Resultado da pesquisa (1)

Termo utilizado na pesquisa Viana G.F

#1 - Ultrasonographic features of the normal thyroid gland in adult horses

Abstract in English:

Few reports have been published regarding the use of ultrasonography as a method of evaluating the normal thyroid gland in horses. For these reasons, this study aimed at determining reliably of the thyroid measurements from the comparison between the left and right thyroid lobes, as well as assessing the contour, format, echotexture and echogenicity of the healthy thyroid by mode-B ultrasonography. Additionally, the equine thyroid vascularization was quali‑quantitatively characterized the by Doppler. The sample size initially was determined by the animal selection with advanced age and without volume increase in the neck proximal region. Finally, eleven horses were selected by laboratory test, search of thyroid neoformations by ultrasonography and cytology thyroid. Next, these animals were submitted to thyroid lobes ultrasonographic evaluation. Excellent reproducibility was observed for all measurements obtained. Among the comparisons made between the quantitative parameters of the left and right lobes, it was observed that there was only difference between their respective lengths. Qualitatively, there was a significant variation between the lobes elliptical format in the longitudinal plane of some glands, which oscillated between a rounded and flattened conformation. Thus, we can conclude that the difference between the lobes format of some thyroids can be explained by the significant difference observed between the length of the left and right lobes. Additionally, it was verified that there was no difference between the Doppler quantitative parameters. Therefore, we may suggest that unilateral analysis of the cranial thyroid artery by spectral Doppler can be used to evaluate equine thyroid diffuse disorders.

Abstract in Portuguese:

Poucas análises foram publicadas com relação ao uso da ultrassonografia como método de avaliação da glândula tireoide hígida em equinos. Alguns trabalhos incluem a determinação das dimensões e características do parênquima. Por essas razões, este estudo teve como objetivo determinar com segurança as medidas tireoidianas a partir da comparação entre o lobo tireoidiano esquerdo e direito, bem como avaliar os contornos, formato, ecotextura e ecogenicidade das glândulas tireoides hígidas pela ultrassonografia em modo B. Além disso, a vascularização da tireoide equina foi caracterizada quali-quantitativamente pela ferramenta Doppler. O tamanho da amostra inicialmente foi determinado pela seleção dos animais com idade avançada e sem aumento de volume na região proximal do pescoço. Por fim, onze equinos foram selecionados por meio de exame laboratorial, pesquisa de neoformações tireoidianas por ultrassonografia e citologia da tireoide. Em seguida, estes animais foram submetidos à avaliação de lobos tireoidianos por ultrassonografia. Observou-se excelente reprodutibilidade em relação a todas as medidas deste estudo. Foram observadas diferenças qualitativas entre os lobos tireoidianos direito e esquerdo. Assim, podemos concluir que tais diferenças entre o formato dos lobos tireoidianos podem ser explicadas pela diferença significativa e/ou tendência observada no parâmetro comprimento entre os respectivos lobos. Além disso, não foi encontrada diferença significativa entre os valores da artéria tireoidiana cranial esquerda em relação aos obtidos na artéria tireoidiana cranial direita, sugerindo que a análise dos valores espectrais do Doppler de uma das artérias tireoidianas craniais possa ser utilizada como método de avaliação de distúrbios difusos da tireoide equina.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV