Resultado da pesquisa (3)

Termo utilizado na pesquisa Quevedo L.S

#1 - Experimental reproduction of cyanogenic poisoning by star grass (Cynodon nlemfuensis Vanderyst var. nlemfuensis cv. “Florico”) in cattle

Abstract in English:

We experimentally reproduced star grass (Cynodon nlemfuensis Vanderyst var. nlemfuensis cv. “Florico”) poisoning in cattle. Star grass was planted in four shaded (1, 2, 3, and 4) and three sunny paddocks (5, 6, and 7) and were fertilized with the equivalent of 0, 750, 200, or 100 kg/ha urea. Fresh plant leaves were collected from each paddock and fed to 8 calves aged 5 months to 1 year at 10g/kg live weight. Clinical examinations were performed pre- and post-feeding. Fresh leaves were also subjected to sodium picrate paper and diphenylamine tests to evaluate hydrocyanic acid and nitrate concentration, respectively. Clinical signs of poisoning by the star grass cv. “Florico” in cattle were observed 5-15 minutes after ingestion; these included wobbling, muscle tremors, frequent and/or dripping urination, tachycardia, ruminal atony, depression, red ocular mucous membranes, and bright red venous blood. Three animals became severely ill, 4 manifested mild to moderate clinical signs, and 1 did not become ill. The 3 severely ill bovines received a thiosulfate and sodium nitrite solution at a dose of 40ml/100 kg live weight, intravenously (IV). Florico star grass poisoned bovines and the reaction to the sodium picrate paper and diphenylamine tests was more significant for samples cultivated in the shade and with high nitrogen fertilization. Florico grass utilization should be avoided in a silvopastoral system.

Abstract in Portuguese:

Descreve-se a reprodução experimental da intoxicação cianogênica por grama estrela (Cynodon nlemfuensis vanderyst var. nlemfuensis cv. ‘Florico’) em bovinos. A grama estrela foi plantada em quatro piquetes em área sombreada (1, 2, 3 e 4) e em três piquetes em área ensolarada (5, 6 e 7) e foram adubados com o equivalente a 0, 750, 200 ou 100kg/ha de ureia. Folhas da planta foram coletadas de cada piquete e imediatamente fornecidas na dose de 10g/Kg de peso vivo para 8 bezerros com idades entre 5 meses a 1 ano. Exames clínicos foram realizados antes e durante fornecimento da planta. Folhas verdes de estrela africana foram submetidas ao teste do papel picro-sódico para verificar a presença de ácido cianídrico e ao teste da difenilamina para avaliar a concentração de nitrato. Sinais clínicos de intoxicação pela grama estrela cv. “Florico” nos bovinos foram observados entre 5 e 15 minutos após o término da ingestão, estes incluíram andar cambaleante, tremores musculares, micção frequente e/ou em gotejamento, taquicardia, atonia ruminal, depressão, mucosas oculares e sangue venoso de coloração vermelho-vivo. Três animais adoeceram gravemente, quatro manifestaram sinais clínicos leves a moderados e um não adoeceu. Os 3 bovinos que adoeceram gravemente receberam solução de tiossulfato e nitrito de sódio na dose de 40ml/100kg de peso vivo, por via endovenosa (IV). Grama estrela florico produziu intoxicação em bovinos e a reação ao teste do papel picro-sódico e difenilamina foi mais significativa para as amostras cultivadas à sombra e com alta adubação nitrogenada. Utilização de grama florico deve ser evitada em sistema silvipastoril.


#2 - Epidemiological and clinical-pathological aspects of fasciolosis in livers of cattle slaughtered in southern Brazil, 38(9):1761-1766

Abstract in English:

ABSTRACT.- Quevedo L.S., Bruhn F.R.P., Teixeira J.L.R., Alberti T.S., Scheid H.V., Raffi M.B., Sallis E.S.V. & Schild A.L. 2018. Epidemiological and clinical-pathological aspects of fasciolosis in livers of cattle slaughtered in southern Brazil. [Aspectos epidemiológicos e clínico-patológicos de fasciolose em fígados de bovinos abatidos no sul do Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1761-1766. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: souzaquevedo@gmail.com Infection by Fasciola hepatica is an important cause of economic loss in cattle raised in Brazil and others countries. In slaughterhouses, the losses are mainly associated with condemnation of livers; however, it is believed that these losses can extend to diminished carcass yield and productivity throughout the life of the animals. Three slaughterhouses with a daily routine of approximately 15-20 cattle slaughters were monitored from July 2016 to November 2017. After sample collection, weighing, and liver assessment, statistical studies were conducted to determine disease prevalence and measurement of economic losses caused by fasciolosis through condemnation of the organ of choice of the parasite. Of the 210 livers assessed, 79 (37.6%) were condemned because of presence of F. hepatica, 87 (41.4%) were considered appropriate for human consumption, and 44 (20.9%) were considered inappropriate because of some other macroscopic lesions. The aim of this study was to estimate the prevalence of fasciolosis, correlate epidemiological and clinical-pathological aspects, and estimate the economic losses caused by the disease. It is estimated that the losses in southwestern Rio Grande do Sul state could reach R$ 36,943,532.60 (37.6%; 95% CI = 30,753,525.80 - 43,526,55.65) or US$ 11,437,626.20 (37.6%; 95% CI = 9,521,215.40 - 13,475,713.80) only because of condemnation of livers.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Quevedo L.S., Bruhn F.R.P., Teixeira J.L.R., Alberti T.S., Scheid H.V., Raffi M.B., Sallis E.S.V. & Schild A.L. 2018. Epidemiological and clinical-pathological aspects of fasciolosis in livers of cattle slaughtered in southern Brazil. [Aspectos epidemiológicos e clínico-patológicos de fasciolose em fígados de bovinos abatidos no sul do Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1761-1766. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: souzaquevedo@gmail.com A infecção por Fasciola hepatica é uma importante causa de prejuízos econômicos para o setor pecuário no Brasil e em outros países. Em frigoríficos, as perdas estão relacionadas principalmente a condenação dos fígados, porém acredita-se que esses prejuízos possam se estender a perdas no rendimento de carcaça e durante a vida produtiva do animal. Durante o período de julho de 2016 a novembro de 2017 foram realizados acompanhamentos periódicos mensais em três frigoríficos, os quais, possuem uma rotina diária de aproximadamente 15-20 abates. Após a coleta de dados, pesagem e avaliação dos fígados foram realizados estudos estatísticos para determinação da prevalência e mensuração dos prejuízos econômicos causados por fasciolose pela condenação do órgão de eleição do parasito. Dos 210 fígados avaliados, 79 (37,6%) foram condenados devido a presença de F. hepatica, 87 (41,4%) foram considerados próprios para consumo humano e 44 (20,9%) impróprios por alguma outra alteração macroscópica. O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência da fasciolose, e associar os aspectos epidemiológicos e clinico patológicos, além de estimar os prejuízos econômicos causados pela doença. Estima-se que as perdas na mesorregião Sudeste Rio-grandense possam chegar à R$ 36.943.532,60 (37,6%; IC.95% = 30.753.525,80-43.526.55,65) ou US$ 11.437.626,20 (37,6%; IC.95% = 9.521.215,40–13.475.713,80) somente devido a condenação de fígados.


#3 - Epidemiological, clinical and pathological aspects and early diagnosis of bovine seneciosis in the Western region of Rio Grande do Sul, Brazil, 37(12):1423-1429

Abstract in English:

ABSTRACT.- Krabbe A.A., Gonçalves M.A., Silveira C.S., Morais R.M., Quevedo L.S., Ribeiro P.V.R. & Anjos B.L. 2017. [Epidemiological, clinical and pathological aspects and early diagnosis of bovine seneciosis in the Western region of Rio Grande do Sul, Brazil.] Aspectos epidemiológicos, clínico-patológicos e diagnóstico precoce da seneciose bovina no Oeste do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1423-1429. Laboratório de Patologia Veterinária, Universidade Federal do Pampa, Uruguaiana, RS 97500-970, Brazil. E-mail: anjosbl@gmail.com The ingestion of Senecio spp. (ragwort) is perhaps the leading cause of death of cattle in central and southern Rio Grande do Sul, Brazil. Considering the limited information about this condition in the Western region of Rio Grande do Sul, Brazil, this paper describes main epidemiological clinical and pathological aspects of seneciosis in cattle. The assessments were made through questionnaires on 16 rural properties which had suspected cases of poisoning in cattle, from August 2011 to March 2014. During the visits were evaluated epidemiological aspects of poisoning and performed sample collection of Senecio plants for botanical identification, as well as collection of liver samples using transthoracic biopsy for confirmation of the poisoning. Senecio species most common on farms were S. brasiliensis and S. heterotrichius. From 88 cattle that failed to thrive on nine different farms, 69 animals (about 80%) were positive for chronic seneciosis with periportal fibrosis (78% of cases), megalocytosis (76% of cases) and with bile duct proliferation (68% of cases). Lesions were classified as mild, moderate or marked. The current study confirms the occurrence of this poisoning, even in cattle without evident clinical signs. The use of liver biopsy enabled the early diagnosis of poisoning and helped farmers carefully to dispose affectd cattle, as well as to recognize the real situation of poisoning in the herd and minimize economic losses.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Krabbe A.A., Gonçalves M.A., Silveira C.S., Morais R.M., Quevedo L.S., Ribeiro P.V.R. & Anjos B.L. 2017. [Epidemiological, clinical and pathological aspects and early diagnosis of bovine seneciosis in the Western region of Rio Grande do Sul, Brazil.] Aspectos epidemiológicos, clínico-patológicos e diagnóstico precoce da seneciose bovina no Oeste do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1423-1429. Laboratório de Patologia Veterinária, Universidade Federal do Pampa, Uruguaiana, RS 97500-970, Brazil. E-mail: anjosbl@gmail.com A ingestão de Senecio spp. (maria-mole) é, possivelmente, a principal causa de morte de bovinos por agentes tóxicos nas regiões central e sul do Rio Grande do Sul. Ao considerar a limitação de informações acerca dessa condição no Oeste do Rio Grande do Sul, esse trabalho objetiva descrever os principais aspectos epidemiológicos e clínico-patológicos da seneciose em bovinos nessa região. O estudo foi realizado por meio da aplicação de questionários em 16 propriedades rurais de municípios da região que apresentaram casos suspeitos da intoxicação em bovinos, de agosto de 2011 a março de 2014. Durante as visitas as propriedades foram coletadas plantas do gênero Senecio para identificação botânica, bem como se procedeu a coleta de fragmentos de fígado através de biópsia transtorácica para confirmação da intoxicação. As espécies de Senecio mais frequentes nas propriedades foram S. brasiliensis e S. heterotrichius. De um total de 88 bovinos, de nove propriedades distintas, que apresentaram falha no ganho de peso, 69 animais (aproximadamente 80%) foram positivos para seneciose crônica por apresentarem lesões características da intoxicação, tais como fibrose periportal (78% dos casos), megalocitose (76% dos casos) e proliferação de ductos biliares (68% dos casos), classificadas entre discretas e acentuadas. O trabalho confirmou a ocorrência da doença, mesmo em bovinos sem sinais clínicos evidentes. Os resultados obtidos nessas avaliações foram fundamentais para orientar proprietários e técnicos quanto às principais características da doença e às formas de controle a serem adotadas. O emprego da biópsia hepática possibilitou o diagnóstico precoce da intoxicação e auxiliou os criadores quanto ao descarte mais criterioso de bovinos e a real situação da intoxicação no rebanho, minimizando as perdas econômicas.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV