Resultado da pesquisa (5)

Termo utilizado na pesquisa Sousa A.L

#1 - Effects of fasting and refeeding on the metabolic functions of the turtle Kinosternon scorpioides (Linnaeus, 1766) raised in captivity, 33(8):1041-1044

Abstract in English:

ABSTRACT.- Oliveira A.S., Candioto C.G., Santos D.M.S., Pereira J.G., Sousa A.L. & Machado C.R. 2013. Effects of fasting and refeeding on the metabolic functions of the turtle Kinosternon scorpioides (Linnaeus, 1766) raised in captivity. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(8):1041-1044. Departamento das Clínicas do Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual do Maranhão, Cidade Universitária Paulo VI, Tirirical, São Luís, MA 65050-150, Brazil. E-mail: antonia.santos3283@terra.com.br The metabolic responses of adult and young freshwater Kinosternon scorpioides turtles raised in captivity were evaluated. Two experiments were performed: a) blood metabolite changes caused by food deprivation, and b) liver and muscle glycogen and total lipid differences after fasting and refeeding. Blood glucose concentration of young animals was susceptible to food deprivation. In both groups this metabolite decreased after 30 days of fasting. Feeding for 15 days did not recover blood glucose. Total seric proteins were not affected by food deprivation. Fasting decreased blood urea nitrogen and the highest difference was found around 30 days. Uric acid increased in young animals after 60 days of fasting. Triacylglicerol decreased after 15 days of fasting and refeeding for 15 days recovered the pre-fasting levels. Free fatty acid plasma tended to increase around 15 days of fasting. Liver glycogen decreased at day 15 of fasting, being stable thereafter while muscle glycogen decreased at a slower rate. Total liver lipid stabilized after 30 days and then decreased 70% after 60 days of fasting. Muscle lipids remained stable throughout fasting. It could be concluded that fasting of Kinosternon scorpioides led to metabolic adaptations similar to the one reported from reptiles and fish.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Oliveira A.S., Candioto C.G., Santos D.M.S., Pereira J.G., Sousa A.L. & Machado C.R. 2013. Effects of fasting and refeeding on the metabolic functions of the turtle Kinosternon scorpioides (Linnaeus, 1766) raised in captivity. [Efeitos do jejum e da realimentação sobre as funções metabólicas da tartaruga Kinosternon scorpioides (Linnaeus, 1766) criada em cativeiro.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(8):1041-1044. Departamento das Clínicas do Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual do Maranhão, Cidade Universitária Paulo VI, Tirirical, São Luís, MA 65050-150, Brazil. E-mail: antonia.santos3283@terra.com.br Neste tra- balho foi avaliada as respostas metabólicas da tartaruga Kinosternon scorpioides criada em cativeiro, nas fases, adultos e jovens nos estados: alimentado, jejuado e realimentado. O estudo compreendeu dois experimentos: (a) mudanças metabólicas no sangue causadas por privação alimentar e realimentação e (b) diferenças nas concentrações de glicogênio e lipídeos totais no fígado e no músculo após jejum e realimentação. No experimento dos animais jovens a concentração de glicose no sangue apresentou mudanças significativas. Entretanto, nos dois experimentos esse metabólito reduziu significativamente aos 30 dias de jejum. Realimentados por um período de 15 dias foi observado que a concentração de glicose não recuperou os níveis de pré-jejum. Concentração de glicose no sangue de animais jovens foi mais suscetível à privação de alimentos. Em ambos os grupos os metabólitos analisados decresceu após 30 dias de jejum. Retomando a alimentação por 15 dias foi observado que a concentração de glicose não recuperou. As concentrações de proteínas séricas totais não foram afetadas pela privação alimentar. O jejum decresceu a concentração de uréia no sangue e a maior diferença ocorreu aos 30 dias. O ácido úrico decresceu nos animais jovens após 60 dias de jejum. O triacilglicerol diminuiu após 15 dias de jejum e a realimentação por 15 dias recuperou os níveis de pré-jejum. O glicogênio hepático diminuiu aos 15 dias de jejum, e estabilizou a partir daí, enquanto o glicogênio muscular diminuiu a um ritmo mais lento. O lipídio total hepático total se manteve estável até os 30 dias de jejum, diminuindo até 70% aos 60 dias de jejum. E, em seguida, diminuiu 70% após 60 dias de jejum. Os lipídeos musculares permaneceram estáveis durante o jejum. Conclui-se que o jejum na espécie Kinosternon scorpioides apresentou adaptações metabólicas semelhantes aos relatados para outros répteis e peixes.


#2 - Morphological aspects of the ovaries of turtle Kinosternon scorpioides raised in captivity, 32(7):667-671

Abstract in English:

ABSTRACT.- Chaves E.P., Oliveira S.C.R., Araújo L.P.F., Oliveira A.S., Miglino M.A., Abreu-Silva A.L., Melo F.A. & Sousa A.L. 2012. Morphological aspects of the ovaries of turtle Kinosternon scorpioides raised in captivity. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(7):667-671. Departamento das Clínicas, Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual do Maranhão, Cidade Universitária Paulo VI, Tirirical, São Luís, MA 65050-150, Brazil. E-mail: alana@elo.com.br The swear turtle “jurará” (Kinosternon scorpioides) is a mud turtle of the Amazon region exposed to disordering capture in the rural areas of Maranhão, Brazil. Despite its popularity in these areas, little meaningful information regarding the reproductive morphology is currently available, fact that impedes the adoption of policies for preservation of the species. To obtain more information, we studied the ovarian morphology adult jurará females kept in captivity by morphological and morphometric analysis in the dry and rainy season. The results revealed that all females were sexually mature and were in a vitellogenic period. The ovaries are two irregular structures composed by follicles in different stages of development (primary, secondary and tertiary) scattered in a stroma of loose connective highly vascularized tissue. The ovary weight was 6.25±4.23g and 2.27±1.42g, for the right and left one respectively. The gonadosomatic indexes were 2.06% for the dry season and 1.79% for the rainy season. The average of the follicles was 29.83 units per ovary. Microscopically, the mature ovaries revealed a basal layer composed by four cellular layers: the inner and outer theca, stratum granulosum with perivitelline membrane and zona radiata with vitelline membrane. No significant differences were observed in the ovaries either in the dry or wet period.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Chaves E.P., Oliveira S.C.R., Araújo L.P.F., Oliveira A.S., Miglino M.A., Abreu-Silva A.L., Melo F.A. & Sousa A.L. 2012. Morphological aspects of the ovaries of turtle Kinosternon scorpioides raised in captivity. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(7):667-671. Departamento das Clínicas, Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual do Maranhão, Cidade Universitária Paulo VI, Tirirical, São Luís, MA 65050-150, Brazil. E-mail: alana@elo.com.br O jurará (Kinosternon scorpioides) é um cágado da Região Amazônica que sofre com as capturas desordenadas nos interiores maranhenses e que apesar da sua popularidade nessas áreas, os dados relacionados à morfologia reprodutiva ainda são poucos esclarecedores, o que dificulta a adoção de medidas para preservação da espécie. Desta forma, caracterizou-se morfologicamente os ovários de fêmeas adultas de jurara oriundas de cativeiro através da análise morfológica e morfométrica em dois períodos do ano, seco e o chuvoso. Os resultados comprovaram que todas as fêmeas eram maduras sexualmente e se encontravam em período vitelogênico. Os ovários são duas estruturas irregulares constituídas por diversos folículos em desenvolvimento (primários, secundários e terciários) sobre um estroma de tecido conjuntivo frouxo ricamente vascularizado, com média de peso do direito e esquerdo respectivamente de 6,25±4,23g and 2,27±1,42g. Índices gonadossomáticos de 2,06% para o período seco e de 1,79% para o chuvoso. Média de folículos observados de 29,83 unidades por ovário. Histologicamente, os ovários maduros possuíam camada basal composta por quatro camadas celulares: as tecas externa e interna, o estrato granuloso com membrana perivitelínica e a zona radiata com membrana vitelínica. Não foram observadas diferenças significativas dos ovários entre os dois períodos estudados.


#3 - Morphology and topographic anatomy of the spinal cord of the red-footed tortoise (Geochelone carbonaria Spix, 1824), 31(Supl.1): 47-52

Abstract in English:

ABSTRACT.- Carvalho R.C., Sousa A.L., Oliveira S.C.R., Pinto A.C.B.F., Fontenelle J.H. & Cortopassi S.R.G. 2011. Morphology and topographic anatomy of the spinal cord of the red-footed tortoise (Geochelone carbonaria Spix, 1824). Pesquisa Veterinária Brasileira 31(Supl.1): 47-52. Universidade Federal do Maranhão, BR 222 Km 4 s/n, Chapadinha, MA 65500-000, Brazil. E-mail: rafaelcarvalho@ufma.br The aim of this study was to describe the topography of the spinal cord of the red-footed tortoise to establish a morphological basis for applied research in anesthesiology and morphology. Six tortoises from the state of Maranhão (Brazil) that had died of natural causes were used. The common carotid artery was used to perfuse the arterial system with saline solution (heated to 37ºC) and to fix the material with a 20% formaldehyde solution. The specimens were then placed in a modified decalcifying solution for 72 hours to allow dorsal opening of the carapace with a chisel and an orthopedic hammer. Dissection of the dorsal musculature and sectioning of the vertebral arches were performed to access the spinal cord. The results revealed the spinal cord of G. carbonaria to be an elongated, whitish mass that reached the articulation between the penultimate and last caudal vertebrae. The cervical intumescence (Intumescentia cervicalis) was located between vertebral segments C5 and T1, whereas the lumbosacral intumescence (Intumescentia lumbalis) was located between T6 and Ca1.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Carvalho R.C., Sousa A.L., Oliveira S.C.R., Pinto A.C.B.F., Fontenelle J.H. & Cortopassi S.R.G. 2011. Morphology and topographic anatomy of the spinal cord of the red-footed tortoise (Geochelone carbonaria Spix, 1824). [Morfologia e anatomia topográfica da medula espinhal de jabuti das “patas vermelhas” (Geochelone carbonaria Spix, 1824).] Pesquisa Veterinária Brasileira 31(Supl.1): 47-52. Universidade Federal do Maranhão, BR 222 Km 4 s/n, Chapadinha, MA 65500-000, Brazil. E-mail: rafaelcarvalho@ufma.br Objetivou-se com este estudo descrever a topografia da medula espinhal do jabuti de “patas vermelhas” no intuito de estabelecer bases morfológicas para a investigação aplicada em morfologia, anestesiologia e cirurgia animal. Foram utilizados seis animais adultos, provenientes do Estado de Maranhão (Brasil), os quais haviam ido a óbito por causas naturais. A artéria carótida comum foi canulada e utilizada para perfusão do sistema arterial com solução salina (aquecida a 37°C) e para fixação do material com uma solução de formol a 20%. Os animais foram então colocados em uma solução descalcificadora modificada por 72 horas, o que facilitou a abertura dorsal da carapaça com um cizel e um martelo ortopédico. Em seguida, foi realizada a dissecação da musculatura dorsal e secção dos arcos vertebrais para acesso a medula espinal. Os resultados revelaram a medula espinhal de Geochelone carbonaria como uma massa alongada, esbranquiçada, que se estende até a articulação entre penúltima e última vértebra caudal. A intumescência cervical (Intumescentia cervicalis) foi localizada entre os segmentos vertebrais de C5 e T1, enquanto que a intumescência lombossacral (Intumescentia lumbalis) foi localizada entre os segmentos vertebrais de T6 e Ca1.


#4 - Morphology of the male genital organs of the Scorpion Mud Turtle Kinosternon scorpioides (Chelonia: Kinosternidae), 30(4):289-294

Abstract in English:

ABSTRACT.- Carvalho R.C., Oliveira S.C.R., Bombonato P.P., Oliveira A.S. & Sousa A.L. 2010. [Morphology of the male genital organs of the Scorpion Mud Turtle Kinosternon scorpioides (Chelonia: Kinosternidae).] Morfologia dos órgãos genitais masculinos do Jurará Kinosternon scorpioides (Chelonia: Kinosternidae). Pesquisa Veterinária Brasileira 30(4):289-294. Departamento das Clínicas do Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual do Maranhão, Cidade Universitária Paulo VI, Tirirical, São Luís, MA 65050-150, Brazil. E-mail: alana@elo.com.br Kinosternon scorpioides is a small semi-aquatic turtle, typical of fresh-water, with wide geographic distribution. It is found in the state of Maranhão, where is called jurará or muçuã. Its meat is an excellent protein source and despite current legislation, it is commercialized at beaches and markets in the city of São Luis, consumed in restaurants as an appetizer in its own shell. The constitutive elements of the male genital organs were studied, aiming to provide morphological data of the species which could be used in reproductive biology aimed at actions towards its preservation in captivity. The sample was composed of 10 adult males, captured by IBAMA-MA (Proc. nº 020.12.002400/99-31, license nº 002/01), euthanized, following rules from the Ethics Committee of UEMA’s Veterinary Medicine School. The choelomic cavity was opened and the organs were fixed in formaldehyde 10% and subsequently dissected. The testis of K. scorpioides had ovoid shape and golden yellow coloration. The cylindrical epididymidis adhered dorsal-wise to the medial surface of the testis, ending in a small deferent duct. The deferent ducts did not form distinct blister and opened inside cloaca. The furrowed penis, located in the base of the cloaca, extending itself until the tail and it was composed by root, body and free part. The morphology data of the reproductive organs of these animals was similar to other turtles such as the sea turtle, suggesting a conservative morphological presentation among turtles.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Carvalho R.C., Oliveira S.C.R., Bombonato P.P., Oliveira A.S. & Sousa A.L. 2010. [Morphology of the male genital organs of the Scorpion Mud Turtle Kinosternon scorpioides (Chelonia: Kinosternidae).] Morfologia dos órgãos genitais masculinos do Jurará Kinosternon scorpioides (Chelonia: Kinosternidae). Pesquisa Veterinária Brasileira 30(4):289-294. Departamento das Clínicas do Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual do Maranhão, Cidade Universitária Paulo VI, Tirirical, São Luís, MA 65050-150, Brazil. E-mail: alana@elo.com.br Kinosternon scorpioides é uma pequena tartaruga semi-aquática, típica de água doce, de distribuição geográfica bastante diversificada, encontrada no estado do Maranhão, onde é denominada de jurará ou muçuã. Sua carne é uma excelente fonte de proteína e a despeito da legislação vigente, é comercializado nas praias e feiras da cidade de São Luís e consumido nos restaurantes sob a forma de farofa servida em casquinha. Os órgãos genitais do macho foram estudados visando fornecer dados morfológicos da própria espécie, que poderão ser utilizados na biologia reprodutiva voltada para ações de preservação em cativeiro. Compõe-se a amostra de 10 machos adultos, obtidos mediante apreensões do IBAMA-MA (Proc. no 020.12.002400/99-31, licença no 002/01), os quais foram eutanaziados conforme normas do Comitê de Ética do Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual do Maranhão. A cavidade celomática foi aberta e os órgãos fixados em solução aquosa de formaldeído 10%, e posteriormente dissecados. Os testículos possuem formato ovóide e coloração amarelo-ouro. Os epidídimos convolutos estavam aderidos dorsalmente à superfície medial dos testículos, terminando em um pequeno ducto deferente. Os ductos deferentes não formaram nenhuma ampola distinta, abrindo-se na cloaca. O pênis sulcado, localizado no assoalho da cloaca, estendeu-se até a cauda, composto de raíz, corpo e glande. A morfologia dos órgãos reprodutivos destes animais assemelha-se aos de outras tartarugas, sugerindo uma morfologia conservada entre as tartarugas.


#5 - Ultrasonographic and radiographic determination of egg development of jurarás (Kinosternon scorpioides) in captivity, 29(10):841-846

Abstract in English:

RESUMO.- Costa F.B., Alves F.R., Costa A.P., Barros A.C.E., Guerra P.C., Sousa A.L. & Oliveira A.S. 2009. Ultrasonographic and radiographic determination of egg development of jurarás (Kinosternon scorpioides) in captivity. [Determinação ultrassonográfica e radiográfica do desenvolvimento de ovos de jurarás em cativeiro.] Pesquisa Veterinária Brasileira 29(10):841-846. Departamento das Clínicas, Universidade Estadual do Maranhão, Cidade Universitária Paulo VI, Tirirical, Cx. Postal 9, São Luís, MA 65055-310, Brazil. E-mail: franc.borges@yahoo.com.br A tartaruga Kinosternon scorpioides (Linnaeus, 1766), com nome popular de jurará, é uma espécie bastante variável, e muitos nomes diferentes são atribuídos às suas populações, de acordo com sua localização geográfica. Atualmente, quatro subespécies foram validadas como K. scorpioides surgindo desde o extremo Sul do Panamá e norte da América do Sul, podendo ser encontradas ainda no Equador, no norte do Peru, sul da Bolívia, norte da Argentina, leste da Guiana e no Brasil. Desde modo, foi realizado um estudo ultrassonográfico e radiológico, a fim de descrever a morfologia e o desenvolvimento dos ovos de K. scorpioides em cativeiro, utilizando-se 20 fêmeas, no período de setembro de 2005 a agosto de 2006. No primeiro mês, o ciclo ovariano foi caracterizado pela ausência de folículos vitelogênicos, atrésicos ou presença de ovos em ovidutos. De outubro de 2005 a março de 2006 a varredura ultrassonográfica permitiu determinar o crescimento vitelogênico dos folículos, os quais foram observados com um formato que variou de ovóide a esférico, envolvidos por um conteúdo ecogênico, uma camada não-ecogência de albumina e uma casca de elevada ecogenicidade. Ovos presentes em ovidutos foram identificados por radiografias apenas 180 dias após início do experimento, quando a casca tornou-se suficientemente mineralizada para impressionar o filme radiográfico. Um transdutor linear de 7,5 MHz promoveu imagens com resolução e penetração adequada para visibilização de folículos. Exames ultrassonográficos sucessivos em fêmeas K. scorpioides permitiram determinar os estágios iniciais de desenvolvimento de folículos vitelogênicos e o exame radiográfico mostrou-se como técnica simples para avaliar a presença de ovos em ovidutos, permitindo fazer inferências sobre desenvolvimento de ovos em jurarás, a partir dos 6 meses de pós-observação por ultrassonografia.

Abstract in Portuguese:

ABSTRACT.- Costa F.B., Alves F.R., Costa A.P., Barros A.C.E, Guerra P.C., Sousa A.L. & Oliveira A.S. 2009. Ultrasonographic and radiographic determination of egg development of jurarás (Kinosternon scorpioides) in captivity. Pesquisa Veterinária Brasileira 29(10):841-846. Departamento das Clínicas, Universidade Estadual do Maranhão, Cidade Universitária Paulo VI, Tirirical, Cx. Postal 9, São Luís, MA 65055-310, Brazil. E-mail: franc.borges@yahoo.com.br Kinosternon scorpioides (Linnaeus, 1766), with its common name of jurará, is a quite variable species of turtles, and many different names have been applied to populations throughout its range. Currently, however, four subspecies are considered valid as K. scorpioides arises from southern Panama over most of northern South America and is found in Ecuador, northern Peru, southern Bolivia, northern Argentina, eastern Guyana and Brazil. Thus, an ultrasonographic and radiographic study was performed in order to describe the morphology and development of eggs of 20 female jurará mud turtles K. scorpioides, from September 2005 to August 2006. In the first month, the ovarian cycle was characterized by absence of vitellogenic follicles, atresic follicles or oviduct eggs. From October 2005 to March 2006 on, ultrasonographic scanning allowed to establish the growing vitellogenic follicles. Vitellogenic follicles were observed with spherical to ovoid shapes, with a surrounding echogenic yolk, a nonechogenic albumin layer, and a high echogenic shell. The oviduct eggs were identified by radiography just 180 days after beginning the experiment, when the shell became enough mineralized to impress the radiographic film. This experiment allowed to obtain by means of the 7.5 MHz linear probe images with adequate resolution and penetration for visualization of follicles. Successive ultrasonographic examinations of 20 K. scorpioides females allowed to access initial stages of vitellogenic follicles and oviduct eggs, and radiographic examination revealed to be an easy technique to assess oviduct eggs and to allow evaluation of egg development in jurarás, from 6 months on.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV