Resultado da pesquisa (3)

Termo utilizado na pesquisa febre aftosa

#1 - Adverse effects of foot-and-mouth disease vaccine in dairy cattle

Abstract in English:

Foot-and-mouth disease represents an important barrier to the international commerce of animal products, potentially associated with significant economic losses. The systematic vaccination of bovines and buffaloes was fundamental for the eradication of this disease; however, the use of vaccines can lead to reactions at the application site. The objectives of this study were to evaluate the effects of the vaccination protocol to the production of dairy cows and to observe the occurrence of vaccinal reactions in the animals. At one property located in the municipality of Salvador do Sul, Rio Grande do Sul, 270 dairy cows were vaccinated against foot-and-mouth disease in May 2019. The vaccine was administered via a subcutaneous application using disposable syringes and needles for each animal. Inspection of the animals was performed before and 20 days after the vaccination to verify the presence of reactions to the vaccine. The study’s sample was set by convenience, including 203 lactating animals with or without bovine somatotropin (BST) administration during the data collection period, which was limited to 20 days before and 20 days after the vaccination. Milk production data was obtained through SmartDairy® HerdMetrix™ software, tabulated in electronic spreadsheets using Microsoft Excel® and processed using the program SAS®, considering a 5% significance level for mixed model statistical analysis. A total of 160 animals (78.82%) presented local lesions at the application site, even when the recommended vaccination practices were followed, suggesting that the high reaction power was provoked by the vaccinal components. In regards to milk production, a statistically significant (p<0.05) decrease of 0.30kg of milk per animal/day was observed in the average daily production in the 20 days post-vaccination. These results demonstrate the local and systemic effects caused by the foot-and-mouth disease vaccine, evidenced by reduced levels of milk production and the occurrence of vaccine reactions, implying significant economic losses.

Abstract in Portuguese:

A febre aftosa representa uma importante barreira no comércio internacional de produtos de origem animal, podendo acarretar em significativas perdas econômicas. A vacinação sistemática de bovinos e bubalinos foi fundamental para a erradicação da doença. No entanto, a utilização de vacinas pode causar reações no local da aplicação. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da vacina em bovinos leiteiros e observar a incidência de reações vacinais no local de aplicação. O estudo foi realizado numa propriedade leiteira do município de Salvador do Sul, Rio Grande do Sul, onde foram vacinados 270 bovinos contra febre aftosa no mês de maio de 2019. A vacina foi administrada por via subcutânea, com seringas e agulhas descartáveis para cada animal. Foi realizada inspeção dos animais antes da vacinação e 21 dias após a vacinação, para verificar a presença de reações vacinais. A amostra foi definida por conveniência, incluindo 203 vacas em lactação com ou sem administração de somatotropina bovina (BST) durante o período de coleta de dados, que l foi de 20 dias antes e 20 dias após a vacinação. Estes dados de produção de leite foram obtidos através do software SmartDairy® HerdMetrix™, tabulados em planilhas eletrônicas do Microsoft Excel® e processados usando o programa SAS®, considerando 5% de nível de significância para uma análise estatística modelo misto. Foi observado que 160 (78,82%) vacas apresentaram lesões no local de aplicação, mesmo quando a aplicação era realizada de acordo com as boas práticas de vacinação, o que indica o alto poder de reação provocada pelos componentes da vacina. Em relação à produção de leite, observou-se uma redução significativa (p<0,05) na produção média diária de 0,30kg de leite por animal/dia nos 21 dias após a vacinação. Esses resultados demonstram os efeitos locais e sistêmicos provocados pela vacina da febre aftosa, evidenciados pela redução na produção de leite e pela incidência de reações vacinais, o que implica em significativas perdas econômicas.


#2 - Stomatitis vesicular in cattle and horse in the Maranhão state, 35(5):391-395

Abstract in English:

ABSTRACT.- Arruda R.C.N., Segundo J.M.F., Soares B.A., Martins N.R.S., Barçante T.A. & Barçante J.M.P. 2015. [Stomatitis vesicular in cattle and horse in the Maranhão state.] Investigação epidemiológica de Estomatite vesicular por achados clínicos em bovinos e equinos no Estado do Maranhão. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(5):391-395. Laboratório de Biologia Parasitária, Setor de Medicina Veterinária Preventiva, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Campus Universitário, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: tbarcante@gmail.com Vesicular stomatitis (VS) is an infectious viral disease that affects bovines, equines, swine, wild animals and humans. As it is indistinguishable from other vesicular diseases, mainly Foot and Mouth Disease (FMD), it causes restrictions in commercial livestock trade at national and international levels and also significant economic losses. As the epidemiology and maintenance of VS virus in nature are not clearly understood it is difficult to take effective control measures. VS was diagnosed in some regions of Brazil, such as Minas Gerais, Santa Catarina, São Paulo and Alagoas. Cattle and horses with clinical symptoms of drooling, shedding of the lingual epithelium, presence of vesicles on the oral mucosa were observed and reported to the National Animal Health Office health of Maranhão State, Brazil. Samples of serum of these animals were collected and sent to Laboratório Nacional de Agropecuaria for ELISA and virus neutralization and differential diagnosis for Foot and Mouth Disease (FMD). The results of ELISA confirmed the VS. In the differential diagnosis, the results were negative for FMD. Samples of bovine epithelial tissue for VS by PCR confirmation of diagnosis were collected and sent to Biological Institute of São Paulo. Molecular results confirmed the Vesiculovirus Indiana III (Alagoas/VSAV) infection.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Arruda R.C.N., Segundo J.M.F., Soares B.A., Martins N.R.S., Barçante T.A. & Barçante J.M.P. 2015. [Stomatitis vesicular in cattle and horse in the Maranhão state.] Investigação epidemiológica de Estomatite vesicular por achados clínicos em bovinos e equinos no Estado do Maranhão. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(5):391-395. Laboratório de Biologia Parasitária, Setor de Medicina Veterinária Preventiva, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Campus Universitário, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: tbarcante@gmail.com A Estomatite Vesicular (EV) é uma doença infecciosa que acomete equinos, bovinos, suínos, mamíferos silvestres e humanos. Por apresentar sinais clínicos semelhantes a outras doenças vesiculares, principalmente, febre aftosa, sua presença em determinadas regiões pode interferir no intercâmbio comercial internacional dos animais, seus produtos e subprodutos. Apesar de sua importância, a epidemiologia e a manutenção do vírus no ambiente não estão totalmente esclarecidas dificultando a aplicação de medidas de controle efetivas. A doença já foi diagnosticada em todas as regiões brasileiras. Bovinos com sialorréia, perda do epitélio lingual, lesões abertas com bordas amareladas nas gengivas, lábios, língua e mucosa oral e equinos com sialorréia e lesões abertas na mucosa oral e lábios foram observados e notificados ao Serviço Veterinário Oficial do Estado do Maranhão, Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGRD/MA). Amostras de soro de equinos e bovinos com sintomas de EV foram coletadas para investigação por ELISA e por neutralização viral, além do diagnóstico diferencial para Febre Aftosa (FA). Fragmentos epiteliais de bovinos com lesões na língua foram coletados para identificação molecular do agente. Todos os animais foram negativos para FA. Todos os bovinos e equinos foram reativos para EV nos testes sorológicos. A partir dos fragmentos epiteliais de bovinos enviados ao Instituto Biológico de São Paulo para PCR, foi possível caracterizar o agente como Vesiculovirus Indiana III (Alagoas/VSAV).


#3 - Estimates of economic losses caused by local granulomatous reaction after use of an oily vaccine against FMD in cattle of Mato Grosso do Sul, 34(8):738-742

Abstract in English:

ABSTRACT.- Leal P.V., Pupin R.C., Santos A.C., Faccin T.C., Surdi E., Leal C.R.B., Brumatti R.C. & Lemos R.A.A. 2014. [Estimates of economic losses caused by local granulomatous reaction after use of an oily vaccine against FMD in cattle of Mato Grosso do Sul.] Estimativas de perdas econômicas por reação granulomatosa após uso de vacina oleosa contra febre aftosa em bovinos de Mato Grosso do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(8):738-742. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Avenida Senador Filinto Müller 2443, Campo Grande, MS 79074-460, Brazil. E-mail: lap.famez@ufms.br Lesions caused by excessive reaction to foot and mouth vaccine were observed in 1,815 out of 5,000 cattle slaughtered in a slaughterhouse under federal meat inspection. Such lesions resulted in condemnation of the affect parts of the carcasses in accordance with the Brazilian Federal Meat Inspection Regulations. The affected cattle had been vaccinated on May 2012 and then slaughtered in September of the same year. They were allotted to two groups with 1,500 (Groups 1) and 315 cattle (Group 2). Post vaccination lesions were characterized as salient, firm variable sized nodules multifocally distributed in the musculature of the lateral neck. Pus oozed at the cut surface of these nodules. Samples of 28 cattle were submitted for histopathological examination; main findings were pyogranulomas with central variable-sized clear spaces surrounded by marked infiltrate of viable and dead neutrophils, which were surrounded by epithelioid macrophages with vacuolated cytoplasm and occasional multinucleated giant cell. This inflammatory reaction was walled by abundant connective tissue infiltrated by lymphocytes and plasma cells. Samples of the lesion of six cattle were submitted to bacteriological culture with negative results. When affected carcasses went through dressing, there was an average of 1.8 and 2.0 kg of muscle tissue cut off from the carcasses respectively of Group 1 and 2. Economic losses in the farm of origin of the affected cattle was R$ 20,424.00, considering the price paid by kg of cattle for slaughter at the time of the occurrence. This amount at that time was enough to buy 29.17 weaned calves for fattening. If one considers theses 5,000 cattle vaccinated on the farm as the population at risk, the morbidity rate would be 0.36%. These results indicate that the losses due to vaccine reaction, even with no overt clinical signs, may cause important economic losses.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Leal P.V., Pupin R.C., Santos A.C., Faccin T.C., Surdi E., Leal C.R.B., Brumatti R.C. & Lemos R.A.A. 2014. [Estimates of economic losses caused by local granulomatous reaction after use of an oily vaccine against FMD in cattle of Mato Grosso do Sul.] Estimativas de perdas econômicas por reação granulomatosa após uso de vacina oleosa contra febre aftosa em bovinos de Mato Grosso do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(8):738-742. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Avenida Senador Filinto Müller 2443, Campo Grande, MS 79074-460, Brazil. E-mail: lap.famez@ufms.br Lesões exacerbadas à vacina contra a febre aftosa foram observadas em 1.815 de um total de 5.000 bovinos abatidos em frigorífico com inspeção federal. Essas lesões resultaram na condenação de parte das carcaças de acordo com o Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal. Os bovinos haviam sido vacinados em maio de 2012 e abatidos em setembro do mesmo ano e divididos em Lotes 1 e 2 constituídos respectivamente por 1.500 e 315 bovinos. As lesões de reação vacinal eram caracterizadas por nódulos protuberantes, circunscritos, bem delimitados, firmes e de tamanhos variáveis, distribuídos multifocalmente na musculatura do aspecto lateral do pescoço; ao corte apresentavam exsudato purulento. Amostras da lesão de 28 bovinos foram avaliadas histologicamente e os principais achados foram piogranulomas com espaços claros circulares de tamanhos variados no centro, circundados por intenso infiltrado de neutrófilos íntegros e necróticos, circundados por macrófagos epitelioides com citoplasma vacuolizado, ocasionais células gigantes multinucleadas e, mais externamente, por abundante tecido conjuntivo em meio observavam-se linfócitos e plasmócitos. Culturas bacterianas realizadas em amostras do exsudato da lesão de seis bovinos resultaram negativas. Quando as carcaças afetadas foram submetidas ao toalete foi retirado em média 1,8 e 2,0 kg de músculo da área afetada, respectivamente dos Lotes 1 e 2. O prejuízo econômico da propriedade de origem dos bovinos afetados foi de R$ 20.424,00, considerando o preço pago pela arroba do boi no mês e ano da ocorrência. Esses valores à época seriam suficientes para adquirir 29,17 bezerros desmamados para engorda. Se considerarmos 5.000 bovinos vacinados forem considerados como população sob risco o coeficiente de morbidade seria de 0,36%. Os resultados deste estudo demonstram que perdas por reação vacinal, mesmo quando não provocam sinais clínicos marcantes, podem ocasionar importantes prejuízos econômicos.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV