Resultado da pesquisa (3)

Termo utilizado na pesquisa Meneses A.M.C

#1 - Prevalence of canine atopic dermatitis at the Veterinary Hospital of the “Universidade Federal Rural da Amazônia” in Belém/Pará, Brazil

Abstract in English:

Canine atopic dermatitis (CAD) is a pruritic, chronic inflammatory disease, recurrent and genetically predisposed, which is the second most frequent allergic skin disorder, and ranks second among all the causes of pruritus in dogs worldwide. Given the absence of data on the occurrence of CAD in the northern region of Brazil, the aim of the current study was to conduct a survey to define the prevalence of canine atopic dermatitis attended at the Dermatology Department of the Mário Dias Teixeira Veterinary Hospital of the “Universidade Federal Rural da Amazônia” (HOVET-UFRA). To determine the prevalence of CAD, a retrospective survey was carried out of clinical records and results of dermatological examinations conducted at the Dermatology Department of HOVET-UFRA Belém, Pará from October 2018 to October 2019. During this period, 456 dogs were examined, of which 25.65% (117) were diagnosed with atopic dermatitis. Among the animals diagnosed, 62.4% (73) were females and 51.7% (29) were of the Shih-tzu breed. This level of atopic dermatitis is considered high. There are still no exact data on the incidence and prevalence of this dermatopathy, with described occurrence ranging from 3 to 15% of the canine population, a geographical relationship may be present. Although a sex-related predisposition has not been proven, a higher incidence of atopy in females is described, which indicated this may be the case. The most commonly diagnosed dogs in this study were the Shih-tzu breed. It is suspected that the regional popularity of some breeds, or the different genetic backgrounds in different geographical areas, may affect the predominance of CAD in some breeds. The results of the present study demonstrate the need for more research on the prevalence of canine atopic dermatitis, and better means of characterizing the population of atopic dogs in the region, so that it is possible to obtain a reliable epidemiological profile.

Abstract in Portuguese:

A dermatite atópica canina (DAC) é uma doença inflamatória crônica e pruriginosa recorrente e geneticamente predisposta, que se destaca como o segundo transtorno cutâneo alérgico mais frequente e ocupa o segundo lugar entre todas as causas de prurido em cães. Diante da ausência de dados da ocorrência de DAC na região Norte do Brasil, objetivou-se realizar um levantamento de dados para definir a prevalência de dermatite atópica canina atendida no Serviço de Dermatologia do Hospital Veterinário Mário Dias Teixeira da Universidade Federal Rural da Amazônia (HOVET-UFRA). Foi realizado um levantamento retrospectivo através dos registros clínicos e dos resultados de exames dermatológicos com base nos atendimentos dermatológicos no setor de Dermatologia do HOVET-UFRA Belém/Pará, de outubro de 2018 a outubro de 2019 para determinar a prevalência de DAC. Nesse período, foram atendidos 456 cães e destes, 25,65% (117) foram diagnosticados com dermatite atópica. Dentre os animais diagnosticados, 62,4% (73) eram fêmeas e 51,7% (29) eram da raça Shih-tzu. Neste estudo houve uma alta prevalência de cães com Dermatite atópica. Ainda não existem dados exatos sobre a incidência e a prevalência desta dermatopatia, com ocorrência descrita variando de 3 a 15% da população canina, podendo ter relação geográfica. Embora a predisposição sexual não tenha sido comprovada, descreve-se maior incidência de atopia em fêmeas, concordando com esta pesquisa. Os cães mais acometidos neste estudo foram da raça Shih-tzu. Suspeita-se que a popularidade regional de algumas raças ou os diferentes antecedentes genéticos em diferentes áreas geográficas afetam a predominância de algumas raças. Estes resultados mostraram que a prevalência de DAC em cães é a mais frequentemente diagnosticada no setor de Dermatologia do HOVET-UFRA, sendo mais prevalente em fêmeas e na raça Shih-tzu, podendo refletir um aspecto regional desta dermatopatia. Os resultados do presente estudo contribuíram para demonstrar a importância de mais pesquisas sobre a prevalência da Dermatite atópica canina e melhor caracterizar a população de cães atópicos na região, para que seja possível obter um perfil epidemiológico confiável.


#2 - Determination of hemogregarine in Boa cons-, 32(8):781-785

Abstract in English:

ABSTRACT.- Luz M.A., Meneses A.M.C., Moraes C.C.G., Seixas L.S., Lima D.J.S., Ruffeil L.A. A.S., Castro P.H.G. & Costa A.M. 2012. [Determination of hemogregarine in Boa cons- trictor constrictor kept in captivity.] Determinação de hemogregarina em Boa constrictor constrictor mantidos em cativeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(8):781-785. Laboratório de Patologia Clinica Veterinária, Instituto da Saúde e Produção Animal, Universidade Federal Rural da Amazônia, Av. Presidente Tancredo Neves 2501, Bairro Montese, Belém, PA 66077-530, Brasil. E-mail: andre.meneses@ufra.edu.br We aimed to determine hemogregarines presence in snakes of the Boidae family kept in captivity in Pará (PA), Brazil, and to relate it with sex, clinical and hematological and ectoparasitism. This study had authorization from Sisbio/IBAMA to be done. Nineteen Boa constrictor snakes were used, belonging to the “Museu Paraense Emílio Goeldi” (Belém/PA) and “Xerimbabo Farm” (Santo Antônio do Tauá/PA). Blood smears were examined with 400x magnification, while the parasitemia percentage was determined by counting 550 red blood cells with 1000x magnification. From the snakes studied (n=19), nine were parasitized (47.36%) and there was no correlation between hemogregarines presence, sex, clinical and hematological changes. Hemoparasitosis correlation was detected only with the ectoparasites presence; however further studies are needed to determine the real hemogregarines prevalence in snakes kept in captivity in Pará, since there is a huge gap of data in the veterinary specialized literature about the fauna of the Amazon region.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Luz M.A., Meneses A.M.C., Moraes C.C.G., Seixas L.S., Lima D.J.S., Ruffeil L.A. A.S., Castro P.H.G. & Costa A.M. 2012. [Determination of hemogregarine in Boa cons- trictor constrictor kept in captivity.] Determinação de hemogregarina em Boa constrictor constrictor mantidos em cativeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(8):781-785. Laboratório de Patologia Clinica Veterinária, Instituto da Saúde e Produção Animal, Universidade Federal Rural da Amazônia, Av. Presidente Tancredo Neves 2501, Bairro Montese, Belém, PA 66077-530, Brasil. E-mail: andre.meneses@ufra.edu.br O presente estudo teve como objetivo determinar a presença de hemogregarina em boídeos mantidos em cativeiro no Estado do Pará, bem como, relacionar a hemoparasitose com pre-disposição sexual, alterações clínicas e hematológicas e a presença de ectoparasitos. Esta pesquisa teve autorização do Sistema de Autorização e Informação em Biodiversidade do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis para ser realizado. Utilizaram-se 19 serpentes da família Boidae mantidas em cativeiro, pertencentes ao “Museu Paraense Emilio Goeldi” (Belém/PA) e “Sítio Xerimbabo” (Santo Antônio do Tauá/PA). A pesquisa de hemogregarina foi realizada em esfregaços sanguíneos examinados no aumento de 400x, enquanto que a parasitemia foi determinada contando-se 550 hemácias em aumento de 1000x. Do total de animais estudados (n=19), nove encontraram-se parasitados (47,36%), não havendo correlação entre presença de hemogregarina, pré-disposição sexual, alterações clínicas e hematológicas nas serpentes hospedeiras. A correlação da hemoparasitose foi detectada apenas quanto à presença de ectoparasitas nas serpentes, no entanto, estudos adicionais são necessários para verificar a prevalência de hemogregarinas em animais mantidos em cativeiro no Estado do Pará, visto que, existe grande lacuna de dados na literatura veterinária especializada no que diz respeito à fauna da região amazônica.


#3 - Development of a dog model of hemodialysis, 30(10):861-867

Abstract in English:

ABSTRACT.- Meneses A.M.C., Caramori J.C.T., Brant J.R.A.C., Gonçalves R.C., Souza N.F., Moraes C.C.G., Takahira R.K. & Barretti P. 2010. [Development of a dog model of hemodialysis.] Desenvolvimento de um modelo experimental de hemodiálise em cães. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(10):861-867. Instituto da Saúde e Produção Animal, Universidade Federal Rural da Amazônia, Av. Presidente Tancredo Neves 2501, Montese, Cx. Postal 917, Belém, PA 66077-530, Brazil. E-mail: andre.meneses@ufra.edu.br To develop a model of hemodialysis (HD), 18 healthy dogs, without a defined breed, males, weighing 7-14 kg, were studied. A double lumen catheter was inserted into the jugular vein for vascular access. HD sessions, totalizing 5 for each dog, were performed with a proportional HD machine, controlled isovolemic ultrafiltration, standard dialysis solution and bicarbonate buffer. Sodium profile and sodium heparin were used. During HD sessions the dogs were kept anesthetized (levomepromazine and propofol). Hematological and biochemistry data, blood gas analysis, systemic arterial blood pressure, and activated clotting time were evaluated. Serum biochemistry e blood gas analysis showed, respectively, sodium and SO2 maintenance. Systemic blood pressure kept sustained during HD sessions. It could be concluded that it was possible to develop a HD dog model that is a safe and viable technique to be used in chronic renal failure patients.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Meneses A.M.C., Caramori J.C.T., Brant J.R.A.C., Gonçalves R.C., Souza N.F., Moraes C.C.G., Takahira R.K. & Barretti P. 2010. [Development of a dog model of hemodialysis.] Desenvolvimento de um modelo experimental de hemodiálise em cães. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(10):861-867. Instituto da Saúde e Produção Animal, Universidade Federal Rural da Amazônia, Av. Presidente Tancredo Neves 2501, Montese, Cx. Postal 917, Belém, PA 66077-530, Brazil. E-mail: andre.meneses@ufra.edu.br Com o objetivo de desenvolver um modelo de hemodiálise (HD) em cães, foram estudados 18 animais, sem raça definida, machos, clinicamente sadios, com peso corporal variando entre sete e 14 kg. O acesso vascular foi obtido através de implantação do cateter de duplo lúmen em veia jugular externa. As sessões de HD, em número de cinco por animal, com até três horas de duração, foram realizadas em hemodialisadora de sistema proporcional com ultrafiltração (UF) controlada, com solução dialisante padrão e tampão bicarbonato. A UF foi ajustada para HD isovolêmica, utilizou-se perfil de sódio, e para anticoagulação heparina sódica. Os animais foram mantidos anestesiados com cloridrato de levomepromazina e propofol. Foram avaliados dados hematológicos, bioquímicos, hemogasometria, pressão arterial sistêmica e tempo de coagulação ativado. Foi observada diminuição do número global de hemácias, volume globular, hemoglobina e leucócitos. Em relação aos exames bioquímicos, houve manutenção nos níveis de sódio sérico, e quanto à hemogasometria, a manutenção da SO2. A pressão arterial sistêmica manteve-se constante. Os resultados obtidos no presente trabalho permitiram concluir que foi possível o desenvolvimento do modelo proposto e mostrou que a HD em cães é um método viável e seguro, que poderá contribuir para o tratamento clínico da insuficiência renal nesta espécie.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV