Resultado da pesquisa (8)

Termo utilizado na pesquisa Moraes A.N

#1 - Influence of social stress on value of minimal anesthetic concentration of isuflurano in guan (Penelope obscura) captured in wildlife

Abstract in English:

This study aimed to determine and evaluate whether there are differences in values of ​​MAC in wildlife captured guan (Penelope obscura) under different conditions of social stress. This study used 27 bird species guan (P. obscura), divided into two groups: animals kept in the same enclosure (Collective Group) and animals kept in individual cages (Individual Group). The research was conducted at the Advanced Research Base of IBAMA, Painel/SC, and at the Clinical Veterinary Hospital of the “Universidade do Estado de Santa Catarina”, Lages/SC. The birds were captured using network trap with manual disarmament and transported to the Veterinary Hospital in cages. The animals were fasted for 2 to 6 hours before the procedure; anesthetic induction was performed with isoflurane for instrumentation. The isoflurane CAM was placed in the target value 1.3v% in the first animal of each group, and waited 15 minutes for the nociceptive (electric) stimulus, in the value of 50 hertz and 50mA, held in faradic form (3 consecutive simple stimuli, followed by 2 continuous stimuli). The stimulus was performed on the lateral side of the left pelvic limb in the tibiotarsal region, and the electrodes were fixed with a 22G needle at a distance of 5cm between them. The bird’s responses to the stimulus were considered positive (wing movements, head or vocalization) or negative (not presented movements of wings, head or vocalization) and the MAC value of the animal was recorded. Negative responses reduced next birds’ MAC value by about 10%, and MAC positive responses increased by about 10%. Statistical analysis was done by methods up and down and analyze quantal for MAC and paired t-test for equivalent or t-test for variances not equal variances for the physiological variables. At the end of the experiment, the birds were reintroduced in the same capture area. The MAC value of isoflurane in the Collective Group was 1.4v% and the Individual Group 1.9v% to 0.903atm. It is observed that guan (P. obscura) in the Collective Group showed lesser anesthetic resistance to isoflurane than the birds in the Individual Group, showing that some levels of social stress can influence the MAC values of the isoflurane.

Abstract in Portuguese:

Este estudo teve como objetivo determinar e avaliar se há diferença nos valores de CAM em jacus (Penelope obscura) capturados em vida livre e submetidos a diferentes condições de estresse social. Foram utilizadas 27 aves da espécie jacu (P. obscura) de vida livre, que depois de capturados foram alocados em dois grupos: 10 animais que permaneceram em grupo no mesmo recinto (Grupo Coletivo) e 17 animais que permaneceram em gaiolas individuais (Grupo Individual). A pesquisa foi realizada na Base de Pesquisa Avançada do IBAMA, Painel/SC, e no Hospital de Clínica Veterinária da Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages/SC. A captura foi realizada utilizando armadilha de rede com desarmamento manual e as aves foram transportadas para o Hospital Veterinário em gaiolas. Os animais foram submetidos a um jejum alimentar de 2 a 6 horas antes do procedimento, a indução anestésica foi realizada com isoflurano para instrumentação. A CAM de isoflurano foi colocada no valor alvo 1,3v% no primeiro animal de cada grupo, e esperado 15 minutos para realização do estímulo nociceptivo (elétrico), no valor de 50 hertz e 50mA, realizado de forma farádica (3 estímulos simples consecutivos, seguidos de 2 estímulos contínuos). O estímulo foi realizado na face lateral do membro pélvico esquerdo na região tibiotársica, e os eletrodos fixados com agulha 22G a uma distância de 5cm entre elas. A resposta da ave ao estímulo foi considerada positiva (movimentos de asas, cabeça ou vocalização) ou negativa (não apresentou movimentos de asas, cabeça ou vocalização) e o valor de CAM do animal foi registrado. Para resultados negativos, a CAM da próxima ave foi reduzida em torno de 10%, para positivos a CAM foi aumentada em torno de 10%. A análise estatística foi feita pelos métodos up and down e análise quantal para a CAM e teste t de pareado para variâncias equivalentes ou teste t para variâncias não equivalentes para as variáveis fisiológicas. Ao final do experimento as aves utilizadas foram reintroduzidas na mesma área de captura. O valor da CAM de isoflurano no Grupo Coletivo foi de 1,4v% e no Grupo Individual a CAM de 1,9v% a 0,903atm, sendo o valor do Grupo Coletivo significativamente menor que o Grupo Individual. Observa-se assim que os jacus (P. obscura) que permaneceram em recinto coletivo apresentaram uma menor resistência anestésica ao isoflurano que as aves que permaneceram em recintos individuais, mostrando que alguns níveis de estresse social como os observados aqui podem influenciar sobre os valores da CAM do isoflurano.


#2 - Bioceramic characterization of calcium phosphates microstructured in different composition in sheep, 38(7):1327-1336

Abstract in English:

ABSTRACT.- Dallabrida A.L., Camargo N.H.A., Moraes A.N., Gava A., Dalmônico G.M.L., Costa B.D. & Oleskovicz N. 2018. [Bioceramic characterization of calcium phosphates microstructured in different composition in sheep.] Caracterização de biocerâmicas de fosfatos de cálcio microestruturada em diferentes composições em ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(7):1327-1336. Departamento de Medicina Veterinária, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luis de Camões 2090, Conta Dinheiro, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: ademar.dallabrida@udesc.br Microporous bioceramics of calcium phosphate and biphasic hydroxyapatite and tricalcium phosphate beta (HA/TCP- β) in the form of microporous granules biomaterials are research subjects and stand out as bone substitutes in biomedical application. The biphasic bioceramics are biocompatible, bioactive, osteoinductive and promote osseointegration when applied in vivo or through simulated. Another aspect of such differential solubility bioceramics is associated with the capacity that these biomaterials exhibit when applied in biological environment, enabling the gradual release of calcium and phosphate ions to the biological environment they are absorbable and promote neogenesis of new bone tissue. The biphasic bioceramics of calcium phosphate also have promising applications in traumatology in the repair of injured bone and controlled release of drugs in the bone structure treatments. The performance of these biomaterials as bone substitutes and controlled release of drugs, are associated, their physical, chemical, morphological and surface. The aim of this study was to make morphological, microstructural of biomaterials by the technique of scanning electron microscopy (SEM), physics with X-ray diffraction (XRD) and Arthur method for determination of open porosity. The theoretical density of biphasic biomaterials was determined by theoretical method of biphasic concentrations. Finally, we conducted evaluation of osteogenesis and osseointegration behavior of different biomaterials of calcium phosphates in vivo tests on sheep. In vivo tests were performed on tibias of sheep up to of 03 months. The biomaterials implanted were hydroxyapatite (HA), tricalcium phosphate-β (β-TCP) and biphasic compositions as HA/TCP-β in rates: 80/20, 20/80, 70/30 and 30/70. Eight crossbred Texel sheep, with 12 months of age and average weight of 30 kg (±5 kg) were used, in which were produced three bone defects in the tibia, four of these defects were filled with biomaterials, and two by bone fragments (autograft), as control group. The animals were euthanized at 03 months after implantation of biomaterials. After euthanasia, the tibias were collected for evaluation using the scanning electron microscopy technique (SEM). The results show that the microporous biomaterial granules are formed by an irregular morphology with grain size between 200 μm and 500μm, another finding was microporous interconnected microstructure of biomaterials. The result showed that the open porosity of the biomaterials exhibit porosity greater than 68%. The theoretical density was relatively similar between the granulates biomaterials of calcium phosphates and suggest good capacity of osteogenesis for all biomaterials, with the biphasic absorption of the biomaterial introduced 20/80 and more rapid bone formation when compared with other biomaterials evaluated in study.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Dallabrida A.L., Camargo N.H.A., Moraes A.N., Gava A., Dalmônico G.M.L., Costa B.D. & Oleskovicz N. 2018. [Bioceramic characterization of calcium phosphates microstructured in different composition in sheep.] Caracterização de biocerâmicas de fosfatos de cálcio microestruturada em diferentes composições em ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(7):1327-1336. Departamento de Medicina Veterinária, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luis de Camões 2090, Conta Dinheiro, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: ademar.dallabrida@udesc.br As biocerâmicas microporosas de fosfatos de cálcio e bifásicas de hidroxiapatita e fosfato tricálcico beta (HA/TCP-β) na forma de biomateriais granulados microporosos, são temas de pesquisas e se destacam como substitutos ósseos em aplicações biomédicas. As biocerâmicas bifásicas são biocompatíveis, bioativas, osteoindutoras e promovem a osteointegração, quando aplicados in vivo ou em meio simulado. Outro ponto diferencial dessas biocerâmicas está associado à capacidade de solubilidade que esses biomateriais apresentam quando aplicados em meio biológico, permitindo a liberação gradual de íons cálcio e fosfatos para o meio biológico, estes são absorvíeis e promovem a neoformação de um novo tecido ósseo. As biocerâmicas bifásicas de fosfatos de cálcio também se apresentam promissores em aplicações traumatológicas na reparação do tecido ósseo traumatizado e na liberação controlada de medicamentos, em tratamentos da estrutura óssea. O desempenho desses biomateriais como substitutos ósseos e na liberação controlada de medicamentos, estão associados, as suas características físicas, químicas, morfológicas e de superfície. O objetivo desse estudo foi realizar a caracterização morfológica, microestrutural dos biomateriais pela técnica de microscopia eletrônica de varredura (MEV), física com difratometria de raios X (DRX) e método de Arthur para determinação da porosidade aberta. A densidade teórica dos biomateriais bifásicos foi determinada pelo método teórico das concentrações bifásicas. Por fim, se realizou avaliação do comportamento da neoformação óssea e osteointegração dos diferentes biomateriais de fosfatos de cálcio em testes in vivo em ovinos. Os testes in vivo foram realizados em tíbias de ovinos com tempo de implantação de 03 meses. Os biomateriais implantados foram hidroxiapatita (HA), fosfato tricálcico-β (TCP-β) e composições bifásicas HA/TCP-β nas proporções: 80/20, 20/80, 70/30 e 30/70. Foram utilizadas 08 ovelhas mestiças Texel, com 12 meses de idade e peso médio de 30 kg (±5 kg), nas quais foram produzidos três defeitos ósseos em cada tíbia, sendo que quatro desses defeitos foram preenchidos por biomateriais, e dois por fragmentos ósseos (autoenxerto), grupo controle. Os animais foram eutanasiados aos 03 meses após a implantação dos biomateriais. Após a eutanásia, foram coletadas as tíbias para avaliação com o uso da técnica de microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os resultados encontrados mostram que os biomateriais granulados microporosos são formados por uma morfologia irregular com tamanho de grânulos entre 200 μm e 500μm, outra constatação foi microestrutura microporosa interconectada dos biomateriais. O resultado obtido da porosidade aberta mostrou que os biomateriais apresentam porosidade superior a 68%. A densidade teórica se apresentou semelhante entre os biomateriais granulados de fosfatos de cálcio e sugerem boa capacidade de neoformação óssea para todos os biomateriais, sendo que o bifásico 20/80 apresentou absorção do biomaterial e neoformação óssea mais rápida quando comparada com os outros biomateriais avaliados neste estudo.


#3 - Retrospective study of cases of Buff-necked Ibis (Theristicus caudatus) treated by the veterinary care project of wild animals of Santa Catarina plateau during the years 2003-2014, 37(5):511-515

Abstract in English:

ABSTRACT.- Bach E.C., Costa A., Lunardeli B., Baldni M.H.M., Oleskovicz N., Casagrande R.A. & Moraes A.N. 2017. [Retrospective study of cases of Buff-necked Ibis (Theristicus caudatus) treated by the veterinary care project of wild animals of Santa Catarina plateau during the years 2003-2014.] Estudo retrospectivo da casuística de Curicacas (Theristicus caudatus) recebidas pelo Projeto de Atendimento a Animais Selvagens do Planalto Catarinense no período de 2003-2014. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(5):511-515. Hospital de Clínicas Veterinárias, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luiz de Camões 2090, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: a2anm@cav.udesc.br This paper describes a retrospective study of all cases of Buff-necked Ibis (Theristicus caudatus) treated by the veterinary care project of wild animals of Santa Catarina plateau during the years 2003 to 2014. In this period 77 Buff-necked Ibis were treated, all of them were free living animals from Santa Catarina plateau. It was found that, 33.7% were young animals, 16.8% were adults and 49.5% indeterminate age. About these animals, 22.1% were males, 14.3% were females and the other ones undefined. About the clinical disorders, 55.8% had bone fracture, 9.1% demonstrated neurological disorders, 3.9% multiples lacerations in skin and muscles, 3.9% demonstrated dislocation of member 3.4% demonstrated oral bleeding. Air sac rupture was observed in 2.6% of the animals, 2.6% were dyspneic and 2.6% had diarrhea, 1.3% peritonitis. In 20.8% of the cases the animal only demonstrated unspecific signs such as malnutrition. Of the animals treated, 55.8% came to death, 28.6% were euthanized, 5.2%were treated an sent to IBAMA or to a sorting center for wild animals. 2.6% were released into the wild, and in 7.8% of the cases de destination was not informed. Necropsy was performed in 70.8% of the animals, wherein 82.6% of those birds had came to a definitive diagnosis of trauma and in 2.2% the diagnosis was peritonitis caused by a gizzard perforation by a metallic foreign body. And 2.2% came to death for pneumonia caused by a foreign body (projectile). The high mortality of birds may be related with the severity of the lesions and with disorders resulting from trauma. The buff-necked ibis was the specie that presented the highest number of treatment by this project during the period described in the study. This information demonstrated that studding the disorders of this bird can serve as an indicator of the the risk which other bird species in the region are suffering.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Bach E.C., Costa A., Lunardeli B., Baldni M.H.M., Oleskovicz N., Casagrande R.A. & Moraes A.N. 2017. [Retrospective study of cases of Buff-necked Ibis (Theristicus caudatus) treated by the veterinary care project of wild animals of Santa Catarina plateau during the years 2003-2014.] Estudo retrospectivo da casuística de Curicacas (Theristicus caudatus) recebidas pelo Projeto de Atendimento a Animais Selvagens do Planalto Catarinense no período de 2003-2014. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(5):511-515. Hospital de Clínicas Veterinárias, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luiz de Camões 2090, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: a2anm@cav.udesc.br O presente trabalho descreve um estudo retrospectivo da casuística de Curicacas (Theristicus caudatus) atendidas pelo Projeto de Atendimento Médico Veterinário a Animais Selvagens do Planalto Catarinense (CAV/UDESC) nos anos de 2003-2014. Neste período foram atendidas 77 curicacas, todas de vida livre e do Planalto Catarinense. Constatou-se que 33.7% eram jovens, 16,8% adultas e 49,5% com idade indeterminada. Dessas, 22.1% eram machos, 14.3% fêmeas e os demais indefinidos. Em relação às afecções clínicas, 55.8% possuíam fr,tura óssea, 9,1% sinais neurológicos, 3,9% múltiplas lacerações na pele e músculos, 3,9% luxação em membro, 3,% hemorragia em cavidade oral, 2,6% ruptura de sacos aéreos, 2,6% dispneia, 2,6% diarreia e 1,3% peritonite. Em 20,8% dos casos apresentavam apenas sinais inespecíficos como desnutrição. Dos animais atendidos, 55,8% morreram; 28,6% foram eutanasiados; 5,2% tratados e encaminhados à sede do IBAMA ou CETAS; 2,6% realizou-se soltura e em 7,8% o destino não foi informado. Efetuou-se necropsia em 70,8%, sendo que em 82,6% dessas obteve-se o diagnóstico definitivo de traumatismo e em 2,2% o diagnóstico foi de peritonite secundária a perfuração de moela por corpo estranho metálico e 2,2% vieram a óbito por pneumonia causada por corpo estranho (projétil). A alta mortalidade das aves atendidas parece estar relacionada com a gravidade das lesões apresentadas e afecções secundárias aos traumatismos. A curicaca foi a espécie que apresentou o maior número de atendimentos pelo projeto durante o período descrito no estudo, demonstrando que o estudo da casuística dessa ave pode servir como indicador do risco a que outras espécies de aves da região estão sujeitas.


#4 - Bone formation and osteointegration of micro and nanostructured biomaterial in sheep, 35(2):177-187

Abstract in English:

ABSTRACT.- Costa B.D., Moraes A.N., Camargo N.H., Oleskovicz N., Gava A., Dallabrida A.L., Regalin D. & Lima M.P.A. 2015. [Bone formation and osteointegration of micro and nanostructured biomaterial in sheep.] Neoformação óssea e osteointegração de biomateriais micro e nanoestruturados em ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(2):177-187. Departamento de Medicina Veterinária, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luis de Camões 2090, Conta Dinheiro, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: bruna_ditzel@yahoo.com.br Bone replacement is often required in veterinary clinics and hospitals routine, even because fractures, bone tumors or any orthopedic disease that entail in bone loss. In this sense, biomaterials capable of promoting this substitution, avoiding the use of bone grafts or transplants have been searched. The aim of this study was evaluated the osteoregenerative capacity of biomaterials in different compositions, implanted in sheep’s tibia. Eight female, mongrel sheeps, 12 months old, weighting 28,5±7,4kg were obtained for this study. Three bone defects, 6mm each, in both tibias, a total of six bone defects, were produced, being four of them treated with four different types of biomaterials and two with autogenous bone grafts, as a control group. The biomaterials implanted were: hydroxyapatite (HA), beta-tricalcium phosphate (TCP-β), hydroxyapatite/beta-tricalcium phosphate 60:40 (HA/TCP-β 60:40) and the nanocomposite hydroxyapatite and alumina (HA/Al2O3 5%). The animals were allocated in two groups: Group 60 (n=04), in which the animals were euthanized sixty days after the implantation of the biomaterials and Group 90 (n=04), in which the animals were euthanized ninety days after the procedure. Were performed radiograph images on the preoperative period, immediate postoperative and at 30, 60 and 90 days of postoperative period, to excluded any previously disease or postoperative complications that could compromise this research. After euthanasia, the tibias were collected for macro and microscopic evaluation, which was accessed by scanning electron microscopy (SEM) and optic microscopy. The results suggest that HA, TCP-β and HA/TCP-β present a great osteoregenerative capacity. The last one seems to be better for a long-term outcome, due its best control in the solubilization and releasing of calcium and phosphates ions through the biological environment during bone formation. The nanocomposite HA/Al2O3 5% didn’t show a good response on this study, and we suggest new researches to better evaluate the potential and applicability of this new biomaterial. We concluded that HA, TCP-β and HA/TCP-β 60:40 presented excellent capacity of bone repair, and could be used as bone substituts; the association HA/TCP-β (60:40) is superior due his intermediary velocity of absortion comparing to HA and TCP-β isolated, providing adequate supporting to the neoformed tissue; the HA/Al2O3 5% showed incompatibility, causing rejection reaction by the host and insignificant formation of bone tissue, suggesting further research on this material.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Costa B.D., Moraes A.N., Camargo N.H., Oleskovicz N., Gava A., Dallabrida A.L., Regalin D. & Lima M.P.A. 2015. [Bone formation and osteointegration of micro and nanostructured biomaterial in sheep.] Neoformação óssea e osteointegração de biomateriais micro e nanoestruturados em ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(2):177-187. Departamento de Medicina Veterinária, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luis de Camões 2090, Conta Dinheiro, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: bruna_ditzel@yahoo.com.br A substituição de parte do tecido ósseo se faz necessária muitas vezes na rotina cirúrgica, seja em função de fraturas, neoplasias ósseas ou enfermidades ortopédicas que acarretem em perda óssea. Neste sentido, têm se buscado biomateriais capazes de promover esta substituição, evitando o uso de enxertos ou transplantes ósseos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a capacidade osteoregenerativa de biomateriais em diferentes composições, em tíbias de ovinos. Foram utilizadas oito ovelhas mestiças texel, com 12 meses de idade e peso médio de 28,5±7,4kg. Após adequada preparação anestésica e cirúrgica, foram produzidos três defeitos ósseos na diáfise das tíbias em sua face medial, totalizando seis defeitos de 6mm cada, sendo que quatro foram preenchidos por biomateriais, e dois por fragmentos ósseos retirados do próprio animal (autocontrole). Os materiais implantados foram: hidroxiapatita (HA), tricálcio fosfato-β (TCP-β), hidroxiapatita/tricálcio fosfato-b 60/40 (HA/TCP-b 60/40) e o nanocompósito hidroxiapatita/alumina a 5% (HA/Al2O3 a 5%). Os animais foram alocados em dois grupos: Grupo 60 (n=04), em que os animais foram eutanasiados após 60 dias da colocação dos implantes e Grupo 90 (n=04), em que a eutanásia ocorreu 90 dias após a colocação dos implantes. Foram realizadas radiografias nos períodos pré-operatório, imediatamente após o procedimento e aos 30, 60 e 90 dias de pós-operatório, a fim de excluir qualquer alteração prévia ou complicação pós-operatória, capaz de comprometer o estudo. Após a eutanásia, foram coletadas as tíbias para avaliação macro e microscópica, por meio de microscopia eletrônica de varredura (MEV) e microscopia óptica. Os resultados encontrados mostraram uma boa capacidade de neoformação óssea e uma lenta absorção da HA. O TCP-β foi rapidamente absorvido e apresentou boa capacidade osteoindutiva e osteocondutiva, sendo observada neoformação óssea no interior dos grânulos deste biomaterial. O composto bifásico HA/TCP-β (60/40) apresentou o melhor resultado a longo prazo, devido ao melhor controle na solubilização e liberação dos íons cálcio e fosfatos para o meio biológico durante o processo de neoformação óssea. O biomaterial nanocompósito HA/Al2O3 a 5% não apresentou resultados promissores neste estudo, e sugerem-se novas pesquisas a fim de investigar melhor o potencial e aplicabilidade deste novo biomaterial. Conclui-se que a hidroxiapatita, o tricálcio fosfato-β e a associação HA/TCP-β (60/40) apresentam excelente capacidade de reparação óssea, podendo ser utilizados como substitutos ósseos; a associação HA/TCP-β (60/40) é o melhor dentre os biomateriais estudados, pois apresenta velocidade de absorção intermediária em relação à HA e ao TCP-β isolados, fornecendo ainda uma sustentação adequada ao tecido neoformado; o biomaterial HA/Al2O3 5% se mostrou incompatível, provocando reação de rejeição por parte do hospedeiro e com insignificante formação de tecido ósseo, sugerindo novas pesquisas acerca deste material.


#5 - Sedative effects of the association Ketamine and Midazolam administered intranasally or intramuscular in parrots (Amazona aestiva and Amazona vinacea), 33(9):1125-1129

Abstract in English:

ABSTRACT.- Bitencourt E.H., Padilha V.S., Lima M.P.A., Beier S.L., Moraes A.N. & Oleskovicz N. 2013. [Sedative effects of the association Ketamine and Midazolam administered intranasally or intramuscular in parrots (Amazona aestiva and Amazona vinacea).] Efeitos sedativos da associação de Cetamina e Midazolam administrados pela via intranasal ou intramuscular em papagaio (Amazona aestiva e Amazona vinacea). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(9):1125-1129. Hospital de Clínicas Veterinárias, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luiz de Camões 2090, Lages, SC 88520-000 Brazil. E-mail: a2no@cav.udesc.br The lack of safe sedation protocols for use in parrots in the literature, demonstrate the need to know that the anesthetics are effective in these animals. Due to low muscle mass this bird, it was noted the need to consider other routes of administration, less invasive and painful to the animal, such as intranasal. The aim of this study was to evaluate sedative effects of intranasal administration compared to intramuscular 15mg.kg-1 of Ketamine and Midazolam 1mg.kg-1. We used 14 parrots (Amazona aestiva and Amazona vinacea), adults, and mean weight of 388.5±29.1g. The animals were randomly into two groups: intramuscular (IM, n=7) and intranasal (IN, n=7). In group intramuscular, administration of anesthetics was performed in the pectoral muscles, using insulin syringes and intranasal group with a micropipette. We evaluated the latency period, duration, quality of sedation, and the total recovery time. The average for the period of latency in the IM group was 6.13±2.02 and IN group 4.84±2.37 minutes. As for the duration of sedation in the IM group was 35.81±29.56 and in IN group 24.52±14.83 minutes. Both pathways promoted adequate sedation, the mean score for the quality of sedation obtained by the IM group was 2±1.5 and 1.28±1.1 in the IN group. The total recovery time in the IM group was 27.04±11.69 and 17.67±11.64 minutes in the IN group. Although the IN group the lowest times of onset, duration and full recovery and have better scores on quality of sedation, there was no statistically significant difference between groups. The results of this study indicate that administration of ketamine (15mg.kg-1) and midazolam (1mg.kg-1) intranasal or intramuscular in parrots (Amazona aestiva/Amazona vinacea) produce adequate sedation for minor procedures, but the intranasal route could be an alternative less invasive when compared to intramuscular injection.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Bitencourt E.H., Padilha V.S., Lima M.P.A., Beier S.L., Moraes A.N. & Oleskovicz N. 2013. [Sedative effects of the association Ketamine and Midazolam administered intranasally or intramuscular in parrots (Amazona aestiva and Amazona vinacea).] Efeitos sedativos da associação de Cetamina e Midazolam administrados pela via intranasal ou intramuscular em papagaio (Amazona aestiva e Amazona vinacea). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(9):1125-1129. Hospital de Clínicas Veterinárias, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luiz de Camões 2090, Lages, SC 88520-000 Brazil. E-mail: a2no@cav.udesc.br A falta de protocolos de sedação seguros para uso em papagaios na literatura demonstra a necessidade de conhecer os anestésicos que são eficazes nestes animais. Devido a pouca massa muscular desta espécie, notou-se a necessidade de estudar outra via de administração, menos invasiva e dolorosa ao animal, como a via intranasal. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos sedativos e a viabilidade da administração intranasal, em comparação à via intramuscular, de 15mg/kg de Cetamina e 1mg/kg de Midazolam. Foram utilizados 14 papagaios das espécies Amazona aestiva e Amazona vinacea, de ambos os sexos, adultos, peso médio de 388,5±29,1g. Os animais foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos: intramuscular (IM, n=7) e intranasal (IN, n=7). No grupo intramuscular, a administração dos anestésicos foi realizada nos músculos peitorais, utilizando seringas de insulina e no grupo intranasal, com auxílio de uma micropipeta. Avaliou-se o período de latência, tempo de duração, qualidade de sedação, e o tempo de recuperação total. A média para o período de latência no grupo IM foi de 6,13±2,02 minutos e no grupo IN de 4,84±2,37 minutos. Já para o tempo de duração da sedação no grupo IM a média foi de 35,81±29,56 e no grupo IN de 24,52±14,83 minutos. Ambas as vias promoveram sedação adequada, pois a média do escore da qualidade de sedação obtida pelo grupo IM foi 2±1,5 e pelo grupo IN 1,28±1,1. O tempo de recuperação total no grupo IM foi de 27,04±11,69 e no grupo IN de 17,67±11,64 minutos. Apesar do grupo IN ter apresentado os menores tempos de período de latência, duração e de recuperação total e ter obtido melhor escore na qualidade de sedação, não houve diferença estatística significativa entre os grupos. Os resultados obtidos neste estudo indicam que a administração de 15 mg/kg de cetamina e 1mg/kg de midazolam pela via intranasal ou intramuscular em papagaios (Amazona aestiva e Amazona vinacea) produzem sedação adequada para pequenos procedimentos como colocação de anilha, coleta de sangue e radiografias; porém a via intranasal mostrou ser uma alternativa menos invasiva quando comparado à via intramuscular.


#6 - Anesthetic effects of intranasal or intramuscular administration of S+ Ketamine and Midazolam in ring necked dove (Streptotelia sp.), 33(4):517-522

Abstract in English:

ABSTRACT.- Beier S.L., Rosa A.C., Oleskovicz N., Mattoso C.R.S. & Moraes A.N. 2013. [Anesthetic effects of intranasal or intramuscular administration of S+ Ketamine and Midazolam in ring necked dove (Streptotelia sp.).] Efeitos anestésicos da administração intranasal ou intramuscular de cetamina S+ e midazolam em pomba-rola (Streptotelia sp.). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(4):517-522. Departamento de Medicina Veterinária Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luiz de Camões 2090, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: suzanelb@yahoo.com.br The intranasal route is a good alternative because is painless and easy to perform in birds. The objective of this study was to evaluate the anesthetic effects of S+ ketamine and midazolam administered by intranasal or intramuscular route in pigeons. Twelve animals were used in a randomized and crossover design. Animals received two treatments with 2-weeks interval. IM group: animals received 20mg/kg of S+ ketamine and 3.5mg/kg of midazolam by intramuscular route (pectoral muscles); IN group: animals received the same protocol by intranasal route. Parameters evaluated were: onset of action, time of duration in dorsal recumbency; total time of anesthesia and side effects. Statistical analysis was performed using Wilcoxon test and the differences were considered significant when P<0.05. Onset of action was 30 [30-47.5] and 40 [30-50] seconds for IM and IN respectively. Time of duration in dorsal recumbency was 59 [53.25-65] and 63 [37-71.25] minutes for IM and IN respectively, without significant differences between treatments. Total time of anesthesia was 88 [86.25-94.5] and 68 [53.5-93] minutes for IM and IN, respectively, with significant difference between groups. The recovery time was lower for IN (15[4.25-19.5] minutes) compared with IM (32 [28.25-38.25] minutes). Two animals of each group presented regurgitation in the recovery period. It was concluded that S+ ketamine and midazolam administered intranasal is an acceptable method of drug delivery and can be used to promote anesthesia in pigeons.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Beier S.L., Rosa A.C., Oleskovicz N., Mattoso C.R.S. & Moraes A.N. 2013. [Anesthetic effects of intranasal or intramuscular administration of S+ Ketamine and Midazolam in ring necked dove (Streptotelia sp.).] Efeitos anestésicos da administração intranasal ou intramuscular de cetamina S+ e midazolam em pomba-rola (Streptotelia sp.). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(4):517-522. Departamento de Medicina Veterinária Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luiz de Camões 2090, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: suzanelb@yahoo.com.br A via intranasal é uma boa alternativa por ser indolor e de fácil aplicação em aves. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos anestésicos da associação de cetamina S+ e midazolam pela via intranasal (IN) em comparação com a via intramuscular (IM) em pombos. Foram utilizados 12 pombos alocados em dois grupos com 15 dias de intervalo, os quais receberam: grupo IM: 20 mg/kg de cetamina S+ associada a 3,5 mg/kg de midazolam pela via intramuscular (musculatura do peito); e grupo IN, mesmo protocolo, porém, pela via intranasal. Os parâmetros avaliados foram: período de latência, tempo de duração em decúbito dorsal, tempo total de anestesia, tempo de recuperação e efeitos adversos. Para a análise estatística, empregou-se o teste de Wilcoxon, com as diferenças consideradas significativas quando P<0,05. O período de latência obtido foi de 30 [30-47,5] e 40 [30-50] segundos para IM e IN, respectivamente. O tempo de duração de decúbito dorsal foi de 59 [53,25-65] e 63 [37-71,25] minutos para IM e IN, respectivamente, sem diferenças significativas entre os grupos. Com relação à duração total de anestesia, foi observada diferença significativa, com 88 [86,25-94,5] e 68 [53,5-93] minutos para os grupos IM e IN, respectivamente. O tempo de recuperação foi mais curto no grupo IN (15 [4,25-19,5]) comparado ao IM (32 [28,25-38,25] minutos). Dois animais de cada grupo apresentaram regurgitação na fase de recuperação. Conclui-se que a administração de cetamina S+ e midazolam pela via intranasal é um método aceitável de administração de fármacos e produz anestesia rápida e eficaz em pombos.


#7 - Effects of tiletamine/zolazepam or S(+) ketamine/midazolam/tramadol for chemical contention in red howler monkeys (Allouatta guariba clamitans), 33(2):236-240

Abstract in English:

ABSTRACT.- Spolti P., De Moraes A.N., Tamanho R.B., Gehrcke M.I., Souza Júnior J.C. & Oleskovicz N. 2013 [Effects of tiletamine/zolazepam or S(+) ketamine/midazolam/tramadol for chemical contention in red howler monkeys (Allouatta guariba clamitans).] Efeitos da associação de tiletamina/zolazepam ou cetamina S(+)/midazolam/tramadol para contenção química em bugios-ruivos (Allouatta guariba clamitans). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(2):236-240. Departamento de Medicina Veterinária, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luiz de Camões 2090, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: a2no@cav.udesc.br Two protocols for chemical restraint in howler-redheads were evaluated. We used 12 healthy red howler monkeys, weighing 6.4±0.4 kg, which were fasted and without water six and two hours, respectively. The animals were divided into two groups that received intramuscular injection: TZ (n=6) which received tiletamine-zolazepam (Zoletil®) at a dose of 3.6mg/kg and CEMTRA (n=6) which received ketamine S (+), tramadol and midazolan (Cemtra®, pilot batch 001/10, Ouro Fino Saúde Animal Ltda, Cravinhos/SP, Brazil, comprising 100mg/ml of ketamine S (+), tramadol 20mg/ml and 10mg/ml of midazolam) in dose of 1ml of the association for each 10kg of body weight, equivalent doses of 10mg/kg, 1mg/kg and 2mg/kg, respectively. Prior to administration of drugs (M0) were evaluated: heart rate (HR), respiratory rate (RR), rectal temperature (RT), capillary refill time (CRT), systolic arterial pressure (SAP), hemoglobin oxygen saturation (SpO2 ), presence of salivation, degree of muscle relaxation and sedation, Bispectral index (BIS) and Signal Quality BIS (SQI), interdigital pinch response and latency times, ambulation and total recovery (TRT). The parameters were reassessed M5, M10, M20, M30, M40 and M50 (5, 10, 20, 30, 40 and 50 minutes after drug administration). In TZ animals were more responsive to the interdigital pinch over time. The animals of CEMTRA showed a higher degree of muscle relaxation and sedation. The RR of CEMTRA was lower after administration of treatment at all times in relation to M0. Among the groups RR of CEMTRA was lower compared to the TZ in M2 and M4. The total time of sedation and recovery was 48±4 min and 150.1±42.1 for the CEMTRA and 38±7 and 73.1±20.6 for the TZ. We conclude that both formulations are safe for containing chemical howler, and the CEMTRA showed better sedation and muscle relaxant.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Spolti P., De Moraes A.N., Tamanho R.B., Gehrcke M.I., Souza Júnior J.C. & Oleskovicz N. 2013 [Effects of tiletamine/zolazepam or S(+) ketamine/midazolam/tramadol for chemical contention in red howler monkeys (Allouatta guariba clamitans).] Efeitos da associação de tiletamina/zolazepam ou cetamina S(+)/midazolam/tramadol para contenção química em bugios-ruivos (Allouatta guariba clamitans). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(2):236-240. Departamento de Medicina Veterinária, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luiz de Camões 2090, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: a2no@cav.udesc.br Avaliaram-se dois protocolos para contenção química em bugios-ruivos. Para tal, foram utilizados 12 macacos bugios, hígidos, com peso médio de 6,4±0,4 kg, os quais foram submetidos a jejum alimentar e hídrico de seis e duas horas, respectivamente. Os animais foram alocados em dois grupos que receberam injeção via intramuscular: TZ (n=6), os quais receberam uma associação de tiletamina e zolazepam (Zoletil®) na dose de 3,6mg/kg e CEMTRA (n=6), que receberam cetamina S(+), midazolam e tramadol (Cemtra ®, lote piloto 001/10, Ouro Fino Saúde Animal Ltda., Cravinhos, SP-Brasil, constituído por 100mg/ml de cetamina S+, 20mg/ml de tramadol e 10mg/ml de midazolam) na dose de 1ml da associação para cada 10kg de peso corporal, correspondendo às doses de 10mg/kg, 1mg/kg e 2mg/kg, respectivamente. Anteriormente a administração dos fármacos (M0) foram avaliadas: frequência cardíaca (FC) e respiratória (f), temperatura retal (TR), tempo de preenchimento capilar (TPC), pressão arterial sistólica (PAS), saturação de oxigênio na hemoglobina (SpO2), presença de salivação, grau de miorrelaxamento e sedação, índice Bispectral (BIS) e Sinal de Qualidade do BIS (SQI), resposta ao pinçamento interdigital e tempos de latência, deambulação e de recuperação total (TRT). Os parâmetros foram reavaliados em M5, M10, M20, M30, M40 e M50 (5, 10, 20, 30, 40 e 50 minutos após a administração dos fármacos). No TZ os animais foram mais responsivos ao pinçamento interdigital ao longo dos tempos. Os animais do CEMTRA apresentaram maior grau de miorrelaxamento e de sedação. A f do CEMTRA foi menor após a administração do tratamento em todos os momentos em relação ao M0. Entre grupos a f do CEMTRA foi menor em relação ao TZ em M2 e M4. Os tempos totais de sedação e de recuperação foram de 48±4 e 150,1±42,1 min para o CEMTRA e de 38±7 e 73,1±20,6 para o TZ. Conclui-se que ambas as formulações são seguras para contenção química de bugios, sendo que o CEMTRA apresentou melhor sedação e miorrelaxamento.


#8 - Evaluation of the cardiorrespiratory and hemogasometrics effects and cortisol plasmatic concentration in bovine submitted of electromagnetic immobilization, 29(10):816-822

Abstract in English:

RESUMO.- Rosa A.C., Moraes A.N., Beier S.L., Oleskovicz N., Regalin D., Carneiro R. & Nascimento C.A.F. 2009. [Evaluation of the cardiorrespiratory and hemogasometrics effects and cortisol plasmatic concentration in bovine submitted of electromagnetic immobilization.] Avaliação dos parâmetros cardiorrespiratórios, hemogasométricos e da concentração plasmática de cortisol em bovinos submetidos à imobilização eletromagnética. Pesquisa Veterinária Brasileira 29(10):816-822. Departamento de Clínica e Cirurgia, Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: cassivetr@hotmail.com As formas de imobilização em bovinos mais utilizadas levam a uma manipulação excessiva e consequentemente estressante para o animal. A dor é uma experiência emocional de sensação desagradável que vem associada a um prejuízo tecidual. Surge no mercado um método de contenção física para bovinos que propõe a utilização de um aparelho que funciona com ondas eletromagnéticas de baixa intensidade promovendo imobilização sem estresse e ou estímulo doloroso para o animal. O objetivo deste projeto foi avaliar os parâmetros cardiorrespiratórios e hemogasométricos bem como os níveis de cortisol de bovinos submetidos à imobilização eletromagnética, a fim de observar se tal método é eficaz na diminuição do estresse e/ou estímulo doloroso. Foram utilizados 6 bovinos, mestiços, peso médio de 300,3 kg (±85,76). Os animais foram alocados aleatoriamente em dois grupos (controle dele mesmo): grupo controle (GC), introdução da sonda via retal (desligada); grupo Imobilizador (GI) introdução da sonda e permanência desta ligada por 5 minutos. Análise estatística utilizou o Teste T pareado entre os grupos (P<0,05) e a avaliação entre tempos dentro de cada grupo análise de variância de uma única via com repetições múltiplas (ANOVA - RM). Momentos avaliados M0: basal; M1: imediatamente após a retirada da sonda; M2 e M3 (30 e 60 minutos após M1 respectivamente). Houve um aumento significativo nas variáveis: frequências cardíaca e respiratória em (M1), na Pressão arterial média (M1, M2, M3) e níveis de cortisol nos momentos M1 e M2 no grupo imobilizador quando comparado ao grupo controle. Com relação à resposta ao estímulo, o GI teve resposta negativa no momento da estimulação, comparado ao GC (resposta máxima). De acordo com os resultados obtidos, podemos concluir que o imobilizador eletromagnético é um método, exclusivamente, de contenção física, não oferecendo nenhum suporte anestésico, para o conforto ou bem estar ao animal.

Abstract in Portuguese:

ABSTRACT.- Rosa A.C., Moraes A.N., Beier S.L., Oleskovicz N., Regalin D., Carneiro R. & Nascimento C.A.F. 2009. [Evaluation of the cardiorrespiratory and hemogasometrics effects and cortisol plasmatic concentration in bovine submitted of electromagnetic immobilization.] Avaliação dos parâmetros cardiorrespiratórios, hemogasométricos e da concentração plasmática de cortisol em bovinos submetidos à imobilização eletromagnética. Pesquisa Veterinária Brasileira 29(10):816-822. Departamento de Clínica e Cirurgia, Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: cassivetr@hotmail.com The ways of immobilization generally used in cattle provide excessive manipulation and stress for the animal. The pain is an emotional experience and unpleasant sensation in combination with tissue damage. The new method of physical restraint for cattle uses low intensity electromagnetic waves, promising immobilization without stress or painful stimulation for the animals. The aim of this study is to evaluate of cardiorespiratory effects and plasmatic cortisol concentration of cattle submitted to electromagnetic immobilization. Six healthy cows with average weight of 300.3 ± 85.76 kg (mean ± SD) were assigned to two treatments in a randomized design with a 15-day interval between experiments GC (control group) and GI (immobilization group). Data are presented as mean + SD. The statistical analyses used the t-Test between groups, and ANOVA random block design between times into same group. All statistical analyses were performed using P<0.05 as a significant level. Evaluation moments: M1 (basal); M1: after withdrawal probe, M2 and M3 (30 and 60 minutes after M1 respectively). There was a significant increase of FC and f in M1, PAM in the moments (M1, M2, M3) and in the levels of plasmatic cortisol concentration in M1 e M2 in the immobilization group when to compared with the control group. It could be concluded that this electromagnetic immobilization is a method of physic restraint only, offers no anesthetic support and favors comfort and animal welfare.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV