Resultado da pesquisa (3)

Termo utilizado na pesquisa Raiva em bovinos

#1 - Epidemiological study of rabies in cattle in southern Brazil: spatial and temporal distribution from 2008 to 2017, 39(7):460-468

Abstract in English:

Rabies affects several domestic species, causing significant economic losses due to the death of animals in characteristic areas of the southern region of Rio Grande do Sul. In this context, this work aimed to study the epidemiology of rabies outbreaks observed in cattle from January 2008 to December 2017, through its space and time distribution in the southern region of Rio Grande do Sul. We performed an observational and ecological retrospective through the analysis of data recorded in necropsy protocols performed in cattle at the "Laboratório Regional de Diagnóstico" of the "Universidade Federal de Pelotas" (LRD UFPel). A descriptive data analysis aimed at evaluating the distribution of cases over time. The statistical analysis was performed with Gretl statistical software 1.9.12 (GNU Regression, Econometric, and Time-series Library). To the existence of stationarity was verified with the Dickey-Fuller test, considering a value of p<0.05. From January 2008 to December 2017, 1418 bovine diagnostic materials were received at the LRD-UFPel, and 160 outbreaks of rabies were confirmed in 160 farms located in the 24 municipalities of the LRD-UFPel area of influence. We observed 591 cattle out of a total of 25,886 infected with the virus. We conclude that rabies does not exhibit seasonality in the study region, with a tendency to decrease in frequency in the next years. The disease has an epidemic characteristic in most of the analyzed months (2012 2014), remaining endemic in the remaining period (2011, 2015 and 2016) with sporadic episodes of epidemics in these years. We also observed that as the incidence of the disease increased in the animals and in the properties, there was a geographical spread of the virus for the majority (54.16%) of the municipalities in the area of influence of the LRD-UFPel.

Abstract in Portuguese:

A raiva afeta várias espécies domésticas, causando perdas econômicas significativas pela morte de animais em áreas bem características da região Sul do Rio Grande do Sul. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi estudar a epidemiologia dos surtos de raiva observados em bovinos de janeiro de 2008 a dezembro de 2017, por meio de sua distribuição no espaço e no tempo na região sul do Rio Grande do Sul. Foi realizado um estudo observacional e ecológico retrospectivo, por meio da análise de dados registrados nos protocolos de necropsias realizadas em bovinos no Laboratório Regional de Diagnóstico da Universidade Federal de Pelotas (LRD-UFPel). Foi feita análise descritiva dos dados para avaliar a distribuição dos casos ao longo do tempo. Para a análise temporal foi utilizado o software estatístico Gretl 1.9.12 (GNU Regression, Econometricand Time-series Library). Para verificar a existência da estacionariedade utilizou-se o teste de Dickey-Fuller aumentado, considerando um valor de p<0,05. No período de janeiro de 2008 a dezembro de 2017, foram recebidos no LRD-UFPel 1418 materiais de bovinos para diagnóstico, sendo confirmados 160 surtos de raiva em 160 propriedades situadas nos 24 municípios da área de influência do LRD-UFPel. O número de animais infectados pelo vírus foi de 591 bovinos de um total de 25.886. O presente estudo permitiu concluir que a raiva não tem sazonalidade na região do estudo, tendo tendência de queda na frequência nos próximos anos. A doença tem característica epidêmica na maioria dos meses analisados (2012-2014), mantendo se endêmica no período restante (2011, 2015 e 2016) com episódios esporádicos de epidemias nestes anos. Observou se ainda, que na medida em que aumentou a incidência da doença nos animais e nas propriedades, houve disseminação geográfica do vírus para a maioria (54,16%) dos municípios da área de influência do LRD-UFPel.


#2 - Bovine rabies: economic loss and its mitigation through antirabies vaccination

Abstract in English:

Rabies is among the most common neurological disease in cattle in Brazil, causing significant economic losses. Data on the economic impact of rabies in livestock are available in several countries. However, in Brazil, these data focus mainly on the public health point o view, emphasizing the costs related to the prevention of rabies in humans, in dogs, or wildlife. Specific studies carried out in different regions of Brazil indicate critical economic losses caused by rabies in cattle in this country. However, the studies on the losses caused by the disease in cattle lack a detailed analysis of the affected rural properties based on data from official disease control agencies. The objective of this work was to evaluate the economic impact of bovine rabies, and its mitigation through antirabies vaccination in rural properties in Mato Grosso do Sul, Midwestern Brazil.

Abstract in Portuguese:

A raiva é uma das doenças neurológicas mais comuns em bovinos no Brasil, causando perdas econômicas significativas. Dados sobre o impacto econômico da raiva em bovinos de vários países estão disponíveis. No entanto, no Brasil, esses dados enfocam principalmente o ponto de vista de saúde pública, enfatizando os custos relacionados à prevenção da raiva em humanos, em cães ou animais silvestres. Estudos pontuais realizados em diferentes regiões do Brasil indicam perdas econômicas importantes causadas pela raiva em bovinos no país. No entanto, os estudos sobre as perdas causadas pela doença em bovinos carecem de uma análise detalhada das propriedades rurais afetadas com base em dados das agências oficiais de controle de doenças. O objetivo deste trabalho foi avaliar o impacto econômico da raiva bovina e sua mitigação através da vacinação antirrábica em propriedades rurais de Mato Grosso do Sul, no Centro-Oeste do Brasil.


#3 - Rabies in cattle in southern Rio Grande do Sul: Epidemiology and immunohistochemistry diagnosis, 31(4):331-335

Abstract in English:

ABSTRACT.- Marcolongo-Pereira C., Sallis E.S.V., Grecco F.B., Raffi, M.B., Soares M.P. & Schild A.L. 2011. [Rabies in cattle in southern Rio Grande do Sul: Epidemiology and immunohistochemistry diagnosis.] Raiva em bovinos na Região Sul do Rio Grande do Sul: epidemiologia e diagnóstico imuno-histoquímico. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(4):331-335. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário s/n, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br A retrospective study of paralytic rabies in cattle in southern Rio Grande do Sul, Brazil, diagnosed from 1978 to 2007 by the Regional Diagnostic Laboratory (LRD) of the Veterinary School, Federal University of Pelotas (UFPel), with 77 outbreaks or isolated cases of paralytic rabies in cattle, is reported. A study of 11 outbreaks of rabies, observed from 2008 to 2010 in the same region, where 42 cattle aged 1-6 years died from a total of 686 at risk, with a clinical course of 4 to 14 days, was also made. The morbidity of all outbreaks diagnosed from 1978-2010 ranged from 0.37% to 20%; 24 cases occurred in autumn, 7 in spring, 14 in summer, and 16 in winter. The diagnosis was achieved by epidemiology, clinical signs and histological lesions. Immunohistochemistry using rabies virus polyclonal antibody was positive in all cases. In two cases non-suppurative meningoencephalitis was not observed, and the diagnosis was confirmed by immunohistochemistry. This technique is an important tool for the diagnosis of rabies and should be used in all suspected cases in which no evidence of encephalitis is observed.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Marcolongo-Pereira C., Sallis E.S.V., Grecco F.B., Raffi, M.B., Soares M.P. & Schild A.L. 2011. [Rabies in cattle in southern Rio Grande do Sul: Epidemiology and immunohistochemistry diagnosis.] Raiva em bovinos na Região Sul do Rio Grande do Sul: epidemiologia e diagnóstico imuno-histoquímico. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(4):331-335. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário s/n, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br Foi realizado um estudo retrospectivo de casos de raiva paralítica em bovinos na área de influência do Laboratório Regional de Diagnóstico (LRD) da Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), ocorridos em 1978-2007. Foram estudados também 11 surtos de raiva observados em 2008-2010, na mesma região. Neste período morreram 42 animais de um total de 686 sob risco. A idade dos animais foi de 1-6 anos e o curso clínico de 4-14 dias. No estudo retrospectivo de 1978-2007 foram identificados 77 surtos ou casos isolados de raiva paralítica em bovinos. A morbidade em todos os surtos diagnosticados em 1978-2010 variou de 0,37% a 20%. Vinte e quatro casos ocorreram no outono, sete na primavera, 14 no verão e 16 no inverno. O diagnóstico foi realizado pela epidemiologia, sinais clínicos e lesões histológicas observadas. No estudo dos casos de raiva paralítica em bovinos ocorridos a partir de 2008, o diagnóstico foi confirmado pela técnica de imuno-histoquímica utilizando anticorpo policlonal anti-virus rábico. Em dois destes casos não foi observada meningoencefalite não-supurativa, porém a imuno-histoquímica demonstrou a presença do antígeno viral. Esta técnica é uma importante ferramenta para o diagnóstico de raiva, devendo ser utilizada em todos os casos suspeitos nos quais não se evidenciam lesões de encefalite.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV