Resultado da pesquisa (6)

Termo utilizado na pesquisa Morais R.M

#1 - Experimental reproduction of congenital anomalies in the progeny of cows fed apple pomace during pregnancy

Abstract in English:

This study aimed to describe and discuss the results of an experiment carried out in two stages with pregnant cows fed 25kg/apple pomace/day. The first stage involved 16 pregnant Holstein Friesian cows divided into four groups: Group 0 - Control (5 cows); Group I - 1 month‑gestation (4 cows); Group II - 3 month-gestation (4 cows); Group III - 6 month‑gestation (3 cows) and was performed from September to December 2015. The second stage comprised 12 pregnant Holstein Friesian cows divided into three groups: Group 0 - Control (6 cows), Group I - 1 month-gestation (3 cows), and Group II - 3 month-gestation (3 cows) and was conducted from April 2016 to February 2017. All study animals received apple pomace at a dose of 25kg/day. As for the first experiment stage, a cow in Group III bred a calf with complete absence of the coccygeal vertebrae and tail, slight bending of the hind limbs, scoliosis in the thoracic spine, and limited mobility. At 30 days, it presented with diarrhea and underdevelopment, and was euthanized for necropsy. At gross examination, malformations were observed in the thoracic spine, coxofemural joint, and genitourinary tract. Regarding the second experiment stage, a cow in Group I gave birth to a calf with curved pelvic and thoracic limbs with thick joints and flattening hooves. Microscopic examination of the femur showed disorganized, irregular hypertrophic zone and scarce growth zone, in addition to primary spongy zone with short, slightly mineralized trabeculae. Samples of the apple pomace used in this study were frozen and sent for laboratory evaluation of pesticide residues, which showed a positive result for the fungicide carbendazim.

Abstract in Portuguese:

O presente trabalho tem por finalidade descrever e discutir os resultados do experimento realizado em vacas prenhes que foram alimentadas com 25kg/dia de bagaço de maçã. Experimentos foram conduzidos em duas etapas, a primeira no ano de 2015, de setembro a dezembro onde foram utilizadas 16 vacas prenhes da raça holandês. Estas foram divididas em quatro grupos: Grupo 0, Controle (5 vacas); Grupo I, 1 mês gestação (4 vacas); Grupo II, 3 meses gestação (4 vacas); Grupo III, 6 meses gestação (3 vacas). A segunda etapa foi realizada em abril de 2016 a fevereiro de 2017. Foram utilizadas 12 vacas prenhes da raça holandês, divididas em três grupos: Grupo 0, Controle (6 vacas); Grupo I, 1 mês gestação (3 vacas); Grupo II, 3 meses gestação (3 vacas). Todas as vacas receberam bagaço de maçã na dose de 25kg/dia/vaca. Para o primeiro experimento, uma vaca do Grupo III pariu uma bezerra, com ausência completa das vértebras coccígeas e cauda, encurvamento leve dos membros posteriores, escoliose na coluna torácica e dificuldade de locomoção. Decorridos 30 dias do nascimento, manifestou diarreia e pouco desenvolvimento, sendo eutanasiada para necropsia. Na macroscopia, havia malformações na coluna torácica, articulação coxofemoral e no aparelho urogenital. Em relação ao segundo experimento uma vaca do Grupo I pariu uma bezerra com membros pélvicos e torácicos, curvos e com articulações consideravelmente grossas e “achinelamento” de cascos. Na microscopia do fêmur foi observado na placa epifisária, zona hipertrófica desorganizada, irregular e zona de crescimento escassa. Na zona esponjosa primária observou-se trabéculas curtas e pouco mineralizadas. Amostras do bagaço de maçã utilizado na experimentação foram congeladas e enviadas para avaliação de resíduos agrotóxicos, onde foi encontrado resultado positivo para o fungicida carbendazim.


#2 - Neurological diseases in cattle caused by plants and mycotoxins in Santa Catarina state, Brazil

Abstract in English:

This study described the epidemiological and clinical-pathological aspects of 25 outbreaks of neurological diseases in cattle caused by plants and mycotoxins in Santa Catarina state. Six of them were due to Sida carpinifolia poisoning, five to Solanum fastigiatum, five to Phalaris angusta, three to Claviceps paspali, three to Claviceps purpurea, and three outbreaks were of unknown etiology. The clinical signs observed in the affected cattle were mild to severe and characterized by generalized muscle tremors, incoordination, hypermetria, wide based stance, intentional head tremors, dull staring eyes, and frequent ear twitching, with convulsions in some cases. At necropsy, lesions were observed only for P. angusta poisoning, characterized by gray-greenish discoloration in thalamus and midbrain. Microscopically, rarefaction and/or disappearance of Purkinje neurons with substitution by Bergmann cells were observed for S. carpinifolia and S. fastigiatum poisoning. For P. angusta poisoning, thin granular brown-yellowish pigment was observed in the cytoplasm of some neurons. Gross and microscopic findings were not observed in three outbreaks of tremorgenic disease of unknown etiology. Experiments conducted with leaves, flowers and seeds of Ipomoea indivisa and Ipomoea triloba, as well as with maize and soybean residues contaminated with Ipomoea spp. did not reproduced clinical signs.

Abstract in Portuguese:

Descrevem-se os aspectos epidemiológicos e clinico-patológicos de 25 surtos de enfermidade neurológica em bovinos no estado de Santa Catarina causadas por plantas e micotoxinas. Destes, seis corresponderam a intoxicação por Sida carpinifolia, cinco por Solanum fastigiatum, cinco por Phalaris angusta, três por Claviceps paspali, três por Claviceps purpurea e três surtos de etiologia não definida. Os sinais clínicos observados nos bovinos afetados eram de intensidade leve a acentuada e caracterizados por tremores musculares generalizados, incoordenação, hipermetria, aumento da base de sustentação, balanço contínuo de cabeça, olhar atento e movimentos frequentes de orelhas, e em alguns surtos convulsões. Por meio de necropsia foram observadas alterações somente na intoxicação por P. angusta as quais caracterizaram por coloração cinza-esverdeada no tálamo e mesencéfalo. Na histologia, rarefação e/ou desaparecimento de neurônios de Purkinje com substituição por células de Bergmann foram observadas na intoxicação por S. carpinifolia e S. fastigiatum. Na intoxicação por P. angusta foi observado no citoplasma de alguns neurônios do tronco encefálico com pigmentação finamente granular marrom-amarelada. Nos três surtos de enfermidade tremorgênica com etiologia não definida não foram observadas lesões macroscópicas e microscópicas. Experimentos com folhas, flores e sementes de Ipomoea indivisa e Ipomoea triloba e resíduos de milho e soja contaminados com sementes destas duas plantas não produziram alterações clínicas.


#3 - Cyanogenic poisoning by spontaneous ingestion of star grass (Cynodon nlemfuensis var. nlemfuensis cv. ‘Florico’) in cattle

Abstract in English:

This study reports the epidemiological data and the clinical-pathological condition of five outbreaks of cyanogenic poisoning in cattle spontaneously ingesting star grass (Cynodon  nlemfuensis Vanderyst var. nlemfuensis cv. ‘Florico’). In all outbreaks, the areas where the plant was previously fertilized with high concentrations of nitrogen and the properties adopted the silvipastoral system. The first clinical signs appeared between 10 and 15 minutes after the first introduction of cattle and were characterized by muscular tremors, dyspnea, moderate tympanism, staggering gait, forced breathing with open mouth, sternal recumbency followed by death after 15 to 30 minutes and/or recovery in a few hours after the signs started. In total, 43 cows have become ill and 18 died. Two necropsies were performed and no significant changes were found except for the presence of the plant near the esophageal sphincter region. No histological lesions were seen through microscopy. Green leaves of the star grass were collected from all properties where the outbreaks occurred and the test of the picro-sodium paper was performed, revealing red-brick coloration in 20 minutes after maceration of the leaves.

Abstract in Portuguese:

Descrevem-se os dados epidemiológicos e quadro clínico-patológico de cinco surtos de intoxicação cianogênica em bovinos que ingeriram espontaneamente grama estrela (Cynodon nlemfuensis Vanderyst var. nlemfuensis cv. ‘Florico’). Em todos os surtos, as áreas onde a planta se encontrava haviam sido previamente adubadas com altas concentrações de nitrogênio e as propriedades adotavam o sistema silvipastoril com Eucaliptus sp. Os primeiros sinais clínicos surgiram entre 10 e 15 minutos após a primeira introdução dos bovinos e caracterizou-se por tremores musculares, dispneia, timpanismo moderado, andar cambaleante, respiração forçada com a boca aberta, decúbito esternal seguido de morte após 15 a 30 minutos e/ou, recuperação em poucas horas após início dos sinais. No total, adoeceram 43 vacas e destas 18 morreram. Duas necropsias foram realizadas e não foram encontradas alterações significativas, exceto a presença da planta próxima a região do esfíncter esofágico. Através da microscopia não foram visualizadas lesões histológicas. Folhas verdes da grama estrela foram coletadas de todas as propriedades onde os surtos ocorreram e realizadas o teste do papel picro-sódico, o qual revelou coloração vermelho‑tijolo em 20 minutos após maceração das folhas.


#4 - Epidemiological, clinical and pathological aspects and early diagnosis of bovine seneciosis in the Western region of Rio Grande do Sul, Brazil, 37(12):1423-1429

Abstract in English:

ABSTRACT.- Krabbe A.A., Gonçalves M.A., Silveira C.S., Morais R.M., Quevedo L.S., Ribeiro P.V.R. & Anjos B.L. 2017. [Epidemiological, clinical and pathological aspects and early diagnosis of bovine seneciosis in the Western region of Rio Grande do Sul, Brazil.] Aspectos epidemiológicos, clínico-patológicos e diagnóstico precoce da seneciose bovina no Oeste do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1423-1429. Laboratório de Patologia Veterinária, Universidade Federal do Pampa, Uruguaiana, RS 97500-970, Brazil. E-mail: anjosbl@gmail.com The ingestion of Senecio spp. (ragwort) is perhaps the leading cause of death of cattle in central and southern Rio Grande do Sul, Brazil. Considering the limited information about this condition in the Western region of Rio Grande do Sul, Brazil, this paper describes main epidemiological clinical and pathological aspects of seneciosis in cattle. The assessments were made through questionnaires on 16 rural properties which had suspected cases of poisoning in cattle, from August 2011 to March 2014. During the visits were evaluated epidemiological aspects of poisoning and performed sample collection of Senecio plants for botanical identification, as well as collection of liver samples using transthoracic biopsy for confirmation of the poisoning. Senecio species most common on farms were S. brasiliensis and S. heterotrichius. From 88 cattle that failed to thrive on nine different farms, 69 animals (about 80%) were positive for chronic seneciosis with periportal fibrosis (78% of cases), megalocytosis (76% of cases) and with bile duct proliferation (68% of cases). Lesions were classified as mild, moderate or marked. The current study confirms the occurrence of this poisoning, even in cattle without evident clinical signs. The use of liver biopsy enabled the early diagnosis of poisoning and helped farmers carefully to dispose affectd cattle, as well as to recognize the real situation of poisoning in the herd and minimize economic losses.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Krabbe A.A., Gonçalves M.A., Silveira C.S., Morais R.M., Quevedo L.S., Ribeiro P.V.R. & Anjos B.L. 2017. [Epidemiological, clinical and pathological aspects and early diagnosis of bovine seneciosis in the Western region of Rio Grande do Sul, Brazil.] Aspectos epidemiológicos, clínico-patológicos e diagnóstico precoce da seneciose bovina no Oeste do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1423-1429. Laboratório de Patologia Veterinária, Universidade Federal do Pampa, Uruguaiana, RS 97500-970, Brazil. E-mail: anjosbl@gmail.com A ingestão de Senecio spp. (maria-mole) é, possivelmente, a principal causa de morte de bovinos por agentes tóxicos nas regiões central e sul do Rio Grande do Sul. Ao considerar a limitação de informações acerca dessa condição no Oeste do Rio Grande do Sul, esse trabalho objetiva descrever os principais aspectos epidemiológicos e clínico-patológicos da seneciose em bovinos nessa região. O estudo foi realizado por meio da aplicação de questionários em 16 propriedades rurais de municípios da região que apresentaram casos suspeitos da intoxicação em bovinos, de agosto de 2011 a março de 2014. Durante as visitas as propriedades foram coletadas plantas do gênero Senecio para identificação botânica, bem como se procedeu a coleta de fragmentos de fígado através de biópsia transtorácica para confirmação da intoxicação. As espécies de Senecio mais frequentes nas propriedades foram S. brasiliensis e S. heterotrichius. De um total de 88 bovinos, de nove propriedades distintas, que apresentaram falha no ganho de peso, 69 animais (aproximadamente 80%) foram positivos para seneciose crônica por apresentarem lesões características da intoxicação, tais como fibrose periportal (78% dos casos), megalocitose (76% dos casos) e proliferação de ductos biliares (68% dos casos), classificadas entre discretas e acentuadas. O trabalho confirmou a ocorrência da doença, mesmo em bovinos sem sinais clínicos evidentes. Os resultados obtidos nessas avaliações foram fundamentais para orientar proprietários e técnicos quanto às principais características da doença e às formas de controle a serem adotadas. O emprego da biópsia hepática possibilitou o diagnóstico precoce da intoxicação e auxiliou os criadores quanto ao descarte mais criterioso de bovinos e a real situação da intoxicação no rebanho, minimizando as perdas econômicas.


#5 - Proventricular dilatation disease (PDD) outbreak in blue-and-gold macaws (Ara ararauna) in the State of Santa Catarina, southern Brazil, 7(11):1331-1335

Abstract in English:

ABSTRACT.- Araujo J.L., Cristo T.G., Morais R.M., Costa L.S., Biezus G., Müller T.R., Rech R.R. & Casagrande R.A. 2017. Proventricular dilatation disease (PDD) outbreak in blue-and-gold macaws (Ara ararauna) in the State of Santa Catarina, southern Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(11):1331-1335. Laboratório de Patologia Animal, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luís de Camões, 2090, Conta Dinheiro, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: renata.casagrande@udesc.br Proventricular dilatation disease (PDD) is a lethal and important disease of captive psittacine birds, and affects a wide range of species, including endangered ones, and lacks an effective treatment. This report describes PDD in three blue-and-gold macaws (Ara ararauna) in southern Brazil. All three macaws originated from the same aviary and presented similar clinical signs including anorexia, apathy, emaciation and prostration. At necropsy, one of the macaws presented an enlarged proventriculus. Histologically, lymphoplasmacytic infiltrates was observed in the ganglia and nerves of the esophagus, crop, proventriculus, ventriculus, heart, adrenal glands, and adrenal medulla of all three cases. Two macaws had meningoencephalomyelitis and one had myocarditis. Immunohistochemistry identified PaBV antigen in the brain, proventricular, ventricular ganglia, and epicardial ganglia, and cardiomyocytes of all three macaws

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Araujo J.L., Cristo T.G., Morais R.M., Costa L.S., Biezus G., Müller T.R., Rech R.R. & Casagrande R.A. 2017. Proventricular dilatation disease (PDD) outbreak in blue-and-gold macaws (Ara ararauna) in the State of Santa Catarina, southern Brazil. [Surto de doença da dilatação proventricular em araras-canindé (Ara ararauna) no estado de Santa Catarina, sul do Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(11):1331-1335. Laboratório de Patologia Animal, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luís de Camões, 2090, Conta Dinheiro, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: renata.casagrande@udesc.br A doença da dilatação proventricular (PDD) e uma importante e fatal doença de psitacídeos de cativeiro, que afeta uma grande variedade de espécies e não tem um tratamento efetivo até o momento. Este relato descreve PDD em três araras canindé (Ara ararauna) no sul do Brasil. Todas as três araras eram provenientes do mesmo criatório e apresentaram sinais clínicos semelhantes incluindo anorexia, apatia, emaciação e prostração. Na necropsia, uma das araras apresentou proventrículo dilatado. No exame histopatológico, infiltrados linfoplasmacitários foram observados em gânglios e nervos do esôfago, inglúvio, proventrículo, moela, coração, glândulas adrenais e rins de todos os casos. Adicionalmente, meningoencefalomielite foi observada em duas araras e miocardite em uma. A imuno-histoquímica identificou antígenos de PaBV no encéfalo, coração, proventrículo e moela de todos os casos.


#6 - Foot lesions of sheep from southwestern Rio Grande do Sul, 36(10):971-978

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silveira C.S., Damboriarena P.A., Morais R.M., Trost M.E., Pozzobon R. & Anjos B.L. 2016. [Foot lesions of sheep from southwestern Rio Grande do Sul.] Lesões podais em ovinos da Mesorregião Sudoeste do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(10):971-978. Laboratório de Patologia Veterinária, Universidade Federal do Pampa, Uruguaiana, RS 97500-970, Brazil. E-mail: anjosbl@gmail.com Foot lesions in sheep are important causes of economic loss due to fall in productivity, reproduction, by spending on ineffective treatment and elimination of affected animals. The purpose of this study was described the main features of foot lesions of sheep from southwestern Rio Grande do Sul, as well as epidemiological aspects and the importance of occurrence of these lesions for sheep farming in the region. Epidemiological and clinic-pathological information of sheep herds from the region between April 2014 and April 2015, by means of visits to farms. In the study were evaluated 27 sheep flocks on farms located in different municipalities. In 21 farms was reported occurrence of foot lesions in sheep having caused significant economic losses. About 1700 sheep, 10% of herds, showed different degree of lameness caused by foot lesions ranging from mild to severe. It was found that several factors, such as climate and breeding were favorable for the development of foot injuries which may be associated with different disorders and etiologic agents. Although these injuries are important, the control and prevention has proved ineffective. Also was observed that infectious pododermatitis (Footrot) may be the main foot disease of sheep in the region, and can be considered a neglected disease.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silveira C.S., Damboriarena P.A., Morais R.M., Trost M.E., Pozzobon R. & Anjos B.L. 2016. [Foot lesions of sheep from southwestern Rio Grande do Sul.] Lesões podais em ovinos da Mesorregião Sudoeste do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(10):971-978. Laboratório de Patologia Veterinária, Universidade Federal do Pampa, Uruguaiana, RS 97500-970, Brazil. E-mail: anjosbl@gmail.com Lesões podais em ovinos são causas importantes de perdas econômicas por quedas na produtividade, na reprodução, por gastos com tratamentos ineficientes e com o descarte de animais afetados. Dessa forma, os objetivos foram descrever as principais características das lesões podais observadas em ovinos da Mesorregião Sudoeste do Rio Grande do Sul, seus aspectos epidemiológicos e a importância da ocorrência desses distúrbios para a criação de ovinos nessa região. Foram coletados dados epidemiológicos e clinicopatológicos de rebanhos ovinos da região entre abril de 2014 e abril de 2015 através de visitas técnicas em propriedades rurais. Foram avaliados rebanhos ovinos em 27 propriedades rurais localizadas em diferentes municípios, dos quais 21 registraram a ocorrência de lesões podais com relato de perdas econômicas significativas. Aproximadamente 1.700 ovinos, em média 10% dos rebanhos, apresentavam diferentes graus de claudicação decorrente de lesões podais que variavam de brandas a severas. Verificou-se que diversos fatores como clima e manejo foram favoráveis para o desenvolvimento das lesões podais e essas podem estar associadas a diferentes distúrbios e agentes etiológicos. No entanto, embora essas condições sejam importantes, o controle e a prevenção tem se mostrado ineficientes. Observou-se ainda que a pododermatite infecciosa dos ovinos (Footrot), parece ser a principal doença podal na região e atualmente pode ser considerada uma doença negligenciada.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV