Resultado da pesquisa (2)

Termo utilizado na pesquisa Silva S.P

#1 - Comparison of indirect ELISA and indirect immunofluorescence in detection of antibodies to Neospora caninum in buffaloes (Bubalus bubalis), 33(4):431-434

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silva S.P., Mota R.A., Faria E.B., Casseb A.R., Casseb L.M.N. & Dias H.L.T. 2013. [Comparison of indirect ELISA and indirect immunofluorescence in detection of antibodies to Neospora caninum in buffaloes (Bubalus bubalis).] Comparação das técnicas de ELISA indireto e Imunofluorescência indireta na detecção de anticorpos anti-Neospora caninum em búfalas (Bubalus bubalis). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(4):431-434. Laboratório de Investigação e Diagnóstico de Enfermidades Animais, Universidade Federal do Pará, Belém, PA, Brazil. E-mail: spatroca@yahoo.com.br To compare two serologic tests for detection of antibodies against Neospora caninum in sera from buffaloes, samples were collected from 288 buffaloes of 2 to 10 years of age. To identify the presence of IgG, anti-N. caninum was used for the indirect immunofluorescence assay (IFAT), with title 200 as the cutoff, and for the immunoenzymatic test (indirect ELISA), considering as positive samples with ratio S/P ≥0.5. There were 153 (53.12%) animals positive for N. caninum by IFAT, whilst 50 (17.36%) animals were reactive in ELISA. The presence of antibodies anti-N. caninum demonstrates that the parasite is circulating among buffaloes raised in Pará State, Brazil. ELISA and IFAT tests could be used to diagnose immunoglobulins against this agent. However there was a weak correlation (Kappa = 0.36) between both tests, considering the IFAT as the gold standard.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silva S.P., Mota R.A., Faria E.B., Casseb A.R., Casseb L.M.N. & Dias H.L.T. 2013. [Comparison of indirect ELISA and indirect immunofluorescence in detection of antibodies to Neospora caninum in buffaloes (Bubalus bubalis).] Comparação das técnicas de ELISA indireto e Imunofluorescência indireta na detecção de anticorpos anti-Neospora caninum em búfalas (Bubalus bubalis). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(4):431-434. Laboratório de Investigação e Diagnóstico de Enfermidades Animais, Universidade Federal do Pará, Belém, PA, Brazil. E-mail: spatroca@yahoo.com.br Para comparar dois testes sorológicos na detecção de anticorpos anti-Neospora caninum em soros sanguíneos de búfalas, foram coletados amostras de 288 búfalas entre dois a dez anos de idade. Para identificar a presença de imunoglobulina G anti-N. caninum utilizou-se à reação de imunofluorescência indireta (RIFI), tendo o título 200 como ponto de corte, e o Ensaio Imunoenzimático indireto (ELISA-indireto), considerando-se positiva as amostras que obtiveram razão S/P≥0,5. Observaram-se 153 (53,12%) animais soropositivos para N. caninum, através da RIFI, enquanto que 50 (17,36%) animais foram reagentes no ELISA. A ocorrência de anticorpos anti-N. caninum demonstram que o parasito esta circulando entre búfalas criadas no estado do Pará, sendo que ambos os teste de RIFI e ELISA podem ser utilizados para diagnosticar imunoglobulinas contra este agente. No entanto observou-se uma fraca correlação (Kappa=0,36) entre ambos os testes, considerando a RIFI como padrão ouro.


#2 - Occurrence of IgG antibodies anti-Neospora caninum and Toxoplasma gondii in female water buffaloes (Bubalus bubalis) raised in the Brazilian state of Pará, 30(5):443-446

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silva S.P., Mota R.A., Faria E.B., Fernandes E.F.T.S., Neto O.L.S., Albuquerque P.P.F. & Dias H.L.T. 2010 [Occurrence of IgG antibodies anti-Neospora caninum and Toxoplasma gondii in female water buffaloes (Bubalus bubalis) raised in the Brazilian state of Pará.] Anticorpos IgG anti-Neospora caninum e Toxoplasma gondii em búfalas (Bubalus bubalis) criadas no estado do Pará. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(5):443-446. Laboratório de Investigação e Diagnóstico de Enfermidades Animais, Universidade Federal do Pará, Belém, PA, Brazil. E-mail: spatroca@yahoo.com.br To investigate the occurrence of antibodies IgG anti-Neospora caninum and Toxoplasma gondii, blood samples were collected from 374 adult female water buffaloes originated from 14 production units located in 13 counties of the state of Pará. The sera were subjected to indirect fluorescent antibody (IFA), using titers of 200 and 64 as IFA cut off points for N. caninum and T. gondii, respectively. Hundred and fifty three (40.9%) buffaloes were sero-positive for N. caninum, with 100% of the properties being sources of infection. Four buffaloes (1.1%) in four farms were seropositive for T. gondii, and one buffalo cow (0.27%) was seropositive for the two parasites. The presence of antibodies indicates that these protozoan parasites are circulating among buffaloes from the properties studied, representing a source of infection to other animals, as well as a possible cause of reproductive disorders in this species.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silva S.P., Mota R.A., Faria E.B., Fernandes E.F.T.S., Neto O.L.S., Albuquerque P.P.F. & Dias H.L.T. 2010 [Occurrence of IgG antibodies anti-Neospora caninum and Toxoplasma gondii in female water buffaloes (Bubalus bubalis) raised in the Brazilian state of Pará.] Anticorpos IgG anti-Neospora caninum e Toxoplasma gondii em búfalas (Bubalus bubalis) criadas no estado do Pará. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(5):443-446. Laboratório de Investigação e Diagnóstico de Enfermidades Animais, Universidade Federal do Pará, Belém, PA, Brazil. E-mail: spatroca@yahoo.com.br Para determinar a ocorrência de anticorpos IgG anti-Neospora caninum e Toxoplasma gondii em 14 unidades produtivas de búfalos, situadas em 13 municípios no estado do Pará, foram coletadas amostras de soro sanguíneo de 374 fêmeas adultas. Os soros foram submetidos à reação de imunofluorescência indireta (RIFI), utilizando-se os títulos 200 e 64, respectivamente como ponto de corte para N. caninum e T. gondii. Obteve-se 153 (40,9%) de animais soropositivos para N. caninum com 100% das propriedades com focos da infecção, enquanto que quatro búfalas (1,1%) foram soropositivas em quatro fazendas para T. gondii e uma búfala (0,27%) foi soropositiva para ambos parasitos. A presença de anticorpos é um indicativo da circulação desses protozoários em búfalos das propriedades estudadas, representando uma fonte de infecção para outros animais, assim como o possível envolvimento em distúrbios reprodutivos nessa espécie.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV