Resultado da pesquisa (19)

Termo utilizado na pesquisa Raymundo D.L

#1 - Experimental poisoning by Brachiaria decumbens in rabbits, 38(10):1885-1889

Abstract in English:

ABSTRACT.- Utiumi K.U., Albuquerque A.S., Burque A.S., Souza F.R., Sonne L., Varaschin M.S., Raymundo D.L. & Peconick A.P. 2018. Experimental poisoning by Brachiaria decumbens in rabbits. [Intoxicação experimental por Brachiaria decumbens em coelhos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(10):1885-1889. Setor de Medicina Veterinária Preventiva, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: ki_uemura@yahoo.com.br Brachiaria spp. are important sources of forage for ruminants in Brazil, due to the easy cultivation, good resistance to drought, good adaptation to different soils and low maintenance cost. However, the ingestion of this grass has been related to photosensitization outbreaks in cattle and sheep with significant economic losses. The hepatotoxic effects related to the ingestion of grass are the formation of crystals and foamy macrophages due to the accumulation of toxic metabolites. The use of cattle and sheep in experiments involving the plant presents several obstacles in the ethical, economic and animal management. The objective of this study was to evaluate the sensitivity of rabbits as an experimental model for B. decumbens poisoning. Two experiments were carried out. In Experiment 1 four rabbits received the fresh plant in daily doses of 10, 20, 40 and 80g/kg body weight for 120 days. In Experiment 2 three rabbits received the fresh plant in amounts of 500g daily with duration of 210 days. The animals of Experiment 1 showed no clinical signs and no macroscopic and microscopic changes characteristic of B. decumbens poisoning. In Experiment 2 the animals also showed no clinical signs or significant macroscopic alterations. Histological analysis showed isolated foamy macrophages or present in random groups of cells in the liver and mesenteric lymph nodes. Samples of liver and mesenteric lymph nodes of the rabbits of Experiment 2 were submitted to the lectin-histochemistry technique. The WGA, sWGA and RCA lectins showed reactivity in foamy macrophages in both organs. This is the first study of our knowledge that demonstrates histopathological lesions caused expetimentally by Brachiaria spp. in rabbits, demonstrating its potential as an animal model.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Utiumi K.U., Albuquerque A.S., Burque A.S., Souza F.R., Sonne L., Varaschin M.S., Raymundo D.L. & Peconick A.P. 2018. Experimental poisoning by Brachiaria decumbens in rabbits. [Intoxicação experimental por Brachiaria decumbens em coelhos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(10):1885-1889. Setor de Medicina Veterinária Preventiva, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: ki_uemura@yahoo.com.br Brachiaria ssp. são importantes fontes de forragem para ruminantes no Brasil, devido ao fácil cultivo, boa resistência a seca, boa adaptação a diferentes solos e baixo custo de manutenção. Entretanto, a ingestão desta gramínea está relacionada a surtos de fotossensibilização, em bovinos e ovinos, principalmente, ocasionando prejuízos econômicos significativos. Os efeitos hepatotóxicos relacionados à ingestão da gramínea são a formação de cristais e macrófagos espumosos causados pelo acúmulo de metabólitos tóxicos. A utilização de bovinos e ovinos em experimentos envolvendo a planta apresenta vários empecilhos, tanto no âmbito ético, econômico e no manejo dos animais. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a sensibilidade de coelhos como modelo experimental para intoxicação por B. decumbens. No presente estudo foram realizados dois experimentos. O Experimento 1 utilizou quatro coelhos que receberam a planta fresca em doses diárias de 10, 20, 40 e 80 g/Kg de peso vivo durante 120 dias. O Experimento 2 utilizou três coelhos recebendo a planta fresca em quantidades de 500g diárias por animal com duração de 210 dias. No Experimento 1, os animais não apresentaram sinais clínicos e nem alterações macroscópicas e microscópicas características de intoxicação por B. decumbens. No Experimento 2 os animais também não apresentaram sinais clínicos e alterações macroscópicas significativas. Na análise histológica observou-se presença de macrófagos espumosos isolados ou em grupos aleatórios de células no fígado e nos linfonodos mesentéricos. Amostras de fígado e linfonodos mesentéricos dos animais do Experimento 2 foram submetidos à técnica de lectino-histoquímica. As lectinas WGA, sWGA e RCA apresentaram reatividade em macrófagos espumosos nos dois órgãos. Este é o primeiro trabalho de nosso conhecimento que demonstra lesões histopatológicas por Brachiaria spp conduzido de forma experimental em coelhos, demonstrando seu potencial como modelo animal nesse campo de estudo.


#2 - Pathological aspects of diminazene aceturate toxicosis in american camelids, 37(12):1509-1513

Abstract in English:

ABSTRACT.- Seixas J.N., Orlando D.R., Wouters F., Wouters A.T.B., Varaschin M.S. & Raymundo D.L. 2017. [Pathological aspects of diminazene aceturate toxicosis in american camelids.] Aspectos patológicos da intoxicação por aceturato de diminazeno em camelídeos sul-americanos. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1509-1513. Setor de Patologia Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Av. Doutor Sylvio Menicucci 1001, Cx. Postal 3037, Kennedy, Lavras, MG 37200-000, Brasil. E-mail: josiseixas@dsa.ufla.br Diminazene aceturate is a synthetic chemotherapeutic drug commonly used in veterinary medicine for the treatment of diseases caused by hematozoan parasites. However, side effects as severe neurological disorders and death can occur. The raising of american camelids is a recent activity in Brazil, requiring knowledge about diseases that affect these species, in order to avoid misguided conducts. In a herd of ten camelids (six llamas and four alpacas) six showed clinical signs and five died; only a llama with mild signs recovered. The clinical signs included apathy, difficulty to stand up, staggering gait, weakness, down head and drooping the head laterally, dyspnea and drooling of saliva, observed from 18 hours after use of the drug. At necropsy and histopathological examination was found bilateral and symmetrical hemorrhagic encephalopathy, more severe in brainstem and thalamus. This paper describes the main lesions observed in an outbreak of diminazene aceturate poisoning in alpacas (Lama pacos) and llamas (Lama glama) and alert breeders and veterinarians about the risk of poisoning by this drug in american camelids.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Seixas J.N., Orlando D.R., Wouters F., Wouters A.T.B., Varaschin M.S. & Raymundo D.L. 2017. [Pathological aspects of diminazene aceturate toxicosis in american camelids.] Aspectos patológicos da intoxicação por aceturato de diminazeno em camelídeos sul-americanos. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1509-1513. Setor de Patologia Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Av. Doutor Sylvio Menicucci 1001, Cx. Postal 3037, Kennedy, Lavras, MG 37200-000, Brasil. E-mail: josiseixas@dsa.ufla.br Aceturato de diminazeno é um fármaco quimioterápico sintético comumente usado na medicina veterinária para o tratamento de doenças causadas por parasitos hematozoários. Entretanto, seu uso pode levar a efeitos colaterais, como alterações neurológicas graves e morte. A criação de camelídeos é uma atividade recente no Brasil, fazendo-se necessário conhecer mais sobre as doenças que acometem essas espécies. De dez camelídeos (seis lhamas e quatro alpacas) da propriedade, seis tiveram sinais clínicos e, destes, apenas uma lhama com manifestações leves recuperou-se. Os sinais clínicos incluíam apatia, andar cambaleante, fraqueza, sialorreia, cabeça baixa e pendida lateralmente, dificuldade em levantar e dispneia, observados a partir de 18 horas após o uso do medicamento. À necropsia e ao exame histopatológico foram observadas alterações de encefalopatia hemorrágica bilateral e simétrica, mais graves em tronco encefálico e tálamo. Este trabalho descreve as principais lesões observadas em um surto de intoxicação por diminazeno em alpacas (Lama pacos) e lhamas (Lama glama) e alerta criadores e veterinários sobre o risco de intoxicação por aceturato de diminazeno em camelídeos sul- americanos.


#3 - Transitional cell carcinoma of urinary bladder with metastasis in lumbar vertebrae and spinal cord compression in an ocelot (Leopardus pardalis), 35(1):75-79

Abstract in English:

ABSTRACT.- Nakagaki K.Y.R., Lima P.A., Utiumi K.U., Pires M.A.M., Zanatta R., Boabaid F.M., Colodel E.M. & Raymundo D.L. 2015. Transitional cell carcinoma of urinary bladder with metastasis in lumbar vertebrae and spinal cord compression in an ocelot (Leopardus pardalis. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(1):75-79. Setor de Patologia Veterinária, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: djeison.raymundo@dmv.ufla.br This paper reports a case of nonpapillary and infiltrative transitional cell carcinoma (TCC) of the urinary bladder with metastasis of lumbar vertebrae and spinal cord compression in an adult female ocelot (Leopardus pardalis), from the Mato Grosso state, Brazil. The ocelot had pelvic limb paralysis and skin ulcers in the posterior region of the body and was submitted to euthanasia procedure. At necropsy was observed a multilobulated and irregular shaped, yellowish to white nodule in the urinary bladder. The nodule had a soft consistency and arised from the mucosa of the urinary bladder extending throughout the muscular layers and the serosa. Nodules of similar appearance infiltrating the vertebral column the at L6 and L7 vertebrae with corresponding spinal canal invasion were also observed. The histological evaluation showed epithelial neoplastic proliferation in the urinary bladder with characteristics of nonpapillary and infiltrative TCC, with positive immunohistochemical staining for pancytokeratin, and strong immunostaining for cytokeratin of low molecular weight, and weak or absent labeling for high molecular weight cytokeratin. This is the first report of TCC of urinary bladder in ocelot in Brazil.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Nakagaki K.Y.R., Lima P.A., Utiumi K.U., Pires M.A.M., Zanatta R., Boabaid F.M., Colodel E.M. & Raymundo D.L. 2015. Transitional cell carcinoma of urinary bladder with metastasis in lumbar vertebrae and spinal cord compression in an ocelot (Leopardus pardalis. [Carcinoma de células de transição de bexiga urinária com metástase em vértebras lombares e compressão de medula espinhal em uma jaguatirica (Leopardus pardalis).] Pesquisa Veterinária Brasileira 35(1):75-79. Setor de Patologia Veterinária, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: djeison.raymundo@dmv.ufla.br O presente trabalho relata um caso de carcinoma de células de transição (TCC) da bexiga urinária com metástase em vértebras lombares e compressão da medula espinhal em uma jaguatirica fêmea adulta (Leopardus pardalis), no estado do Mato Grosso. A jaguatirica manifestava paralisia de membros pélvicos e úlceras de decúbito na região posterior do corpo e foi submetida a eutanásia. Na necropsia observou-se um nódulo multilobulado e irregular, brancoamarelado na bexiga urinária, de consistência macia com origem na mucosa vesical e que se estendia às camadas musculares e à serosa. Nódulos de aspecto semelhante infiltrando as vértebras L6 e L7 e invasão do canal vertebral correspondente. No exame histológico foi observada proliferação neoplásica na bexiga urinária com com características de TCC não papilar e infiltrativo, com marcação imuno-histoquímica positiva para pancitoqueratina, forte marcação para citoqueratina de baixo peso molecular e fraca ou inexistente para citoqueratina de alto peso molecular. Este é o primeiro relato de TCC em bexiga urinária de jaguatirica no Brasil.


#4 - Morphological and immunohistochemical characterization of the lesions in cases of bacterial and viral bovine abortion in southern Minas Gerais, Brazil, 34(10):974-980 viral bovine abortion in southern Minas Gerais, Brazil, 34(10):974-980

Abstract in English:

ABSTRACT.- Orlando D.R., Costa R.C., Abreu R.V.S., Abreu C.C., Nakagaki K.Y.R., Wouters A.T.B., Raymundo D.L. & Varaschin M.S. 2014. [Morphological and immunohistochemical characterization of the lesions in cases of bacterial and viral bovine abortion in southern Minas Gerais, Brazil.] Caracterização morfológica e imuno-histoquímica de lesões em casos de aborto bovino bacteriano e viral no sul de Minas Gerais. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(10):974-980. Setor de Patologia Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: msvaraschin@dmv.ufla.br The paper evaluates the participation of bacterial and viral agents in bovine abortions in farms of southern Minas Gerais state, Brazil. Histopathological and immunohistochemical analysis was performed in aborted fetuses of cattle received by the Setor de Patologia Veterinária, Universidade Federal de Lavras, from 1999 to 2013. From 60 fetuses studied, 30 (50%) had microscopic lesions. From these, eight had lesions consistent with bacterial agents and three had lesions suggestive of viral agents. In the bacterial abortions, one fetus presented lesions compatible with leptospirosis, characterized by jaundice, cholestasis, lymphoplasmacytic intersticial nephritis, and tubular nephrosis. Seven fetuses had purulent pneumonia or bronchopneumonia and one of them had also fibrinous pleuritis and peritonitis; two of them presented positive immunostaining for Brucella abortus. One of the three fetuses with lesions of viral infection revealed positive imunostaining for bovine herpesvirus. The results showed that abortions of bacterial and viral origin occur in the Region of this study and prophylactic measures should be adopted on the farms. This study also demonstrates that immunohistochemistry associated with histopathology is a useful and viable tool for the diagnosis, especially when microbiological and/or serological tests are not available.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Orlando D.R., Costa R.C., Abreu R.V.S., Abreu C.C., Nakagaki K.Y.R., Wouters A.T.B., Raymundo D.L. & Varaschin M.S. 2014. [Morphological and immunohistochemical characterization of the lesions in cases of bacterial and viral bovine abortion in southern Minas Gerais, Brazil.] Caracterização morfológica e imuno-histoquímica de lesões em casos de aborto bovino bacteriano e viral no sul de Minas Gerais. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(10):974-980. Setor de Patologia Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: msvaraschin@dmv.ufla.br O presente estudo avaliou a participação de agentes bacterianos e virais em abortos em bovinos de propriedades rurais do sul de Minas Gerais. Foi realizada análise histopatológica e imuno-histoquímica dos casos de aborto recebidos pelo Setor de Patologia Veterinária da Universidade Federal de Lavras no período de 1999 a 2013. De 60 fetos analisados, em 30 (50%) foram observadas lesões microscópicas. Destes, oito apresentavam lesões compatíveis com infecção por agentes bacterianos e três apresentaram lesões sugestivas de agentes virais. Dos abortos bacterianos, um feto tinha lesões compatíveis com leptospirose, caracterizadas por icterícia e colestase, nefrite intersticial linfoplasmocítica e nefrose tubular. Sete fetos apresentaram pneumonia ou broncopneumonia purulenta; num deles havia também pleurite e peritonite fibrinosas; e em dois desses fetos houve imunomarcação para Brucella abortus. Dos três fetos com lesões sugestivas de aborto viral ocorreu imunomarcação anti-Herpesvírus bovino em um. Os resultados demonstram a ocorrência de abortos de origem bacteriana e viral na Região do estudo e que medidas profiláticas devem ser adotadas nas propriedades. O trabalho demonstra também que a imuno-histoquímica (IHQ); associada à histopatologia; é uma ferramenta útil e viável para o diagnóstico, especialmente quando provas microbiológicas e/ou sorológicas não estão disponíveis.


#5 - Neospora caninum abortions in cattle in southern Minas Gerais, Brazil, 33(11):1332-1338

Abstract in English:

ABSTRACT.- Orlando D.R., Costa R.C., Soares B.A., Oliveira N.S.C., Nascimento L.C., Peconick A.P., Raymundo D.L. & Varaschin M.S. 2013. [Neospora caninum abortions in cattle in southern Minas Gerais, Brazil.] Abortos por Neospora caninum em bovinos do sul de Minas Gerais. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(11):1332-1338. Setor de Patologia Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: msvaraschin@dmv.ufla.br The present study evaluates the participation of Neospora caninum in bovine abortions from farms in the southern region of Minas Gerais state, Brazil, through histopathological, immunohistochemical (IHQ) analysis and DNA detection by polymerase chain reaction (PCR). The material used in this study was obtained through retrospective study of bovine abortion cases received by the Setor de Patologia Veterinária da Universidade Federal de Lavras and by necropsies performed in fetuses from 2011 to 2013. From 60 fetuses studied, 30 (50%) had microscopic lesions; 19 (63%) of them had histologic lesions compatible with N. caninum abortion, characterized by multifocal non-suppurative encephalitis, necrosis and gliosis in the central nervous system and multifocal nonsuppurative myocarditis and myositis. From the 19 fetuses with protozoa lesions in 14 the final diagnosis was performed; five were confirmated only by IHQ staining and five were positive only by PCR. Four fetuses were positive in IHC and in PCR. In five fetuses from the retrospective study lesions compatible with N. caninum were seen, but the presence of the protozoan was not confirmed by IHQ labeling. The findings demonstrate that N. caninum is an important agent associated with abortion in cattle from Minas Gerais. Therefore, beyond the microscopic lesions association between IHC and PCR was essential to confirm the diagnosis.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Orlando D.R., Costa R.C., Soares B.A., Oliveira N.S.C., Nascimento L.C., Peconick A.P., Raymundo D.L. & Varaschin M.S. 2013. [Neospora caninum abortions in cattle in southern Minas Gerais, Brazil.] Abortos por Neospora caninum em bovinos do sul de Minas Gerais. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(11):1332-1338. Setor de Patologia Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: msvaraschin@dmv.ufla.br Este estudo avaliou a participação de Neospora caninum em casos de abortos em bovinos provenientes de propriedades rurais da região sul de Minas Gerais por meio de análises histopatológicas, imuno-histoquímicas (IHQ) e pela reação em Cadeia de Polimerase (PCR). O material utilizado foi obtido de um estudo retrospectivo de casos de aborto recebidos pelo Setor de Patologia Veterinária da Universidade Federal de Lavras e de fetos necropsiados durante os anos de 2011 a 2013. De 60 fetos estudados, 30 (50%) tinham lesões microscópicas. Destes, 19 (63%) apresentaram lesões compatíveis com aborto por N. caninum, caracterizadas principalmente por encefalite não supurativa multifocal, necrose e gliose multifocal, assim como, miocardite e miosite não supurativa. Em 14 fetos chegou-se ao diagnóstico definitivo. Destes, cinco tiveram sua confirmação somente pela marcação IHQ e cinco foram positivos somente na PCR. Quatro fetos foram positivos tanto na IHQ quanto na PCR. Cinco fetos, provenientes do estudo retrospectivo apresentaram lesões compatíveis com N. caninum, mas a presença do protozoário não foi confirmada pela marcação IHQ. Os achados demonstram que o N. caninum é um importante agente associado ao aborto em bovinos na região sul de Minas Gerais. Para tanto, além das lesões microscópicas a associação entre a IHQ e a técnica de PCR foi essencial para a confirmação do diagnóstico.


#6 - Type C botulism in swine fed on restaurant waste, 32(11):1145-1147

Abstract in English:

ABSTRACT.- Raymundo D.L., Gomes D.C., Boabaid F.M., Colodel E.M., Schmitz M., Correa A.M.R., Dutra I.S. & Driemeier D. 2012. Type C botulism in swine fed on restaurant waste. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(11):1145-1147. Setor de Patologia Veterinária, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: djeison.raymundo@dmv.ufla.br The paper addresses the epidemiologic data of the death of pigs during the period of 2002 to 2009 following the ingestion of botulinum neurotoxin type C. This neurotoxin was present in food residues originating from restaurant and hotel kitchens, stored in barrels without shelter from the sun and administered in a collective trough without prior thermal treatment. Animals which died at different ages showed clinical signs of botulism characterized by flaccid paralysis, weight loss, anorexia, weakness, lack of coordination, locomotion difficulties with the evolution of lateral recumbency with involuntary urination and defecation. No alterations were observed at postmortem and histological examination. The bioassay with serum neutralization in mice was carried out on samples of intestinal contents from pigs affected and revealed the presence of large quantities of botulinum toxin type C.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Raymundo D.L., Gomes D.C., Boabaid F.M., Colodel E.M., Schmitz M., Correa A.M.R., Dutra I.S. & Driemeier D. 2012. Type C botulism in swine fed on restaurant waste. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(11):1145-1147. Setor de Patologia Veterinária, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: djeison.raymundo@dmv.ufla.br Descreve-se a epidemiologia da morte de suínos ocorrida entre 2002 e 2009 pela ingestão da neurotoxina botulínica do tipo C. A neurotoxina presente em resíduos de alimentos provenientes de cozinhas de restaurantes e hotéis, armazenados em tonéis sem abrigo do sol e administrado em cocho coletivo sem tratamento térmico prévio. Animais de diferentes idades morreram com sinais clínicos de botulismo caracterizados por paralisia flácida, emagrecimento, anorexia, fraqueza, incoordenação, dificuldade de locomoção com evolução para decúbito lateral com micção e defecação involuntárias. Nenhuma alteração evidente foi observada na necropsia e no exame histológico. O teste de bioensaio com soroneutralização em camundongos foi realizado com amostras de conteúdo intestinal dos animais afetados e alimentos e revelou a presença de grandes quantidades de toxina botulínica do tipo C.


#7 - Perreyia flavipes larvae toxicity, 32(8):735-738

Abstract in English:

ABSTRACT.- Raymundo D.L., Bezerra Jr P.S., Bandarra P.M., Dalto A.G.C., Soares M.P., Cruz C.E.F. & Driemeier D. 2012. Perreyia flavipes larvae toxicity. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(8):735-738. Setor de Patologia Veterinária, Departamento de Patologia Clínica Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 95320-000, Brazil. E-mail: djeison.raymundo@dmv.ufla.br Fresh or thawed Perreyia flavipes larvae were ground and mixed with water and orally administered to sheep. At 5mg/kg, neither clinical nor enzymatic changes were observed. Unique doses of 7.5 and 10mg/kg induced characteristic clinical signs of Perreyia sp. larvae poisoning, increased GGT and AST values, and decreased glycemic curves. However, doses of 5, 10, and 15mg/kg repeated at 30 or 15 days intervals caused no disease and mild disease followed by death, respectively. These findings indicate that these animals probably developed some degree of tolerance to the toxins in P. flavipes larvae. Ultrastructural examination of liver revealed proliferation of the smooth endoplasmic reticulum in the hepatocytes, which may be associated with an increased ability to metabolize toxins and could consequently lead to the tolerance observed in the present study. Further investigations may elucidate whether such tolerance effects could be applied as a control measure for P. flavipes poioning or other hepatotoxic diseases. In addition, clinicopathological findings were discussed.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Raymundo D.L., Bezerra Jr P.S., Bandarra P.M., Dalto A.G.C., Soares M.P., Cruz C.E.F. & Driemeier D. 2012. Perreyia flavipes larvae toxicity. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(8):735-738. Setor de Patologia Veterinária, Departamento de Patologia Clínica Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 95320-000, Brazil. E-mail: djeison.raymundo@dmv.ufla.br Larvas frescas ou descongeladas de Perreyia flavipes foram moídas e misturadas com água e administradas de forma oral a ovinos. Com 5mg/kg, não foram observados achados clínicos ou enzimáticos. Doses únicas de 7,5 e 10mg/kg induziram a sinais clínicos característicos de intoxicação pelas larvas de Perreyia sp., os níveis de GGT e AST estavam aumentados e as curvas glicêmicas estavam diminuídas. Entretanto, doses de 5, 10 e 15mg/kg repetidas em intervalos de 30 ou 15 dias não causou doença ou causou doença discreta seguida de morte, respectivamente. Estes achados indicam que estes animais provavelmente desenvolveram algum grau de tolerância para as toxinas presentes nas larvas de P. flavipes. O exame ultraestrutural do fígado revelou proliferação do retículo endoplasmático liso de hepatócitos, o que pode ser associado a um aumento na capacidade de metabolizar toxinas e conseqüentemente levar à tolerância observada no presente estudo. Outras investigações poderão esclarecer se os efeitos de tal tolerância poderiam ser aplicados como medida de controle da intoxicação por P. flavipes ou outras doenças hepatotóxicas. Além disso, os resultados clínico-patológicos foram discutidos.


#8 - Systemic infection by Yersinia enterocolitica in chinchillas (Chinchilla laniger), 32(5):379-382

Abstract in English:

ABSTRACT.- Sonne L., Raymundo D.L., Boabaid F.M., Borba M.R., Snel G.G.M., Gomes M.J.P. & Driemeier D. 2012. [Systemic infection by Yersinia enterocolitica in chinchillas (Chinchilla laniger).] Infecção sistêmica por Yersinia enterocolitica em chinchilas (Chinchilla laniger). Pesquisa Veterinária Brasileira 32(5):379-382. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: davetpat@ufrgs.br Yersinia enterocolitica is a Gram-negative bacterium, which causes infections in several mammalian species. It is often recognized as an agent causing intestinal and mesenteric lymph nodes lesions. However, Yersinia enterocolitica infection may also become systemic, with lesions in others organs such as liver and spleen. This paper describes outbreaks of systemic infection due to Yersinia enterocolitica in two commercial chinchilla breeders in Rio Grande do Sul (Brazil). Owners reported that affected animals showed apathy, anorexia prior to death. Macroscopic examination performed in 13 animals revealed splenomegaly, hepatomegaly and multifocal whitish pinpoint foci in liver, spleen, lung, kidney and intestine. Microscopically, the affected tissues had infiltration of neutrophils and macrophages, as well as fibrin and necrosis with central areas containing cocobacilli bacteria. Yersinia enterocolitica was isolated from liver, spleen, lung and intestine samples from animals of both breeders, and from feces of chinchillas of one of the breeders. Therefore, yersiniosis is a disease to be investigated in cases of mortality of chinchillas.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Sonne L., Raymundo D.L., Boabaid F.M., Borba M.R., Snel G.G.M., Gomes M.J.P. & Driemeier D. 2012. [Systemic infection by Yersinia enterocolitica in chinchillas (Chinchilla laniger).] Infecção sistêmica por Yersinia enterocolitica em chinchilas (Chinchilla laniger). Pesquisa Veterinária Brasileira 32(5):379-382. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: davetpat@ufrgs.br Yersinia enterocolitica é uma bactéria Gram- negativa que causa infecções em diversas espécies de mamíferos. O agente, geralmente, provoca infecções restritas ao intestino e linfonodos mesentéricos, porém a infecção pode se tornar sistêmica ocasionando lesões em outros órgãos como fígado e baço. Neste trabalho descrevem-se dois surtos de infecções sistêmicas causadas pela Yersinia enterocolitica em criatórios comerciais de chinchilas no Rio Grande do Sul (Brasil). Os proprietários relatavam que os animais acometidos apresentavam apatia, anorexia e morte. Foram encaminhados 13 animais para a realização de necropsia. No exame post mortem dos animais observou-se esplenomegalia, hepatomegalia e áreas multifocais esbranquiçadas no fígado, baço, pulmões, rins e intestino. No exame microscópico visualizou-se infiltrado inflamatório de neutrófilos e macrófagos, necrose, deposição de fibrina e ocasionalmente pode ser observado coco-bacilos no centro das áreas de necrose. No cultivo bacteriológico obteve-se o crescimento de Yersinia enterocolitica nos animais provenientes dos dois criatórios. O agente foi isolado de amostras no fígado, baço, intestino e pulmões dos animais necropsiados, além do cultivo de fezes de animais de uma das propriedades acometidas. A yersiniose, portanto, é uma patologia que deve ser investigada em casos de mortalidade de chinchilas.


#9 - Pathological and immunohistochemical findings in cattle affected by systemic granulomatous disease by consumption Vicia villosa (Leg. Papilionoideae) in Rio Grande do Sul, 31(4):307-312

Abstract in English:

ABSTRACT.- Sonne L., Raymundo D.L., Boabaid F.M., Watanabe T.T.N., Oliveira L.G.S., Vaz Jr I.S. & Driemeier D. 2011. [Pathological and immunohistochemical findings in cattle affected by systemic granulomatous disease by consumption Vicia villosa (Leg. Papilionoideae) in Rio Grande do Sul.] Achados patológicos e imuno-histoquímicos em bovinos com doença granulomatosa sistêmica pelo consumo de Vicia villosa (Leg. Papilionoideae) no Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(4):307-312. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Avenida Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: davetpat@ufrgs.br The systemic granulomatous disease associated with consumption of Vicia villosa (Leg. Papilionoideae family) has been diagnosed in 5 cattle from 2005 to 2008. Affected cattle showed alopecia, crusted lesions on the skin, had itching, fever, decreased milk yield, anorexia and wasting. Average clinical course was 2 weeks. Three cattle died and two were euthanized in extremis. The main gross changes are alopecic and crusts in the skin, mainly on the face and neck. There also were multifocal to coalescent whitish nodules that infiltrated several organs, but especially lymph nodes, kidneys and hearth. Microscopic changes consisted of infiltration with lymphocytes, macrophages, epithelioid cells, giant multinucleated cells, eosinophils, and plasmocytes. Lymph nodes, kidneys, adrenal gland, spleen and liver from affected cattle showed varying degrees of granulomatous infiltration. Immunohistochemical procedures on samples from affected organs revealed that T-lymphocytes and macrophages/epithelioid cells/giant multinucleated cells were the main components of the inflammatory infiltrates, B-lymphocytes were only rarely seen within. The reduced numbers of cells marked by Ki-67 in the granulomatous lesions would indicate that cell proliferation was not responsible for the hypercellularity in the lesions and that rather the recruitment of macrophages and lymphocytes to the site inflammation probably accounted for the building up of the local cellular inflammatory infiltrate.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Sonne L., Raymundo D.L., Boabaid F.M., Watanabe T.T.N., Oliveira L.G.S., Vaz Jr I.S. & Driemeier D. 2011. [Pathological and immunohistochemical findings in cattle affected by systemic granulomatous disease by consumption Vicia villosa (Leg. Papilionoideae) in Rio Grande do Sul.] Achados patológicos e imuno-histoquímicos em bovinos com doença granulomatosa sistêmica pelo consumo de Vicia villosa (Leg. Papilionoideae) no Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(4):307-312. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Avenida Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: davetpat@ufrgs.br A doença granulomatosa sistêmica associada ao consumo de Vicia villosa (Leg. Papilionoideae) foi diagnosticada em 5 bovinos no período de 2005 a 2008. Os bovinos apresentavam alopecia, lesões crostosas na pele, prurido, febre, queda da produção leiteira, anorexia e emagrecimento. O curso clínico médio da doença foi de 2 semanas. Dos bovinos analisados três morreram e dois foram eutanasiados. As lesões macroscópicas de alopecia e crostas na pele eram localizadas principalmente na face e pescoço. Observava-se nódulos multifocais a coalescentes branco-acinzentados que infiltravam vários órgãos especialmente em linfonodos, rins e coração. As lesões microscópicas consistiam na infiltração de linfócitos, macrófagos, células epitelioides, células gigantes multinucleadas, eosinófilos e plasmócitos. Linfonodos, rins, adrenal, baço e fígado de todos os bovinos apresentaram infiltrado granulomatoso, porém de intensidade variável. Nos testes imuno-histoquímicos dos órgãos com infiltrado inflamatório, as principais células visualizadas foram os linfócitos T, seguidos de macrófagos/células epitelioides/células gigantes multinucleadas e os linfócitos B foram raramente detectados nos locais de inflamação granulomatosa. O número reduzido de células marcadas por Ki-67 nas lesões granulomatosas, tende a indicar que a proliferação celular não foi responsável pela hipercelularidade das lesões e que o recrutamento de macrófagos e linfócitos para o local da inflamação provavelmente tenha sido o responsável pelo acúmulo de células no infiltrado inflamatório.


#10 - Records of performance and sanitary status from a dairy cattle herd in southern Brazil, 31(1):1-9

Abstract in English:

ABSTRACT.- Cruz C.E.F., Raymundo D.L., Cerva C., Pavarini S.P., Dalto A.G.C., Corbellini L.G. & Driemeier D. 2011. [Records of performance and sanitary status from a dairy cattle herd in southern Brazil.] Registros de desempenho e de status sanitário de um rebanho bovino leiteiro no Sul do Brasil. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(1):1-9. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: davetpat@ufrgs.br Over the last decades, the emphasis on the health of dairy cows has changed from an individual to a herd level. In this scenario, the role played by the recording system and its interpretation by veterinarians has gained primordial importance. The records of productive and reproductive performance and of sanitary status from a southern Brazilian dairy cattle herd have been presented and discussed. The period of study was 2000-2009. Mean values per lactation period were 349D 8436M 290F 275P 201SCS (D: days in lactation, M: kg of milk yield, F: kg of fat, P: kg of protein and SCS: somatic cell score in 1000 cells/ml of milk). Major indexes of reproductive efficiency included age at first calving (31 months), services per conception (2.1), intercalving interval (428 days), calving to conception interval (146 days), mean annual rates of parturitions (76.2%), fetal losses (9.8-19.0%), and stillbirths (3.6%), apart of voluntary waiting period (94 days). Main information on sanitary status of the herd was associated with the mean prevalence of common disorders of dairy cattle such as anaplasmosis (29.8%), mastitis (27.8%), digital diseases (26.3%), ovarian cysts (21.3%), placental retention (19.7%), postpartum uterine infections (10.6%), and calf diarrhea (23.7%) and pneumonia (16.8%), among others. In addition, culling reasons (low reproductive performance [56.3%] and udder/mastitis problems [33.6%]), causes of cattle deaths (anaplasmosis [16.4%] and leukosis [11.4]), and the impact of cattle diseases such as tuberculosis, leukosis, and neosporosis on the herd have also been presented and succinctly discussed. Numbers between brackets represent rates accumulated in the 10-year period.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Cruz C.E.F., Raymundo D.L., Cerva C., Pavarini S.P., Dalto A.G.C., Corbellini L.G. & Driemeier D. 2011. [Records of performance and sanitary status from a dairy cattle herd in southern Brazil.] Registros de desempenho e de status sanitário de um rebanho bovino leiteiro no Sul do Brasil. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(1):1-9. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: davetpat@ufrgs.br Nas últimas décadas, os cuidados sanitários de vacas leiteiras passaram por um processo de adaptação, no qual o enfoque individual foi substituído pelo coletivo, cujo sistema de manutenção e interpretação de registros por veterinários assumiu papel fundamental. Os registros de eficiência produtiva e reprodutiva, bem como os de ordem sanitária observados em um rebanho bovino leiteiro no Sul do Brasil foram apresentados e discutidos. O período estudado foi 2000-2009. Os dados de produção leiteira média incluíram, por período de lactação de 349 dias, 8436 kg de leite, 290 kg de gordura e 275 kg de proteína, com média de contagem de células somáticas de 201000 células/ml de leite. Idade ao primeiro parto (31 meses), serviços por concepção (2,1), intervalo entre partos (428 dias), intervalo parto-concepção (146 dias), taxas médias anuais de parição (76,2%), perdas fetais (9,8-19%) e natimortos (3,6%), além de período de espera voluntária (94 dias) foram alguns dos índices de desempenho reprodutivo registrados. Informações sanitárias do rebanho incluíram prevalência média de doenças comuns em bovinos leiteiros tais como anaplasmose (29,8%), mastites (27,8%), doenças digitais (26,3%), cistos ovarianos (21,3%), retenção de placenta (19,7%), infecções uterinas (10,6%), diarreia (23,7%) e pneumonia (16,8%) em terneiras, entre outras. Além disso, razões de descartes (baixo desempenho reprodutivo [56,3%], alterações de úbere [33,6%], etc.), causas de morte (anaplasmose [16,4%], leucose [11.4], etc.) e o impacto de doenças de bovinos como tuberculose, leucose e neosporose sobre o rebanho foram também apresentados e sucintamente discutidos. Números entre colchetes representam taxas acumuladas no período 2000-2009.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV