Resultado da pesquisa (17)

Termo utilizado na pesquisa Raffi M.B

#1 - Epidemiological analysis of bovine tuberculosis in the southern region of Rio Grande do Sul from 2000 to 2015

Abstract in English:

Bovine tuberculosis (BTB) is an infectious and zoonotic disease with socioeconomic importance, responsible for economic losses in livestock due to the decrease in animal productivity, mortality, bovine carcass condemnation and restriction on exportations. The objective of the present study was to evaluate the epidemiological aspects of this disease through a descriptive analysis and time series of cases of bovine tuberculosis diagnosed at the Laboratório Regional de Diagnóstico (LRD) of the Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Pelotas (UFPel) from 2000 to 2015. A survey was carried out in the LRD database of cases diagnosed as tuberculosis in cattle during this period. The incidence rate of BTB ([cases/population] x 100000) was calculated. Qualitative variables (sex, age, race, origin, type of material and presumptive diagnosis) were analyzed in a descriptive way, aiming to establish the profile of affected animals, characterize the municipalities in which the disease is originated and also fix the main referral organs for diagnosis. The time series analysis was performed using the Gretl statistical software 1.9.12 (GNU Regression, Econometric and Time-series Library). To verify the existence of the stationary distribution, the test of Dickey-Fuller was used, considering a value of p<0.05. During this period, 331 cases of BTB were diagnosed in the LRD. The present study identified that the predominant profile of the bovines affected by tuberculosis was female bovine aged more than two years old and crossbreed; the main organ sent for histopathological examination was lymph nodes. The microregion of Pelotas presented the highest incidence of the disease. There was also a tendency of a decrease in the incidence rate of this disease over the years, absence of seasonal influence in the occurrence of the disease and no cases of epidemics occurred from 2002 to 2015 in the area covered by the LRD-UFPel.

Abstract in Portuguese:

Tuberculose bovina é uma enfermidade infectocontagiosa e zoonótica, de importância socioeconômica, responsável por prejuízos econômicos na pecuária em decorrência da diminuição na produtividade animal, mortalidades, condenações de carcaças e restrições nas exportações. O objetivo do presente estudo foi avaliar os aspectos epidemiológicos, por meio de uma análise descritiva e de séries temporais, dos casos de tuberculose bovina diagnosticados no Laboratório Regional de Diagnóstico da Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas (LRD-UFPel), no período de 2000 a 2015. Foi realizado um levantamento no banco de dados do LRD dos casos diagnosticados como tuberculose em bovinos, entre os anos de 2000 e 2015. Foi calculada a taxa de incidência da tuberculose bovina ([casos/população] x 100000). As variáveis qualitativas (sexo, idade, raça, procedência, tipo de material e diagnóstico presuntivo) foram analisadas de forma descritiva, tendo como finalidade estabelecer o perfil dos animais acometidos, caracterizar os municípios de origem, e estabelecer os principais órgãos remetidos para diagnóstico. A análise de série temporal foi feita através do software estatístico Gretl 1.9.12 (GNU Regression, Econometricand Time-series Library) e para verificar a existência da estacionariedade utilizou-se o teste de Dickey-Fuller aumentado, considerando um valor de p<0,05. Durante este período foram diagnosticados 331 casos de tuberculose bovina no LRD. O presente estudo permitiu concluir que o perfil predominante dos bovinos acometidos por tuberculose foi de fêmeas, com mais de dois anos de idade e mestiças; o principal órgão encaminhado para exame histopatológico foram linfonodos e a microrregião de Pelotas apresentou a maior incidência da doença. Foi constatada, ainda, uma tendência de queda na taxa de incidência da doença ao longo dos anos analisados, ausência de influência sazonal na ocorrência da enfermidade e, não foram registrados casos de epidemias nos anos de 2002 a 2015, na área de abrangência do LRD-UFPel.


#2 - Clostridial diseases diagnosed in cattle from the South of Rio Grande do Sul, Brazil. A forty-year survey (1978-2018) and a brief review of the literature

Abstract in English:

Clostridial diseases are important causes of livestock losses in the southern Rio Grande do Sul. Since 1978 annual surveys conducted at the "Laboratório Regional de Diagnóstico" of the "Universidade Federal de Pelotas" (LRD-UFPel) have shown that clostridial diseases represent 10.40% of the bacterial diseases diagnosed in cattle and 1.65% of all diseases diagnosis in cattle over a 40-year period. The purpose of this study is to review the clinical, epidemiological and pathological aspects of the clostridial diseases diagnosed in cattle from January 1978 to December 2018 at the LRD-UFPel in the hopes that it will constitute a useful guide for field veterinary practitioners and interested farmers. We assessed and review the necropsy protocols of 6,736 cattle; these necropsies were performed either by LRD-UFPel faculty or by field veterinary practitioners; 111 outbreaks (1.65%) were diagnosed as clostridial disease, distributed as follows: 35 outbreaks of tetanus, 34 of blackleg, 23 of bacillary hemoglobinuria, 11 of malignant edema (gas gangrene), and eight of botulism. Approximately 904, from a total of 42,480 cattle at risk, died in these outbreaks.

Abstract in Portuguese:

Clostridioses são doenças produzidas por alguma das espécies do gênero Clostridium e são importantes causas de perdas pecuárias no sul do Rio Grande do Sul. Pesquisas anuais realizadas no Laboratório Regional de Diagnóstico da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas (LRD-UFPel) desde 1978 demonstraram que as clostridioses representaram 11,1% das doenças bacterianas diagnosticadas em bovinos e 1,65% de todos os diagnósticos de doenças em bovinos ao longo de 40 anos. O objetivo deste estudo é revisar os aspectos clínicos, epidemiológicos e patológicos das clostridioses diagnosticadas de janeiro de 1978 a dezembro de 2018, pelo LRD/UFPel com a intenção de que esse trabalho possa servir de guia útil para os veterinários de campo e fazendeiros interessados. Foram avaliados e revisados os protocolos de necropsia de 6.736 bovinos; essas necropsias foram realizadas pelo pessoal do LRD/UFPel ou por veterinários de campo. Cento e quatro (1,16%) casos foram diagnosticados como clostridioses, distribuídos da seguinte forma: 35 surtos de tétano, 34 de cartbúnculo sintomático, 23 de hemoglobinúria bacilar, 11 de edema maligno (gangrena gasosa) e oito de botulismo. Aproximadamente 904, de um total de 42.480 bovinos sob-risco, morreram nesses surtos.


#3 - Canine lymphomas diagnosed in the southern Brazil from 2000 to 2017: epidemiology and immunophenotype

Abstract in English:

Lymphoma is a neoplasm that originates from solid hematopoietic tissues and is one of the most common tumors in dogs. The goal of the present study was to perform a retrospective study of canine lymphomas diagnosed at the “Laboratório Regional de Diagnóstico”, at the “Faculdade de Veterinária” of the “Universidade Federal de Pelotas” (LRD-UFPel) from 2000 to 2017, to determine the epidemiology and anatomical distribution, and to evaluate the histopathological and immunohistochemical aspects of each case according to the adapted Kiel classification. The protocols for necropsies and biopsies in the laboratory were reviewed. Lymphoma was diagnosed in 77 dogs. Approximately 37.7% (29/77) of affected dogs had no defined breed, while dogs with defined breeds accounted for 58.4% (45/77) of the diagnoses. The occurrence in males (40/77) was slightly higher than that in females (36/77), and the mean age was 8.1 years (1.4-17 years). The most affected age group was between six and 10 years of age with 31 cases (40.2%). Regarding the anatomical classification, the multicentric form was the most prevalent, accounting for 71.4% (55/77) of the diagnoses. In 40 cases that immunophenotyping was performed, B-cell lymphomas represented 62.5% of the diagnoses (25/40), while T-cell lymphomas corresponded to 37.5% of the diagnoses (15/40). The degree of malignancy according to the modified Kiel classification was low in 35% of lymphomas (14/40) and high in 65% of cases (26/40). The multicentric form was more frequent in the region of influence of the LRD-UFPel. Identification of the immunophenotype can improve the quality of life and survival in affected dogs since it allows the most appropriate treatment for each patient.

Abstract in Portuguese:

O linfoma é uma neoplasia com origem nos tecidos hematopoiéticos sólidos e é um dos tumores mais frequentes em cães. O objetivo do presente trabalho foi efetuar um estudo retrospectivo dos linfomas caninos recebidos no Laboratório Regional de Diagnóstico, da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas (LRD-UFPel) de 2000 a 2017, determinando a epidemiologia e a distribuição anatômica, bem como os aspectos histopatológicos e imuno‑histoquímicos de cada caso de acordo com a classificação de Kiel adaptada. Foram revisados os protocolos de necropsias e biópsias recebidos no laboratório identificando-se 77 casos de cães com diagnóstico de linfoma. A doença afetou cães sem raça definida em 37,7% (29/77) dos casos, enquanto os cães com raças definidas tiveram 58,4% (45/77) dos diagnósticos. A ocorrência em machos (40/77) foi discretamente maior do que em fêmeas (36/77) e a idade média foi de 8,1 anos (1,4-17 anos). A faixa etária mais acometida foi entre seis e 10 anos de idade com 31 casos (40,2%). Quanto à classificação anatômica a forma multicêntrica foi a mais prevalente atingindo 71,4% (55/77) dos diagnósticos. Em 40 casos em que a imunofenotipagem foi realizada, os linfomas de células B representaram 62,5% dos casos (25/40), enquanto os linfomas de células T equivaleram a 37,5% dos diagnósticos (15/40). O grau de malignidade de acordo com a classificação de Kiel modificada foi baixo em 35% dos linfomas (14/40) e alto em 65% dos casos (26/40). Conclui-se que a forma multicêntrica é mais frequente na região de influência do LRD-UFPel e que a identificação do imunofenótipo pode melhorar a qualidade de vida e dar maior sobrevida aos cães afetados uma vez que permite o tratamento mais adequado para cada caso.


#4 - Occurrence of hydatidosis and cysticercosis in cattle in southern Rio Grande do Sul, Brazil, from 2013 to 2016, 38(10):1918-1922

Abstract in English:

ABSTRACT.- Alberti T.S., Bruhn F.R.P., Lansini V., Raffi M.B., Scheid H.V., Zamboni R., Quevedo L. & Sallis E.S.V. 2018. Occurrence of hydatidosis and cysticercosis in cattle in southern Rio Grande do Sul, Brazil, from 2013 to 2016. [Ocorrência de hidatidose e cisticercose em bovinos na região sul do Rio Grande do Sul, de 2013 a 2016.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(10):1918-1922. Departamento de Patologia Animal, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: esvsallis@yahoo.com.br Hydatidosis and cysticercosis are parasitoses caused by the larval forms of the cestodes Equinococcus spp. and Taenia spp., which belong to the Taeniidae family. Their definitive hosts are canids and humans, respectively, with ruminants as the intermediate hosts and humans as an accidental host of both diseases. These parasites are responsible for large economic losses in slaughterhouses due to condemnation of carcasses and by-products. The present study reports the mean incidence rates of hydatidosis and cysticercosis in cattle slaughtered in the southern region of Rio Grande do Sul state, Brazil. The incidence rates observed between 2013 and 2016 were 19.96% and 0.9%, respectively, with decreased tendency of occurrence of both diseases in those years. Despite the downward tendency of the diseases, hydatidosis presented high incidence. Hydatidosis performance over the years was characterized by significant increase in the number of cases, followed by marked decrease. Cysticercosis presented a decrease in number of cases at the beginning and the end of each year. These diseases have a significant socioeconomic impact as they are responsible for large losses in the livestock industry, due to reduced productivity and carcass condemnation, and represent a risk to public health.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Alberti T.S., Bruhn F.R.P., Lansini V., Raffi M.B., Scheid H.V., Zamboni R., Quevedo L. & Sallis E.S.V. 2018. Occurrence of hydatidosis and cysticercosis in cattle in southern Rio Grande do Sul, Brazil, from 2013 to 2016. [Ocorrência de hidatidose e cisticercose em bovinos na região sul do Rio Grande do Sul, de 2013 a 2016.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(10):1918-1922. Departamento de Patologia Animal, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: esvsallis@yahoo.com.br Hidatidose e cisticercose são parasitoses causadas pelas formas larvais dos cestódeos Equinococcus spp. e Taenia spp., pertencentes a família Taeniidae, possuem como hospedeiros definitivos canídeos e o homem respectivamente, sendo os ruminantes os hospedeiros intermediários, e o homem um hospedeiro acidental, em ambas as doenças. Estas parasitoses são responsáveis por grandes perdas econômicas em frigoríficos, devido a condenações de carcaças e subprodutos. O presente artigo relata que a incidência média de hidatidose e cisticercose em bovinos abatidos na região sul do Rio Grande do Sul, entre os anos de 2013 e 2016, foi de 19,96% e 0,9% respectivamente, sendo avaliada uma tendência de queda no número de casos de ambas as doenças ao longo dos anos analisados. Apesar da tendência de queda das doenças, a hidatidose apresentou uma alta incidência. O comportamento da hidatidose ao longo dos anos foi caracterizado por aumentos significativos no número de casos da doença, seguidos por acentuadas quedas. Já a cisticercose apresentou uma diminuição no número de casos no início e no final de cada ano. Estas doenças apresentam grande impacto socioeconômico, pois são responsáveis por grandes perdas na pecuária, por redução na produtividade e condenações, além de representarem um risco à saúde pública.


#5 - Epidemiological and clinical-pathological aspects of fasciolosis in livers of cattle slaughtered in southern Brazil, 38(9):1761-1766

Abstract in English:

ABSTRACT.- Quevedo L.S., Bruhn F.R.P., Teixeira J.L.R., Alberti T.S., Scheid H.V., Raffi M.B., Sallis E.S.V. & Schild A.L. 2018. Epidemiological and clinical-pathological aspects of fasciolosis in livers of cattle slaughtered in southern Brazil. [Aspectos epidemiológicos e clínico-patológicos de fasciolose em fígados de bovinos abatidos no sul do Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1761-1766. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: souzaquevedo@gmail.com Infection by Fasciola hepatica is an important cause of economic loss in cattle raised in Brazil and others countries. In slaughterhouses, the losses are mainly associated with condemnation of livers; however, it is believed that these losses can extend to diminished carcass yield and productivity throughout the life of the animals. Three slaughterhouses with a daily routine of approximately 15-20 cattle slaughters were monitored from July 2016 to November 2017. After sample collection, weighing, and liver assessment, statistical studies were conducted to determine disease prevalence and measurement of economic losses caused by fasciolosis through condemnation of the organ of choice of the parasite. Of the 210 livers assessed, 79 (37.6%) were condemned because of presence of F. hepatica, 87 (41.4%) were considered appropriate for human consumption, and 44 (20.9%) were considered inappropriate because of some other macroscopic lesions. The aim of this study was to estimate the prevalence of fasciolosis, correlate epidemiological and clinical-pathological aspects, and estimate the economic losses caused by the disease. It is estimated that the losses in southwestern Rio Grande do Sul state could reach R$ 36,943,532.60 (37.6%; 95% CI = 30,753,525.80 - 43,526,55.65) or US$ 11,437,626.20 (37.6%; 95% CI = 9,521,215.40 - 13,475,713.80) only because of condemnation of livers.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Quevedo L.S., Bruhn F.R.P., Teixeira J.L.R., Alberti T.S., Scheid H.V., Raffi M.B., Sallis E.S.V. & Schild A.L. 2018. Epidemiological and clinical-pathological aspects of fasciolosis in livers of cattle slaughtered in southern Brazil. [Aspectos epidemiológicos e clínico-patológicos de fasciolose em fígados de bovinos abatidos no sul do Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1761-1766. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: souzaquevedo@gmail.com A infecção por Fasciola hepatica é uma importante causa de prejuízos econômicos para o setor pecuário no Brasil e em outros países. Em frigoríficos, as perdas estão relacionadas principalmente a condenação dos fígados, porém acredita-se que esses prejuízos possam se estender a perdas no rendimento de carcaça e durante a vida produtiva do animal. Durante o período de julho de 2016 a novembro de 2017 foram realizados acompanhamentos periódicos mensais em três frigoríficos, os quais, possuem uma rotina diária de aproximadamente 15-20 abates. Após a coleta de dados, pesagem e avaliação dos fígados foram realizados estudos estatísticos para determinação da prevalência e mensuração dos prejuízos econômicos causados por fasciolose pela condenação do órgão de eleição do parasito. Dos 210 fígados avaliados, 79 (37,6%) foram condenados devido a presença de F. hepatica, 87 (41,4%) foram considerados próprios para consumo humano e 44 (20,9%) impróprios por alguma outra alteração macroscópica. O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência da fasciolose, e associar os aspectos epidemiológicos e clinico patológicos, além de estimar os prejuízos econômicos causados pela doença. Estima-se que as perdas na mesorregião Sudeste Rio-grandense possam chegar à R$ 36.943.532,60 (37,6%; IC.95% = 30.753.525,80-43.526.55,65) ou US$ 11.437.626,20 (37,6%; IC.95% = 9.521.215,40–13.475.713,80) somente devido a condenação de fígados.


#6 - Tuberculosis in domestic cats (Felis catus) in southern Rio Grande do Sul, 37(7):725-728

Abstract in English:

ABSTRACT.- Alves D.M., Motta S.P., Zamboni R., Marcolongo-Pereira C., Bonel J., Raffi M.B., Schild A.L. & Sallis E.S.V. 2017. [Tuberculosis in domestic cats (Felis catus) in southern Rio Grande do Sul.] Tuberculose em felinos domésticos (Felis catus) no sul do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(7):725-728. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário s/n, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: clairton.marcolongo@terra.com.br Clinical pathological aspects of four cases of tuberculosis in domestic cats in southern Rio Grande do Sul is described. A retrospective study was conducted of cats diagnosed with tuberculosis and necropsied at the Regional Diagnostic Laboratory of the Federal University of Pelotas (LRD/UFPel) from January 2000 to December 2014. In two cases, the amplification of genetic sequence IS6110 specific to Mycobacterium tuberculosis demonstrated that the disease was of human origin. The other two were positive for Mycobacterium spp. The clinical signs were characterized by progressive weight loss, anorexia, and dyspnea. The evident macroscopic changes were cachexia, swelling of submandibular lymph nodes with focal areas of caseous aspect on cut surface. The lungs had multifocal caseous areas at the pleural surface. Histologically, the cats had pneumonia and granulomatous lymphadenitis. The Ziehl-Neelsen staining revealed the presence of alcohol-acid resistant bacteria. There was a positive immunostaining for mycobacteria by immunohistochemistry technique. We alert to the importance of feline tuberculosis as a public health problem, because infected cats may serve as source for dissemination of mycobacteria in the environment, and be sentinels for the occurrence of the disease in humans.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Alves D.M., Motta S.P., Zamboni R., Marcolongo-Pereira C., Bonel J., Raffi M.B., Schild A.L. & Sallis E.S.V. 2017. [Tuberculosis in domestic cats (Felis catus) in southern Rio Grande do Sul.] Tuberculose em felinos domésticos (Felis catus) no sul do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(7):725-728. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário s/n, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: clairton.marcolongo@terra.com.br Descrevem-se os aspectos clínico patológicos de quatro casos de tuberculose em felinos domésticos no Sul do Rio Grande do sul. Foi realizado um estudo retrospectivo dos casos diagnosticados como tuberculose em gatos necropsiados no Laboratório Regional de Diagnóstico da Universidade Federal de Pelotas (LRD/UFPel) no período de janeiro de 2000 a dezembro de 2014. Em dois casos a amplificação da sequência genética IS6110 específica para Mycobacterium tuberculosis demonstrou que a doença era de origem humana. Os outros dois foram positivos para Mycobacterium spp. Os sinais clínicos caracterizaram-se por emagrecimento progressivo, anorexia e dispneia. As alterações macroscópicas evidenciadas eram de caquexia, aumento de volume dos linfonodos submandibulares com áreas focais de aspecto caseoso ao corte. Nos pulmões havia áreas multifocais a coalescentes amareladas de aspecto caseoso, discretamente elevadas e firmes na superfície pleural. Histologicamente havia broncopneumonia e linfadenite granulomatosas. A coloração de Ziehl-Neelsen evidenciou a presença de bacilos álcool-ácidos resistentes. Houve imunomarcação positiva para micobactéria pela técnica de imuno-histoquímica. Alerta-se para a importância da tuberculose felina como um problema de saúde pública pois gatos infectados podem servir de fonte para a disseminação das micobactérias no ambiente, além de serem sentinelas para a ocorrência da enfermidade em seres humanos.


#7 - Cattle in silvipasture system with eucalyptus: a risk for Ramaria flavo-brunnescens poisoning, 34(7):659-662

Abstract in English:

ABSTRACT.- Alves D.M., Marcolongo-Pereira C., Tavares L.A., Molarinho K.R., Raffi M.B., Schild A.L. & Sallis E.S.V. 2014. [Cattle in silvipasture system with eucalyptus: a risk for Ramaria flavo-brunnescens poisoning.] Criação de bovinos em sistema silvipastoril com eucalipto: um risco para intoxicação por Ramaria flavo-brunnescens. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(7):659-662. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: esvsallis@yahoo.com.br The aim of this study was to describe and discuss the epidemiological aspects of spontaneous outbreaks of poisoning by Ramaria flavo-brunnescens in cattle maintained in silvipasture system in Southern Brazil. Three outbreaks of the disease between 2011 and 2013 were diagnosed. In two outbreaks morbidity was 35% and 37.4%, and the mortality rate was 36.12% and 16%, respectively. The fatality rate in these outbreaks was 45.71% and 96.55%. The diagnosis was confirmed by the epidemiology and the presence of the mushroom in the areas where the cattle grazed, in addition to the clinical signs, gross and histological lesions. The climatic data of temperature, humidity and rainfall were statistically analyzed and no significant differences were observed between the years 2007-2013. It was not possible to confirm that the presence of R. flavo-brunnescens in eucalyptus groves is associated with rainy autumns and warm dry summers. It is likely that other factors are associated with the presence of the mushroom in the woods and its toxicity. The soil and type of forest planted may also determine the presence of the mushroom in the area. It is possible that the species of eucalyptus is also a determining factor for the occurrence of the mushroom, since in many eucalyptus forests R. flavo-brunnescens does not occur. The recognition of the mushroom by workers and farmers and the time for its development in the eucalyptus woods is essential to minimize economic losses caused by the poisoning.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Alves D.M., Marcolongo-Pereira C., Tavares L.A., Molarinho K.R., Raffi M.B., Schild A.L. & Sallis E.S.V. 2014. [Cattle in silvipasture system with eucalyptus: a risk for Ramaria flavo-brunnescens poisoning.] Criação de bovinos em sistema silvipastoril com eucalipto: um risco para intoxicação por Ramaria flavo-brunnescens. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(7):659-662. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: esvsallis@yahoo.com.br O objetivo deste trabalho foi descrever e discutir os aspectos epidemiológicos de surtos de intoxicação espontânea por Ramaria flavo-brunnescens em bovinos criados em sistema silvippastoril na região sul do Rio Grande do Sul. Foram diagnosticados três surtos da enfermidade entre 2011 e 2013. Em dois surtos a morbidade foi de 35% e 37,4% e a mortalidade foi de 36,12% e 16%, respectivamente. A letalidade nos surtos foi de 45,71% e 96,55%. O diagnóstico foi confirmado pela epidemiologia e presença do cogumelo nas áreas onde os bovinos estavam, além dos sinais clínicos e lesões macroscópicas e histológicas características. Os dados climáticos de temperatura, umidade e precipitação pluviométrica foram analisados estatisticamente; não se observou diferenças de 2007 a 2013. Não foi possível confirmar se a presença de R. flavo-brunnescens nos bosques de eucaliptos está associada a outonos chuvosos e quentes após verões secos. É provável que outros fatores estejam associados à presença do cogumelo nos bosques e à sua toxicidade. A influência do solo e a finalidade da mata plantada podem também, determinar a presença ou não do cogumelo na área. É provável que a espécie de eucalipto seja também um fator determinante para a ocorrência do cogumelo, já que em muitas matas deste gênero o vegetal R. flavo-brunnecens não ocorre. O reconhecimento do cogumelo por trabalhadores e produtores rurais e a época em que o mesmo se desenvolve nos bosques de eucalipto é fundamental para minimizar as perdas econômicas causadas pela intoxicação.


#8 - Equine diseases in Southern Brazil, 34(3):205-210

Abstract in English:

ABSTRACT.- Marcolongo-Pereira C., Estima-Silva P., Soares M.P., Sallis E.S.V., Grecco F.B., Fernandes C.G., Raffi M.B. & Schild A.L. 2014. [Equine diseases in Southern Brazil.] Doenças de equinos na região Sul do Rio Grande do Sul. PesquisaVeterináriaBrasileira 34(3):205-210. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário, Rua Gomes Carneiro 1, Pelotas, RS 96010-610, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br A retrospective study of the diagnoses of injuries and deaths in equine in Southern Brazil was conducted between 1978 and 2012. All necropsy protocols and other materials of the Regional Diagnostic Laboratory of the Veterinary School of the Federal University of Pelotas were reviewed. The collected data consisted of 2,026 equine materials, including 514 necropsy protocols of and 1,512 other biologic materials, including the protocols of biopsies, organs, swabs, feces, blood, and skin scrapings. From the resulting 2,026 diagnoses, 467 (23.05%) corresponded to neoplasms and tumor like lesions; 168 (8.29%) to parasitic diseases; 135 (6.66%) to bacterial diseases; 31 (1.53%) to viral diseases; 86 (4.24%) to diseases caused by fungi and oomycetes; 50 (2.47%) to intoxication and poisoning by mycotoxins; 9 (0.44%) to metabolic diseases; 60 (2.96%) to other diseases; and 75 (3.70%) to non-transmittable diseases of the digestive tract. Three hundred twenty cases (15.79%) were classified as diseases of unknown etiology. Other diagnoses accounted for 489 of the total 2,026 cases (24.14%). In 44 (8.56%) of the 514 necropsies and 91 (9.47%) of the 961 biopsies of organs mailed into the laboratory, the diagnoses were inconclusive, totaling 135 (9.15%) of the 1,475 in the category. This study demonstrates the importance of skin lesions in horses, as 31.88% (642) of the biopsies received were lesions on the skin of the animals. The most significant tumors observed were equine sarcoid, at 33.18%, and squamous cell carcinoma, at 7.94%. The most common observed causes of death were leucoenceflomalacia (7.59%), rabies (3.70%) thromboembolism by Strongylus vulgaris (2.33%) and monocytic ehrlichiosis (1.75%).

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Marcolongo-Pereira C., Estima-Silva P., Soares M.P., Sallis E.S.V., Grecco F.B., Fernandes C.G., Raffi M.B. & Schild A.L. 2014. [Equine diseases in Southern Brazil.] Doenças de equinos na região Sul do Rio Grande do Sul. PesquisaVeterináriaBrasileira 34(3):205-210. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário, Rua Gomes Carneiro 1, Pelotas, RS 96010-610, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br Foi realizado um estudo retrospectivo dos diagnósticos de causas de morte e de lesões em equinos na região Sul do Rio Grande do Sul entre 1978 e 2012. Foram revisados os protocolos de necropsia e materiais desta espécie encaminhados ao Laboratório Regional de Diagnóstico da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas no período. Foram recebidos 514 cadáveres de equinos e 1500 materiais (biopsias, órgãos, suabes, fezes, sangue e raspado de pele), totalizando 2026 materiais de equinos recebidos no período. Dos 2026 casos 467 (23,05%) corresponderam a neoplasmas e lesões tumorifores, 168 (8,29%) a doenças parasitárias; 135 (6,66%) a doenças bacterianas, 31 (1,53%) a doenças virais, 86 (4,24%) a doenças causadas por fungos e oomicetos, 50 (2,47%) a intoxicações e micotoxicoses, nove (0,44%) a doenças metabólicas, 60 (2,96%) a outras doenças e 75 (3,70%) a doenças não transmissíveis do trato digestivo. Trezentos e vinte (15,79%) foram classificados como doenças de etiologia indeterminada. Outros diagnósticos representaram 489/2026 (24,14%) casos. Em 44/514 (8,56%) das necropsias e em 91/961 (9,47%) de biopsias e órgãos remetidos ao laboratório o diagnóstico foi inconclusivo, perfazendo um total de 135/1475 (9,15%) casos incluídos nesta categoria. Ficou evidenciado neste trabalho a importância das lesões dermatológicas em equinos, sendo que 31,88% (642/2014) dos casos recebidos eram biopsias de lesões observadas na pele dos animais. Os principais tumores encontrados foram o sarcoide equino com 33,18% e o carcinoma de células escamosas com 7,94% das biopsias recebidas. Algumas causas de morte mais importantes diagnosticadas no período foram a leucoencefalomalacia (7,59%), a raiva (3,70%), o tromboembolismo por Strongylus vulgaris (2,33%) e a erliquiose monocítica (1,75%).


#9 - Acute fasciolosis in cattle in southern Brazil, 33(6):705-709

Abstract in English:

ABSTRACT.- Adrien M.L., Schild A.L., Marcolongo-Pereira C., Fiss.L., Ruas J.L., Grecco F.B. & Raffi M.B. 2013. Acute fasciolosis in cattle in southern Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(6):705-709. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário s/n, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br This study describes the epidemiological and pathological aspects of an outbreak of acute fasciolosis in cattle in southern Brazil. Fifteen out of 70 three-year-old pregnant cows lost weight in the 30-40 days prior to calving. Clinical signs included diarrhea, weakness, mild anemia and jaundice. Dark yellow fluid in the abdominal cavity was observed at necropsy. Fibrin and clotted blood were adhered to the pericardium and lung, primarily in the diaphragmatic lobes. The liver was enlarged, and the capsular surface was irregular with clear areas and petechiae. At the cut surface, the liver was irregular, firm and edematous, and several hemorrhagic channels could be observed. Areas of fibrosis through the parenchyma and whitish thrombi occluding the great vessels were also observed. The livers of 10 cows that not died were condemned at slaughter for lesions of fasciolosis similar to those observed at necropsy. Microscopically, the liver showed areas of coagulation necrosis, extensive hemorrhages in the streaks or foci and disruption of the parenchyma with neutrophil and eosinophil infiltration. Fibrosis and bile duct proliferation were also observed. Immature Fasciola hepatica flukes were observed in the parenchyma surrounded by degenerated hepatocytes, neutrophils, eosinophils, and hemorrhages. The outbreak occurred on a farm located in an area endemic for fasciolosis, although the acute form of the disease is not common in cattle in this region. It is likely that the cows were infected by F. hepatica metacercariae released in the late fall or early spring in the rice stubble where the herd was grazing prior to calving. Although mortality due to fasciolosis in cattle is infrequent, outbreaks can occur and treatments that are effective in both the immature and adult forms of the parasite should be administered to prevent economic losses.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Adrien M.L., Schild A.L., Marcolongo-Pereira C., Fiss.L., Ruas J.L., Grecco F.B. & Raffi M.B. 2013. Acute fasciolosis in cattle in southern Brazil. [Fasciolose aguda em bovinos no Sul do Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(6):705-709. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário s/n, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br Descrevem-se os aspectos epidemiológicos e patológicos de um surto de fasciolose aguda diagnosticado em bovinos na região sul do Rio Grande do Sul. De um lote de 70 vacas de três anos de idade 15 apresentaram perda de peso 30-40 dias antes da parição. Dessas, 10 vacas abortaram e 5 morreram. Os sinais clínicos caracterizaram-se por diarreia, fraqueza, anemia discreta e icterícia. Na necropsia havia líquido escuro na cavidade abdominal. Na cavidade torácica havia fibrina e coágulos de sangue aderidos ao pericárdio e pulmões, principalmente nos lobos diafragmáticos. O fígado estava aumentado de tamanho e a superfície capsular estava irregular com áreas claras e petéquias. A superfície de corte estava irregular, firme e edematosa e podiam ser observadas estrias hemorrágicas através do parênquima. Áreas de fibrose e trombos esbranquiçados ocluindo vasos sanguíneos foram, também, observados. Os fígados das 10 vacas que não morreram foram condenados no abate por lesões de fasciolose similares às observadas na necropsia. Microscopicamente, o fígado apresentava áreas de necrose de coagulação, focos de hemorragia acentuada e desorganização do parênquima com acentuada infiltração de neutrófilos e eosinófilos. Havia, ainda, fibrose e hiperplasia de células de ductos biliares. Formas imaturas de Fasciola hepatica foram observadas no parênquima rodeadas por hepatócitos em degeneração, neutrófilos e eosinófilos, e hemorragia. O surto ocorreu em uma propriedade localizada em uma área endêmica para a fasciolose, embora a forma aguda da enfermidade não seja frequente em bovinos nesta região. É provável que as vacas tenham se infectado pelas metacercárias liberadas do hospedeiro intermediário no final do outono ou no início da primavera na resteva de arroz onde foram colocadas antes da parição. Embora mortalidade em bovinos devido à fasciolose seja infrequente, surtos podem ocorrer e a utilização de fasciolicidas eficientes para controlar as formas imaturas ou adultas deste parasita devem ser administradas aos bovinos para evitar eventuais perdas econômicas.


#10 - Epidemiology of equine pythiosis in southern of Rio Grande do Sul State, Brazil, 32(9):865-868

Abstract in English:

ABSTRACT.- Marcolongo-Pereira C., Sallis E.S.V., Raffi M.B., Pereira D.I.B., Hinnah F.L., Coe- lho A.C.B. & Schild A.L. 2012. [Epidemiology of equine pythiosis in southern of Rio Grande do Sul State, Brazil.] Epidemiologia da pitiose equina na Região Sul do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(9):865-868. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário s/n, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br A survey of cases of equine pythiosis received by the Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, from January 1979 to July 2011, was made to determine the epidemiological conditions in which the disease occurs in southern Rio Grande do Sul. Samples from 1888 horses were received; 435 samples were from the integumentary system, of which 63 (14.5%) corresponded to pythiosis. The affected animals were of both sexes and their age ranged from 8 months to 22 years. Crioulo was the most prevalent breed. Most cases of pythiosis were sent to the laboratory between March and June. The evolution of the lesions due to pythiosis ranged from 2 weeks to 1 year. The municipalities with the greatest number of cases were Pelotas (22/63), Santa Vitória do Palmar (15/63) and Rio Grande (8/63). With respect to the climatic data, in most cases the maximum temperature in the probable month of infection was above or close to 30°C during at least one day. The observation of cases in the colder seasons of the year could be due to the stagnant water temperature higher than the temperature of the air, which allows the development of infective structures of Pythium insidiosum.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Marcolongo-Pereira C., Sallis E.S.V., Raffi M.B., Pereira D.I.B., Hinnah F.L., Coe- lho A.C.B. & Schild A.L. 2012. [Epidemiology of equine pythiosis in southern of Rio Grande do Sul State, Brazil.] Epidemiologia da pitiose equina na Região Sul do Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(9):865-868. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário s/n, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br Foi realizado um levantamento dos casos de pitiose equina recebidos no Laboratório Regional de Diagnóstico da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas, no período de janeiro de 1979 a julho de 2011, com o objetivo de determinar as condições epidemiológicas em que a doença ocorre na região sul do Rio Grande do Sul. Nesse período foram recebidos 1888 materiais de equinos, dos quais, 435 eram provenientes do sistema tegumentar e 63 (14,5%) corresponderam à pitiose. Os animais afetados eram de ambos os sexos com idades variando entre oito meses e 22 anos. A raça mais frequentemente afetada foi a Crioula. A maioria dos casos de pitiose foi encaminhada ao laboratório entre março e junho. A evolução das lesões de pitiose variou de duas semanas até um ano. Os municípios com maior número de casos de pitiose foram Pelotas (22/63) Santa Vitória do Palmar (15/63) e Rio Grande (8/63). Foi observado que na maioria dos casos, no mês provável de infecção a temperatura máxima foi superior ou próxima a 30°C em pelo menos um dia. A observação de casos em épocas mais frias do ano pode ser devido ao fato da temperatura de águas estagnadas ser mais elevada que a temperatura ambiental o que permite o desenvolvimento das estruturas infectantes de Pythium insidiosum.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV