Resultado da pesquisa (51)

Termo utilizado na pesquisa Mato Grosso

#1 - Chronic copper poisoning in beef cattle in the state of Mato Grosso, Brazil

Abstract in English:

Copper is an essential micromineral in animal feed; however, when consumed in excess, it can cause liver necrosis, hemolytic crisis, hemoglobinuric nephrosis and death in cattle. Although uncommon in this species, copper poisoning occurs as a result of exacerbated supplementation, deficiency of antagonist microminerals, or previous liver lesions. An outbreak of chronic copper poisoning is reported in semi-confined cattle after supplementation with 50 mg/Kg of dry matter copper. The cattle showed clinical signs characterized by anorexia, motor incoordination, loss of balance, jaundice, brownish or black urine, diarrhea and death, or were found dead, 10 to 302 days after consumption. Of the 35 cattle that died, 20 underwent necropsy, whose frequent findings were jaundice, enlarged liver with evident lobular pattern, black kidneys, and urinary bladder with brownish to blackish content. Microscopically, the liver showed vacuolar degeneration and/or zonal hepatocellular centrilobular or paracentral coagulative necrosis, in addition to cholestasis, mild periacinal fibrosis, apoptotic bodies, and mild to moderate mononuclear inflammation. Degeneration and necrosis of the tubular epithelium and intratubular hemoglobin cylinders were observed in the kidneys. Copper levels in the liver and kidneys ranged from 5,901.24 to 28,373.14 µmol/kg and from 303.72 to 14,021 µmol/kg, respectively. In conclusion, copper poisoning due to excessive nutritional supplementation is an important cause of jaundice, hemoglobinuria, and death in semi-confined cattle.

Abstract in Portuguese:

Cobre é um micromineral essencial, que quando em excesso induz necrose hepática, crise hemolítica, nefrose hemoglobínurica e morte em bovinos. As intoxicações, apesar de incomuns nessa espécie, ocorrem devido a suplementação exacerbada de cobre, pela deficiência de microminerais antagonistas ou secundária a lesão hepática prévia. Relata-se um surto de intoxicação crônica por cobre em bovinos semiconfinados após suplementação com 50mg/kg de cobre em matéria seca. Os bovinos manifestaram sinais clínicos caracterizados por anorexia, incoordenação motora, perda de equilíbrio, icterícia, urina acastanhada ou negra, diarreia e morte ou foram encontrados mortos, após 10 a 302 dias do início de consumo. De 35 bovinos que morreram 20 foram submetidos à necropsia sendo achada frequente icterícia, fígado aumentado e com padrão lobular evidente, rins pretos e bexiga urinária repleta de conteúdo acastanhado a enegrecida. Microscopicamente, no fígado havia degeneração vacuolar e ou necrose coagulativa hepatocelular zonal, centrolobular ou paracentral, além de degeneração vacuolar com corpúsculos de Councilman, colestase, fibrose periascinar leve, e inflamação de discreta a moderada. Nos rins havia degeneração e necrose do epitélio tubular assim como cilindros de hemoglobina intratubulares. Os níveis de cobre no fígado e rim foram de 5.901,24 a 28.373,14µmol/kg e 303,72 a 14.021µmol/kg respectivamente. A suplementação nutricional excessiva com cobre pode causar doença hemolítica com icterícia, hemoglobinúria e morte de bovinos mantidos em sistema de semiconfinamento.


#2 - Cattle diseases in Mato Grosso do Sul, Brazil: a 24-year survey (1995-2018)

Abstract in English:

We reviewed the records of 5,083 cattle necropsies performed from January 1995 to December 2018 and filed at the Laboratory of Anatomic Pathology (LAP) of the “Universidade Federal de Mato Grosso do Sul” (UFMS). These necropsies were performed either by LAP-UFMS faculty (22.33%) or by field veterinary practitioners (77.67%) who subsequently submitted material for histological evaluation at the LAP-UFMS. Conclusive diagnoses were reached in 46.21% of the protocols (2,349 cases), and approximately 65% of the cases were classified as inflammatory or parasitic diseases, with rabies being the most diagnosed disease (20.82% of total conclusive diagnosis). There were a large number of protocols in which the diagnosis was of nonsuppurative meningoencephalitis of unknown cause (NSMUC). Those were the main differentials for rabies and bovine herpesvirus-5 necrotizing meningoencephalitis (NME); that is, the number of rabies cases may be even higher if one considers that many cases of NSMUC might be undiagnosed rabies cases. Toxic and toxic-infectious diseases were the second most prevalent category, and botulism cases represented 41% of this category. The other categories corresponded to less than 20% of the total diagnoses and were distributed in decreasing order of frequency as degenerative diseases (9.79%), diseases caused by physical agents (3.87%), other diseases (2.13%), neoplasms and tumor-like lesions (1.79%), metabolic or nutritional disorders (1.75%) and congenital malformations (0.64%). The large number of inconclusive diagnoses was mainly due to improper conditions of mailed-in material for histopathological evaluation, namely, nonrepresentative samples of all organs, autolysis, and the absence of epidemiological and clinical-pathological information.

Abstract in Portuguese:

Em um levantamento sobre doenças de bovinos, revisamos os protocolos de 5.083 necropsias de bovinos realizadas no período de janeiro de 1995 a dezembro de 2018 e arquivados no Laboratório de Anatomia Patológica (LAP) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Essas necropsias foram realizadas pelos veterinários e professores do LAP UFMS (22,33%) ou por médicos veterinários de campo (77,67%) que, posteriormente, submeteram ao LAP-UFMS material para avaliação histológica. Diagnósticos foram conclusivos em 46,21% dos casos protocolados (2349), e aproximadamente 65% deles foram classificados como doenças inflamatórias ou parasitárias, sendo a raiva a doença mais diagnosticada (20,82% dos diagnósticos conclusivos). Havia um grande número de protocolos nos quais o diagnóstico era de encefalite/meningoencefalite não supurativa de causa indeterminada, para o qual os dois principais diferenciais são raiva e meningoencefalite necrosante por herpesvírus bovino; isso sugere que o número de casos de raiva pode ser ainda maior, se considerarmos que muitos destes podem ser casos de raiva não diagnosticados adequadamente. As doenças tóxicas e toxi-infecciosas foram a segunda categoria mais prevalente; dentre elas, os casos de botulismo compuseram 41%. As demais categorias corresponderam a menos de 20% do total de diagnósticos e foram distribuídas em ordem decrescente de frequência, em doenças degenerativas (9,79%), doenças causadas por agentes físicos (3,87%), outras doenças (2,13%), neoplasmas e lesões tumoriformes (1,79%), distúrbios metabólicos ou nutricionais (1,75%) e malformações congênitas (0,64%). O grande número de diagnósticos inconclusivos deveu se principalmente às condições inadequadas do material enviado ao LAP-FAMEZ para avaliação histopatológica, ou seja, amostras não representativas de todos os órgãos, autolisadas ou acompanhadas de poucas de informações epidemiológicas e clínico-patológicas.


#3 - Risk of exposure of farms and subsistence nurseries to contact with wild boar in southern Mato Grosso do Sul

Abstract in English:

With the advancement of wild boar distribution in the rural environment, its impacts are not limited to health in the pig sector, but the requirements for monitoring and control of the species are requirements laid down by the OIE for the recognition of classical swine fever free zone status. The construction of ecological models of favorability or suitability for the occurrence of pest species are necessary tools for the decision making on priority areas of management aiming at risk management. This work aims to map the level of suitability for the occurrence of wild boar in the southern state of Mato Grosso do Sul, as well as to identify the main risk variables for contact with the wild boar and evaluate the biosecurity measures adopted by commercial farms integrated in the south of the State of Mato Grosso do Sul. To evaluate the risk potential of wild boar for commercial and subsistence swine farming in southern Mato Grosso do Sul, a model of environmental suitability was constructed for this species in the swine producing region. This model considered different environmental strata, being the selection of the layers considered the physiological and behavioral characteristics of the species. In parallel, interviews were carried out in a sample of commercial farms integrating the region to survey the perception of the presence of the invasive species and the biosafety measures adopted. The results of this work indicate that the risk of contact among wild boars and animals reared in closed production systems may be high in the study area and only establishment of appropriate biosecurity measures that consider the characteristics and habits of the boar may prevent the intrusion of this species and contact with domestic swine. The built model can be considered of high reliability and it is recommended to apply it to other areas of the state, being a useful tool for the productive sector, environmental agencies and decision makers.

Abstract in Portuguese:

Com o avanço da distribuição do javali no ambiente rural, seus impactos não se restringem somente a sanidade suidea, embora as exigências quanto ao monitoramento e controle da espécie sejam exigências previstas pela OIE, para o reconhecimento do status de zona livre de peste suína clássica. A construção de modelos ecológicos de favorabilidade ou adequabilidade para a ocorrência de espécies-praga são ferramentas necessárias para as tomadas de decisão sobre áreas prioritárias de manejo visando gestão de risco. Este trabalho objetiva mapear o nível de adequabilidade para a ocorrência de javalis no sul do Estado de Mato Grosso do Sul, bem como levantar as principais variáveis de risco para o contato com o javali asselvajado e avaliar as medidas de biosseguridade adotadas por granjas comerciais integradas no sul do Estado do Mato Grosso do Sul. Para avaliar o potencial de risco exercido pelos javalis para a suinocultura comercial e de subsistência nesta região foi construído um modelo de adequabilidade ambiental para essa espécie na região produtora de suínos. Esse modelo considerou diferentes estratos ambientais, sendo que para a seleção das camadas consideram-se características fisiológicas e comportamentais da espécie. Em paralelo, entrevistas foram realizadas em uma amostragem de granjas comerciais de integração da região para levantamento da percepção quanto a presença da espécie invasora e as medidas de biossegurança adotadas. Os resultados desse trabalho indicam que o risco de contato entre javalis de vida livre e os animais criados em sistemas de produção fechados pode ser alto na área de estudo e somente estabelecimento de medidas de biosseguridade apropriadas, que considerem as características e hábitos do javali poderá impedir a intrusão dessa espécie e o contato com os suínos domésticos. O modelo construído pode ser considerado de elevada confiabilidade e recomenda-se a sua aplicação para as outras áreas do estado, sendo uma ferramenta útil para o setor produtivo, os órgãos ambientais e os tomadores de decisão.


#4 - Cattle trade between and within biomes in the state of Mato Grosso

Abstract in English:

The analysis of animal movement patterns may help identify farm premises with a potentially high risk of infectious disease introduction. Farm herd sizes and bovine movement data from 2007 in the state of Mato Grosso, Brazil, were analyzed. There are three different biomes in Mato Grosso: the Amazon, Cerrado, and Pantanal. The analysis of the animal trade between and within biomes would enable characterization of the connections between the biomes and the intensity of the internal trade within each biome. We conducted the following analyses: 1) the concentration of cattle on farm premises in the state and in each biome, 2) the number and relative frequency of cattle moved between biomes, and 3) the most frequent purposes for cattle movements. Twenty percent (20%) of the farm premises had 81.15% of the herd population. Those premises may be important not only for the spread of infectious diseases, but also for the implementation of surveillance and control strategies. Most of the cattle movement was intrastate (97.1%), and internal movements within each biome were predominant (88.6%). A high percentage of movement from the Pantanal was to the Cerrado (48.6%), the biome that received the most cattle for slaughter, fattening and reproduction (62.4%, 56.8%, and 49.1% of all movements for slaughter, fattening, and reproduction, respectively). The primary purposes for cattle trade were fattening (43.5%), slaughter (31.5%), and reproduction (22.7%). Presumably, movements for slaughter has a low risk of disease spread. In contrast, movements for fattening and reproduction purposes (66.2% of all movements) may contribute to an increased risk of the spread of infectious diseases.

Abstract in Portuguese:

A análise dos padrões de trânsito animal pode ajudar a identificar estabelecimentos sob um risco potencialmente maior de introdução de doença infecciosa. Foram analisadas a rede de trânsito de bovinos no estado do Mato Grosso, Brasil, e uma base de dados com tamanho de rebanho, ambas de 2007. Há três biomas diferentes em Mato Grosso: Amazônia, Cerrado e Pantanal. A análise do trânsito animal entre e dentro dos biomas nos permitiu caracterizar quão conectados são os biomas e quão intenso é o trânsito interno dentro de cada bioma. Conduzimos as seguintes análises: 1) se o rebanho bovino está concentrado em alguns estabelecimentos no estado todo e em cada bioma; 2) sobre o número absoluto e a frequência relativa de bovinos movimentados entre os biomas; e 3) quais são os propósitos mais frequentes para o trânsito animal. Encontramos que 20% dos estabelecimentos possuíam 81,15% do rebanho total do estado. Estes estabelecimentos podem ser importantes para o espalhamento de doenças infecciosas, mas também para a implementação de estratégias de vigilância e controle. A maior parte do trânsito foi dentro do estado (97,1%), e o trânsito interno dentro de cada bioma foi predominante (88,6%). Um percentual alto de movimentos do Pantanal (48,6%) foi para o Cerrado, o bioma que recebeu mais bovinos para abate, engorda e reprodução (62,4%, 56,8% e 49,1% de todos os movimentos para abate, engorda e reprodução, respectivemente). Os principais propósitos para o comércio de bovinos foram engorda (43,5%), abate (31,5%) e reprodução (22,7%). Movimentos para abate presumivelmente oferecem um baixo risco para espalhamento de doença. Em contraste, movimentos para engorda e reprodução (66,2% de todos os movimentos) podem contribuir para o aumento do risco de espalhamento de doenças infecciosas.


#5 - Hemolytic anemia in beef cattle in extensive system farming in Mato Grosso and Rondônia, 38(8):1475-1483

Abstract in English:

ABSTRACT.- Rondelli L.A.S., Becker M., Caldeira F.H.B., Ribeiro M., Furlan F.H., Colodel E.M., Pescador C.A. & Antoniassi N.A.B. 2018. [Hemolytic anemia in beef cattle in extensive system farming in Mato Grosso and Rondônia.] Anemia hemolítica em bovinos de corte em sistema de criação extensiva em Mato Grosso e Rondônia. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1475-1483. Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: naassi@gmail.com Cases of hemolytic anemia in beef cattle in na extensive breeding system in Mato Grosso and Rondônia have been monitored since 2008. The affected animals presented weakness, pale or icteric mucosas, blackened urine, prostration and anorexia. The outcome of these cases often is death, principally if the animals are forced to walk. Approximately 429 cattle died in these outbreaks andin some of these, mortality rates ranged from 0.26 to 50%. Research was carried out on the main infectious causes such as leptospirosis, babesiosis, trypanosomiasis, anaplasmosis and bacillary hemoglobinuria, as well as the possible toxic causes reported as etiology of hemolytic anemia in cattle through hematology, blood biochemistry, molecular and histopathological examinations. Any plant ready described in Brazil as cause of hemolytic anemia in animals from livestock interest was observed in thosefarms. Although the etiology of these cases is not yet known, clinical and pathological evidences of the disease suggested that it is caused by a toxic plant of hemolytic action, present in the affected properties, but not yet confirmed experimentally.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Rondelli L.A.S., Becker M., Caldeira F.H.B., Ribeiro M., Furlan F.H., Colodel E.M., Pescador C.A. & Antoniassi N.A.B. 2018. [Hemolytic anemia in beef cattle in extensive system farming in Mato Grosso and Rondônia.] Anemia hemolítica em bovinos de corte em sistema de criação extensiva em Mato Grosso e Rondônia. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1475-1483. Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: naassi@gmail.com Casos de anemia hemolítica em bovinos de corte em sistema de criação extensiva em Mato Grosso e Rondônia são acompanhados desde 2008. Os animais acometidos apresentam fraqueza, mucosas pálidas ou ictéricas, urina enegrecida, depressão e anorexia. Esse quadro muitas vezes evolui para morte, principalmente quando os animais são movimentados. Durante esse período aproximadamente 429 bovinos morreram em diferentes surtos eem alguns casos a mortalidade chegou a 50%. Foi realizada investigação para as principais causas infecciosas como leptospirose, babesiose, tripanossomíase, anaplasmose e hemoglobinúria bacilar, bem como para as possíveis causas toxicas relatadas como etiologia de anemia hemolítica em bovinos por meio de exames hematológicos, bioquímica sanguínea, moleculares e histopatológicos. Não se observou nas propriedades acometidas, nenhuma das plantas já descritas no Brasil como causadora de anemia hemolítica em animais de interesse pecuário no momento das investigações dos surtos. Apesar da etiologia desses casos ainda não ser conhecida, as evidências epidemiológicas, clínicas e patológicas da doença sugerem que a mesma seja causada por uma planta tóxica de ação hemolítica, presente nas propriedades acometidas, mas que ainda não foi confirmada experimentalmente.


#6 - Goiter in cattle

Abstract in English:

Goiter is a non-inflammatory and non-neoplastic enlargement of the thyroid gland in adults and neonates. One of the main causes involved is the nutritional deficiency of iodine. In this study three outbreaks of goiter in cattle are reported. In the first outbreak (Farm A) 60 calves were affected, of which 20 died soon after birth, 30 recovered and 10 remained sick. In the second outbreak (Farm B) a cow and its fetus were affected and in the third outbreak (Farm C) two calves were affected. The main clinical signs observed were bilaterally enlarged thyroid glands, weight loss, respiratory distress, hypotrichosis and myxedema. Additionally in the Farm A abortions were reported. Macroscopically the thyroid of the calves and fetus was enlarged, dark red with evident vascularization and cervical subcutaneous edema. In the Farm B the cow showed enlarged thyroid gland as well. Microscopically the calves and the fetus had hyperplastic and heterogeneous thyroid follicles with absence of colloid and vascularized interstitium. The thyroid of the cow was also hyperplastic, but had higher amount of colloid. In all outbreaks the mineral supplementation was performed by mixing non-iodized white salt with the mineral mixture. On the property A the white salt was non-iodized and mixed in equal parts with the mineral salt. At property B the salt was also mixed to a non-iodized white salt in ratio and 1:2, respectively. In the property C, mineral salt and non-iodized white salt were offered in separate troughs in the field, and according to the owner’s report the animals prioritized the consumption of white salt. In all the monitored properties it was recommended to stop the addition of white salt in the mineral mixture and the administration of iodine to the affected calves. After these measurements no new cases were observed in the properties. Despite being a well-known disease, there are still few reported cases of goiter in cattle in Brazil. Moreover, little is known about the actual mineral deficiencies of each region, and that simple nutritional management guidelines are still needed.

Abstract in Portuguese:

Bócio é o aumento não inflamatório e não neoplásico da glândula tireoide em animais adultos e recém-nascidos. Uma das principais causas envolvidas é a deficiência nutricional de iodo. Relata-se neste trabalho, a ocorrência de três surtos de bócio em bovinos. Na primeira propriedade (Propriedade A), 60 bezerros foram afetados, sendo que 20 morreram logo após o nascimento, 30 recuperaram-se e 10 permaneceram doentes e tiveram remissão dos sinais apenas após tratamento parenteral com iodo. Na segunda propriedade (Propriedade B) uma vaca e seu feto foram acometidos e na terceira (Propriedade C) dois bezerros foram afetados. Os principais sinais clínicos observados nos bezerros foram aumento de volume bilateral na região cervical ventral, emagrecimento, dificuldade respiratória, hipotricose e desenvolvimento corpóreo retardado. Na propriedade A foi relatada ainda a ocorrência de abortamentos. Macroscopicamente, os bezerros e o feto apresentavam tireoide aumentada, vermelho-escura, com vascularização evidente e edema subcutâneo cervical. No surto dois também foi observado, à necropsia, aumento de volume da glândula tireoide da vaca. Microscopicamente, a tiroide dos bezerros e do feto apresentava folículos tireoidianos hiperplásicos, heterogêneos, destituídos de coloide e com interstício acentuadamente vascularizado. A tireoide da vaca era semelhante à dos bezerros, no entanto, possuía quantidade maior de coloide. Em todos os casos a suplementação mineral era realizada por meio da mistura de sal mineral com sal branco. Na Propriedade A o sal branco era não iodado e misturado em partes iguais com o sal mineral. Na Propriedade B o sal também era misturado a um sal branco não iodado na proporção e 1:2, respectivamente. Na Propriedade C o sal mineral e o sal branco não iodado eram ofertados em cochos separados no campo e, segundo relato do proprietário, os animais priorizavam o consumo do sal branco. Em todas as propriedades acompanhadas foi recomendada a interrupção da adição de sal branco na mistura mineral e a administração de iodo aos bezerros acometidos. Após essas medidas não foram observados novos casos nas propriedades. Apesar de ser uma enfermidade bem conhecida, ainda são poucos os relatados de casos de bócios em bovinos no Brasil. Além disso, pouco se sabe sobre as reais deficiências minerais de cada região, e que simples orientações de manejo nutricional ainda são necessárias.


#7 - Blackleg in cattle in the state Mato Grosso do Sul, Brazil: 59 cases

Abstract in English:

This study aimed to review cases of blackleg (Clostridium chauvoei infection) diagnosed in cattle from Midwestern Brazil from 1994 to 2014 considering epidemiological, clinical, necropsy and histopathological findings. Also the following laboratory tests were used for the diagnosis of some cases of blackleg: microbiological culture and identification of the agent, microbiological culture and identification of the agent by the polymerase chain reaction (PCR), and identification of the agent in formalin fixed paraffin embedded tissues (FFPE). Criteria for presumptive diagnosis of blackleg included necrohemorrhagic emphysematous myositis consisting of inflammatory infiltrate, coagulative necrosis of myofiber, interstitial edema, hemorrhage, and gas bubbles between myofibers. Fifty nine cases from 51 outbreaks of blackleg were found, which corresponded to 1.1% of 5,375 cattle deaths investigated. In five of those outbreaks, samples of affected muscles cultures for the identification of pathogenic clostridia were made. Another three samples of similar material were cultured for clostridia with subsequent identification of the isolate by PCR. Twelve samples of FFPE affected muscle fragments were submitted to PCR for identification of the etiological agent. Except for January, cases were observed in each month of the year, with higher numbers in July-October. Most affected cattle were in the age of 7-12 years, but calves younger than 6 month-old and older than 24 months were also observed. Vaccination histories were scarce. In 32 outbreaks some vaccination history was available, but only in two of those vaccination has been carried out properly. In 56 six cases the skeletal muscles were involved. Muscles of the hind limbs were the most affected. In ten cases muscles of the tongue, myocardium and diaphragm were also affected. In three of the cases the visceral form was observed. Deaths occurred after a clinical course of 6-24 hours, but in most cases cattle were found death. Sudden death was the outcome in visceral cases (cardiac) blackleg. Clostridium chauvoei was confirmed to be the cause by culturing in 5 cases, and by PCR and histopatology in 8 cases. Bacterial culture followed by PCR did not demonstrate C. chauvoei. Calculation of the economic impact indicates that blackleg is a frequent disease in the state of Mato Grosso do Sul (MS) that inflicts significant economic loss. The amount of these losses would be reduced through proper vaccination programs against the prevalent strains of C. chauvoei in the region.

Abstract in Portuguese:

Este estudo foi realizado com o objetivo de descrever casos de carbúnculo sintomático (infecção por Clostridium chauvoei) diagnosticados em bovinos do Centro-Oeste brasileiro de 1994-2014, avaliando a epidemiologia, os sinais clínicos, os achados de necropsia e a histopatologia; objetivou-se também avaliar os seguintes testes laboratoriais para o diagnóstico de carbúnculo sintomático: cultura microbiológica e identificação do agente, cultura microbiológica e identificação do agente por reação em cadeia de polimerase (PCR) e identificação do agente em material fixado em formol e incluído em parafina (FFIP). Os critérios para o diagnóstico presuntivo de carbúnculo sintomático incluíram miosite necro-hemorrágica enfisematosa, caracterizada por infiltrado inflamatório, necrose de coagulação de miofribras, edema intersticial, hemorragia e bolhas de gás em meio às miofribras. Cinquenta e nove casos oriundos de 51 surtos foram encontrados, o que corresponde a 1,1% das 5.375 mortes de bovinos investigadas. Em cinco desses casos, amostras do músculo afetado foram cultivadas para clostrídios patogênicos. Amostras semelhantes de outros três animais foram cultivadas para clostrídios e os isolamentos identificados subsequentes por PCR. Doze fragmentos de músculo afetado FFIP foram submetidos a PCR para identificação do agente etiológico. Com exceção de janeiro, os casos de carbúnculo sintomático foram observados em todos os meses do ano com uma maior incidência em junho-outubro. A faixa etária da maioria dos bovinos afetados era de 7-12 anos de idade, mas bovinos mais jovens que 6 meses e mais velhos que 24 meses foram também afetados. Os históricos de vacinação eram escassos nesses surtos. Em 32 surtos havia alguma informação sobre a vacinação, mas em apenas dois casos a vacinação tinha sido realizada adequadamente. Cinquenta e seis casos de carbúnculo sintomático deste estudo eram casos clássicos afetando os músculos esqueléticos. Os músculos mais afetados foram os dos membros pélvicos. Em dez casos os músculos da língua, miocárdio e diafragma estavam também afetados. Apenas três dos casos apresentaram a forma visceral (cardíaca). O curso clínico foi de 6-24 horas, mas na maioria dos casos os bovinos foram encontrados mortos. Em casos da forma visceral ocorria morte súbita. Clostridium chauvoei foi confirmado como o agente causal por cultura em cinco casos e por PCR em amostra FFIP em 8 casos. Cultura bacteriana seguida de PCR do isolado não demonstrou C. chauvoei. Carbúnculo sintomático é uma doença frequente em bovinos no Mato Grosso do Sul podendo provocar importantes prejuízos para os produtores rurais. Esses prejuízos podem ser reduzidos através de um programa de vacinação adequado usando-se vacinas eficazes contra cepas de C. chauvoei prevalentes na região.


#8 - Prevalence of leptospirosis in cattle herds in the Pantanal of Mato Grosso do Sul

Abstract in English:

This is an epidemiological study of leptospirosis in 24 month-old females from 246 herds. Two thousand, seven hundred and sixty six (2,766) animals were randomly sampled in the nine counties comprising the region of Pantanal of Mato Grosso do Sul, Brazil. The risk factors associated with the disease were also identified. Blood samples were collected from September to November 2009 and examined by the microscopic agglutination test (MAT) against a collection of 24 live antigens of Leptospira spp., representatives of serovars Australis, Bratislava, Autumnalis, Butembo, Castellonis, Batavie, Canicola Whitcombi, Cynopteri, Grippotyphosa, Hebdomadis, Copenhageni, Icterohaemorrhagiae, Javanica, Panama, Pomona, Pyrogenes, Hardjo, Wolffi, Shermani, Tarassovi, Sentot, Andamana, and Patoc. Additionally, twelve representatives of Leptospira strains isolated in Brazil were added to the collection of antigens for the microscopic agglutination test (MAT). The apparent prevalence was 66% and the actual prevalence of infected animals was 79.80%, with a confidence interval of 95% (78.3 to 81.3) and 241 herds having at least one reactive animal. The most likely serovars were Hardjo followed by Wolffi. Results show that bovine leptospirosis is still present in Pantanal, with high prevalence both in animals and herds, the main risk factors for the disease being the type of cattle farming and breeding.

Abstract in Portuguese:

Foi realizado um estudo epidemiológico da leptospirose em fêmeas acima de 24 meses, provenientes de 246 rebanhos, e 2.766 animais amostrados aleatoriamente nos nove municípios que compõem a região do Pantanal de Mato Grosso do Sul, bem como identificados os fatores de risco associados à doença. As amostras de sangue foram coletadas no período de setembro a novembro de 2009 e examinadas pelo teste de aglutinação microscópica ante uma coleção de 24 antígenos vivos de Leptospira spp., representantes dos sorovares Australis, Bratislava, Autumnalis, Butembo, Castellonis, Batavie, Canicola, Whitcombi, Cynopteri, Grippotyphosa, Hebdomadis, Copenhageni, Icterohaemorrhagiae, Javanica, Panamá, Pomona, Pyrogenes, Hardjo, Wolffi, Shermani, Tarassovi, Sentot, Andamana e Patoc. Adicionalmente, representantes de doze estirpes de leptospiras isoladas no Brasil foram adicionados à coleção de antígenos do teste de soroaglutinação microscópica (SAM). A prevalência aparente foi de 66% e a prevalência real de animais infectados, de 79,80%, com intervalo de confiança (IC) de 95% (78,3-81,3) e 241 rebanhos apresentando pelo menos um animal reagente. Os sorovares mais prováveis foram o Hardjo seguido pelo Wolffi. Os resultados demonstram que a leptospirose bovina continua presente no Pantanal, com alta prevalência tanto em rebanhos quanto em indivíduos, sendo os principais fatores de risco para a doença o tipo de exploração e a raça.


#9 - Sudden death associated with Niedenzuella stannea (Malpighiaceae) in cattle in the State of Mato Grosso, Brazil: importance and epidemiological aspects, 37(7):662-66

Abstract in English:

ABSTRACT.- Caldeira F.H.B., Dias G.B.G., Arruda F.P., Lourenço V.M., Bezerra K.S., Riet-Correa F. & Colodel E.M. 2017. Sudden death associated with Niedenzuella stannea (Malpighiaceae) in cattle in the State of Mato Grosso, Brazil: importance and epidemiological aspects. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(7):662-666. Departamento de Clínica Médica Veterinária, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Universitário, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Bairro Boa Esperança, Cuiabá, MT 78069-900, Brazil. E-mail: moleta@ufmt.br The aim of this study was to investigate the importance of an acute disease that was characterized by sudden death associated with exercise that affected cattle in the region of the Araguaia River, especially in the municipality of Torixoréu, southeastern Mato Grosso, Brazil. Between August and September 2013, eighty farms in the municipality were visited and the pastures of these farms were inspected. Epidemiological questionnaires were completed from 65 farms. A plant identified as Niedenzuella stannea (N. stannea) of the Malpighiaceae family was attributed to the cause of sudden death in cattle, what causes major economic losses. Sudden death reports have occurred since 1970, when livestock was introduced into the region, and sudden death reports still occur. Outbreaks were reported to occur from May to October, but mainly during the dry season between June and August. N. stannea was identified at 41 farms and was always found in near to rivers. The most effective plant control methods included plowing the pastures and fields followed by manual application of Tordon® (Picloram and 2.4D). The administration of 5g/kg of young leaves which were collected from a farm with a sudden death history in cattle also caused sudden death in a sheep. Thus, it is concluded that the sudden death of cattle in the region of the Araguaia River is caused by the consumption of N. stannea.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Caldeira F.H.B., Dias G.B.G., Arruda F.P., Lourenço V.M., Bezerra K.S., Riet-Correa F. & Colodel E.M. 2017. Sudden death associated with Niedenzuella stannea (Malpighiaceae) in cattle in the State of Mato Grosso, Brazil: importance and epidemiological aspects. [Morte súbita associada a Niedenzuella stannea (Malpighiaceae) em bovinos no Estado de Mato Grosso: importância e investigação epidemiológica.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(7):662-666. Departamento de Clínica Médica Veterinária, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Universitário, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Bairro Boa Esperança, Cuiabá, MT 78069-900, Brazil. E-mail: moleta@ufmt.br O objetivo deste trabalho é relatar a investigação sobre uma enfermidade de caráter agudo, caracterizada por morte súbita associada ao exercício, que acomete bovinos na região de bacias hidrográficas do Rio Araguaia, especialmente no município de Torixoréu, sudeste do estado de Mato Grosso, Brasil. Entre agosto e setembro de 2013, foram visitadas e inspecionadas as pastagens em 80 propriedades rurais do município, e em 65 aplicado um questionário epidemiológico. Uma planta identificada como Niedenzuella stannea (Malpighiaceae), é incriminada como causadora de morte súbita em bovinos gerando grandes prejuízos econômicos. Relatos de morte súbita datam desde 1970, quando a pecuária começou a ser inserida na região, e ocorrem até os dias atuais. Surtos ocorreram em diferentes meses do ano, variando de maio a outubro, sendo a maior parte concentrada durante o período de seca, especialmente nos meses de junho a agosto. N. stannea foi identificada em 41 propriedades, sendo presente próxima aos leitos de rios. Os métodos de controle da planta relatados como mais eficazes foram o arar da pastagem e roça manual seguida da aplicação de Tordon® (Picloram e 2,4D). A administração para um ovino, de 5g/kg de folhas em brotação de N. stannea, coletadas em uma propriedade com histórico de morte súbita em bovinos, reproduziu o quadro de morte súbita. Conclui-se que as mortes súbitas em bovinos em áreas da bacia hidrográfica do rio Araguaia se devem ao consumo de N. stannea.


#10 - Cattle diseases in Mato Grosso diagnosed in the Veterinary Pathology Laboratory of UFMT (2005-2014), 37(5):432-440

Abstract in English:

ABSTRACT.- Rondelli L.A.S., Silva G.S., Bezerra K.S., Rondelli A.L.H., Lima S.R., Furlan F.H., Pescador C.A. & Colodel E.M. 2017. [Cattle diseases in Mato Grosso diagnosed in the Veterinary Pathology Laboratory of UFMT (2005-2014).] Doenças de bovinos no Estado de Mato Grosso diagnosticadas no Laboratório de Patologia Veterinária da UFMT (2005-2014). Pesquisa Veterinária Brasileira 37(5):432-440. Departamento de Clinica Médica Veterinária, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Bairro Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: leilane_go@hotmail.com A survey was conducted on files of the Veterinary Pathology Laboratory (LPV), Federal University of Mato Grosso (UFMT), about cattle disease recorded during the years 2005 to 2014. From a total of 1124 reviewed cases, 27.6% were samples obtained from autopsies performed by technicians of the LPV-UFMT, and 72.3% were samples sent to LPV-UFMT by field veterinarians. In 49.38% of cases (555/1124) the diagnosis of the disease was made by morphological analysis of lesions and/or through additional tests. Rabies was the major cause of death in cattle in this study (7.82%). Inflammatory and parasitic disease was the most prevalent category diagnosed with 27.49% of cases, followed by toxicoses and toxinfections (9.78%). The other categories were distributed in descending order, as neoplasms and tumor-like lesions (4%), degenerative diseases (3.02%), disorders caused by physical agents (2.84%), metabolic and nutritional disorders (1.42%), and other categories (0.71%).

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Rondelli L.A.S., Silva G.S., Bezerra K.S., Rondelli A.L.H., Lima S.R., Furlan F.H., Pescador C.A. & Colodel E.M. 2017. [Cattle diseases in Mato Grosso diagnosed in the Veterinary Pathology Laboratory of UFMT (2005-2014).] Doenças de bovinos no Estado de Mato Grosso diagnosticadas no Laboratório de Patologia Veterinária da UFMT (2005-2014). Pesquisa Veterinária Brasileira 37(5):432-440. Departamento de Clinica Médica Veterinária, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Bairro Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: leilane_go@hotmail.com Foi realizado um levantamento nos arquivos do Laboratório de Patologia Veterinária (LPV) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) das doenças de bovinos registradas entre os anos 2005 a 2014. Foram revisados 1124 casos. Destes, 27,6% foram amostras obtidas de necropsias realizadas por técnicos do LPV-UFMT e 72,3% foram amostras encaminhadas ao LPV-UFMT por veterinários de campo. Em 49,38% dos casos (555/1124) o diagnóstico da doença foi feito através da análise morfológica de lesões e/ou através de exames complementares. Raiva foi a principal causa de morte de bovinos neste estudo (7,82%). As doenças inflamatórias e parasitárias foram as mais prevalentes sendo diagnosticadas em 27,49% dos casos, seguida das doenças tóxicas e toxiinfecções com 9,78%. As demais categorias foram distribuídas em ordem decrescente em: neoplasmas e lesões tumoriformes (4%), doenças degenerativas (3,02%), distúrbios causados por agentes físicos (2,84%), distúrbios metabólicos e nutricionais (1,42%) e outras categorias (0,71%).


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV