Resultado da pesquisa (2)

Termo utilizado na pesquisa Leandro D.C

#1 - Retrospective study on clinical management of indolent ulcers in Boxer dogs, 31(10):910-915

Abstract in English:

ABSTRACT.- Hvenegaard A.P., Vieira J.E., Leandro D.C., Góes A.C., Safatle A.M.V. & Barros P.S.M. 2011. Retrospective study on clinical management of indolent ulcers in Boxer dogs. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(10):910-915. Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: ana6113@hotmail.com Indolent ulcers are superficial corneal ulcers secondary to several changes on the corneal surface. They are frequently observed in middle-aged Boxer dogs, cause pain of acute onset and requires appropriate treatment. Aiming to evaluate the efficacy of clinical managements on the rate of healing of indolent ulcers, a retrospective study was conducted (1997-2008). Results demonstrated that proteinase inhibitors were the most often prescribed medication, and its administration did not interfere on the healing rate, as well as observed in dogs that received 1% atropine, antibiotics and anti-inflammatory drugs. Healing was delayed in dogs administered orally with vitamin C, but the healing process was faster on those dogs that went through corneal debridement/cauterization. In conclusion, to know the various types of treatments seems to be fundamental for the rapid resolution of the disease. It is suggested that debridement/cauterization, administration of proteinase inhibitor eye drops, prophylactic topical antibiotics and oral vitamin C, should be considered as an effective clinical management for indolent ulcers in Boxer dogs.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Hvenegaard A.P., Vieira J.E., Leandro D.C., Góes A.C., Safatle A.M.V. & Barros P.S.M. 2011. Retrospective study on clinical management of indolent ulcers in Boxer dogs. [Estudo retrospectivo do tratamento clínico da úlcera indolente em cães da raça Boxer.] Pesquisa Veterinária Brasileira 31(10):910-915. Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: ana6113@hotmail.com Úlceras indolentes são úlceras corneais superficiais e espontâneas, que apresentam curso prolongado e que tendem a recidivar. Comumente observadas em cães de meia idade da raça Boxer, provoca dor de início agudo e necessita de tratamento específico, já que este, quando não realizado corretamente, pode prolongar o curso da lesão por semanas a meses. Com o objetivo de avaliar a eficácia dos tratamentos clínicos quanto à rapidez na resolução do quadro, realizou-se estudo retrospectivo (1997 a 2008). Observou-se que os inibidores das proteinases foram as medicações mais frequentemente prescritas e que sua administração não interferiu no tempo de cicatrização corneal, o que também foi observado nos casos em que se administrou antibióticos e antinflamatórios tópicos e sistêmicos e/ou atropina 1%. A administração de vitamina C retardou, de maneira estatisticamente significante, o tempo de cicatrização. Por outro lado, a realização do debridamento/cauterização corneal acelerou, significativamente, o processo. Conhecer os diversos tipos de tratamentos parece ser fundamental no sucesso e rapidez da resolução da doença. Os autores sugerem que a realização do debridamento/cauterização corneal, administração de inibidores das proteinases e antibióticos tópicos, associados à vitamina C por via oral, seja considerado um tratamento clínico efetivo na rápida resolução da doença.


#2 - Full field electroretinogram in English Cocker Spaniels presenting cataracts, 30(2):149-154

Abstract in English:

ABSTRACT.- Safatle A.M.V., Hvenegaard A.P., Gomes D., Leandro D.C., Otsuki D. & Lisak R. 2010. [Full field electroretinogram in English Cocker Spaniels presenting cataracts.] Importância do eletrorretinograma de campo total (Full field ERG) em cães da raça Cocker Spaniel Inglês portadores de catarata. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(2):149-154. Clínica Vetmasters, São Paulo, SP 01415-004, Brazil. E-mail: angsaf@usp.br Cataracts are one of the most frequent ocular disorders that affects dogs and leads to blindness. In the late stages, lens opacity unables fundoscopy and consequently the diagnosis of retinal degeneration such as progressive retinal atrophy (PRA), which contraindicates surgery. Aiming the return of vision, full field electroretinogram (full field ERG) becomes indispensable before surgery. As English Cocker Spaniels are predisposed to cataracts and retinal degeneration, the objective of this study is the evaluation of the full field ERG records performed in dogs. One hundred thirty-six full field ERGs were recorded from English Cocker Spaniels (62 males and 74 females, with ages ranging from 3 to 15 years old), between September, 2004 and May, 2009. Each examined dog presented cataracts and vision loss before the exam. Diagnosis of retinal degeneration was made based on ERG parameters which were measured from peak to peak amplitude and b-wave implicit time in the 3 different responses (rod response, maximal response and cone response). Amplitude measured in rod, maximal and cone response, as well as the implicit time recorded from dogs that did not present retinal degeneration were respectively: 71.55mV/65.15ms; 149.17mV/33.03ms; and 31.06mV/27.90ms. No response was recorded in 38 dogs. Low responses were recorded from the remaining dogs: 12.88mV/65.04ms, 24.16mV/36.25ms, and 8.36mV/31.38ms. Results showed that 122 animals (89.7%) presented progressive retinal atrophy. Therefore, we conclude that full field ERG must be performed in English Cocker Spaniels presenting cataracts before its removal due to high incidence of retinal degeneration in this breed.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Safatle A.M.V., Hvenegaard A.P., Gomes D., Leandro D.C., Otsuki D. & Lisak R. 2010. [Full field electroretinogram in English Cocker Spaniels presenting cataracts.] Importância do eletrorretinograma de campo total (Full field ERG) em cães da raça Cocker Spaniel Inglês portadores de catarata. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(2):149-154. Clínica Vetmasters, São Paulo, SP 01415-004, Brazil. E-mail: angsaf@usp.br Com o aumento do número de intervenções cirúrgicas para a remoção da catarata em cães, observa-se a necessidade de exames específicos que devem ser realizados antes da indicação cirúrgica. A catarata é uma das principais causas de cegueira em cães. Nos estágios mais avançados, impossibilita o exame fundoscópico e inviabiliza a observação de alterações retinianas como a atrofia progressiva da retina (APR), degeneração retiniana hereditária de acometimento bilateral que, quando diagnosticada, contra-indica a cirurgia. Com o intuito de reestabelecer a visão, o eletrorretinograma de campo total (Full field ERG) torna-se indispensável na avaliação pré-cirúrgica da remoção da catarata. Como os cães da raça Cocker Spaniel Inglês são predispostos à catarata e a degenerações retinianas, objetivamos neste estudo avaliar as respostas dos ERGs realizados nestes animais. Foram avaliados 136 eletrorretinogramas de cães da raça Cocker Spaniel Inglês (62 machos e 74 fêmeas, com idades entre 3 e 15 anos) no período de Setembro de 2004 a Maio de 2009. Todos os animais apresentavam baixa de visão e catarata durante o exame. O diagnóstico de degeneração retiniana foi baseado nos valores de amplitude pico a pico e tempo de culminação da onda-b nas 3 respostas (resposta escotópica de bastonetes, máxima resposta e resposta fotópica de cones), idade do paciente e estágio de maturação da catarata. Nos cães sem degeneração retiniana, a média da amplitude e do tempo de culminação nas três respostas obtidas foram, respectivamente: 71,55mV/65,15ms; 149,17mV/33,03ms; 31,06mV/27,90ms. Nos cães com degeneração retiniana, 38 animais apresentaram ERG extinto. Dentre os restantes que apresentavam baixas respostas, a média da amplitude e do tempo de culminação nas três respostas obtidas foram, respectivamente: 12,88mV/65,04ms; 24,16mV/36,25ms; 8,36mV/31,38ms. Foi observado que em 122 animais (89,7%) os exames eram compatíveis com diagnóstico de atrofia progressiva da retina. Frente aos resultados obtidos, conclui-se que os cães da raça Cocker Spaniel Inglês portadores de catarata devem ser submetidos ao eletrorretinograma de campo total antes da remoção cirúrgica devido à alta incidência de degeneração retiniana nesta raça.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV