tonopen. A média do TLS-1 dos olhos direitos e esquerdo foi 11±5mm/min, não havendo diferença significativa entre os olhos (p=0,960). A média da PIO dos olhos direitos e esquerdo foi 20±6mmHg, não observando diferença entre os olhos direitos e esquerdos (p=0,836). Média STT-1 foi menor do que, e PIO foi o mesmo que os níveis normais em cães. Não houve diferença estatística na idade dos animais e valores STT-1 e da PIO. No presente trabalho, os níveis médios de guará STT-1 foram mais baixos em comparação com as observadas nos cães, enquanto que a pressão intraocular foi a mesma nos lobos guará como em cães. Devido ao aumento da incidência na prestação de cuidados de emergência para vítimas de lobos-guará atropelamentos e incêndios, determinar os valores de referência dos parâmetros oculares podem melhorar o diagnóstico correto e tratamento de doenças.


#4 - Relation between opfthalmic ultrasound biometry and the morphometric parameters of the skull, age, weight and gender in domestic cats, 34(2):192-198

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ferreira M.A., Allemann N., Dias L.G.G.G. & Honsho C.S. 2014. [Relation between opfthalmic ultrasound biometry and the morphometric parameters of the skull, age, weight and gender in domestic cats.] Relação entre a biometria ultrassonográfica ocular e os parâmetros morfométricos do crânio, idade, peso e gênero em gatos domésticos. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(2):192-198. Mestrado em Medicina Veterinária de Pequenos Animais, Universidade de Franca, Av. Dr. Armando Salles Oliveira 201, Pq. Universitário, Franca, SP 14404-600, Brazil. E-mail: crishonsho@unifran.br Ocular ultrasonography is a helpful ophthalmic examination, performed on the absence of transparency in ocular means and frequently requested prior intraocular surgery. Unfortunately, the lack of studies upon ultrasonografic images of the normal feline eye, difficults the evaluation of its biometry and its inner structures in many ophthalmic diseases and also before surgery. The objective of this study was to evaluate the ocular biometry and the morphometric parameters of the cranium of 40 healthy adult cats, including 22 Persian cats (Brachycephalic group - BG) and 18 Mixed-breed cats (Noun brachycephalic group - NBG). B/A-mode ultrasonographic biometry, utilizing a 9 MHz probe, was performed for depth of the anterior chamber (D1), lens axial length (D2), depth of the vitreous chamber (D3) and axial length of the globe (D4). Morphometric parameters of the cranium were obtained for bizygomatic (BZ) and occipital frontal (OF) diameters. Data was collected and statistical analysis, including “t” paired tests, variance and covariance analysis and multiple linear regressions was performed for every obtained measure and also for animal ages, weigh and gender. Statistic relevant values were observed in D4 parameter for female cats of BG. Multiple linear regression indicated some influence of the weigh, age and OF in D1, D2 and D4 of PG; and of BZ in D1, D3 and D4 of NBG. Besides that, it was observed that biometry was also influenced by weigh, age and morphometric parameters of their craniums in both groups.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ferreira M.A., Allemann N., Dias L.G.G.G. & Honsho C.S. 2014. [Relation between opfthalmic ultrasound biometry and the morphometric parameters of the skull, age, weight and gender in domestic cats.] Relação entre a biometria ultrassonográfica ocular e os parâmetros morfométricos do crânio, idade, peso e gênero em gatos domésticos. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(2):192-198. Mestrado em Medicina Veterinária de Pequenos Animais, Universidade de Franca, Av. Dr. Armando Salles Oliveira 201, Pq. Universitário, Franca, SP 14404-600, Brazil. E-mail: crishonsho@unifran.br O exame ultrassonográfico ocular é indispensável no pré-operatório de procedimentos cirúrgicos intraoculares como a facectomia, além de ser uma ferramenta complementar ao exame oftalmológico, em casos de perda da transparência dos meios ópticos. A inexistência de estudos acerca de padrões de normalidades para as medidas do bulbo ocular e de suas estruturas internas nos gatos, cujos valores possibilitam o monitoramento de enfermidades e auxiliam em procedimentos cirúrgicos motivaram este estudo. Utilizaram-se 40 gatos, adultos, machos e fêmeas, livres de enfermidades sistêmica e oftalmológica. Destes, 22 eram da raça persa (grupo braquicefálico - GB) e 18 sem raça definida (grupo não braquicefálico - GNB). A biometria ultrassonográfica ocular transcorneana foi realizada, em modo-B∕A, com o transdutor microlinear de 9 MHz e as medidas D1 (profundidade da câmara anterior), D2 (diâmetro do cristalino), D3 (profundidade da câmara vítrea) e D4 (diâmetro axial do bulbo ocular) aferidas. Ainda, mensuraram-se as distâncias fronto-occipital e bizigomática e o peso desses animais. Os dados obtidos foram analisados pelo teste-t pareado, seguindo-se as análises de variância e covariância, além da regressão linear múltipla relacionando-se as medidas de D1, D2, D3 e D4 às medidas bizigomática e fronto-occipital, como também à idade, ao peso e ao gênero. Obteve-se como resultado a média de D1, D2, D3 e D4, assim como dos diâmetros bizigomático e fronto-occipital, idade e peso, verificando-se diferenças significativas para D4 nas fêmeas de GB. Houve, pela análise de regressão linear, influência do peso, idade e diâmetro fronto-occipital sobre D1, D2 e D4 nos gatos do GB, e dos diâmetros bizigomático sobre D1, D3 e D4 nos gatos do GNB. Conclui-se que houve diferença no diâmetro axial do bulbo ocular nas fêmeas do GB, e que o peso, a idade e os diâmetros cranianos influenciam a biometria ocular dos gatos braquicefálicos e não braquicefálicos.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV