Resultado da pesquisa (3)

Termo utilizado na pesquisa Melchert A

#1 - Canine POMC deletion (P187fs) allele frequency in Labrador Retrievers in Brazil

Abstract in English:

The Labrador Retriever is among the main breeds with the greatest predisposition to obesity. Several factors, especially the interrelationships between food management, exercise and social factors; influence the likelihood of a dog becoming obese. Furthermore, genetic factors are also responsible for obesity in dogs, and in Labrador Retriever, a frameshift mutation (P187fs) in pro-opiomelanocortin (POMC) gene is strongly associated with obesity. There is no knowledge of studies that have previously evaluated the prevalence of the canine POMC deletion (P187fs) in Brazilian Labrador Retriever. Therefore, the objective of this study was to investigate this mutation in Labrador Retriever dogs in Brazil. Of the 108 Labrador Retrievers that were assessed in this study, 59 were from a previous study, composed by animals assisted in a veterinary hospital with unknown lineage, and 49 were from a prospective study, composed of 19 pet and 30 assistance/rescue Labrador Retriever dogs. The obesity risk and appetite questionnaire were applied, with some modifications, to tutors of the animals used in the prospective study. Fragments of the DNA, containing the mutation, were amplified by PCR and submitted to direct gene sequencing. The allele frequency of the mutation was 21.3% and was out of Hardy-Weinberg equilibrium (P<0.05). Using only the data of animals with known lineage, the presence of the mutated allele was higher in the Assistance/rescue Group than Pet Group (P<0.01), furthermore, the allele frequencies observed in Assistance Group (31.7%) was out of Hardy-Weinberg equilibrium (P<0.05), while that in the Pet Group (18.4%) was in equilibrium (P>0.05). Although the mutation has increased the food-motivation in the assistance/rescue dogs, other variables, especially frequent exercising, favored that these animals maintained the ideal body weight (body condition score = 5). In summary, the Hardy-Weinberg disequilibrium observed in the allele distribution of the deletion POMC_P187fs in this study, independently of the Labrador Retriever group assessed, suggesting the possibility of positive selection of the mutated allele, which may lead to the maintenance of this deleterious allele in the studied population.

Abstract in Portuguese:

O Labrador Retriever é uma das principais raças caninas com maior predisposição à obesidade. Vários fatores, especialmente as interrelações entre a alimentação, exercício e fatores sociais, influenciam a probabilidade de um cão se tornar obeso. Além disso, fatores genéticos são também responsáveis pela obesidade em cães, e no Labrador Retriever a mutação “frameshift” P187fs no gene pró-opiomelanocortina (POMC) está fortemente associada à obesidade. Não existem estudos prévios de prevalência da deleção P187fs no gene POMC em cães Labrador Retriever no Brasil. Portanto, o objetivo deste estudo foi investigar esta mutação em cães da raça Labrador Retriever no Brasil. Dos 108 Labradores Retrievers avaliados neste estudo, 59 eram de um estudo retrospectivo (composto por animais atendido no hospital veterinário e sem linhagem conhecida) e 49 eram de um estudo prospectivo (composto por 19 cães pet e 30 cães de assistência/resgate). Um questionário de risco de obesidade modificado foi aplicado nos tutores dos animais usados no estudo prospectivo. Fragmentos de DNA, contendo a mutação, foram amplificados por PCR e submetidos ao sequenciamento gênico direto. A frequência alélica da mutação foi de 21,3% e estava fora do equilíbrio de Hardy-Weinberg (P<0,05). Usando somente os dados dos animais de linhagem conhecida, a presença do alelo mutado foi maior no Grupo de cães de Assistência/resgate que no Grupo de Pets (P<0,01), além disso, as frequências alélicas nos Grupos de Assistência/resgate (31,7%) e no de pets (18,4%) estavam fora e em equilíbrio de Hardy-Weinberg (P<0,05), respectivamente. Embora a mutação tenha aumentado a motivação pelo alimento em cães Labrador Retriever do Grupo de Assistência/resgate, outras variáveis, especialmente o frequente exercício, favoreceu a manutenção o peso corporal ideal (peso corporal = 5). Em  resumo, o desequilíbrio de Hardy‑Weinberg observado na distribuição do alelo POMC_P187fs observado neste estudo, independentemente do grupo de Labrador Retriever avaliado, sugere a possibilidade de uma seleção positiva para o alelo mutado, o qual poderá levar a manutenção desse alelo deletério nesta população.


#2 - Randomized controlled clinical trial of ketoanalogues supplementation in dogs with chronic kidney disease

Abstract in English:

The objective was to verify the effectiveness of ketoanalogues in dogs with Chronic Kidney Disease (CKD) stage 3. Controlled randomized clinical trial was performed with twenty dogs with CKD stage 3. Animals were subjected to: Group 1 (control): conventional therapy (CT) for CKD; Group 2: CT and 60mg/kg, OA, q48h of keto-supplementa; Group 3, CT and 60mg/kg, OA, q24h of keto-supplementa; and Group 4, CT and 120mg/kg, OA, q12h of keto-supplementa. All dogs received canine renal diet. Animals were evaluated at the beginning of therapy and after 15 and 30 days. Complete blood count (CBC), serum urea, creatinine, phosphorus, calcium, potassium and sodium and urine protein/creatinine (UPC) ratio were analyzed. The use of ketoanalogues in dogs with CKD stage 3 during the period of 30 days showed no efficacy, in any of the studies dosages, to improve signs and symptoms of the disease, improve the values of CBC, reduce serum urea and creatinine, normalize electrolytes or reduce UPC. It is concluded that the use of ketoanalogues does not impact the clinical outcomes in dogs with CKD stage 3.

Abstract in Portuguese:

O objetivo foi de verificar a eficácia da suplementação com cetoanálogos em cães com Doença Renal Crônica (DRC) grau 3. Um ensaio clínico controlado e randomizado foi realizado com 20 cães com DRC grau 3. Os animais foram divididos em 4 grupos: grupo 1 (controle): terapia convencional (TC) para DRC; grupo 2: TC e 60mg/kg, VO, q48h de cetoanálogoa; grupo 3: TC e 60mg/kg, VO, q24h de cetoanálogoa; e grupo 4, TC e 120mg/kg, VO, q12h de cetoanálogoa. Todos os cães receberam ração renal para cães. Os animais foram avaliados no início da terapia e após 15 e 30 dias. Hemograma completo, ureia, creatinina, fósforo, cálcio, potássio e sódio séricos e a razão proteína creatinina (RPC) urinária foram analisados. Foi verificado que o uso dos cetoanálogos em cães com DRC grau 3 durante 30 dias não mostrou eficácia, em nenhuma das dosagens utilizadas, em melhorar os sinais clínicos e sintomatologia da doença, os valores do hemograma e ureia e creatinina séricos, normalizar eletrólitos e reduzir RPC. Concluiu-se que o uso de cetoanálogos não impacta na melhora de sintomatologia clínica em cães com CKD grau 3. Como esse parece ser o primeiro ensaio clínico sobre cetoanálogos em cães com CKD, mais estudos podem ser necessários com maior acompanhamento e maiores grupos.


#3 - Serum concentration of iron, copper, zinc and manganese in Pure-bred Lusitano horses, before and after exercise, 33(8):1045-1048

Abstract in English:

ABSTRACT.- Minini R.A.B., Laposy C.B., Neto H.B., Melchert A., Giuffrida R., De Rossi H. & Valle H.F.D. 2013. [Serum concentration of iron, copper, zinc and manganese in Pure-bred Lusitano horses, before and after exercise.] Concentrações de ferro, cobre, zinco e manganês em equinos da raça Puro-sangue Lusitano, antes e após exercício. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(8):1045-1048. Programa de Mestrado em Ciência Animal, Universidade do Oeste Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação-Unoeste, Rodov. Raposo Tavares Km 572, Bairro Limoeiro, Presidente Prudente, SP 19067-175, Brazil. E-mail: claposy@unoeste.br In order to evaluate the sera concentrations of iron, copper, zinc and manganese trace minerals in thirty Pure-bred Lusitano athlete horses before and after exercise certified by clinical and laboratory assessments were studied. Blood samples were taken before and after 20 minutes of a dairy trot and gallop slight training, perfomed in a sandy floor ring, to measure the mineral concentrations, by atomic absorption spectrophotometry. It was observed that after exercising, the serum activity of iron did not change (P=0.2365), whereas copper values have significantly risen after training (P<0.001). On the other hand, zinc and manganese trace minerals decreased after exercise (P<0.001). In conclusion, it is possible to consider that the short time exercise may trigger sweating and consequently to change the serum concentration of iron, cooper, zinc and manganese in Pure-bred Lusitano athlete horses.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Minini R.A.B., Laposy C.B., Neto H.B., Melchert A., Giuffrida R., De Rossi H. & Valle H.F.D. 2013. [Serum concentration of iron, copper, zinc and manganese in Pure-bred Lusitano horses, before and after exercise.] Concentrações de ferro, cobre, zinco e manganês em equinos da raça Puro-sangue Lusitano, antes e após exercício. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(8):1045-1048. Programa de Mestrado em Ciência Animal, Universidade do Oeste Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação-Unoeste, Rodov. Raposo Tavares Km 572, Bairro Limoeiro, Presidente Prudente, SP 19067-175, Brazil. E-mail: claposy@unoeste.br O presente trabalho objetivou determinar a atividade sérica dos microminerais ferro, cobre, zinco e manganês em 30 equinos atletas da raça Puro-sangue Lusitano (PSL), antes e depois de exercícios, atestados por avaliações clínicas e laboratoriais. Amostras de sangue foram colhidas, antes e imediatamente após 20 minutos de exercício físico de trote e galope suaves realizados em pista de areia, para a realização das dosagens dos microminerais. A concentração dos microelementos foi determinada por espectrofotometria de absorção atômica. Observou-se que após o exercício, a atividade sérica de ferro não sofreu variações (P=0,2365), enquanto os valores de cobre se elevaram significativamente após o treinamento (P<0,001). Já o zinco e o manganês diminuíram após o exercício (P<0,001). Pode-se concluir que o exercício físico de curta duração pode gerar sudorese capaz de alterar as concentrações séricas de ferro, cobre, zinco e manganês em cavalos atletas da raça Puro-sangue Lusitano.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV