Resultado da pesquisa (7)

Termo utilizado na pesquisa Nardi A.B

#1 - A new experimental model of intrinsic denervation in ileum from wistar rats through intramural microinjections of benzalkonium chloride

Abstract in English:

Extensive literature is available about the intrinsic denervation of segments of the digestive tube through the application of CB in the serosa of the viscera. However, this technique has some disadvantages like causing peritonitis, flanges and high mortality, limiting its use in humans. The aim of the present study was to evaluate the feasibility of benzalkonium chloride (CB) to induce intrinsic chemical denervation, through applications of CB in the intramural ileum of wistar rats, as well as deepen the knowledge about the evolution of neuronal injury caused in the process. We used 40 rats, divided into two groups (control-GC and benzalkonium GB) of 20 animals each, divided into four sub-groups according to the time of postoperative assessment of 24, 48 hours, 30 and 90 days. The animals were submitted to intramural microinjections of sterile saline solution 0.9% (GC) or benzalkonium chloride (GB) in ileal portion, and subsequent histopathological analysis and immunohistochemistry for evaluation of neuronal injury. A significant decrease (p<0.05) was found of the neuronal myenteric count over time in groups, GB3, GB4 and GB2. The specific positive immunolabeling for H2AX and Caspase-3 confirmed the results obtained in the histopathological evaluation, denoting the ignition of irreversible cell injury in 24 hours, evolving into neuronal apoptosis in 48 hours after application of the CB 0.3%. Under the conditions in which this work was conducted, it can be concluded that the application of CB 0.3% by means of microinjections intramural in the ileal wall is able to induce intrinsic chemical denervation of the diverticulum of wistar rats and that the main mechanism of neuronal death is induction of apoptosis.

Abstract in Portuguese:

Existe vasta literatura sobre a desnervação intrínseca de segmentos do tubo digestório através da aplicação de CB na serosa da víscera. Entretanto, essa técnica tem a desvantagem de causar peritonite, formação de bridas e alta mortalidade, não sendo factível para eventuais utilizações em humanos. O objetivo do presente estudo foi avaliar a viabilidade do Cloreto de benzalcônio (CB) induzir desnervação química intrínseca, por meio de aplicações intramurais em íleo de ratos wistar, além de aprofundar o conhecimento sobre a evolução da lesão neuronal causada neste processo. Foram utilizados 40 ratos, distribuídos em dois grupos (controle- GC e benzalcônio GB) de 20 animais cada, subdivididos em quatro subgrupos de acordo com o tempo de avaliação pós-operatória de 24, 48 horas, 30 e 90 dias. Os animais foram submetidos à microinjeções intramurais de solução salina estéril 0,9% (GC) ou de cloreto de benzalcônio (GB) em porção ileal, e posterior análise histopatológica e imuno-histoquímica, para avaliação da lesão neuronal. Houve diminuição significativa (p<0,05) na contagem neuronal mientérica ao longo do tempo nos grupos GB2, GB3 e GB4. A imunomarcação específica positiva para H2AX e Caspase-3 confirmou os resultados obtidos na avaliação histopatológica, denotando início da lesão celular irreversível em 24 horas, evoluindo para apoptose neuronal em 48 horas após a aplicação do CB 0,3%. Nas condições em que este trabalho foi conduzido, é possível concluir que a aplicação de CB 0,3% por meio de microinjeções intramurais na parede ileal é capaz de induzir desnervação química intrínseca da porção ileal de ratos wistar e que o principal mecanismo de morte neuronal é a indução de apoptose.


#2 - Canine cutaneous mast cell tumors: retrospective study of cases attended by the oncology service at the Veterinary Hospital of FCAV-Unesp, Jaboticabal, from 2005 to 2015, 38(9):1808-1817

Abstract in English:

ABSTRACT.- Souza A.C.F., Pascoli A.L., Ferreira M.G.P.A., Reis Filho N.P., Silva I.C.R., Santos R.R., Faro A.M. & De Nardi A.B. 2018. [Canine cutaneous mast cell tumors: retrospective study of cases attended by the oncology service at the Veterinary Hospital of FCAV-Unesp, Jaboticabal, from 2005 to 2015.] Mastocitoma cutâneo canino: estudo retrospectivo dos casos atendidos pelo serviço de oncologia do Hospital Veterinário da FCAV-Unesp, Campus Jaboticabal, de 2005 a 2015. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1808-1817. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castelane, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: anacarolina@ciave.com.br This study analyzed the cases of cutaneous mastocytomas in dogs seen at the Governador Laudo Natel Veterinary Hospital of the College of Agrarian and Veterinary Sciences (FCAV), Unesp, in Jaboticabal, from 2005 to 2015. The objective was to determine the occurrence of this neoplasm regarding breed, sex, and age, the most affected body parts and observed neoplastic characteristics; the most widely used diagnosis methods, the main histological grades and recommended treatments, to evaluate size changes in relation to lymph nodes, recurrence rate, metastasis and to verify possible associations between the evaluated variables. The clinical files of 192 patients were evaluated. The most affected dogs were of mixed breed (n=46, 23.96%), followed by Boxer (n=40, 20.83%) and Pitbull (n=27, 14.06%). Most of the dogs were females (n=107, 55.7%), aged between 7 and 11 years old (n=120, 62.5%). Thirty-two patients had (16.7%) tumors located in the pelvic limb, followed by thoracic limbs (10.4% n=20). Sixty-five animals had ulcerated nodules (33.9%), of which 96 had firm consistency (50%). Seventy-six animals had multiple nodules (39.6%), and 39.1% of the sample (n=75) had nodules larger than three centimeters. The most used diagnosis method was fine needle aspiration together with histopathology (HT), totaling 39.8% of nodules (n=66), followed by HT in 37.3% of the patients (n=62). Regarding the histological variables, 18 patients had grade I (11.8%), 112 grade II (73.7%), and 22 grade III (14.5%) classified according to Patnaik et al. (1984). According to the classification of Kiupel et al. (2011), 37 cases were classified as high grade (35.2%) and 68 as low grade (64.8%). Statistical association was observed when the presence of solitary/multiple nodules and the histological grade were evaluated according to Patnaik et al. (1984) (P=0.008) and Kiupel et al. (2011) (P=0.004). The nodules with worse prognostic feature were more frequent in animals diagnosed with multiple nodules, regardless of the histological classification used. The presence of multiple nodules in stage II or IV (p<0.001) and recurrence of the disease (p=0.001) was also observed. Regarding the histological classification of Kiupel et al. (2011), there was a statistical association between histological grade and tumor size (p=0.001), consistency (p=0.028) and nodule growth rate (p<0.001), lymph node enlargement (p<0.001) and the treatment used (p=0.002). Nodules larger than three centimeters (56.8% n=21) and fast growing (52.9% n=36%) were more frequent in high-grade tumors. Lymph node enlargement (80.6% n=25) and chemotherapeutic treatment (83.3% n=5) were also associated with patients with this histological grade. According to the classification of Patnaik et al. (1984), breed and sex differed proportionally between the histological groups (p=0.008 and 0.040 respectively), and lymph node enlargement and rapid tumor growth were also associated with histological grade (p=0.002 and 0.001). Almost half of the patients (47.4%) underwent surgical and chemotherapeutic treatment (n=91) while only surgical procedure was performed in 31.3% (n=60) of the patients. Sixty-one animals (31.8%) had enlarged regional lymph nodes (31.8%), and 71.9% of the nodes evaluated had rapid growth. The clinical evolution time of the tumor was less than or equal to one year in 158 patients (82.3%), followed by 1 to 2 years in 25 patients (13%). There were 66 cases (40.5%) of recurrence and 16 (8.3%) of distant metastasis. With this study, it can be concluded that dogs with mixed breed are the most affected by cutaneous mastocytoma in Jaboticabal city, followed by Boxer dogs, with ages varying between 7 and 11 years, with no sexual predisposition observed. It was also concluded that nodules were predominantly non-ulcerated, solitary and smaller than 3 centimeters, that the majority of patients presented grade II mastocytoma according to Patnaik et al. (1984) and low grade according to Kiupel et al. (2011), not being observed in most of them recurrence, lymph node or distance metastasis. The most commonly used diagnosis was fine-needle aspiration associated with histopathology, and in relation to location, nodules were found predominantly in pelvic and thoracic limbs, followed by head and neck. The consistency of the nodules was both firm and soft, and half of the patients underwent the associated surgical procedure of antineoplastic chemotherapy.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Souza A.C.F., Pascoli A.L., Ferreira M.G.P.A., Reis Filho N.P., Silva I.C.R., Santos R.R., Faro A.M. & De Nardi A.B. 2018. [Canine cutaneous mast cell tumors: retrospective study of cases attended by the oncology service at the Veterinary Hospital of FCAV-Unesp, Jaboticabal, from 2005 to 2015.] Mastocitoma cutâneo canino: estudo retrospectivo dos casos atendidos pelo serviço de oncologia do Hospital Veterinário da FCAV-Unesp, Campus Jaboticabal, de 2005 a 2015. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1808-1817. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castelane, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: anacarolina@ciave.com.br Este estudo teve como objetivo analisar os casos de mastocitomas cutâneos em cães atendidos no Hospital Veterinário Governador Laudo Natel da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV) Unesp Câmpus Jaboticabal, no período de 2005 a 2015, além de avaliar a ocorrência dessa neoplasia em relação à raça, sexo e idade; determinar as regiões corpóreas mais acometidas e as características neoplásicas observadas, assim como, os métodos de diagnóstico mais utilizados no setor, estabelecer os principais graus histológicos diagnosticados e os tratamentos preconizados, verificar alterações de tamanho em relação aos linfonodos, à taxa de recidiva, metástase e possíveis associações entre as variáveis consideradas. Foram avaliados 192 prontuários clínicos de pacientes e observou-se que os cães sem raça definida (SRD) (n=46, 23,96%) foram os mais acometidos, seguidos por cães da raça Boxer (n=40, 20,83%) e Pit bull (n=27, 14,06%). A maioria dos cães eram fêmeas (n=107, 55,7%), e com idade de 7 a 11 anos (n=120, 62,5%). Do total, 32 pacientes apresentaram (16,7%) tumores localizados em membro pélvico, seguidos por nódulos em membro torácico (10,4%, n=20). Sessenta e cinco animais possuíam nódulos ulcerados (33,9%), sendo 96 nódulos de consistência firme (50%). Setenta e seis animais apresentavam múltiplos nódulos (39,6%) e aqueles acima de três centímetros perfaziam 39,1% da amostra (n=75). O método mais utilizado para o diagnóstico foi a punção aspirativa por agulha fina associado à histopatologia (HT), totalizando 39,8% dos nódulos (n=66), seguido pela HT com 37,3% (n=62). Em relação às variáveis histológicas, 18 pacientes apresentaram grau I (11,8%), 112 com grau II (73,7%) e 22 com grau III (14,5%) de acordo com Patnaik et al. (1984). Segundo a classificação de Kiupel et al. (2011), 37 casos foram classificados como de alto grau (35,2%) e 68 como sendo de baixo grau (64,8%). Foi observada associação estatística quando se avaliou a presença de nódulos solitários/múltiplos e o grau histológico, segundo Patnaik et al. (1984) (p=0,008) e Kiupel et al. (2011) (p=0,004), sendo que nódulos com piores características prognósticas eram mais frequentes nos animais diagnosticados com múltiplos nódulos, independente da classificação histológica empregada. Também foi observada a associação entre a presença de nódulos múltiplos com estadio II ou IV (p<0,001) e com a presença de recidiva (p=0,001). Em relação à classificação histológica de Kiupel et al. (2011) foi possível observar associação estatística entre o grau histológico e o tamanho do tumor (p=0,001), a consistência (p=0,028) e a velocidade de crescimento do nódulo (p<0,001); aumento de linfonodo (p<0,001) e o tratamento empregado (p=0,002). Nódulos com tamanho superior a três centímetros (56,8%, n=21) e de crescimento rápido (52,9%, n=36%), eram mais frequentes nos tumores de alto grau. Aumento de linfonodo (80,6%, n=25) e tratamento quimioterápico (83,3%, n=5) também estavam associados a pacientes com alto grau histológico. Em relação à classificação de Patnaik et al. (1984), as variáveis raça e sexo diferiram proporcionalmente entre os grupos histológicos (p=0,008 e 0,040 respectivamente), sendo que o aumento do linfonodo e o crescimento rápido do tumor também tiveram associação com o grau histológico (p=0,002 e 0,001). Quase a metade dos pacientes (47,4%) foi submetidas ao tratamento cirúrgico e quimioterápico (n=91), sendo que em 31,3% (n=60) dos pacientes realizou-se apenas o procedimento cirúrgico. Sessenta e um animais (31,8%) apresentaram aumento de tamanho em linfonodos regionais (31,8%), sendo que 71,9% dos nódulos avaliados tiveram crescimento rápido. O tempo de evolução clínica do tumor foi menor ou igual a um ano, em 158 pacientes (82,3%), seguido por 25 pacientes (13%) com evolução de 1 a 2 anos. Foram observados 66 casos (40,5%) de recidiva e 16 (8,3%) de metástase à distância. Com este estudo, pode-se concluir que cães sem raça definida são os mais acometidos pelo mastocitoma cutâneo, na região de Jaboticabal, seguido por cães da raça Boxer, com idade variando entre 7 e 11 anos, não sendo observada predileção sexual; os nódulos encontrados eram predominantemente não ulcerados, solitários e menores que três centímetros; a maioria dos pacientes apresentou mastocitoma grau II, segundo Patnaik et al. (1984) e baixo grau segundo Kiupel et al. (2011); não se observou recidiva, em sua maioria, nem metástase em linfonodos e/ou a distância; o diagnóstico mais utilizado foi a punção aspirativa por agulha fina associada à histopatologia; a localização dos nódulos era mais prevalente nos membros pélvicos e torácicos, seguido por cabeça e pescoço. A consistência dos nódulos era de apresentação firme ou macia; e a metade dos pacientes foi submetida ao procedimento cirúrgico associado à quimioterapia antineoplásica.


#3 - Histochemical and immunohistochemical evaluation of angiogenesis in rabbits (Oryctolagus cuniculus) submitted to skin grafts associated with platelet-rich plasma, 37(12):1519-1525

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pazzini J.M., Serafim E.L., Gärtner F., Amorim I., Faria F., Rêma A., Moraes P.C. & De Nardi A.B. 2017. Histochemical and immunohistochemical evaluation of angiogenesis in rabbits (Oryctolagus cuniculus) submitted to skin grafts associated with platelet-rich plasma. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1519-1525. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, Via de Acesso Paulo Donatto Castellane s/n, Jaboti­cabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: josipazzini@hotmail.com Histochemical staining consists of a set of specific chemical reactions of structures or tissue-endogenous substances. Immunohistochemistry allows verification of proteins in tissues related to biological and pathological factors. The standardization of methods to assess angiogenesis resulting from formation of new blood vessels in procedures with stimulants is important to facilitate the implementation of research as well as to assist interpretation of data. In rabbits some markers of angiogenesis antibodies in the skin are not standardized because of cross-reactions that may occur because the antibodies are made from such animals.The aim of this study was to analyze the immunohistochemical methods through dyes and immunohistochemical markers angiogenesis in rabbits (Oryctolagus cuniculus) having undergone reconstructive surgery with skin grafts associated with plasma angiogenesis stimulator rich in platelets, in order to evaluate which method would be better to visualize the vessels, as well as to evaluate which antibody would promote better immunostaining, and find the differences between the methods and to standardize the methodology to be applied in experiments using rabbits. Sixteen rabbits were used, split into two groups of eight animals: Gprp (plasma rich in platelets) and Gc (control, saline solution, 9%). The same technique of reconstructive surgery using graft mesh was performed on each rabbit. The groups differed only in the application of platelet-rich plasma before the surgical wound synthesis. Samples for evaluation of angiogenesis were collected 15 days after the surgical procedure. The dyes Hematoxylin & Eosin and Masson’s Trichrome were used in the histochemical study to evaluate vascular proliferation. Markers CD31, CD34 and Caveolin-1 was used for the immunohistochemical study. The evaluation between the groups (Gprp and Gc) in regard to the categorical variable (vascular proliferation intensity) used the Kruskal-Wallis test with p values equal to or less than 0.05 being considered significant. The immunohistochemistry was subjected to analysis of variance for a completely randomized design, with two groups and five repetitions (medium) and 5% significance level. Multiple comparison of groups resulted in the Tukey test (p=0.05) used. The amount of vascular proliferation assessed by histochemical method HE and Masson’s Trichrome was found to be a significant variable in Gprp when compared with group Gc. When evaluating the methods used, there was no significant difference. There was no difference in the three markers which were used for correlating microvessels; however, there was more intense staining of vessels when Caveolin-1 Antibody was used. This caused intense marking of the capillaries and small vessels, as well as of larger vessels. When using CD31 and CD34, the same was observed, but it was not as intense as with Caveolin-1; though some cases showed sincere and discreet marking. The results of this study demonstrated that the histochemical methods performed are effective for semi-quantitative assessment of angiogenesis. The immunohistochemical comparison of Caveolin-1, CD31, and CD34 as markers of angiogenesis in rabbits showed that both antibodies could immunostain the newly formed vessels; but the Caveolin-1 showed better immunostaining in small and medium-sized vessels, as well as a minor presence in the background. Although not specific markers for angiogenesis, they can be used as immunohistochemical markers of vascular endothelium in rabbits.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pazzini J.M., Serafim E.L., Gärtner F., Amorim I., Faria F., Rêma A., Moraes P.C. & De Nardi A.B. 2017. Histochemical and immunohistochemical evaluation of angiogenesis in rabbits (Oryctolagus cuniculus) submitted to skin grafts associated with platelet-rich plasma. [Histoquímica e imunohistoquíca na avaliação da angiogênese em coelhos submetidos ao emprego de enxertos cutâneos associado com plasma rico em plaquetas.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1519-1525. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, Via de Acesso Paulo Donatto Castellane s/n, Jaboti­cabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: josipazzini@hotmail.com Colorações histoquímicas consistem de um conjunto de reações químicas específicas das estruturas ou substâncias endógenas do tecido. Logo a Imunohistoquímica permite observar proteínas presentes nos tecidos relacionadas com fatores determinantes do comportamento biológico e patológico. A padronização dos métodos que avaliam a angiogênese decorrente de procedimentos que utilizam substâncias estimulantes à formação de novos vasos são importantes, a fim de facilitar a execução das pesquisas, bem como auxiliar na interpretação dos dados, visto que em coelhos alguns anticorpos marcadores de angiogênese na pele ainda não são padronizadas em virtude das reações cruzadas que podem ocorrer devido aos anticorpos serem confeccionados a partir de tais animais. Objetivou-se analisar os métodos histoquímicos por meio das colorações e imunohistoquímicas com marcadores de angiogênese em coelhos (Oryctolagus cuniculus) submetidos ao emprego de enxertos cutâneos associado com estimulador de angiogênese plasma rico em plaquetas, a fim de avaliar qual método seria melhor para visualização dos vasos, bem como avaliar qual anticorpo promoveria melhor imunomarcação, buscando-se assim encontrar a diferenças entre os métodos e padronizar a metodologia a ser aplicada em experimentos que utilizem coelhos. Utilizou-se 16 coelhos, separados em dois grupos com oito animais, compreendendo os grupos Gprp (plasma rico em plaquetas) e Gc (controle, solução fisiológica 0,9%). Em todos os animais foi realizada a mesma técnica de cirurgia reconstrutiva de enxertia do tipo malha, os grupos diferiram apenas a aplicação do plasma rico em plaquetas antes da síntese da ferida cirúrgica. As amostras para avaliação da angiogênese foram coletadas após 15 dias do procedimento cirúrgico. Utilizou-se no estudo histoquímico as colorações Hematoxilina & Eosina e Tricrômico de Masson para avaliação da proliferação vascular, e os anticorpos CD31 e CD34 e Caveolina - 1 para avaliação imunohistoquímica. A comparação entre os grupos (Gprp e Gc) em relação à variável categórica (intensidade de proliferação vascular) foi utilizado o teste de Kruskal-Wallis, com valores de p iguais ou inferiores a 0,05 foram considerados significativos. Os dados imuno-histoquímico foram submetidos à análise de variância para um delineamento inteiramente ao acaso, com 2 grupos e 5 repetições (médias) e nível de significância de 5%. Nas comparações múltiplas das médias dos grupos, utilizou-se o teste de Tukey (a = 0,05). A intensidade de proliferação vascular avaliada pelo método histoquímico HE e Tricômico de Masson encontrou-se que tal variável foi significativa no Gprp, quando comparado com o Gc. Avaliando os métodos utilizados não houve diferença significativa. A contagem microvascular (MVC) realizada com os diferentes marcadores (Caveolina-1, CD31 e CD34) foi significativa no Gprp. Correlacionando a contagem microvascular dos três marcadores utilizados não houve diferença significativa, no entanto observou-se marcação mais intensa dos vasos utilizando o anticorpo Caveolina-1, sendo intensa a marcação dos capilares, vasos de pequeno calibre, bem como em vasos maiores. Nas avaliações de CD31 e CD34 observou que houve imunomarcação dos vasos, porém não foi intensa como a Caveolina-1, alguns casos apresentaram fundo, bem como marcação discreta. Os resultados encontrados neste estudo evidenciaram os métodos histoquímicos são eficazes para avaliação semiquantitativa da angiogênese. A comparação imunohistoquímicas da Caveolina-1, CD31 e CD34 como marcadores de angiogênese em coelhos evidenciaram que ambos os anticorpos são capazes de imunomarcar os vasos neoformados, porém a Caveolina-1 apresentou melhor imunomarcação de vasos de pequeno e médio calibre, bem como menor presença de fundo, embora não seja um marcador específico para angiogênese pode ser utilizada como marcador imunohistoquímico de endotélio vascular em coelhos.


#4 - Comparison of two histopathological classifications with pattern of immunostaining KIT, evaluation of cell proliferation and the presence of mutations in c-KIT canine cutaneous mast cell tumors, 37(4):359-367

Abstract in English:

ABSTRACT.- Carvalho A.P.M., Carvalho E.C.Q., De Nardi A.B. & Silveira L.S. 2017. [Comparison of two histopathological classifications with pattern of immunostaining KIT, evaluation of cell proliferation and the presence of mutations in c-KIT canine cutaneous mast cell tumors.] Comparação de duas classificações histopatológicas com o padrão de imuno-marcação para KIT, a avaliação da proliferação celular e com a presença de mutações no c-KIT de mastocitomas cutâneos caninos. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(4):359-367. Laboratório de Morfologia e Patologia Animal, Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes, RJ 28013-602, Brazil. E-mail: annapmcarvalho@gmail.com Histopathological classification is the method of choice to predict the biological behavior of mast cell tumor. Currently, the methods of Patnaik and Kiupel are used to divide them into degrees of malignancy. The objective of this study was to compare the two histological grades with clinical, immunohistochemical markers and the presence of mutations to evaluate the characteristics that are more related to each other and with the worst prognosis. Sixty-one dogs were evaluated, taking into account sex, race, age, tumor location, tumor grade by grades Patnaik and Kiupel, infiltration of eosinophils, pattern KIT, Ki-67 and the presence of mutation . The variables were correlated using the chi-square test, Fisher’s exact test, verisimilitude test and relative risk test. The older dogas were the most affected, while animals mixed breed, Boxer breeds, Labrador and Pinscher were those with greater predisposition to tumor development. The tumor location and age are associated with tumor grade. The tumors in the head, neck and genital area are 10 times more likely to be classified as high-grade (RR=10,667; 95% CI 1.909 to 59.615, p=0.004) grau and old-aged eight times more likely (RR=8.00, 95% CI 0.955 to 67.009, p=0.029). The grade II tumors and the low degree were the most frequent and the two histological scores showed very significant correlation (p<0.001). The concentration of eosinophilic infiltration showed no significant correlation with any of the histological scores. The standard KIT was dependent on tumor location (p=0.015), genital tumors, head and neck had 18 times more likely to have cytoplasmic pattern (RR=18.571, 95% CI 1.954 to 176.490, p=0.003), and Patnaik (p=0.001) and Kiupel (p<0.001) ratings. The high grade tumors are 36 times more likely to have cytoplasmic pattern (RR 36.00, 95% CI 4.35-297.948 p<0.001). The marking of the Ki-67 showed a dependence on the location (p=0.024). The presence of mutation in exon 11 of the juxtamembrane domain showed no association with any of the clinical variables of the histological scores, the concentration of eosinophils and KIT standard. The presence of the mutation was significantly correlated only to the Ki-67 (p=0, 010). The results suggest that the location is the clinical variable most related to prognosis and that only Kiupel classification associated with immunohistochemistry are efficient to assess tumor behavior.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Carvalho A.P.M., Carvalho E.C.Q., De Nardi A.B. & Silveira L.S. 2017. [Comparison of two histopathological classifications with pattern of immunostaining KIT, evaluation of cell proliferation and the presence of mutations in c-KIT canine cutaneous mast cell tumors.] Comparação de duas classificações histopatológicas com o padrão de imuno-marcação para KIT, a avaliação da proliferação celular e com a presença de mutações no c-KIT de mastocitomas cutâneos caninos. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(4):359-367. Laboratório de Morfologia e Patologia Animal, Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes, RJ 28013-602, Brazil. E-mail: annapmcarvalho@gmail.com A graduação histopatológica é o método de eleição para prever o comportamento biológico do mastocitoma e, atualmente, são utilizados os métodos de Patnaik e de Kiupel para dividi-los em graus de malignidade. O objetivo do presente trabalho foi comparar as duas classificações histológicas com as variáveis clínicas, os marcadores imuno-histoquímicos e com a presença de mutações para verificar as características que estão mais relacionadas entre si e com os piores prognósticos. Foram avaliados 61 animais, levando em consideração o sexo, a raça, a idade, a localização tumoral, o grau tumoral pelas classificações de Patnaik e Kiupel, a infiltração de eosinófilos, a marcação do KIT e do Ki-67 e a presença de mutação. As variáveis foram correlacionadas utilizando os testes de qui-quadrado, teste de Fisher, teste de verossimilhança e o teste de risco relativo. Os animais idosos foram os mais acometidos, enquanto os animais sem raça definida e os das raças Boxer, Labrador e Pinscher foram aqueles com maior predisposição ao desenvolvimento tumoral. A localização e a idade estão associadas ao grau tumoral. Os tumores em cabeça, pescoço e região genital têm 10 vezes mais chance de serem classificados como de alto grau (RR=10,667; IC95% 1,909-59,615, p=0,004) e os idosos oito vezes mais chance (RR=8,00; IC95% 0,955-67,009; p=0,029). Os tumores de grau II e os de baixo grau foram os mais encontrados e as duas classificações histológicas demonstram correlação muito significativa entre si (p<0,001). A concentração do infiltrado eosinofílico não demonstrou correlação significativa com nenhuma das classificações histológicas. O padrão KIT foi dependente da localização tumoral (p=0,015), já que os tumores genitais, na cabeça e no pescoço possuíam 18 vezes mais chance de apresentarem padrão citoplasmático (RR=18,571; IC95% 1,954-176,490; p=0,003), e das classificações de Patnaik (p=0,001) e Kiupel (p<0,001), sendo que os tumores de alto grau têm 36 vezes mais chance de apresentarem padrão citoplasmático (RR=36,00, IC95% 4,35-297,948; p<0,001). A marcação do Ki-67 demonstrou dependência da localização (p=0,024). A presença de mutação no exon 11 do domínio justamembrana não demonstrou associação com nenhuma das variáveis clínicas, das classificações histológicas, da concentração de eosinófilos e do padrão KIT. A presença da mutação foi correlacionada significativamente apenas ao Ki-67 (p=0,010). Os resultados obtidos sugerem que a localização é a variável clínica mais relacionada ao prognóstico e que apenas a classificação de Kiupel associada à imuno-histoquímica são eficientes para avaliar o comportamento tumoral.


#5 - Use of platelet rich plasma to stimulate angiogenesis in the thoracodorsal axial pattern flap in rabbits (Oryctolagus cuniculus), 36(2):108-118

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pazzini J.M., De Nardi A.B., Huppes R.R., Gering A.P., Ferreira M.G.P.A., Silveira C.P.B., Luzzi M.C. & Oliveira J.A. 2016. [Use of platelet rich plasma to stimulate angiogenesis in the thoracodorsal axial pattern flap in rabbits (Oryctolagus cuniculus).] Utilização de plasma rico em plaquetas para estimulação da angiogênese em flape de padrão axial toracodorsal em coelhos (Oryctolagus cuniculus). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):108-118. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, Via de Acesso Paulo Donatto Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884.900, Brazil, E-mail: josipazzini@hotmail.com Wounds of large tracts with loss of tissue viability and delayed healing by secondary intention are cases where it is necessary the use of reconstructive surgical techniques. The platelet rich plasma (PRP) is a product with a higher platelet concentration, adjuvant in the healing process of reconstructive surgeries, assisting in the processes of hemostasis and stimulation of angiogenesis. Thus, a study was devised to assess the efficacy of the gel produced from the platelet rich plasma (PRP) in the forward axial flaps thoracodorsal pattern in rabbits to evaluate the ability to promote the integration of the flap the recipient bed. We used 30 white rabbits New Zealand, separated into two groups of 15 animals, comprising the platelet rich plasma groups (GPRP), in which we used the gel before the synthesis of the surgical wound , and control (CG), in which only saline was used. To obtain the PRP, the blood was collected from the animals, was determined and the platelet count before preparation of the gel. At the beginning and end of the experiment the animals were weighed for analysis of average weight gain. After surgery began macroscopic in the 3rd, 7th and 14th day reviews, and we assessed the presence or absence of exudate, skin integrity, edema, redness and necrosis. After this step, yielded the material for the manufacture of surgical wound, followed by microscopic histological slides. We evaluated vascular proliferation, presence of polymorphonuclear and mononuclear cells, fibroblast proliferation, collagen deposition, reepithelialization and hemorrhage. The data were subjected to statistical analysis (Student t test, t paired, and Kruskal Wallis test, and p<0.05). The average weight gain was not significant between the groups; platelet concentration in the final sample of PRP was significantly higher when compared with the original; exudate and necrosis were significantly higher in the control group compared to PRP group, vascular proliferation and reepithelialization were significantly greater in PRP group, whereas the presence of mononuclear cells, polymorphonuclear cells, proliferation of fibroblasts, collagen and hemorrhage were not significant between groups. Obtained on the third day, as the difference significantly greater exudate variable in the control group compared to the PRP group; on the seventh day exudate and flushing were significantly higher in the control group, and the fourteenth day exudate and integrity of the skin were significantly higher in the control group. The results of this study showed that the use of platelet rich plasma gel in the form of reconstructive surgery was able to stimulate angiogenesis in the wound favoring the healing process.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pazzini J.M., De Nardi A.B., Huppes R.R., Gering A.P., Ferreira M.G.P.A., Silveira C.P.B., Luzzi M.C. & Oliveira J.A. 2016. [Use of platelet rich plasma to stimulate angiogenesis in the thoracodorsal axial pattern flap in rabbits (Oryctolagus cuniculus).] Utilização de plasma rico em plaquetas para estimulação da angiogênese em flape de padrão axial toracodorsal em coelhos (Oryctolagus cuniculus). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):108-118. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, Via de Acesso Paulo Donatto Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884.900, Brazil, E-mail: josipazzini@hotmail.com Feridas de grandes extensões, com perda da viabilidade tecidual e retardo na cicatrização por segunda intenção são casos que se faz necessário o emprego de técnicas cirúrgicas reconstrutivas. O plasma rico em plaquetas (PRP) é um produto com maior concentração plaquetária, adjuvante no processo cicatricial de cirurgias reconstrutivas, auxiliando nos processos de hemostasia e estimulação da angiogênese. Dessa forma, delineou-se um estudo a fim de avaliar a eficácia do uso do gel produzido a partir do plasma rico em plaquetas (PRP) em flapes de avanço de padrão axial toracodorsal em coelhos, para avaliar a possibilidade de favorecer a integração do retalho no leito receptor. Utilizaram-se 30 coelhos da raça Nova Zelândia branco, separados em dois grupos de 15 animais, compreendendo os grupos plasma rico em plaquetas (GPRP), na qual empregou-se o gel antes da síntese da ferida cirúrgica, e controle (GC), na qual utilizou-se apenas solução fisiológica. Para obtenção do PRP, coletou-se sangue dos animais, e determinou-se a contagem plaquetária antes da preparação do gel. No início e término do experimento os animais foram pesados para posterior análise de ganho peso médio. Após o procedimento cirúrgico iniciou-se as avaliações macroscópicas no 3º, 7º e 14º dia, e avaliou-se presença ou ausência de exsudato, integridade da pele, edema, rubor e necrose. Após esta etapa, coletou-se o material da ferida cirúrgica para confecção das lâminas histológicas e posterior avaliação microscópica. Avaliou-se a proliferação vascular, presença de células mononucleares e polimorfonucleares, proliferação fibroblástica, colagenização, reepitelização e hemorragia. Os dados obtidos foram submetidos à análise estatística (Teste t Student, t emparalhado, e Kruskall Walis, sendo p<0,05). O ganho de peso médio não foi significativo entre os grupos; a concentração plaquetária da amostra final do PRP foi significativamente maior quando comparada com a inicial; exsudato e necrose foram significativamente maior no grupo controle quando comparado ao grupo PRP; proliferação vascular e reepitelização foram significativamente maior no grupo PRP, enquanto que a presença de mononucleares, polimorfonucleares, proliferação de fibroblastos, colagenização e hemorragia não foram significativas entre os grupos. Obteve-se no terceiro dia, diferença significativamente maior quanto à variável exsudato no grupo controle quando comparado ao grupo PRP, no sétimo dia exsudato e rubor foram significativamente maior no grupo controle, e ao décimo quarto dia exsudato e integridade da pele foram significativamente maior no grupo controle. Os resultados obtidos neste estudo evidenciaram que a utilização do plasma rico em plaquetas na forma de gel em cirurgia reconstrutiva foi capaz de estimular a angiogênese na ferida favorecendo o processo de cicatrização.


#6 - Method to obtain platelet-rich plasma from rabbits (Oryctolagus cuniculus), 36(1):39-44

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pazzini J.M., De Nardi A.B., Huppes R.R., Gering A.P., Ferreira M.G.P.A., Silveira C.P.B., Luzzi M.C. & Santos R. 2016. Method to obtain platelet-rich plasma from rabbits (Oryctolagus cuniculus). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(1):39-44. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, Via de Acesso Paulo Donatto Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884.900, Brazil. E-mail: josipazzini@hotmail.com Platelet-rich plasma (PRP) is a product easy and inxpesnsive, and stands out to for its growth factors in tissue repair. To obtain PRP, centrifugation of whole blood is made with specific time and gravitational forces. Thus, the present work aimed to study a method of double centrifugation to obtain PRP in order to evaluate the effective increase of platelet concentration in the final product, the preparation of PRP gel, and to optimize preparation time of the final sample. Fifteen female White New Zealand rabbits underwent blood sampling for the preparation of PRP. Samples were separated in two sterile tubes containing sodium citrate. Tubes were submitted to the double centrifugation protocol, with lid closed and 1600 revolutions per minute (rpm) for 10 minutes, resulting in the separation of red blood cells, plasma with platelets and leucocytes. After were opened and plasma was pipetted and transferred into another sterile tube. Plasma was centrifuged again at 2000rpm for 10 minutes; as a result it was split into two parts: on the top, consisting of platelet-poor plasma (PPP) and at the bottom of the platelet button. Part of the PPP was discarded so that only 1ml remained in the tube along with the platelet button. This material was gently agitated to promote platelets resuspension and activated when added 0.3ml of calcium gluconate, resulting in PRP gel. Double centrifugation protocol was able to make platelet concentration 3 times higher in relation to the initial blood sample. The volume of calcium gluconate used for platelet activation was 0.3ml, and was sufficient to coagulate the sample. Coagulation time ranged from 8 to 20 minutes, with an average of 17.6 minutes. Therefore, time of blood centrifugation until to obtain PRP gel took only 40 minutes. It was concluded that PRP was successfully obtained by double centrifugation protocol, which is able to increase the platelet concentration in the sample compared with whole blood, allowing its use in surgical procedures. Furthermore, the preparation time is appropriate to obtain PRP in just 40 minutes, and calcium gluconate is able to promote the activation of platelets.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pazzini J.M., De Nardi A.B., Huppes R.R., Gering A.P., Ferreira M.G.P.A., Silveira C.P.B., Luzzi M.C. & Santos R. 2016. Method to obtain platelet-rich plasma from rabbits (Oryctolagus cuniculus). [Método de obtenção de plasma rico em plaquetas de coelhos (Oryctolagus cuniculus).] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(1):39-44. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, Via de Acesso Paulo Donatto Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884.900, Brazil. E-mail: josipazzini@hotmail.com O plasma rico em plaquetas (PRP) é um produto de fácil obtenção a baixo custo, destacando-se pelos seus fatores de crescimento na reparação tecidual. Para obtenção do PRP, a centrifugação do sangue total é realizada com tempos e forças gravitacionais específicas. Assim, o presente trabalho teve por objetivo estudar o método da dupla centrifugação para obtenção do PRP, a fim de avaliar a eficácia de aumento da concentração de plaquetas no produto final, a preparação de gel de PRP e otimizar o tempo de preparação da amostra final. Quinze coelhos Nova Zelândia Branco, fêmeas, foram submetidos à coleta de sangue para a preparação de PRP. As amostras foram separadas em dois tubos estéreis contendo citrato de sódio. Os tubos foram submetidos ao protoloco de dupla centrifugação, com a tampa fechada a 1600 revoluções por minuto (rpm) durante 10 minutos, resultando na separação dos glóbulos vermelhos, plaquetas e plasma contendo os leucócitos. Na sequência, foram destapados para pipetar o plasma e transferí-lo para outro tubo de estéril. O plasma foi novamente centrifugado a 2000pm durante 10 minutos, resultando em duas partes: a parte superior, que consistia em plasma pobre em plaquetas (PPP) e a parte inferior do botão de plaquetas. Parte PPP foi descartado de modo que apenas 1ml de PPP permaneceu no frasco juntamente com o botão de plaquetas. Este material foi agitado suavemente para promover a ressuspensão das plaquetas, o que resultou na produção de PRP. O protocolo de centrifugação dupla foi capaz de promover a concentração de plaquetas 3 vezes maior em relação à amostra de sangue inicial. O volume de gluconato de cálcio utilizado para a ativação das plaquetas foi de 0,3ml, e foi suficiente para coagular a amostra, e o tempo de coagulação variou de 8 a 20 minutos, com uma média de 17,6 minutos. O tempo da centrifugação do sangue até a obtenção do PRP gel levou apenas 40 minutos. Concluiu-se que o PRP foi obtido com sucesso pelo protocolo de centrifugação dupla, sendo capaz de aumentar a concentração de plaquetas na amostra em comparação com o sangue total, permitindo assim a utilização de PRP em procedimentos cirúrgicos. Além disso, o tempo de preparação foi adequado, permitindo a obtenção do PRP em apenas 40 minutos, e a utilização de gluconato de cálcio foi capaz de promover a ativação das plaquetas.


#7 - Radiological and macroscopic aspects of autoclaved heterologous fragmented mineralized bone matrix and polymethylmethacrylate in bone defect in tibia of rabbits, 34(2):173-178

Abstract in English:

ABSTRACT.- Moreira R., Dória R.G.S., Camargo L.M., Santos M.D., Minto B.W., De Nardi A.B., Ambrósio C.E. & Freitas S.H. 2014. [Radiological and macroscopic aspects of autoclaved heterologous fragmented mineralized bone matrix and polymethylmethacrylate in bone defect in tibia of rabbits.] Aspecto radiológico e macroscópico de matriz óssea mineralizada heteróloga fragmentada e polimetilmetacrilato autoclavados em falha óssea de tíbia de coelho. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(2):173-178. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Universidade de São Paulo, Av. Duque de Caxias Norte 225, Centro, Pirassununga, SP 13635-900, Brazil. E-mail: shfreitas@terra.com.br A segmental defect of 6mm diameter was performed in the medial metaphyseal region of the tibia of 12 rabbits. For the bone defect reconstruction there was implanted a combination of micro and macro fragments of heterologous fragmented cortical bone matrix preserved in glycerin (98%) and polymethylmethacrylate, both autoclaved. Radiological and macroscopic evaluation was performed at 30, 60, 90 and 120 days. Adhesion in relation to time of the micro and macro composites to the recipient bed was observed in 100% of the cases. This showed that this implant is biologically biocompatible, since it promoted bone defects repair, with no signs of infection, migration and/or rejection. In this way, this implant can be classified as one more option of substitute to fill large bone defects.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Moreira R., Dória R.G.S., Camargo L.M., Santos M.D., Minto B.W., De Nardi A.B., Ambrósio C.E. & Freitas S.H. 2014. [Radiological and macroscopic aspects of autoclaved heterologous fragmented mineralized bone matrix and polymethylmethacrylate in bone defect in tibia of rabbits.] Aspecto radiológico e macroscópico de matriz óssea mineralizada heteróloga fragmentada e polimetilmetacrilato autoclavados em falha óssea de tíbia de coelho. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(2):173-178. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Universidade de São Paulo, Av. Duque de Caxias Norte 225, Centro, Pirassununga, SP 13635-900, Brazil. E-mail: shfreitas@terra.com.br Foi realizada falha segmentar com 6mm de diâmetro na região metafisária medial de tíbias de 12 coelhos, onde foi implantado uma associação de micro e macrofragmentos de matriz óssea cortical heteróloga fragmentada conservada em glicerina (98%) e polimetilmetacrilato autoclavados, para a sua reconstrução, e avaliados radiológica e macroscopicamente aos 30, 60, 90 e 120 dias. Houve adesão, em relação ao tempo, dos micro e macrocompósitos ao leito receptor, em 100% dos casos, mostrando ser biologicamente biocompatível, pois promoveram a reparação de falhas ósseas, sem sinais de infecção, migração e/ou rejeição, podendo, dessa forma, ser mais uma opção como substituto para preencher grandes defeitos ósseos.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV