Resultado da pesquisa (9)

Termo utilizado na pesquisa Lourenço M.L.G

#1 - Maternal, fetal and neonatal heart rate and heart rate variability in Holstein cattle

Abstract in English:

The aim of this study was to describe the normal values for maternal, fetal and neonatal heart rate (HR) and heart rate variability (HRV) indexes in the time domain (standard deviation of beat-to-beat interval - SDNN; root mean square of successive beat-to-beat differences - RMSSD) and the frequency domain (low frequency - LF; high frequency - HF; relationship between low and high frequency - LF/HF) in 23 Holstein cows, 23 fetuses and 18 neonates during the perinatal period. HR and HRV were calculated by fetomaternal electrocardiography (ECG). Fetomaternal measurements were taken six times prepartum (between days 234 and 279 of pregnancy) and measurements were taken in neonates six times after calving (after birth and five times weekly). HR, time and frequency domain were analyzed. No significant changes in maternal, fetal beat-to-beat interval (RR interval) or HR were found. In maternal variables, SDNN decreased significantly from 38.08±2.6ms (day 14 before calving) to 23.7±2.5ms (day 1 after calving) (p<0.05), but the RMSSD did not change significantly. HR and RR interval of calf differed statistically from the day before delivery (163±7.5bpm; 381±24.2ms) to the day after calving (131±5bpm; 472±16.2ms). Time variables (SDNN and RMSSD) and the frequency-domain variables (LF and HF) were significantly different (p<0.05) between fetal and neonatal stages. Reductions in the values of SDNN and RMSSD can reflect a sympathetic dominance. After calving, the increase in HF and decrease in LF variables can indicate activation of the vagal nerve followed by heart and respiratory modulation.

Abstract in Portuguese:

O objetivo deste estudo foi descrever os valores normais para os índices de frequência cardíaca (FC) materna, fetal e neonatal e de variabilidade da frequência cardíaca (VFC) no domínio do tempo (desvio padrão do intervalo batimento a batimento, SDNN; raiz quadrada média de sucessivas diferenças de batimento a batimento, RMSSD) e do domínio da frequência (baixa frequência, LF; alta frequência, HF; relação entre baixa e alta frequência, LF/HF) em 23 vacas Holandesas, 23 fetos e 18 neonatos durante o período perinatal. A FC e a VFC foram calculadas por eletrocardiografia materno-fetal. As medidas materno‑fetais foram realizadas seis vezes antes do parto (entre os dias 234 e 279 de gestação) as medidas neonatais foram realizadas seis vezes após o parto (um dia após nascimento e semanalmente, durante cinco semanas). FC, e variáveis no domínio do tempo e de frequência foram analisadas. Não foram encontradas alterações significativas na FC e no intervalo de batimento para batimento (intervalo RR) materno e fetal. Nas variáveis ​​maternas, o SDNN diminuiu significativamente de 38,08±2,6ms (dia 14 antes do parto) para 23,7±2,5ms (dia 1 após o parto) (p<0,05), mas o RMSSD não alterou significativamente. A FC e o intervalo e RR do bezerro diferiram estatisticamente a partir de um dia antes do parto (163±7,5bpm, 381±24,2ms) até o dia seguinte ao parto (131±5bpm, 472±16,2ms). As variáveis ​​de tempo (SDNN e RMSSD) e as variáveis ​​de domínio de frequência (LF e HF) foram significativamente diferentes (p<0,05) entre os momentos fetal e neonatal. As reduções nos valores de SDNN e RMSSD podem refletir domínio simpático. Após o parto, o aumento da HF e a diminuição das variáveis ​​LF podem indicar a ativação do nervo vagal seguido de modulação cardíaca e respiratória.


#2 - Echocardiographic parameters and vertebral heart size (VHS) in lambs during the neonatal period, 38(9):1869-1877

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ulian C.M.V., Lourenço M.L.G., Inamassu L.R., Souza P.M., Mamprim M.J., Alfonso A. & Chiacchio S.B. 2018. Echocardiographic parameters and VHS in lambs during the neonatal period. [Parâmetros ecocardiográficos e tamanho cardíaco vertebral (VHS) em cordeiros durante o período neonatal.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1869-1877. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Rua Prof. Doutor Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Devido à imaturidade cardíaca, os recém-nascidos apresentam uma morfologia e débito cardíacos diferenciados quando comparado aos adultos. O objetivo deste estudo foi descrever as alterações cardíacas ecocardiográficas e silhueta cardíaca ao exame radiográfico a partir do método VHS (vertebral heart size) em cordeiros recém-nascidos durante o período neonatal. Vinte e oito cordeiros saudáveis da raça Ile de France foram avaliados desde o nascimento até os 35 dias de idade. Ao exame ecocardiográfico avaliou-se em sístole e diástole, os índices relacionados aos ventrículos direito (VD) e esquerdo (VE), a parede livre do ventrículo esquerdo, aorta (Ao), átrio esquerdo (Ae), septo e ponto E, e diâmetros finais. Foi feita a relação entre o átrio esquerdo e aorta, além da fração de ejeção e de encurtamento. O VHS foi mensurado a partir do tamanho dos eixos longo e curto do coração em relação às vértebras torácicas. Os resultados obtidos demonstraram aumento do VE em relação ao VD no decorrer dos 35 dias (p<0,05). Os índices calculados e a relação AE:Ao não tiveram diferença. Os valores de VHS tiveram distribuição normal com média de 9,67 vértebras em todo o período. Os parâmetros radiográficos e ecocardiográficos mostraram diferenças significativas entre os momentos analisados. Os valores VHS variaram de 8.4 a 11.2 vertebras. Para evitar que essas alterações sejam erroneamente interpretadas como cardiopatias na espécie, este estudo demonstra às peculiaridades do desenvolvimento cardíaco neonatal em cordeiros, além de descrever parâmetros para esta faixa etária em cordeiros da raça Ilê de France.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ulian C.M.V., Lourenço M.L.G., Inamassu L.R., Souza P.M., Mamprim M.J., Alfonso A. & Chiacchio S.B. 2018. Echocardiographic parameters and VHS in lambs during the neonatal period. [Parâmetros ecocardiográficos e tamanho cardíaco vertebral (VHS) em cordeiros durante o período neonatal.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1869-1877. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Rua Prof. Doutor Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Due to cardiac immaturity, newborns have a different morphology and cardiac output when compared with adults. The purpose of this study was to describe the cardiac changes in echocardiographic characteristics and vertebral heart size (VHS) in newborn lambs during the neonatal period. Twenty-eight healthy Ile de France lambs were evaluated from birth to 35 days old. With the assistance of echocardiography, this study evaluated, both in systole and diastole, indexes related to the right and left ventricles, the aorta (Ao), the left atrium (LA), the E point to septal separation (EPSS) and the thickness of the interventricular septum (VSd, VSs). The left atrium-to-aorta ratio (LA:Ao) was analyzed and both the shortening (SF%) and ejection fractions were calculated (EF%). The VHS was obtained by measuring the heart’s long and short axes and comparing it to the thoracic vertebrae. Throughout the first 35 days, the results obtained demonstrated an increased LV:RV ratio when compared to adult lambs. The calculated indexes and the LA:Ao ratio did not present statistically significant differences. The VHS values were normally distributed, presenting a mean of 9.67 vertebrae (v) during the entire period. Both radiographic and echocardiographic parameters showed significant differences between the analyzed moments. The VHS values ranged from 8.4v at the minimum end to 11.2v at the maximum. In order to prevent these changes from being misdiagnosed as heart diseases, this study contributed to take note of neonatal physiological anatomy peculiarities and in addition, it describes the parameters for this age in Ilê de France lambs.


#3 - Assessment of serum lactate levels, blood glucose values and blood gas values in sheep, newborn lambs and placenta, 38(9):1878-1884

Abstract in English:

ABSTRACT.- Peternelli Silva L., Lourenço M.L.G., Paula R.A., Verdugo M.R., Pereira K.H.N.P. & Chiacchio S.B. 2018. Assessment of serum lactate levels, blood glucose values and blood gas values in sheep, newborn lambs and placenta. [Avaliação da concentração de lactato sérico, glicemia e hemogasometria de ovelhas, cordeiros recém&#8209;nascidos e placenta.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1878-1884. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Departamento de Clínica Veterinária, Rua Prof. Dr. Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Newborn animals, in the fetal-to-neonatal transition, usually face several challenges in their first 24 hours, including issues with acid-base balance, glycemic levels and oxygenation. Difficulties to overcome such issues have caused several deaths among newborns. Therefore, studies have been carried out in order to evaluate them. The main purpose of this study is to evaluate the correlation between the serum lactate level in the mother, in the placenta and in the newborn. Moreover, the study measured the lactate level, blood glucose level and blood gas level in the first 24 hours. Tests were carried out right after birth, and at 4, 8, 12 and 24 hours after. Lactate levels were quite similar to the placental levels (p=0.991) which, in turn, were significantly different from the mother’s (p=0.011). Results showed that, shortly after birth, the production of lactate in the placenta is part of the issue. Along the first 24 hours, the study observed a reduction of the levels of lactate in newborns; the levels were closer to the normal index levels for the species. Regarding the blood gas test results, we observed mild metabolic acidosis at birth; acid-base balance was completely stable at the end of the period.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Peternelli Silva L., Lourenço M.L.G., Paula R.A., Verdugo M.R., Pereira K.H.N.P. & Chiacchio S.B. 2018. Assessment of serum lactate levels, blood glucose values and blood gas values in sheep, newborn lambs and placenta. [Avaliação da concentração de lactato sérico, glicemia e hemogasometria de ovelhas, cordeiros recém&#8209;nascidos e placenta.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1878-1884. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Departamento de Clínica Veterinária, Rua Prof. Dr. Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Os principais desafios da transição fetal-neonatal são a estabilização do equilíbrio ácido-básico, glicemia e oxigenação ao longo das primeiras 24 horas de vida. Falhas nesse sistema são a maior causa de morte nesse período e os estudos de viabilidade neonatal tem se concentrado nas avaliações destas variáveis. O objetivo do presente estudo foi avaliar a comparação da lactatemia materna, placentária e neonatal ao nascimento e, ainda, observar o comportamento do lactato, glicemia e hemogasometria nas primeiras 24 horas de vida do neonato ovino. Para tanto, as avaliações foram realizadas ao nascimento, 4, 8, 12 e 24 horas após. A lactatemia neonatal se mostrou próxima à placentária (p=0,991) e significativamente diferente da materna (p=0,011), o que sugere uma influência da produção de lactato pela placenta na lactatemia neonatal ao nascimento. Ao longo das 24 horas de vida foi possível observar a depuração de lactato pelo organismo do neonato, aproximando assim dos valores de referência para a espécie. Na hemogasometria foi possível observar discreta acidose metabólica, com normalização já nas primeiras 4 horas e estabilização completa do equilíbrio ácido-básico ao final das 24 horas de vida.


#4 - Maternal, fetal and neonatal heart rate evaluation and its variability in the Paint Horse breed

Abstract in English:

The aim of this study were to describe the heart rate (HR) and indexes of maternal and fetal heart rate variability (HRV) in final period of pregnancy, as well as to describe the evolution of the development of autonomic nervous system during fetal and neonatal period. There were 20 animals in each category, whose maternal and fetal electrocardiographic examinations were performed at 15 and 7 days antepartum. Neonatal ECG it was evaluated at birth until the first 48 hours of life, and then once a week up to 35 days. There were significant differences in fetal heart rate (FHR) during this period, but the fetal HRV indexes have not changed. There were no significant differences in the rates of maternal HRV. The mean of fetal HR decreased significantly from 15 to seven antepartum days (95.6±11.4 bpm; 83.1±12.6, respectively), though the fetal HRV indexes have not decreased. The results of fetal and neonatal HRV in the present study, when compared to maternal indicate the parasympathetic dominance during fetal and neonatal sympathetic phase during to the third and/or fourth weeks of age, at which point begins the modulation of the two systems.

Abstract in Portuguese:

Os objetivos deste estudo foram descrever a frequência cardíaca (FC) e os índices de variabilidade da frequência cardíaca (VFC) materna e fetal no terço final da gestação, bem como descrever a evolução do desenvolvimento do sistema nervoso autônomo durante o período fetal e neonatal. Foram avaliados 20 animais de cada categoria, cujos exames eletrocardiográficos, maternos e fetais, foram realizados aos 15 e sete dias pré-parto. Quanto ao eletrocardiograma neonatal, os momentos avaliados foram ao nascimento até as primeiras 48 horas de vida, e posteriormente, uma vez por semana até os 35 dias de idade. Ocorreram diferenças significativas na frequência cardíaca fetal (FCF) no período avaliado, porém os índices de VFC fetais não se alteraram. Não foram encontradas diferenças significativas nos índices de VFC materna. A média da FCF diminuiu significativamente dos 15 para sete dias do pré-parto (95,6±11,4 bpm; 83,1±12,6, respectivamente), entretanto os índices de VFC fetal não diminuíram. Os resultados obtidos da VFC fetal e neonatal deste estudo, quando comparados aos maternos, indicaram predomínio parassimpático durante a fase fetal e, simpático durante a neonatal, até a terceira e/ou quarta semanas de idade, momento no qual se inicia o equilíbrio entre os dois sistemas.


#5 - Evaluation of neonatal vitality and blood glucose, lactate and cortisol concentrations in foals of the Paint Horse breed, 37(8):891-896

Abstract in English:

ABSTRACT.- Cruz R.K.S., Alfonso A., Souza F.F., Oba E., Padovani C.R., Ramos P.R.R., Lourenço M.L.G. & Chiacchio S.B. 2017. Evaluation of neonatal vitality and blood glucose, lactate and cortisol concentrations in foals of the Paint Horse breed. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(8):891-896. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Unesp, Campus Botucatu, Distrito Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. Email: mege@fmvz.unesp.br Clinical evaluations of newborns, as well as defining the therapeutic decision, represent significant challenges to the veterinarian. This study aimed to evaluate neonatal vitality using the modified Apgar score and blood glucose, lactate, and cortisol concentrations in newborn equines. Twenty foals of the Paint Horse breed born by normal delivery were evaluated during the first 48 hours of life. The modified Apgar score was determined at birth and 10 minutes later, with values ranging from 0 to 10. Blood samples for the laboratory tests were collected at birth and at 4, 8, 12, 16, 20, 24, 36, and 48 hours. The mean Apgar score was significantly lower at birth than at 10 minutes (p < 0.001). Blood glucose concentrations increased significantly between birth (98.90 ± 35.97 mg/dL) and 8 hours (127.90 ± 27.15 mg/dL), stabilizing after the first 12 hours (148.95 ± 29.59 mg/dL). Serum lactate concentrations showed a significant decrease across the time points tested, with the highest value occurring at birth (5.48 ± 2.17 mmol/L) and stabilizing after 24 hours (2.76 ± 1.31 mmol/L). Cortisol concentrations significantly decreased (p < 0.01) between 4 (10.46 ± 7.46 µg/dL) and 48 hours (5.21 ± 3.35 µg/dL), with the highest value occurring 4 hours after birth. The common occurrence of laboratory abnormalities in healthy newborn foals reinforces the need to conduct regular clinical examinations and to develop laboratory reference values &#8203;&#8203;for different breeds and ages.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Cruz R.K.S., Alfonso A., Souza F.F., Oba E., Padovani C.R., Ramos P.R.R., Lourenço M.L.G. & Chiacchio S.B. 2017. Evaluation of neonatal vitality and blood glucose, lactate and cortisol concentrations in foals of the Paint Horse breed. [Avaliação dos padrões de vitalidade neonatal, glicemia, lactato e cortisol em potros da raça Paint Horse.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(8):891-896. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Unesp, Campus Botucatu, Distrito Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. Email: mege@fmvz.unesp.br A avaliação clínica dos recém-nascidos, bem como a definição da conduta terapêutica adotada representam expressivos desafios ao Médico Veterinário. O objetivo deste estudo foi avaliar a vitalidade neonatal pelo escore de Apgar modificado, glicemia, lactatemia e cortisol em neonatos equinos. Para tal, foram utilizados 20 potros da raça Paint Horse, nascidos em eutocia, durante as primeiras 48 horas de vida. O escore de Apgar modificado foi realizado ao nascimento e 10 minutos após, atribuindo-se notas de 0 a 10. As colheitas das amostras de sangue, para a realização das análises laboratoriais, ocorreram nos momentos ao nascimento, 4, 8, 12, 20 16, 20, 24, 36 e 48 horas de vida. A média do escore de Apgar ao nascimento foi significativamente menor que aos 10 minutos (p<0,001). A glicemia aumentou significativamente entre o nascimento (98,90 ± 35,97 mg/dL) e às 8 horas (127,90 ± 23 27,15 mg/dL), com estabilização após as primeiras 12 horas (148,95 ± 29,59 mg/dL). A concentração sérica de lactato apresentou decréscimo significativo entre os momentos estudados, sendo o maior valor encontrado ao nascimento (5,48 ± 2,17 mmol/L), com estabilização a partir das 24 horas (2,76 ± 1.31 mmol/L). As concentrações de cortisol, reduziram significativamente (p<0,01), entre as 4 (10,46 ± 7,46 µg/dL) e as 48 horas (5,21 ± 3,35 µg/dL), sendo o maior valor encontrado as 4 horas após o nascimento. A ocorrência comum de anormalidades laboratoriais em potros recém-nascidos, aparentemente saudáveis, reforça a necessidade da realização de exames clínicos regulares e o desenvolvimento de valores laboratoriais de referência, em diferentes raças e idades.


#6 - Electrocardiogram assessment using the Einthoven and base-apex lead systems in healthy Holstein cows and neonates, 36(Supl.1):1-7

Abstract in English:

ABSTRACT.- Cedeno D.A.Q., Lourenço M.L.G., Daza C.A.B., Pagnani Filho P. & Chiacchio S.B. 2016. Electrocardiogram assessment using the Einthoven and base-apex lead systems in healthy Holstein cows and neonates. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(Supl.1):1-7 Departamento Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Distrito de Rubião Junior, Cx. Postal 560, Botucatu, SP. 18618-970, Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br The objective aimed to describe the electrocardiographic behavior of parameters in Holstein pregnant cows and neonates during the perinatal period. The electrocardiograms were performed using a computerized electrocardiogram. The animals selected for the study were 23 cows and 18 neonates. Maternal electrocardiographic examinations were conducted in the 35, 28, 21, 14, 7 days and one-day pre –partum and the neonates were evaluated in six moments; at the time of birth, 7, 14, 21, 28 and 35 days after delivery. The evaluations were done in pre and post-delivery cows and into the group of neonates between female and male. For each electrocardiographic recording P-wave duration and amplitude, PR interval and the QRS complex duration, R, S-wave amplitude and polarity, QT and RR interval duration were examined. Changes in heart rate, ST segment and T wave polarity were recorded in leads of Einthoven and base-apex planes. The mean electrical axis of the QRS complex was calculated. In cows the results when comparing the two leads system, there are significant changes in the amplitude of the waves P, R, S, and T and the duration of the intervals PR, ST and QRS complex. The difference between primiparous and multiparous dairy cows was in the amplitude of the Twave. It was concluded that the base-apex system is a suitable lead for monitoring heart rhythm in Holstein cows and Einthoven in neonates. During the first month of life, no differences in P, Q, S and T waves, in PR, QRS, and ST intervals and in axis orientation was observed in neonates. There was a significant difference in duration of the QT interval. Among sexes, the difference was in the Q amplitude. This study incorporated the calves and Holstein cows in a single study in search of baseline information regarding the duration and morphology of the ECG parameters. In conclusion, it was proved that, with increasing age, there are changes in ECG components associated with variations in the distance between the recording electrode and the heart. The study contributes by providing Holstein reference values for clinical evaluations.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Cedeno D.A.Q., Lourenço M.L.G., Daza C.A.B., Pagnani Filho P. & Chiacchio S.B. 2016. Electrocardiogram assessment using the Einthoven and base-apex lead systems in healthy Holstein cows and neonates. [Avaliação do eletrocardiograma utilizando os sistemas Einthoven e base-ápice em vacas e neonatos saudáveis da raça Holandesa.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(Supl.1):1-7 Departamento Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Distrito de Rubião Junior, Cx. Postal 560, Botucatu, SP. 18618-970, Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Tem como objetivo descrever o comportamento eletrocardiográfico de parâmetros em vacas da raça Holandesa grávidas e recém-nascidos durante o período perinatal. Os eletrocardiogramas foram realizados utilizando um eletrocardiógrafo computadorizado. Os animais selecionados para o estudo foram 23 vacas e 18 neonatos. Exames eletrocardiográficos maternos foram realizadas em 35, 28, 21, 14, 7 dias e um dia de pré-parto e nos neonatos foram avaliados em seis momentos; no momento do nascimento, 7, 14, 21, 28 e 35 dias após o parto. As avaliações foram realizadas em vacas pré e pós-parto e no grupo de neonatos entre fêmeas e machos. Para cada duração da gravação eletrocardiográfica analisou-se onda P e amplitude, intervalo PR e da duração do complexo QRS, R, S amplitude de onda e polaridade, QT e duração do intervalo RR. Mudanças na frequência cardíaca, segmento ST e polaridade da onda T foram registradas. A média do eixo eléctrico do complexo QRS foi calculada. Em vacas, há mudanças significativas na amplitude das ondas P, R, S, T, e a duração dos complexos QRS e intervalos PR e ST. A diferença entre as vacas leiteiras multíparas e primíparas estava na amplitude da onda T. Concluiu-se que o sistema base-ápice é adequado para monitorar o ritmo cardíaco em vacas da raça Holandesa e o Einthoven em neonatos. Nos neonatos durante o primeiro mês de vida, não houve diferenças nas ondas P, Q, S e T, em intervalos PR, QRS, e ST e na orientação do eixo. Houve diferença significativa na duração do intervalo QT. Entre os sexos, a diferença estava na amplitude Q. O presente estudo incorporou os bezerros e vacas da raça Holandesa em um único estudo, em busca de informações em relação a duração e morfologia dos parâmetros do ECG. Conclui-se portanto que, com o aumento da idade, ocorrem alterações nos componentes do ECG, associadas com as variações na distância entre o elétrodo de registo e o coração. O estudo contribui, fornecendo valores de referência de bovinos da raça Holandesa para avaliações clínicas.


#7 - Electrocardiographic parameters of the American Miniature Horse: influence of age and sex, 36(6):551-558

Abstract in English:

ABSTRACT.- Santarosa B.P., Lourenço M.L.G., Dantas G.N., Ulian C.M.V., Heckler M.C.T., Sudano M.J., Gonçalves R.C. & Chiacchio S.B. 2016. Electrocardiographic parameters of the American Miniature Horse: influence of age and sex. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(6):551-558. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br The veterinary cardiology has growing importance in equine medicine. There are studies of standardization of electrocardiographic parameters of many races, according to their stature and ability. However, no studies are in the literature with the American Miniature Horse. To evaluate the electrocardiogram (ECG) tracing configuration of this breed at rest and to verify the influence of age and sex on ECG parameters, 203 horses including 143 females and 60 males were divided into four age groups (foals, yearlings, adults and elderly). Electrocardiographic parameters were performed by computerized electrocardiogram (TEB), and the parameters were evaluated in six leads of frontal plane (Lead I, II, III, aVR, aVL and aVF) and base-apex (BA). Heart rates (HR) decreased with increasing age were higher in males than in females. Sinus tachycardia followed by sinus arrhythmia was dominant in both sexes. The cardiac axis was higher in males and ranged between 120° and 150° for foals, 30° and 60° for yearlings and adults, and 60° and 90° for the elderly. The P wave was bifid in several animals. The P-wave amplitude and T-wave duration from lead II and BA were larger in males than in females. The majority of the animals exhibited ST segment depression and a negative T-wave. The most common QRS complex morphology was Qr. Differences were observed between the electrocardiographic tracings of males and females, and age influenced the ECG parameters. Therefore, this study established the ECG patterns for the American Miniature Horse breed and could be used to determine the influence of age and sex on several of the studied variables.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Santarosa B.P., Lourenço M.L.G., Dantas G.N., Ulian C.M.V., Heckler M.C.T., Sudano M.J., Gonçalves R.C. & Chiacchio S.B. 2016. Electrocardiographic parameters of the American Miniature Horse: influence of age and sex. [Parâmetros eletrocardiográficos de equinos Mini Horse: influência da idade e sexo.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(6):551-558. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br A cardiologia veterinária possui crescente importância na medicina equina. Existem estudos de padronização dos parâmetros eletrocardiográficos de muitas raças, de acordo com sua estatura e aptidão. No entanto, não há na literatura trabalhos com os equinos da raça Miniature Horse. Os objetivos deste trabalho foram avaliar a configuração do traçado do eletrocardiograma (ECG) em repouso, de equinos desta raça, além de verificar a influência do sexo e da idade sobre os parâmetros eletrocardiográficos desses animais. Foram utilizados 203 equinos desta raça, hígidos, sendo 143 fêmeas e 60 machos, classificados em quatro faixas etárias (potros, sobreanos, adultos e idosos). Os exames eletrocardiográficos foram realizados por eletrocardiograma computadorizado (TEB), e os parâmetros foram avaliados em seis derivações do plano frontal (DI, DII, DIII, aVR, aVL e aVF) e base-ápice (BA). A frequência cardíaca (FC) diminuiu com a progressão da idade, e foi maior nos machos do que nas fêmeas. O ritmo mais comum em ambos os sexos foi taquicardia sinusal, seguido de arritmia sinusal. O eixo cardíaco foi maior nos machos do que nas fêmeas, e nos potros ficou entre 120 e 150o, nos sobreano e adultos permaneceu entre 30 e 60o, e nos idosos entre 60 e 90o. A amplitude da onda P e a duração da onda T foram maiores nos machos do que nas fêmeas na DII e BA. A maioria dos animais apresentou segmento ST infradesnivelado e onda T negativa. A morfologia do complexo QRS mais encontrada em todos os casos foi Qr. Este estudo permitiu estabelecer os padrões eletrocardiográficos para a raça Mini Horse e conseguiu verificar a influência da progressão da idade nas diversas variáveis estudadas, bem como a diferença entre os sexos.


#8 - Monitoring of laboratory parameters during neonatal period in mixed-bred cats, 32(Supl.1):25-31

Abstract in English:

ABSTRACT.- Lourenço M.L.G., Takahira R.K., Machado L.H.A., Moutinho F.Q., Ferreira H., Balieiro J.C.C., Machado L.P. & Fonteque J.H. 2012. [Monitoring of laboratory parameters during neonatal period in mixed-bred cats.] Monitoramento de parâmetros laboratoriais em gatos sem raça definida durante o período neonatal. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(Supl.1):25-31. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br The purpose of the study was to evaluate the effects of age on blood count, liver enzymes alanine aminotransferase (ALT) and gamma-glutamyltransferase (GGT), glycemia and on protein profile in mixed-breed cats during the neonatal phase. Twenty male and female cats were used from 3 to 38 days after birth. Weekly blood samples were obtained and laboratory analyses (blood count, liver enzymes, glycemia and protein profile) were performed on the 3rd, 10th, 17th, 24th, 31st and 38th day of age. The results exhibited significant effect of age on total red blood cell count, hemoglobin concentration, packed cell volume, mean cell volume, mean cell hemoglobin concentration, total leukocyte count, mean segmented neutrophils, eosinophils and basophils. No effect was observed in lymphocyte, monocyte and glucose concentration. The analysis of changes in laboratory parameters which occurred during the neonatal period reflects the physiological development of the kitten and contributes to knowledge of the adaptive process in neonates cats during the first month of life, and is useful for clinical assessment, diagnosis and treatment of neonatal diseases.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Lourenço M.L.G., Takahira R.K., Machado L.H.A., Moutinho F.Q., Ferreira H., Balieiro J.C.C., Machado L.P. & Fonteque J.H. 2012. [Monitoring of laboratory parameters during neonatal period in mixed-bred cats.] Monitoramento de parâmetros laboratoriais em gatos sem raça definida durante o período neonatal. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(Supl.1):25-31. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br O objetivo do presente estudo foi à monitoração dos parâmetros laboratoriais como hemograma, enzimas hepáticas alanina aminotransferase (ALT) e gama-glutamiltransferase (GGT), glicemia e proteinograma sérico, e avaliar o efeito da idade em gatos sem raça definida durante a fase neonatal. Vinte gatos machos e fêmeas foram utilizados a partir do terceiro dia de vida até o 38º dia de idade. As amostras de sangue foram colhidas semanalmente e as análises laboratoriais (hemograma, enzimas hepáticas, glicemia e proteinograma sérico) realizadas no 3º, 10º, 17º, 24º, 31º e 38º dia de idade. Os resultados exibiram efeito significativo da idade sobre a contagem total de eritrócitos, concentração de hemoglobina, volume globular, volume corpuscular médio, concentração de hemoglobina corpuscular média, leucócitos totais, neutrófilos, eosinófilos e basófilos. Nenhum efeito foi observado em células como linfócitos, monócitos ou na concentração sérica de glicose. A análise das modificações ocorridas nos parâmetros laboratoriais durante a fase neonatal reflete o desenvolvimento fisiológico do filhote e contribui para o conhecimento do processo adaptativo em gatos neonatos durante o primeiro mês de vida, sendo útil para a avaliação clínica, diagnóstico e tratamento das doenças neonatais.


#9 - Evaluation of tear production with modified Schirmer tear test-1 during the neonatal period in cats, 31(4):350-354

Abstract in English:

ABSTRACT.- Conceição L.F., Ribeiro A.P., Torres M.L.M., Lourenço M.L.G. & Laus J.L. 2011. Evaluation of tear production with modified Schirmer tear test-1 during the neonatal period in cats. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(4):350-354. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Professor Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14870-000, Brazil. E-mail: jllaus@fcav.unesp.br The study aimed to evaluate tear production by means of modified Schirmer tear tes-1 (mSTT-1) in neonate cats. Likewise, correlation between mSTT-1 and STT-1 was assessed in vitro. Standard SST strips were cut in half and after eye lid opening, tear production of neonates (n=15) was daily measured in both eyes (mSTT-1), until the 7th day, and at day 14, 21, and 28. Animals were daily weighted until 28 days of age. Results were compared statistically (P<0.05). During the first 7 days, the overall mSTT-1 mean was 0.76 wetting/minute. Significant differences between right and left eyes were not observed at any time point (P=1.00). Tear secretion increased significantly, from the 14th to 28th day, in comparison with 7 first days (P<0.05). Positive correlation between maturity parameters and tear secretion was observed (P<0.0001). Distance between slopes of each strip changed significantly (P<0.0001). It was concluded that tear secretion in the neonatal period of cats is very below the reference values described for young and adults of the same species. It is not possible to extrapolate results obtained with mSTT-1 to standard STT-1.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Conceição L.F., Ribeiro A.P., Torres M.L.M., Lourenço M.L.G. & Laus J.L. 2011. Evaluation of tear production with modified Schirmer tear test-1 during the neonatal period in cats. [Avaliação da produção lacrimal pelo teste da lágrima de Schirmer-1 modificado durante o período neonatal em gatos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 31(4):350-354. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Professor Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14870-000, Brazil. E-mail: jllaus@fcav.unesp.br Objetivou-se avaliar a produção lacrimal, por meio do teste da lágrima de Schirmer-1 modificado (TLS-1m) em gatos neonatos. Outrossim, estabelecer in vitro a existência de correlação entre o TLS e o TLS-1m. Tiras pa-dronizadas para realização do TLS foram partidas ao meio e após a abertura das pálpebras, a produção lacrimal dos neonatos (n=15) foi aferida em ambos os olhos (TLS-1m), diariamente, até o sétimo e aos 14, 21 e 28 dias. Os animais foram pesados diariamente até os 28 dias de idade. Os resultados foram comparados estatisticamente (p<0,05). Durante os primeiros sete dias de avaliação, a média geral obtida pelo TLS-1m foi de 0,76±0,08 mm/minuto. Não se constatou diferença significativa entre os olhos direito e esquerdo, em nenhum dos períodos avaliados (p=1,00). A produção lacrimal elevou-se significativamente, do 14º até o 28º dia, comparativamente aos primeiros sete dias (p<0,05). Observou-se correlação positiva entre parâmetros de maturidade e a produção lacrimal (p<0,0001). A distância entre as linhas de cada tira foi significativa (p<0,0001). Conclui-se que a produção lacrimal no período neonatal em gatos é bem inferior aos valores de referência descritos para adultos e jovens da mesma espécie. Não é possível extrapolar valores obtidos com o TLS-1 modificado para o TLS-1 padrão.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV