Resultado da pesquisa (2)

Termo utilizado na pesquisa Silva R.L

#1 - Quinolones resistance in Salmonella spp. isolated from broilers and chickens’ carcasses under federal inspection

Abstract in English:

We analyzed 77 Salmonella spp. strains, from which 20 were isolated from broilers (cloacal swabs) and 57 from chickens from slaughterhouses under federal inspection. The following serotypes were identified: Salmonella Saint Paul (29), Salmonella Heidelberg (27), Salmonella Anatum (9), Salmonella Cerro (5), Salmonella Senftenberg (5), Salmonella enterica (O: 4,5) (1) and Salmonella enterica (O: 9.12) (1). Fifteen strains (19.5%) were resistant to enrofloxacin, six (7.8%) to ciprofloxacin, and 26 (33.8%) to nalidixic acid in the Disk Diffusion Test. The fifteen enrofloxacin resistant strains were selected for the PCR to detect the genes gyrA, gyrB, parC, and parE, and genetic sequencing to identify mutations in these genes. Five strains (33.3%) had point mutations in the gyrA gene, and one (6.7%) presented a point mutation in the parC gene. None of the 15 strains had mutations in the gyrB and parE genes, and none had more than one mutation in the gyrA gene or the other genes. The presence of point mutations in the strains studied corroborates with the phenotypic resistance observed to nalidixic acid. However, it did not explain the resistance to fluoroquinolones found in the 15 strains. Other mechanisms may be related to the fluoroquinolones resistance, highlighting the need for additional mutation screening.

Abstract in Portuguese:

Foram analisadas neste estudo 77 estirpes de Salmonella spp., 20 isoladas de frangos vivos (suabes de cloaca) e 57 isoladas de carcaças, provenientes de abatedouros frigoríficos sob Inspeção Federal. Foram identificados os seguintes sorotipos: Salmonella Saint Paul (29), Salmonella Heidelberg (27), Salmonella Anatum (9), SalmonellaC erro (5), Salmonella Senftenberg (5), Salmonella enterica (O: 4,5) (1) e Salmonella enterica (O: 9,12) (1). Do total de estirpes estudadas, 15 (19,5%) se mostraram resistentes à enrofloxacina, seis (7,8%) à ciprofloxacina e 26 (33,8%) ao ácido nalidíxico no Teste de Difusão em Disco. Foram selecionadas as 15 estirpes resistentes à enrofloxacina para a realização da PCR para detecção dos genes gyrA, gyrB, parC e parEe para sequenciamento genético do produto da PCR para identificação de mutações nesses genes. Cinco estirpes (33,3%) apresentaram mutações pontuais no gene gyrA e uma (6,7%) apresentou mutação pontual no gene parC. Nenhuma das 15 estirpes apresentou mutações nos genes gyrB e parE e nenhuma apresentou mais de uma mutação no gene gyrA ou nos outros genes. A existência apenas de mutações pontuais em alguns genes das estirpes analisadas está de acordo com a resistência fenotípica observada ao ácido nalidíxico, mas não explica a resistência às fluoroquinolonas encontrada nas 15 estirpes. Outros mecanismos de resistência podem estar relacionados à resistência encontrada às fluoroquinolonas e estudos adicionais são necessários para investigar sua presença.


#2 - Pelvimetry of multiparous Nellore cows in the cycling and early puerperal stages

Abstract in English:

Pelvis is an osteoligamentous complex, which is classified as dolichopellic in ruminants. Impairments linked to incompatibility of pelvic canal and fetal size is directly related to pelvic anatomy and disposition. Heritability of pelvic area characteristics varies from moderate to high, demonstrating its importance for animal selection. Pelvimetry can be performed through direct and indirect methods that were accessed in this study aiming to establish a correlation between internal and external pelvic dimensions in multiparous Nellore cows (26 animals) at cycling and early puerperal (up to 30 days postpartum) reproductive stages. Pelvic dimensions measured by descriptive analysis were higher at early puerperal stage. Strong Pearson’s correlation was determined between internal and external pelvic dimensions, between reproductive stages, and between pelvic girdle area and internal pelvic area. Significant Tukey’s test differences between animals in internal and external dimensions were also found. According to the results, the pelvic anatomy of Nellore cows varies according to their reproductive stage. We detach that and provide data regarding the use of internal pelvic area for animal selection studies on this breed is determined and should be measured using the proposed formula, since it can confirm statistical differences in the areas of pelvic components between animals in the cycling and early puerperal stages.

Abstract in Portuguese:

A pelve é considerada um complexo osteoligamentoso, classificada como dolicopélvica em ruminantes. Prejuízos ligados à incompatibilidade canal pélvico/tamanho fetal relacionam-se diretamente à anatomia e disposição pélvica. A característica de área pélvica apresenta herdabilidade variando de moderada a alta, indicando sua importância na seleção animal. A pelvimetria inclui formas direta e indireta. Neste estudo utilizaram-se vinte e seis vacas multíparas, da raça Nelore, agrupadas de acordo com o estágio reprodutivo, cíclico e em início de estágio puerperal (até 30 dias pós‑parto). Através deste, objetivou-se evidenciar a relação das medidas pélvicas internas e externas nos diferentes períodos reprodutivos e coletar obter dados referentes a utilização da área interna do hexágono no estudo pelvimétrico dessa espécie em estágio cíclico ou puerperal. Para tanto, realizou‑se, a pelvimetria direta e indireta. Os resultados obtidos, pela análise descritiva, foram maiores para animais em início de estágio puerperal. Por meio da correlação de Pearson podem-se observar fortes correlações entre mensurações pélvicas internas e externas, também entre os grupos propostos, e forte correlação entre elipse pélvica e área interna do hexágono. Pelo teste Tukey diferenças significativas tanto em medidas internas e externas puderam ser demonstradas. Conclui-se que as condições anatômicas da pelve variam de acordo com o estágio reprodutivo do animal, que aferição da área pélvica utilizando a formula proposta para área do hexágono interno é relevante pois foi possível comprovar a diferenças estatísticas de áreas nas fases cíclica e puerperal.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV