Resultado da pesquisa (9)

Termo utilizado na pesquisa Pasteurella multocida

#1 - Antimicrobial susceptibility profile of historical and recent Brazilian pig isolates of Pasteurella multocida

Abstract in English:

Pasteurella (P.) multocida is the causative agent of pneumonic pasteurellosis in swine, which is commonly associated with the final stages of enzootic pneumonia or porcine respiratory disease complex. Although this syndrome is one of the most common and important diseases of pigs, data on antimicrobial susceptibility of P. multocida isolates are uncommon in Brazil. Therefore, the present study was carried out to determine and to compare antimicrobial susceptibility profile of Brazilian P. multocida isolated from pigs with lesions of pneumonia or pleuritis during two-time periods. Historical isolates (period of 1981 to 1997; n=44) and recent isolates (period of 2011 to 2012; n=50) were used to determine the MIC of amoxicillin, enrofloxacin, florfenicol and tetracycline by microbroth dilution. Florfenicol had the lowest level of resistance for both historical and recent isolates (0% and 6%, respectively), while tetracycline had the highest (20.5% and 34%, respectively). Multi-drug resistance (MDR) to amoxicillin/florfenicol/tetracycline was observed in 6% of recent isolates. There was a significant increase (p˂0.05) in resistance for amoxicillin and enrofloxacin in recent isolates compared with historic isolates (3.8% and 18%, respectively), most likely due to the selective pressure of antimicrobial usage to treat and prevent P. multocida infections. The results of this study showed an increase of isolates resistant to important drugs used in treatment of P. multocida infections in pigs, demonstrating the need for the implementation of rational use of antimicrobials in Brazilian swine industry.

Abstract in Portuguese:

Pasteurella (P.) multocida é o agente da pasteurelose pneumônica em suínos, a qual é comumente associada com o estágio final da pneumonia enzoótica suína ou complexo das doenças respiratórias dos suínos. Apesar de ser uma das doenças mais comuns e importantes na suinocultura, dados sobre suscetibilidade antimicrobiana de isolados de P. multocida são raros no Brasil. Dessa forma, o presente estudo foi realizado para determinar e comparar o perfil de suscetibilidade de isolados de P. multocida de suínos com lesões de pneumonia ou pleurite no Brasil durante dois períodos. Isolados históricos (período de 1981 a 1997; n=44) e contemporâneos (período de 2011 a 2012; n=50) foram usados para determinar a concentração inibitória mínima (CIM) de amoxicilina, enrofloxacina, florfenicol e tetraciclina através do teste de microdiluição em caldo. Florfenicol apresentou o menor nível de resistência para ambos os isolados históricos e contemporâneos (0% e 6%, respectivamente), enquanto que tetraciclina apresentou o maior nível de resistência (20.5% e 34%, respectivamente). Resistência a múltiplos antimicrobianos (amoxicilina, florfenicol e tetraciclina) foi observada em 6% dos isolados recentes. Foi observado aumento significativo (p˂0.05) na resistência a amoxicilina e enrofloxacina em isolados recentes comparado com isolados históricos (3.8% e 18%, respectivamente), provavelmente devido à pressão de seleção de antimicrobianos usados no tratamento e prevenção de infecções causadas por P. multocida. Os resultados deste trabalho demostraram o aumento de isolados resistentes a importantes drogas utilizadas no tratamento de infecções causadas por P. multocida em suínos, evidenciando a necessidade da implementação do uso racional de antimicrobianos na suinocultura brasileira.


#2 - Evaluation of the biofilm formation capacity of Pasteurella multocida strains isolated from cases of fowl cholera and swine lungs and its relationship with pathogenicity, 37(10):1041-1048

Abstract in English:

ABSTRACT.- Emery B.D., Furian T.Q., Pilatti R.M., Chitolina G.Z., Borges K.A., Salle C.T.P. & Moraes H.L.S. 2017. Evaluation of the biofilm formation capacity of Pasteurella multocida strains isolated from cases of fowl cholera and swine lungs and its relationship with pathogenicity. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(10):1041-1048. Centro de Diagnóstico e Pesquisa em Patologia Aviária, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 8824, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: brunnadeemery@hotmail.com Pasteurella multocida is a Gram-negative bacillus that causes economic losses due to the development of respiratory diseases in several animal species. Among the mechanisms of virulence, the formation of biofilms is an important factor for bacterial survival in hostile environments. Studies of biofilm formation by P. multocida are needed because P. multocida is an important pathogen involved in respiratory infections. However, in contrast to other microorganisms, few studies of biofilm formation have examined P. multocida. Studies comparing the pathogenicity of microbial strains as a function of their biofilm production capacity are also rare. Consequently, the aim of this study was to evaluate the biofilm formation capacity of 94 P. multocida strains isolated from cases of fowl cholera and from swine lungs on polystyrene plates. The associations of the biofilm formation capacity with the pathogenicity index (PI) in vivo and with the presence of four genes (screened by PCR) of the tad locus (tadB, tadD, tadE and tadG), described as adhesion markers, were also determined. Strains from both animal origins were able to form biofilms. However, most of the specimens (52.13%) were classified as weak producers, and more than 40% of the strains of P. multocida (40.42%) did not produce biofilms. There was no significant difference (p>0.05) in the degree of biofilm production between the two sources of isolation. Of the analyzed strains, 56.52% contained all four genes (tadB, tadD, tadE and tadG). The PI arithmetic mean of the strains classified as non-biofilm producers was significantly different (p<0.05) from the PI of moderate-producer strains. The PI of specimens classified as weak biofilm producers also differed significantly (p<0.05) from that of the moderate-producer strains. The results indicate that even though the P. multocida strains isolated from cases of fowl cholera and swine lungs formed biofilms on polystyrene surfaces, adhesion was usually weak. The genes tadB, tadD, tadE and tadG were not significantly associated (p>0.05) with the production of biofilms and with the origin of a given strain. Finally, low virulence strains may suggest a higher biofilm formation capacity on polystyrene plates.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Emery B.D., Furian T.Q., Pilatti R.M., Chitolina G.Z., Borges K.A., Salle C.T.P. & Moraes H.L.S. 2017. Evaluation of the biofilm formation capacity of Pasteurella multocida strains isolated from cases of fowl cholera and swine lungs and its relationship with pathogenicity. [Avaliação da capacidade de formação de biofilme por cepas de Pasteurella multocida isoladas de casos de cólera aviária e de pulmões de suínos e sua relação com a patogenicidade.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(10):1041-1048. Centro de Diagnóstico e Pesquisa em Patologia Aviária, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 8824, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: brunnadeemery@hotmail.com Pasteurella multocida é um bacilo Gram negativo que ocasiona perdas econômicas, geralmente associadas a doenças respiratórias em diversas espécies animais. Entre os mecanismos de virulência existentes, a formação de biofilmes demonstra ser um importante fator para a proteção e para a sobrevivência bacteriana em ambientes hostis. Estudos relacionados à formação de biofilmes por P. multocida são necessários, uma vez que este é um importante patógeno envolvido em infecções respiratórias. Entretanto, ainda são poucos os estudos desenvolvidos nesta área, quando comparados com aqueles envolvendo outros microrganismos. Também são os raros os estudos que comparam a patogenicidade das cepas com a sua capacidade de produção de biofilme. Neste contexto, o objetivo deste estudo foi avaliar a capacidade de formação de biofilme em placas de poliestireno de 94 cepas de P. multocida isoladas de casos de cólera aviária e de pulmões de suínos, associando-se com o índice de patogenicidade (IP) in vivo e com a presença de quatro genes do locus tad (tadB, tadD, tadE e tadG), descritos como marcadores de adesão e pesquisados através de PCR. As cepas de ambas as origens foram capazes de formar biofilme. Contudo, a maioria dos exemplares (52,12%) foi classificada como fracamente produtora e mais de 40% das cepas de P. multocida (40,42%) não produziram biofilme. Não foi observada diferença estatística (p>0,05) quanto ao grau de produção de biofilme entre as duas origens de isolamento. 56,52% das cepas analisadas apresentaram os quatro genes (tadB, tadD, tadE e tadG) concomitantemente. O IP médio das cepas classificadas como não produtoras de biofilme apresentou diferença estatística (p&#706;0,05) em relação ao IP das cepas moderadamente produtoras. Os exemplares classificados como fracamente produtores de biofilme diferiram significativamente (p&#706;0,05) do grupo de cepas moderadamente produtoras. Os resultados obtidos indicaram que, apesar de as cepas de P. multocida isoladas de casos de cólera aviária e do pulmão de suínos apresentarem capacidade de formar biofilme em superfícies de poliestireno, a adesão ocorreu geralmente de forma fraca. Os genes tadB, tadD, tadE e tadG, pertencentes ao locus tad, não apresentaram associação significativa com a produção de biofilme e nem com a origem de isolamento da cepa. Por fim, observou-se que as cepas de menor patogenicidade apresentaram uma maior capacidade de formação de biofilme em placas de poliestireno.


#3 - Anatomopathological pneumonic aspects associated with highly pathogenic Pasteurella multocida in finishing pigs, 37(10):1091-1100

Abstract in English:

ABSTRACT.- Paladino E.S., Gabardo M.P., Lunardi P.N., Morés N. & Guedes R.M.C. 2017. Anatomopathological pneumonic aspects associated with highly pathogenic Pasteurella multocida in finishing pigs. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(10):1091-1100. Departamento de Clinica e Cirurgia Veterinária, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Av. Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 31270-901, Brazil. E-mail: guedesufmg@gmail.com The bacterium Pasteurella multocida is a frequent cause of porcine respiratory disease complex in finishing pigs. Historically, the bacterium is recognized as an opportunistic agent, causing secondary bacterial pneumonia in pigs. Several Brazilian reports have suggested the ability of P. multocida to cause primary pulmonary infection that leads to the death of finishing pigs prior to slaughter. The aim of this study was to evaluate anatomopathological pulmonary findings associated with P. multocida infection that were obtained from animals with clinical respiratory disease and from animals at slaughter. Twenty-five lung samples from 14 herds of finishing pigs with acute clinical respiratory disease and 19 lungs collected at slaughter from a different set of 14 herds were studied. In all lung samples, bacterial isolation was performed, and only samples with pure P. multocida growth were included in the study. Gross and histopathological lesions were evaluated, as well as Influenza A, porcine circovirus type 2 (PCV2) and Mycoplasma hyopneumoniae co-infections. Pleuritis and pericarditis were more often observed in clinical samples (P<0.05). Moreover, there was a numerical trend indicating that pericarditis, lymphadenomegaly and cavity exudates were more often present in clinical samples. Thirteen lung samples were negative to M. hyopneumoniae, Influenza A and PCV2 by immunohistochemistry (IHC), with only P. multocida identified. In these cases, gross lesions such as pleuritis, pericarditis and lymphadenomegaly were always present, and no histologic lesions indicative of other agents such as Actinobacillus pleuropneumoniae, Actinobacillus suis or Haemophilus parasuis were observed. These findings suggest the ability of some P. multocida isolates to cause primary respiratory and systemic infection. However, in this study, it was not possible to determine specific virulence markers to explain these findings.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Paladino E.S., Gabardo M.P., Lunardi P.N., Morés N. & Guedes R.M.C. 2017. Anatomopathological pneumonic aspects associated with highly pathogenic Pasteurella multocida in finishing pigs. [Aspectos pneumônicos anatomo-patológicos associados a Pasteurella multocida de alta patogenicidade em suínos de terminação.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(10):1091-1100. Departamento de Clinica e Cirurgia Veterinária, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Av. Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 31270-901, Brazil. E-mail: guedesufmg@gmail.com A bactéria Pasteurella multocida é causa frequente do Complexo de Doenças Respiratórias dos suínos em animais de terminação. Historicamente, a bactéria é reconhecida como agente oportunista, causando pneumonia bacteriana secundária. Diversos relatos brasileiros sugerem a habilidade da P. multocida de causar infecção pulmonar primária que leva a mortalidade de animais de terminação antes do abate. O objetivo deste estudo foi avaliar achados anatomopatológicos pulmonares associados com infecção por P. multocida, obtidas de animais acometidos clinicamente por doença respiratória e de animais ao abate. Avaliou-se 25 amostras de pulmão de 14 rebanhos obtidas de animais de terminação com sinais clínicos de doença respiratória aguda, e 19 pulmões coletados ao abate de 14 rebanhos diferentes. Em todos os pulmões, realizou-se isolamento bacteriano, e apenas amostras com crescimento puro de P. multocida foram incluídas no trabalho. Avaliou-se as lesões macro e microscopicamente, assim como co-infecções por Influenza A, Circovirus suíno tipo 2 (PCV2) e Mycoplasma hyopneumoniae. Pleurite e pericardite foram mais frequentemente observadas em amostras clinicas (P<0,05). Ainda, houve tendência numérica indicando a ocorrência de linfadenomegalia e exsudação cavitária, mais presentes em amostras clínicas. Treze amostras de pulmão foram negativas para M. hyopneumoniae, Influenza A e PCV2 por imunoistoquímica (IHQ), com identificação de apenas P. multocida. Nestes casos, lesões macroscópicas como pleurite, pericardite e linfadenomegalia foram sempre presentes, sem lesões histológicas indicativas de outros agentes como Actinobacillus pleuropneumoniae, Actinobacillus suis ou Haemophilus parasuis. Estes achados sugerem a habilidade de alguns isolados de P. multocida de causarem quadro respiratório primário e infecção sistêmica. No entanto, neste estudo, não foi possível determinar marcadores de virulência específicos para justificar tais achados.


#4 - Identification of differentially expressed transcripts by Pasteurella multocida iron-starved condition, 36(10):965-970

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silva M.I.V., Chitarra C.S., Oliveira Filho J.X., Morés N., Ito A.T.H., Rocha I.S.M., Nakazato L. & Dutra V. 2016. [Identification of differentially expressed transcripts by Pasteurella multocida iron-starved condition.] Identificação de transcritos diferencialmente expressos por Pasteurella multocida em condições de privação de ferro. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(10):965-970. Laboratório de Microbiologia e Biologia Molecular Veterinária, Universidade Federal do Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Bairro Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: valdutra@ufmt.br Iron (Fe) is an essential element and the ability to acquire it in vivo has been described in several pathogens as virulence factors. Global analyses of transcripts during iron deprivation have been described by microarray studies, however recently RNA-seq analysis showed superior results. The high pathogenic swine strain of Pasteurella multocida (BRMSA 1113) was grown in two conditions with different concentrations of Fe (control and deprivation) in order to analyze the differentially expressed transcripts. The total RNA of the two conditions was extracted and sequenced by new generation Ion Torrent plataform. Data were analyzed in Ion Reporter™ Software and processed in Rockhopper software. Sequence analysis shows 1,341,615 readings with median length of 81pb, with 96% of alignment to the reference genome Pasteurella multocida strain 3489, and 98.8% accuracy. Reads mapping to genome of P. multocida in these two conditions detected 2,652 transcripts, which 177 (6.7%) were differentially expressed, with 93 in the control condition (Fe+) and 84 provided with iron deprivation condition (Fe-). In condition (Fe-), differential expressed transcript profile were associated to function of cellular transport (fbpABC, high-affinity Fe2+/Pb2+ permease and periplasmic protein probably involved in hight-affinity Fe2+), transcptional regulators and hypothetical proteins. The control condition (Fe+) shows differential expressed transcripts profile associated to RNA anti-sense (asRNA) energetic metabolism genes (fructose-1,6-bisphosphatase). The study showed that the Fe restriction increases the expression of genes involved in cellular transport, transcriptional regulators, hypothetical and unknown proteins, and also allowed the identification of High-affinity Fe2+/Pb2+ permease e Periplasmic protein probably involved in high-affinity Fe2+, that constitute a possible alternative route for Fe absorption.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silva M.I.V., Chitarra C.S., Oliveira Filho J.X., Morés N., Ito A.T.H., Rocha I.S.M., Nakazato L. & Dutra V. 2016. [Identification of differentially expressed transcripts by Pasteurella multocida iron-starved condition.] Identificação de transcritos diferencialmente expressos por Pasteurella multocida em condições de privação de ferro. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(10):965-970. Laboratório de Microbiologia e Biologia Molecular Veterinária, Universidade Federal do Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Bairro Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: valdutra@ufmt.br Ferro (Fe) é um elemento essencial e a capacidade de adquiri-lo in vivo têm sido descrita em diversos agentes patogênicos através de fatores de virulência. Análises de transcritos durante a privação de Fe tem sido descritos através da técnica de “microarray”, entretanto a técnica de RNA-seq recentemente tem demonstrado resultados superiores. Neste trabalho, o isolado de Pasteurella multocida (Pm 16759) altamente patogênico em suínos foi cultivado em duas condições com diferentes concentrações de Fe (controle e privação) com o objetivo de analisar transcritos diferencialmente expressos. O RNA total das duas condições foi extraído e sequenciado através da plataforma de nova geração Ion Torrent. Os dados foram analisados no Software Ion Reporter™ e processados no programa Rockhopper. Foram obtidas 1.341.615 leituras com tamanho médio de 81pb, com 96% de alinhamento com o genoma de Pasteurella multocida subsp. multocida 3480 e 98,8% de acurácia. No mapeamento das leituras das duas condições, observou-se 2,652 transcritos e destes, 177 (6,7%) foram diferencialmente expressos, sendo 93 na condição controle (Fe+) e 84 na condição de privação (Fe-). Na condição de privação de Fe, o perfil de transcritos foram associados a função de transporte celular (fbp ABC, permease de alta afinidade com Fe2+/Pb2+ e proteína periplasmática de alta afinidade com Fe2+), reguladores transcricionais e proteínas hipotéticas. O perfil na condição controle (Fe+) apresentou transcritos diferencialmente expressos associados ao RNAs anti-sense (asRNA) e genes do metabolismo energético (fructose-1,6-bisfosfatase). O estudo comprovou que a restrição de Fe aumenta a expressão de genes envolvidos no transporte celular, reguladores transcricionais, proteínas hipotéticas e desconhecidas e permitiu ainda a identificação de novos genes como a permease de alta afinidade com Fe2+/Pb2+ e proteina periplasmática de alta afinidade com Fe2+, que configuram uma possível via alternativa de absorção de Fe.


#5 - Pasteurella multocida type A as the primary agent of pneumonia and septicaemia in pigs, 35(8):716-724

Abstract in English:

ABSTRACT.- Oliveira Filho J.X., Morés M.A.Z., Rebelatto R., Agnol A.M.D., Plieski C.L.A., Klein C.S., Barcellos D.E.S.N. & Morés N. 2015. Pasteurella multocida type A as the primary agent of pneumonia and septicaemia in pigs. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(8):716-724. Embrapa Suínos e Aves, Rodovia BR-153 Km 110, Cx. Postal 21, Distrito de Tamanduá, Concórdia, SC 89700-000, Brazil. E-mail: nelson.mores@embrapa.br In order to understand better the pathological aspects and spread of Pasteurella multocida type A as the primary cause of pneumonia in pigs, was made an experiment with intranasal inoculation of different concentrations of inocula [Group (G1): 108 Colony Forming Units (CFU)/ml; G2: 107 CFU/ml; G3: 106 CFU/ml and G4: 105 CFU/ml], using two pigs per group. The pigs were obtained from a high health status herd. Pigs were monitored clinically for 4 days and subsequently necropsied. All pigs had clinical signs and lesions associated with respiratory disease. Dyspnoea and hyperthermia were the main clinical signs observed. Suppurative cranioventral bronchopneumonia, in some cases associated with necrosuppurative pleuropneumonia, fibrinous pericarditis and pleuritic, were the most frequent types of lesion found. The disease evolved with septicaemia, characterized by septic infarctions in the liver and spleen, with the detection of P. multocida type A. In this study, P. multocida type A strain #11246 was the primary agent of fibrinous pleuritis and suppurative cranioventral bronchopneumonia, pericarditis and septicaemia in the pigs. All concentrations of inoculum used (105-108 CFU/ml) were able to produce clinical and pathological changes of pneumonia, pleuritis, pericarditis and septicemia in challenged animal

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Oliveira Filho J.X., Morés M.A.Z., Rebelatto R., Agnol A.M.D., Plieski C.L.A., Klein C.S., Barcellos D.E.S.N. & Morés N. 2015. Pasteurella multocida type A as the primary agent of pneumonia and septicaemia in pigs. [Pasteurella multocida tipo A como agente primário de pneumonia e septicemia em suínos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 35(8):716-724. Embrapa Suínos e Aves, Rodovia BR-153 Km 110, Cx. Postal 21, Distrito de Tamanduá, Concórdia, SC 89700-000, Brazil. E-mail: nelson.mores@embrapa.br Para entender melhor os aspectos patológicos e disseminação de Pasteurella multocida tipo A como causa primária de pneumonia em suínos foi realizado um experimento com inoculação intranasal de diferentes concentrações de inóculos [Grupo (G1): 108 Unidades Formadoras de Colônias (UFC)/ml; G2: 107 UFC/ml; G3: 106 UFC/ml e G4: 105 UFC/ml], usando dois suínos por grupo. Esses suínos foram obtidos de um rebanho de alto status sanitário. Os animais foram monitorados clinicamente por quarto dias e subsequentemente necropsiados. Todos os suínos apresentaram sinais clínicos e lesões associadas com doença respiratória. Dispneia e hipertermia foram os principais sinais clínicos observados. Broncopneumonia cranioventral supurativa, em alguns casos associados com pleuropneumonia necrossupurativa, pleurites e pericardite fibrinosa foram mais frequentes. A doença evoluiu com septicemia, caracterizada por infartos sépticos no fígado e baço, com detecção de P. multocida. Neste estudo, P. multocida tipo A isolado 11246 foi agente primário de pleurite fibrinosa e broncopneumonia cranioventral supurativa, pericardite fibrinosa e septicemia em suínos. Todas as concentrações de inóculo utilizado (105-108 UFC/ml) foram capazes de produzir sinais clínicos e patológicos de alterações de pneumonia, pleurites, pericardites e septicemia nos animais.


#6 - Pathological and microbiological aspects of respiratory disease in fattening pigs in Brazil, 35(8):725-733

Abstract in English:

ABSTRACT.- Morés M.A.Z., Oliveira Filho J.X., Rebelatto R., Klein C.S., Barcellos D.E.N., Coldebella A. & Morés N. 2015. [Pathological and microbiological aspects of respiratory disease in fattening pigs in Brazil.] Aspectos patológicos e microbiológicos das doenças respiratórias em suínos de terminação no Brasil. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(8):725-733. Embrapa Suínos e Aves, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, BR-153 Km 110, Caixa Postal 21, Distrito de Tamanduá, Concórdia, SC 89700-000, Brazil. E-mail: nelson.mores@embrapa.br For pathological and microbiological evaluation of porcine respiratory disease in fattening pigs, seventy five animals showing respiratory distress, fever and/or cough were analyzed. These pigs were necropsied and samples were collected for histological and microbiological analysis. Bacterial isolation procedures were performed aiming to detect major swine bacterial respiratory pathogens. Also, PCR for Mycoplasma hyorhinis, and immunohistochemistry for Influenza A, porcine circovirus type 2, and Mycoplasma hyopneumoniae were carried out. Mycoplasma hyopneumoniae and Pasteurella multocida type A were the most prevalent infectious agents. The antimicrobial sensitivity of 24 samples of P. multocida type A was evaluated by minimum inhibitory concentration tests and all these samples were sensitive to doxycycline, tilmicosin and enrofloxacin. Suppurative bronchopneumonia and pleuritis were main respiratory lesions found. When P. multocida type A was present, the extension of lung lesions was increased. In 58% of the samples more than one infectious agent was identified, suggesting a high prevalence of infectious agents associations in porcine respiratory disease in Brazil.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Morés M.A.Z., Oliveira Filho J.X., Rebelatto R., Klein C.S., Barcellos D.E.N., Coldebella A. & Morés N. 2015. [Pathological and microbiological aspects of respiratory disease in fattening pigs in Brazil.] Aspectos patológicos e microbiológicos das doenças respiratórias em suínos de terminação no Brasil. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(8):725-733. Embrapa Suínos e Aves, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, BR-153 Km 110, Caixa Postal 21, Distrito de Tamanduá, Concórdia, SC 89700-000, Brazil. E-mail: nelson.mores@embrapa.br Para avaliação dos aspectos patológicos e microbiológicos de casos clínicos de doenças respiratórias em suínos de terminação foram analisados 75 suínos doentes oriundos de 36 lotes. Suínos que apresentavam sinais clínicos respiratórios evidentes foram necropsiados para avaliação macroscópica e colheita de amostras para análise histopatológica e microbiológica. Foram realizados testes de isolamento bacteriano para as principais bactérias do sistema respiratório dos suínos, PCR para Mycoplasma hyorhinis, imuno-histoquímica para Influenza A, Circovirus suíno tipo 2 e Mycoplasma hyopneumoniae. A sensibilidade antimicrobiana de 24 amostras de Pasteurella multocida tipo A foi avaliada por testes de concentração inibitória mínima para os principais antimicrobianos utilizados em suinocultura. Mycoplasma hyopneumoniae e Pasteurella multocida tipo A foram os agentes infecciosos mais prevalentes. Broncopneumonia supurativa e pleurite foram as principais lesões respiratórias encontradas. Pasteurella multocida tipo A, quando presente, aumentou a extensão das lesões pulmonares. Todas as amostras de Pasteurella multocida testadas foram sensíveis aos antimicrobianos Doxiciclina, Enrofloxacina e Tilmicosina. Em 58% das amostras foi identificado mais de um agente infeccioso, evidenciando a alta prevalência da associação de agentes nas doenças respiratórias de suínos em terminação.


#7 - Occurrence of tad genes associated with biofilm formation in isolates of Pasteurella multocida from lungs of pigs with pneumonia, 34(12):1147-1152

Abstract in English:

ABSTRACT.- Moraes D.F.S.D., Brandão L.N.S., Pitchenin L.C., Filho J.X.O., Morés N., Nakazato L. & Dutra V. 2014. [Occurrence of tad genes associated with biofilm formation in isolates of Pasteurella multocida from lungs of pigs with pneumonia.] Ocorrência de genes tad associados à formação de biofilme em isolados de Pasteurella multocida de pulmões de suínos com pneumonia. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(12):1147-1152. Laboratório de Microbiologia e Biologia Molecular, Universidade Federal do Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Bairro Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: valdutra@ufmt.br Nowadays pig intensive production systems increase microbial selection pressure favoring spread of respiratory diseases. The bacteria Pasteurella multocida is associated with various respiratory diseases in pigs under farming conditions causing high economic losses. In vitro biofilm formation has been described in P. multocida which role is described in tissue colonization, enhancing resistance to host defenses and antibiotics. The aims of this study were to analyze the occurrence of P. multocida in pig pneumonia and health lung microbiota, and occurrence of tad locus genes in these isolates. Seventy isolates of P. multocida were analyzed which sixty seven were from lungs with lesion and three from healthy lungs. Serotype A occurred mainly in lung lesion (85.71%), in healthy lung, instead, only serotype D was observed. Genes tadA, tadB, tadC, tadD, tadE, tadF and tadG were present in 89.55% isolates from lesion lung. Genes tadA, tadB and tadC were present in all isolates from healthy lungs but, tadD, tadE tadF and tadG were present in 0%, 33.3%, 33,3% and 66.6%, respectively. This work associated tadD, tadE and tadF gene positive isolates of P. multocida to lung pneumonic lesions.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Moraes D.F.S.D., Brandão L.N.S., Pitchenin L.C., Filho J.X.O., Morés N., Nakazato L. & Dutra V. 2014. [Occurrence of tad genes associated with biofilm formation in isolates of Pasteurella multocida from lungs of pigs with pneumonia.] Ocorrência de genes tad associados à formação de biofilme em isolados de Pasteurella multocida de pulmões de suínos com pneumonia. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(12):1147-1152. Laboratório de Microbiologia e Biologia Molecular, Universidade Federal do Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Bairro Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: valdutra@ufmt.br Os atuais sistemas de criação intensiva de suínos aumentam a pressão de seleção microbiana propiciando a disseminação de doenças respiratórias. A bactéria Pasteurella multocida é associada a diversas patologias respiratórias em animais submetidos a esse tipo de criação, causando grandes perdas econômicas. A formação de biofilme foi descrita in vitro em P. multocida e fatores analisados indicaram a facilitação na colonização dos tecidos, aumentando a resistência às defesas do hospedeiro e aos antibióticos. Os objetivos deste trabalho foram analisar a ocorrência de P. multocida em pneumonias de suínos e na microbiota de pulmões sem lesão e a ocorrência dos genes do lócus tad nestes isolados. Foram analisados 70 isolados de P. multocida de pulmões, sendo sessenta e sete com lesão e três sem lesão. Isolados do sorotipo A ocorreram principalmente em pulmões com lesões (85,71%), enquanto em pulmões sem lesão observou-se somente o sorotipo D. Os genes tadA, tadB, tadC, tadD, tadE tadF e tadG estavam presentes em 89,55% dos isolados de pulmões com lesões. Os genes tadA, tadB e tadC estavam presentes em todos os isolados de pulmões sem lesão, porém os genes tadD, tadE, tadF e tadG estavam presentes em 0%, 33,3%, 33,3% e 66,6%, dos isolados sem lesão, respectivamente. Neste trabalho observou-se a associação da ocorrência dos genes tadD, tadE e tadF em isolados de P. multocida e a presença de lesões em pulmões.


#8 - Detection of virulence-associated genes of Pasteurella multocida isolated from cases of fowl cholera by multiplex-PCR, 33(2):177-182

Abstract in English:

ABSTRACT.- Furian T.Q., Borges K.A., Rocha S.L.S., Rodrigues E.E., Nascimento V.P., Salle C.T.P. & Moraes H.L.S. 2013. Detection of virulence-associated genes of Pasteurella multocida isolated from cases of fowl cholera by multiplex-PCR. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(2):177-182. Centro de Diagnóstico e Pesquisa em Patologia Aviária, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 8824, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: thales.furian@ufrgs.br The current systems of breeding poultry, based on high population density, increase the risk of spreading pathogens, especially those causing respiratory diseases and those that have more than one host. Fowl Cholera (FC) is one such pathogen, and even though it represents one of several avian diseases that should be considered in the differential diagnosis of notifiable diseases that present with sudden death, the pathogenesis and virulence factors involved in FC are still poorly understood. The objective of this study was to investigate twelve genes related to virulence in 25 samples of Pasteurella multocida isolated from FC cases in the southern region of Brazil through the development of multiplex PCR protocols. The protocols developed were capable of detecting all of the proposed genes. The ompH, oma87, sodC, hgbA, hgbB, exBD-tonB and nanB genes were present in 100% of the samples (25/25), the sodA and nanH genes were present in 96% (24/25), ptfA was present in 92% (23/25), and pfhA was present in 60% (15/25). Gene toxA was not identified in any of the samples studied (0/25). Five different genetic profiles were obtained, of which P1 (negative to toxA) was the most common. We concluded that the multiplex-PCR protocols could be useful tools for rapid and simultaneous detection of virulence genes. Despite the high frequency of the analyzed genes and the fact that all samples belonged to the same subspecies of P. multocida, five genetic profiles were observed, which should be confirmed in a study with a larger number of samples.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Furian T.Q., Borges K.A., Rocha S.L.S., Rodrigues E.E., Nascimento V.P., Salle C.T.P. & Moraes H.L.S. 2013. Detection of virulence-associated genes of Pasteurella multocida isolated from cases of fowl cholera by multiplex-PCR. [Pesquisa de genes associados à virulência em cepas de Pasteurella multocida isoladas em casos de cólera aviária através da técnica de multiplex-PCR.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(2):177-182. Centro de Diagnóstico e Pesquisa em Patologia Aviária, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 8824, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: thales.furian@ufrgs.br Os atuais sistemas de criação na avicultura, baseados na alta densidade populacional, aumentam os riscos de disseminação de patógenos, especialmente das doenças respiratórias e daquelas cujos agentes etiológicos possuam mais de um hospedeiro. A Cólera Aviária (CA) apresenta estas características e apesar de representar uma das patologias aviárias que deve ser considerada para o diagnóstico diferencial de enfermidades com notificação obrigatória que cursam com morte súbita, a patogenia e os fatores de virulência envolvidos na CA ainda estão pouco elucidados. O objetivo deste trabalho foi pesquisar doze genes associados à virulência em 25 amostras de Pasteurella multocida isoladas de casos de CA na região sul do Brasil através do desenvolvimento de protocolos de multiplex-PCR. Os protocolos de multiplex-PCR desenvolvidos foram capazes de detectar todos os genes propostos. Os genes ompH, oma87, sodC, hgbA, hgbB, exBD-tonB, nanB estiveram presentes em 100% das amostras (25/25). Os genes sodA e nanH em 96% (24/25), o gene ptfA em 92% (23/25) e o gene pfhA em 60% (15/25). O gene toxA não foi identificado em nenhuma das amostras pesquisadas (0/25). Foram obtidos cinco diferentes perfis genéticos, sendo P1 (negativo para o gene toxA) o mais comum. Com este trabalho, concluiu-se que os protocolos de multiplex-PCR desenvolvidos tornam-se uma ferramenta bastante útil e rápida para a detecção simultânea dos genes de virulência. Apesar da alta frequência dos genes estudados e de todas as amostras pertencerem à mesma subespécie de P. multocida, foram observados cinco perfis genéticos, os quais devem ser confirmados em um estudo com um maior número de amostras.


#9 - Antigenic and phenotypic characterization of Pasteurella multocida strains isolated from the lungs of pigs with pneumonia and/or pleuritic lesions, 22(3):97-103

Abstract in English:

RESUMO.- Borowski S.M., Ikuta N., Lunge V., Fonseca A., Marques E. & Cardoso M. 2002. [Antigenic and phenotypic characterization of Pasteurella multocida strains isolated from the lungs of pigs with pneumonia and/or pleuritic lesions.] Caracterização antigênica e fenotípica de cepas de Pasteurella multocida isoladas de pulmões de suínos com pneumonia e/ou pleurite. Pesquisa Veterinária Brasileira 22(3):97-103. Centro de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor (CPVDF/Fepagro), Estrada do Conde 6000, Eldorado do Sul, RS 90001-970, Brazil. Email: sbrki@zaz.com.br Foi analisada a variabilidade antigênica e fenotípica de 22 cepas de Pasteurella multocida isoladas de pulmões de suínos com pneumonia e/ou pleurite. Os testes fenotípicos foram realizados pela determinação de características bioquímicas e sensibilidade a agentes antimicrobianos. Todos os isolados fermentaram manitol e sorbitol, mas nenhum arabinose; 14 foram capazes de metabolizar xilose, quatro trealose, dois dulcitol e um maltose. A análise destas características permitiu agrupar os isolados em 5 padrões bioquímicos distintos. Quanto à sensibilidade a nove agentes antimicrobianos, verificou-se grande variação, com apenas 50% dos isolados sensíveis a pelo menos sete dos nove antibióticos testados. Nenhum princípio ativo foi capaz de inibir todos os isolados. A melhor eficiência foi observada com a amoxicilina (30 mg); 72,7% dos isolados se mostraram sensíveis. A menor eficiência foi demonstrada pela espectinomicina (100 mg) com 45,5%. A caracterização antigênica consistiu na sorotipagem capsular e determinação de variabilidade do gene de proteína de membrana externa (ompH) pela reação em cadeia da polimerase (PCR) e digestão com cinco enzimas de restrição. Das 22 cepas, 21 foram compatíveis com sorotipo capsular A e uma com D. A caracterização do gene ompH agrupou os isolados em sete padrões distintos que apresentaram boa correlação com os testes bioquímicos.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Borowski S.M., Ikuta N., Lunge V., Fonseca A., Marques E. & Cardoso M. 2002. [Antigenic and phenotypic characterization of Pasteurella multocida strains isolated from the lungs of pigs with pneumonia and/or pleuritic lesions.] Caracterização antigênica e fenotípica de cepas de Pasteurella multocida isoladas de pulmões de suínos com pneumonia e/ou pleurite. Pesquisa Veterinária Brasileira 22(3):97-103. Centro de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor (CPVDF/Fepagro), Estrada do Conde 6000, Eldorado do Sul, RS 90001-970, Brazil. Email: sbrki@zaz.com.br Foi analisada a variabilidade antigênica e fenotípica de 22 cepas de Pasteurella multocida isoladas de pulmões de suínos com pneumonia e/ou pleurite. Os testes fenotípicos foram realizados pela determinação de características bioquímicas e sensibilidade a agentes antimicrobianos. Todos os isolados fermentaram manitol e sorbitol, mas nenhum arabinose; 14 foram capazes de metabolizar xilose, quatro trealose, dois dulcitol e um maltose. A análise destas características permitiu agrupar os isolados em 5 padrões bioquímicos distintos. Quanto à sensibilidade a nove agentes antimicrobianos, verificou-se grande variação, com apenas 50% dos isolados sensíveis a pelo menos sete dos nove antibióticos testados. Nenhum princípio ativo foi capaz de inibir todos os isolados. A melhor eficiência foi observada com a amoxicilina (30 mg); 72,7% dos isolados se mostraram sensíveis. A menor eficiência foi demonstrada pela espectinomicina (100 mg) com 45,5%. A caracterização antigênica consistiu na sorotipagem capsular e determinação de variabilidade do gene de proteína de membrana externa (ompH) pela reação em cadeia da polimerase (PCR) e digestão com cinco enzimas de restrição. Das 22 cepas, 21 foram compatíveis com sorotipo capsular A e uma com D. A caracterização do gene ompH agrupou os isolados em sete padrões distintos que apresentaram boa correlação com os testes bioquímicos.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV