Resultado da pesquisa (3)

Termo utilizado na pesquisa Nellore cows

#1 - Pelvimetry of multiparous Nellore cows in the cycling and early puerperal stages

Abstract in English:

Pelvis is an osteoligamentous complex, which is classified as dolichopellic in ruminants. Impairments linked to incompatibility of pelvic canal and fetal size is directly related to pelvic anatomy and disposition. Heritability of pelvic area characteristics varies from moderate to high, demonstrating its importance for animal selection. Pelvimetry can be performed through direct and indirect methods that were accessed in this study aiming to establish a correlation between internal and external pelvic dimensions in multiparous Nellore cows (26 animals) at cycling and early puerperal (up to 30 days postpartum) reproductive stages. Pelvic dimensions measured by descriptive analysis were higher at early puerperal stage. Strong Pearson’s correlation was determined between internal and external pelvic dimensions, between reproductive stages, and between pelvic girdle area and internal pelvic area. Significant Tukey’s test differences between animals in internal and external dimensions were also found. According to the results, the pelvic anatomy of Nellore cows varies according to their reproductive stage. We detach that and provide data regarding the use of internal pelvic area for animal selection studies on this breed is determined and should be measured using the proposed formula, since it can confirm statistical differences in the areas of pelvic components between animals in the cycling and early puerperal stages.

Abstract in Portuguese:

A pelve é considerada um complexo osteoligamentoso, classificada como dolicopélvica em ruminantes. Prejuízos ligados à incompatibilidade canal pélvico/tamanho fetal relacionam-se diretamente à anatomia e disposição pélvica. A característica de área pélvica apresenta herdabilidade variando de moderada a alta, indicando sua importância na seleção animal. A pelvimetria inclui formas direta e indireta. Neste estudo utilizaram-se vinte e seis vacas multíparas, da raça Nelore, agrupadas de acordo com o estágio reprodutivo, cíclico e em início de estágio puerperal (até 30 dias pós‑parto). Através deste, objetivou-se evidenciar a relação das medidas pélvicas internas e externas nos diferentes períodos reprodutivos e coletar obter dados referentes a utilização da área interna do hexágono no estudo pelvimétrico dessa espécie em estágio cíclico ou puerperal. Para tanto, realizou‑se, a pelvimetria direta e indireta. Os resultados obtidos, pela análise descritiva, foram maiores para animais em início de estágio puerperal. Por meio da correlação de Pearson podem-se observar fortes correlações entre mensurações pélvicas internas e externas, também entre os grupos propostos, e forte correlação entre elipse pélvica e área interna do hexágono. Pelo teste Tukey diferenças significativas tanto em medidas internas e externas puderam ser demonstradas. Conclui-se que as condições anatômicas da pelve variam de acordo com o estágio reprodutivo do animal, que aferição da área pélvica utilizando a formula proposta para área do hexágono interno é relevante pois foi possível comprovar a diferenças estatísticas de áreas nas fases cíclica e puerperal.


#2 - Impact of vaccination on the reproductive performance of multiparous Nellore cows, 38(3):456-461

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ferreira L.C.L., Fernandes H.J., Silva A.G., Fernandes C.E., Dutra I.S. & Lemos R.A.A. 2018. Impact of vaccination on the reproductive performance of multiparous Nellore cows. [Impacto da vacinação sobre o desempenho reprodutivo de vacas Nelore multíparas] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(3):456-461. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Av. Senador Filinto Müller 2443, Campo Grande, MS 79070-900, Brazil. E-mail: ricardo.lemos@ufms.br Two experiments were conducted to evaluate the impact of two vaccines on the reproductive performance of multiparous beef cows in Mato Grosso do Sul, Midwest Brazil. In Experiment 1,765 calved multiparous Nellore cows were subjected to the same fixed-time artificial insemination (FTAI) protocol and rebred. Ultrasound pregnancy diagnosis was performed 30 and 90 days post-FTAI (DPI). Rates of pregnancy and pregnancy loss were determined for three periods: from 30 to 90 DPI, from 30 DPI to calving, and from 90 DPI to calving. The cows were assigned to three groups with different vaccination protocols - namely, Group VACMULT (n=250): vaccine against bovine herpesvirus 1 (BoHV‑1), bovine viral diarrhea virus (BVDV), and leptospirosis; Group VACL (n=245): vaccine against leptospirosis alone; Group NOVAC (n=270): no vaccination. Serum antibody titers for BoHV‑1, BVDV, and leptospirosis, measured in 57 cows from each group indicated active infection, suggesting circulation of these pathogens in the herd. No differences in pregnancy rates were observed across groups. Pregnancy loss rates did not differ significantly across groups within any of the periods investigated (30 to 90 DPI, 30 DPI to calving, or 90 DPI to calving). In Experiment 2, two vaccination protocols for each vaccine were investigated. Group VACGEST was vaccinated on day zero of FTAI (D0) and again 30 days post-FTAI (30 DPI). Group VACPREV was vaccinated on D0 and again on the day of insemination (D11). No significant difference was observed between groups, or significant gestational loss in the group that received the second vaccine on the day of insemination. The results revealed that neither vaccine interfered with the reproductive performance of multiparous cows. No differences were observed between vaccination carried out on both D0 and D11 and that performed on both D0 and D30. The performance of the IBR/BVDV/Leptospirosis vaccine on the day of the artificial insemination did not cause adverse effects on the reproductive parameters.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ferreira L.C.L., Fernandes H.J., Silva A.G., Fernandes C.E., Dutra I.S. & Lemos R.A.A. 2018. Impact of vaccination on the reproductive performance of multiparous Nellore cows. [Impacto da vacinação sobre o desempenho reprodutivo de vacas Nelore multíparas] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(3):456-461. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Av. Senador Filinto Müller 2443, Campo Grande, MS 79070-900, Brazil. E-mail: ricardo.lemos@ufms.br Foram delineados dois experimentos para avaliar o impacto de duas vacinas no desempenho reprodutivo de vacas multíparas de bovinos de corte em Mato Grosso do Sul, Centro-Oeste do Brasil. No Experimento 1 foram utilizadas 765 vacas multíparas paridas da raça Nelore submetidas ao mesmo protocolo de inseminação artificial em tempo fixo (IATF) e repassadas por touros. O diagnóstico de gestação por ultrassonografia foi realizado aos 30 e 90 dias pós IATF. A prenhez e a taxa de perda de gestação foram determinadas para três períodos: de 30 a 90 DPI, de 30 DPI até para o parto e de 90 DPI até o parto. As vacas foram distribuídas em três grupos: grupo VACMULT (n=250), vacinado com vacina contra herpesvírus bovino tipo 1 (BoHV-1), vírus da diarreia viral bovina (BVDV) e leptospirose; grupo VACL (n=245), vacinado somente contra leptospirose; e grupo NOVAC (n=270), não vacinado. Títulos de anticorpos no soro de 57 vacas de cada grupo evidenciaram infecção por BoHV-1, BVDV e leptospirose, sugerindo circulação desses patógenos no rebanho. No diagnóstico por ultrassonografia, a prenhez não diferiu em nenhum dos três grupos. A taxa de perda de gestação não diferiu significantemente entre os grupos e dentro de qualquer um dos períodos investigados (30 a 90 DPI, 30 DPI até o parto ou 90 DPI até o parto). No Experimento 2 foram testados dois protocolos de vacinação usando as vacinas contra IBR/BVDV/leptospirose e somente contra leptospirose em ambos. No grupo VACGEST as vacas foram vacinas no dia zero (D0) do protocolo da IATF e 30 dias pós- IATF (30 DPI). No grupo VACPREV a primeira dose foi administrada no D0 e a segunda no mesmo dia da IATF (D11). Não houve diferença significativa entre os grupos, nem perda gestacional significativa no grupo que recebeu a segunda vacina no dia da inseminação (VACPREV). Os resultados mostram que as vacinas contra IBR/BVDV/leptospirose e somente contra leptospirose não interferiram no desempenho reprodutivo de vacas multíparas. Não houve diferença significativa entre o protocolo de vacinação empregado em D0 e D11 e aquele utilizado em D0 e 30 DPI. A realização da vacina contra IBR/BVD/leptospirose no dia da inseminação artificial não provocou efeitos adversos nos parâmetros reprodutivos.


#3 - The hornfly, Haematobia irritans: behaviour and damage caused in Nellore cows and pre-weaning calves, 22(3):109-113

Abstract in English:

ABSTRACT.- Bianchin I. & Alves R.G.O. 2002. [The hornfly, Haematobia irritans: behavior and damage caused in Nellore cows and pre-weaning calves.] Mosca-dos-chifres, Haematobia irritans: comportamento e danos em vacas e bezerros Nelore antes da desmama. Pesquisa Veterinária Brasileira 22(3):109-113. Embrapa Gado de Corte, Rodovia BR 262 Km 4, Cx. Postal 154, Campo Grande, MS 79002-970, Brazil. The hornfly and tosses caused by it in Nellore cows and pre-weaning calves where studied, using two groups of 60 animals each, one group with a natural infestation and the other without hornfly, during four consecutive years. It was seen that the number of flies on the cows did not exceed an average of 80 flies/animal in all years of observation. The majority of the cows (83%) had few flies, whereas 17% had larger numbers. The calves were infested with few flies. Rainfall in excess of 100 mm during short periods diminished fly infestation. Weight gain in the cows without flies (treated with insecticides) as well as their calves was greater than in the control cows, but not statistically significant (P>0.05). Mean percentage pregnancy during the four years was 15% more in treated cows than the non-treated animals, and this difference was probably due to the infestation of the bulls.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Bianchin I. & Alves R.G.O. 2002. [The hornfly, Haematobia irritans: behavior and damage caused in Nellore cows and pre-weaning calves.] Mosca-dos-chifres, Haematobia irritans: comportamento e danos em vacas e bezerros Nelore antes da desmama. Pesquisa Veterinária Brasileira 22(3):109-113. Embrapa Gado de Corte, Rodovia BR 262 Km 4, Cx. Postal 154, Campo Grande, MS 79002-970, Brazil. Estudaram-se o comportamentos e os danos causados pela mosca-dos-chifres em vacas e bezerros Nelore antes da desmama. Foram utilizados dois grupos de 60 animais cada um, sendo um grupo com infestação natural de moscas e o outro sem moscas, por quatro anos consecutivos. Observou-se que o número de moscas das vacas não ultrapassou a média de 80 moscas/animal, em todos os anos experimentais. A maioria das vacas (83%) apresentou poucas moscas, enquanto a minoria (17%) teve maior quantidade. Os bezerros foram pouco infestados pelas moscas. Chuvas acima de 100 mm em curto espaço de tempo diminuíram a infestação de moscas. O ganho de peso das vacas tratadas com inseticida (sem infestação por moscas) bem como os seus bezerros foi maior do que as vacas controle, porém não foi estatisticamente significativo (P>0,05). A percentagem média de prenhez, nos quatro anos, das vacas tratadas foi 15% superior a das não tratadas e esta diferença foi causada provavelmente pela infestação de moscas nos touros.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV