Resultado da pesquisa (1)

Termo utilizado na pesquisa Moura E.O

#1 - Enterotoxin-encoding genes in Staphylococcus aureus from buffalo milk

Abstract in English:

This paper investigated the occurrence of Staphylococcus aureus and the detection of enterotoxin-encoding genes of these strains in milk collected from 30 Murrah buffaloes used to produce dairy products in Brazil. A total of 68 strains of Staphylococcus aureus were found as identified by conventional laboratory tests, and thus screened for sea, seb, sec, sed, see, seg, seh and sei enterotoxin-encoding genes by polymerase chain reaction (PCR). Twelve strains containing enterotoxin-amplified genes were found, with higher expression for the sei and seh genes. These results can be attributed to animal health and inadequate cleaning of the equipment, indicating the need for better quality control in animal production and health lines. The results of this study with the presence of pathogens and their enterotoxigenic potential indicate a source of food poisoning, as well as being a pioneering study in the detection of new enterotoxins for buffalo milk.

Abstract in Portuguese:

Este estudo investigou a ocorrência de isolados de Staphylococcus aureus e a detecção de genes que codificam a enterotoxigenicidade dessas cepas em leite de búfala utilizado na produção de laticínios no Brasil. As amostras foram coletados em 30 búfalos da raça Murrah, identificado por testes laboratoriais convencionais, foram identificados um total de 68 cepas de S. aureus e rastreados para os genes que codificam a enterotoxina sea, seb, sec, sed, see, seg, seh and sei por reação em cadeia da polimerase (PCR). Doze cepas contendo genes da enterotoxina foram amplificadas, com maior expressão para os genes sei e seh. Esses resultados podem ser atribuídos à saúde animal e à higiene inadequada do equipamento, indicando a necessidade de melhor controle de qualidade nas linhas de produção e saúde animal. Os resultados desta pesquisa, com a presença de patógenos e seu potencial enterotoxigênico, indicam uma fonte de intoxicação alimentar, além de ser uma pesquisa pioneira na detecção de novas enterotoxinas para o leite de búfala.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV