Resultado da pesquisa (9)

Termo utilizado na pesquisa nematódeos gastrintestinais

#1 - Haematological variables of Santa Ines and Ile de France suckling lambs: Influence of Haemonchus contortus infection

Abstract in English:

Haemonchus contortus is the major gastrointestinal parasite of sheep raised in tropical and subtropical areas worldwide. This trial aimed to evaluate the influence of H. contortus infection on the bone marrow response of Santa Ines (SI) and Ile de France (IF) suckling lambs experimentally infected with H. contortus. Fourteen SI lambs and 12 IF lambs were randomized in four groups: infected SI (n=8), non-infected SI (n=6), infected IF (n=8) and non-infected IF (n=4). Lambs of infected groups were submitted to 27 infections, conducted every two days, from 14 to 68 days of age, and each lamb received a total of 5400 H. contortus infective larvae (L3). Ten blood samples were obtained during the experimental period to be used for erythrocyte and leukocyte counts, packed cell volume and total plasma protein estimation. Additionally, it was carried out a differential leukocyte count. Lambs from control groups did not shed eggs in faeces all over the experiment, while infected Santa Ines and Ile de France lambs presented means of 2963 EPG (Eggs Per Gram of faeces) and 8175 EPG in the last sampling (P<0.05), respectively. Infected Santa Ines lambs had an increase in eosinophil release, however differences (P<0.05) on circulation number in comparison with infected Ile de France lambs were identified only in the last sampling (54 days post first infection). The mild H. cortortus infection did not produce significant changes in the blood variables of the Ile de France and Santa Ines suckling lambs.

Abstract in Portuguese:

Haemonchus contortus é o principal parasita gastrintestinal de ovinos criados em áreas tropicais e subtropicais. Este estudo objetivou avaliar a influência da infecção por H. contortus na resposta medular de cordeiros lactentes das raças Santa Inês (SI) e Ile de France (IF) infectados experimentalmente com H. contortus. Quatorze cordeiros SI e 12 cordeiros IF, foram distribuídos em quatro grupos: SI infectado (n=8), SI não infectado (n=6), IF infectado (n=8) e IF não infectado (n=4). Cordeiros dos grupos infectados foram submetidos a 27 infecções, realizadas a cada dois dias, do 14º até 68º dia de vida, com um total de 5400 larvas infectantes (L3) de H. contortus por animal. Foram realizadas 10 coletas de sangue ao longo do período experimental para determinação do volume globular, proteínas plasmáticas totais, contagem de eritrócitos e leucócitos, além do diferencial de leucócitos. Cordeiros controles não infectados não eliminaram ovos nas fezes durante todo o experimento, enquanto que os cordeiros Santa Ines e Ile de France infectados apresentaram em média 2963 ovos por grama de fezes (OPG) e 8175 OPG na última coleta (P<0,05), respectivamente. Cordeiros Santa Inês infectados tiveram um aumento na produção de eosinófilos, mas diferenças (P<0.05) no número de eosinófilos sanguíneos em comparação a cordeiros Ile de France infectados foram detectadas somente na última coleta (54 dias após a primeira infecção). A infecção leve por H. cortortus não induziu alterações significativas nas variáveis sanguíneas de cordeiros lactentes Ile de France e Santa Inês.


#2 - Gastrointestinal parasites in goats from Quixadá, Ceará, 38(8):1505-1510

Abstract in English:

ABSTRACT.- Oliveira D.A.S., Brito R.L.L., Neves M.R.M., Sousa M.M., Miranda R.R.C., Mourão A.E.B., Cavalcante A.C.R. & Vieira L.S. 2018. [Gastrointestinal parasites in goats from Quixadá, Ceará.] Parasitos gastrintestinais em caprinos no município de Quixadá, Ceará. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1505-1510. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Centro de Ciências Agrárias e Biológicas, Universidade Estadual do Vale do Acaraú, Avenida da Universidade 850, Campus Betânia, Sobral, CE 62040-370, Brazil. E-mail: dalilian.an@gmail.com The objective of this study was to evaluate the occurrence of main gastrointestinal parasites and to quantify and identify the species of Eimeria present in young goats and adults in the city of Quixadá, Ceará, during the dry and rainy season. Six hundred fifty-four animals were used, with 334 animals during the dry season, which were 149 mothers and 185 offspring and 320 animals during the rainy season, with 106 mothers and 214 offspring, independent of breed standard and creation system. Samples were collected in the months of November and December 2012 and May 2013 in the city of Quixadá, Ceará and sent to the Parasitology Laboratory of Embrapa Goats and Sheep at Sobral, Ceará, feces were collected for counting the number of eggs per gram of feces (EPG), counting oocysts per gram of feces (OOPG), coproculture and identification of Eimeria species based on the morphometry. Matrices showed higher means egg type Strongyloidea (372.03) and Strongyloides (8.45) in the dry season and the rainy season had higher mean only to Strongyloidea (502.85). The inverse happened to OOPG, where the offspring showed higher means in the dry season (9387.41) and rainy (9630.37). The genus most frequent of nematode in coprocultures was Trichostrongylus. (63.67%) in the dry season and Haemonchus sp. the rainy (66.67%). One hundred percent of the herds, oocysts of Eimeria were found, with 81% of infected animals. The occurrence of eimeriosis in young and adult categories was 64.3% and 83.2% in the dry season and 87.4% and 92.4% during the rainy season. The species identified were: Eimeria alijevi, E. apsheronica, E. arloingi, E. caprina, E. caprovina, E. christenseni, E. hirci, E. and E. jolchijevi ninakohlyakimovae. In the offspring E. alijevi was the most frequent in the dry season and the rainy E. ninakohlyakimovae. Already in matrices the species E. Alijevi showed the highest frequency in both periods. In herds studied it evidenced the presence of gastrointestinal nematodes eggs and oocysts of Eimeria spp. independent of animal category.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Oliveira D.A.S., Brito R.L.L., Neves M.R.M., Sousa M.M., Miranda R.R.C., Mourão A.E.B., Cavalcante A.C.R. & Vieira L.S. 2018. [Gastrointestinal parasites in goats from Quixadá, Ceará.] Parasitos gastrintestinais em caprinos no município de Quixadá, Ceará. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1505-1510. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Centro de Ciências Agrárias e Biológicas, Universidade Estadual do Vale do Acaraú, Avenida da Universidade 850, Campus Betânia, Sobral, CE 62040-370, Brazil. E-mail: dalilian.an@gmail.com O objetivo desse trabalho foi avaliar a ocorrência dos principais parasitos gastrintestinais que acometem caprinos adultos e jovens do município de Quixadá-Ceará durante a época seca e chuvosa, além de identificar e quantificar as espécies de Eimeria presentes no rebanho. Foram utilizados 654 animais, sendo 334 animais no período seco, dos quais eram 149 matrizes e 185 crias e 320 animais no período chuvoso, sendo 106 matrizes e 214 crias, independente de padrão racial e sistema de criação. As coletas foram realizadas nos meses de novembro e dezembro de 2012 e maio de 2013 no município de Quixadá-Ceará e encaminhadas ao Laboratório de Parasitologia da Embrapa Caprinos e Ovinos na cidade de Sobral-Ceará. Foram coletadas fezes para contagem do número de ovos por gramas de fezes (OPG), contagem de Oocistos por gramas de fezes (OOPG), coprocultura e identificação das espécies de Eimeria com base na morfometria. As matrizes apresentaram maiores médias de ovos do tipo Strongyloidea (372,03) e Strongyloides (8,45) no período seco e no período chuvoso apresentaram maiores médias apenas para Strongyloidea (502,85). O inverso aconteceu com o OOPG, onde as crias apresentaram maiores médias no período seco (9387,41) e no chuvoso (9630,37). O gênero de nematódeo mais frequente na coprocultura foi o Trichostrongylus sp. (63,67%) no período seco e o Haemonchus sp. no chuvoso (66,67%). Em 100% dos rebanhos, foram encontrados oocistos de Eimeria, com 81% dos animais infectados. A ocorrência da eimeriose nas categorias jovens e adultas foi de 64,3% e 83,2% no período seco e de 87,4% e 92,4% no período chuvoso. As espécies identificadas foram: Eimeria alijevi, E. apsheronica, E. arloingi, E. caprina, E. caprovina, E. christenseni, E. hirci, E. jolchijevi e E. ninakohlyakimovae. Nas crias a E. alijevi foi a mais freqüente no período seco e a E. ninakohlyakimovae no chuvoso. Já nas matrizes a espécie E. alijevi apresentou a maior frequência em ambos os períodos. Nos rebanhos estudados foi evidenciado a presença de ovos de nematódeos gastrointestinais e oocistos de Eimeria spp. independente da categoria animal.


#3 - Gastrointestinal and pulmonary nematodes in calves naturally infected in the cities of Botucatu and Manduri, in the Brazilian state of São Paulo

Abstract in English:

This study aimed to determine the occurrence of gastrointestinal and pulmonary parasites in calves and to evaluate seasonal and age patterns in parasitism. For this, we used 140 clinically healthy crossbreed calves (two to 12 months old) that belonged to two private farms in the municipalities of Botucatu (n=53) and Manduri (n=87), São Paulo state, Brazil. The calves were monitored for 12 months (from September 2014 to August 2015). Fecal samples were collected directly from the rectum every three months. Fecal egg counts were determined using the modified McMaster technique with a sensitivity of 50 eggs per gram of feces (EPG). Coproculture was performed on pooled samples to identify Strongylida infective larvae. First-stage larvae of Dictyocaulus viviparus were extracted by a modified Baermann method. The data showed non-normal distribution (Shapiro-Wilk) and the nonparametric Kruskall-Wallis test was employed to evaluate the EPG data by seasons and age groups. Dunn’s post-test was used for multiple comparisons (P<0.05). The calves from Manduri farm showed significantly higher fecal egg counts (P<0.0001) in the winter when compared to other seasons. At Botucatu farm, young calves (2-3 months old) showed significantly higher EPG than old calves (8-12 months) (P=0.01). The prevalence and overall mean of animals positive for Strongylida type-eggs were 81.1% and 340 in Botucatu, respectively, versus 83.9% and 854 in Manduri, respectively. Furthermore, we found Strongyloides spp., Moniezia spp., and Trichuris spp. eggs and Eimeria spp. oocysts. The prevalent genera in all coprocultures in decreasing order were: Cooperia spp., Haemonchus spp., Oesophagostomum spp., and Trichostrongylus spp. First-stage larvae of Dictyocaulus viviparus were found only in Botucatu farm samples throughout the year, except in spring.

Abstract in Portuguese:

O objetivo deste estudo foi investigar os parasitas gastrintestinais e pulmonares que acometem bezerros bem como a possível influência de fatores climáticos e da idade no parasitismo. Para isso, durante um período de 12 meses (setembro de 2014 a agosto de 2015), amostras de fezes foram coletadas a cada três meses diretamente da ampola retal de 140 bezerros mestiços (dois a 12 meses de idade), clinicamente saudáveis, pertencentes a duas propriedades leiteiras localizadas nos municípios de Botucatu (n=53) e Manduri (n=87), estado de São Paulo. Realizou-se a contagem de ovos por grama de fezes pela técnica de McMaster modificada com sensibilidade de 50 ovos por grama de fezes (OPG). Coproculturas foram realizadas em pool de amostras para a obtenção das larvas infectantes (L3). Larvas de primeiro estágio de Dictyocaulus viviparus foram recuperadas pela modificação da técnica de Baermann. Os dados não se apresentaram normalmente distribuídos (Shapiro-Wilk), e o teste não paramétrico de Kruskal-Wallis foi utilizado para avaliar os dados de OPG em relação às estações do ano e faixa etária. Para comparações múltiplas, empregou-se o pós-teste de Dunn. Foi verificado que em Manduri, no inverno, houve um aumento significativo (P<0,0001) na contagem de OPG em comparação as demais estações do ano. Em Botucatu, os animais com dois a três meses de idade apresentaram maiores contagens de OPG quando comparados aos animais de oito a 12 meses de idade (P=0,01). A prevalência e a média global de animais positivos para ovos do tipo Strongylida, em Botucatu, foi de 81,1% e 340, respectivamente, e em Manduri foi de 83,9% e 854, respectivamente. Em adição, de maneira geral, foram encontrados ovos de Strongyloides spp., Moniezia spp., Trichuris spp. e oocistos de Eimeria spp. Foram recuperadas, em ordem de prevalência, larvas infectantes de Cooperia spp., Haemonchus spp., Oesophagostomum spp. e Trichostrongylus spp. Larvas de D. viviparus foram recuperadas somente na propriedade de Botucatu durante todo o ano, com exceção da primavera.


#4 - Combination of drugs as an alternative to control multi-resistant gastrointestinal nematodes in sheep, 31(2):151-157

Abstract in English:

ABSTRACT.- Cezar A.S., Ribas H.O., Pivoto F.L., Sangioni L.A. & Vogel F.S.F. 2011. [Combination of drugs as an alternative to control multi-resistant gastrointestinal nematodes in sheep.] Combinação de drogas antiparasitárias como uma alternativa para o controle de nematódeos gastrintestinais multirresistentes em ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(2):151-157. Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária, Universidade Federal de Santa Maria, Av. Roraima 1000, Santa Maria, RS 97105-900, Brazil. E-mail: alfredosps@hotmail.com This study was conducted to find effective anthelmintic treatments on a multi-resistant population of gastrointestinal nematodes of sheep, which was found resisting to all the classes of nematicidal drugs available in the Brazilian market. We took as a starting point the data obtained in a previous study performed in the targeted flock, in which were tested conventional treatments. Thus, using the calculated efficacy of the drugs (tested previously) for the genera of nematodes found in the flock, we selected drugs which, combined or used in higher doses, could improve the efficacy of the treatments. We evaluated the anthelmintic action of each treatment using the percentage of reduction of eggs in the feces, along with larvae cultures. A combination of moxidectin 1% + disophenol 20% showed 99% of efficacy, and combinations of moxidectin 1% + trichlorphon 10% and moxidectin 1% + levamisole phosphate 22.3% showed efficacy over 90%. Combinations of drugs, with different mechanisms of action, can provide effective anthelmintic treatments on multidrug-resistant populations of gastrointestinal nematodes of sheep.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Cezar A.S., Ribas H.O., Pivoto F.L., Sangioni L.A. & Vogel F.S.F. 2011. [Combination of drugs as an alternative to control multi-resistant gastrointestinal nematodes in sheep.] Combinação de drogas antiparasitárias como uma alternativa para o controle de nematódeos gastrintestinais multirresistentes em ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(2):151-157. Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária, Universidade Federal de Santa Maria, Av. Roraima 1000, Santa Maria, RS 97105-900, Brazil. E-mail: alfredosps@hotmail.com Este estudo foi realizado com o objetivo de encontrarem-se tratamentos anti-helmínticos eficazes sobre uma população de nematódeos gastrintestinais de ovinos, a qual desenvolveu resistência a todas as classes de drogas com ação nematicida disponíveis para ruminantes no mercado brasileiro. Valendo-se da eficácia calculada de tratamentos convencionais a partir de um estudo prévio e, assim, conhecendo-se sua ação sobre diferentes gêneros de nematódeos presentes no rebanho, selecionaram-se drogas as quais, utilizadas em combinações ou em altas doses, pudessem aumentar significativamente a eficácia dos tratamentos. Utilizou-se o percentual de redução da contagem de ovos nas fezes e as culturas de larvas para avaliar a ação anti-helmíntica dos tratamentos testados. A combinação de moxidectina 1% + disofenol 20% apresentou 99% de eficácia, e as combinações de moxidectina 1% + triclorfon 10% e de moxidectina 1% + fosfato de levamisol 22,3% superaram os 90% de eficácia. A utilização de combinações de princípios ativos, com diferentes mecanismos de ação, pode promover a recuperação da eficácia dos tratamentos anti-helmínticos sobre populações multirresistentes de nematódeos gastrintestinais de ovinos.


#5 - Gastro-intestinal nematodes control in goats and sheep in the semiarid region northeastern Brazil, 65-71

Abstract in English:

ABSTRACT.- Costa V.M.M., Simões S.V.D & Riet-Correa F. 2011. [Gastro-intestinal nematodes control in goats and sheep in the semiarid region northeastern Brazil.] Controle das parasitoses gastrintestinais em ovinos e caprinos na região semiárida do Nordeste do Brasil. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(1):65-71. Hospital Veterinário, Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande, Patos, PB 58700-970, Brazil. E-mail: valery.medeiros@hotmail.com This paper reviews some important concepts to be considered for the control of gastro-intestinal nematode parasites of sheep and goats, including the epidemiology of this parasitic disease in the Brazilian semiarid, and the occurrence of anti-helminthic resistance in the region. Considering the widespread use of preventive treatments during the dry season, new alternatives for the control of gastrointestinal parasites are recommended, taking into account the parasite integrated control system and the use of methods to allow the presence of susceptible parasites in the refugia. Differences between sheep and goats are discussed, taking into account the higher susceptibility of goats and the necessity to use larger doses in goats than in sheep for most anti-helminthics.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Costa V.M.M., Simões S.V.D & Riet-Correa F. 2011. [Gastro-intestinal nematodes control in goats and sheep in the semiarid region northeastern Brazil.] Controle das parasitoses gastrintestinais em ovinos e caprinos na região semiárida do Nordeste do Brasil. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(1):65-71. Hospital Veterinário, Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande, Patos, PB 58700-970, Brazil. E-mail: valery.medeiros@hotmail.com Neste artigo são revisados alguns conceitos importantes a serem considerados para o controle de parasitas gastrintestinais em caprinos e ovinos. Descrevem-se as características epidemiológicas desta parasitose no semiárido e o aparecimento de resistência aos anti-helmínticos na região. São propostas alternativas para o controle da doença levando em consideração, principalmente, a adoção de técnicas de controle integrado de parasitas com uma mudança nos sistemas de tratamento preventivo para sistemas que permitam a sobrevivência de parasitas susceptíveis na refugia. São discutidas as diferenças entre caprinos e ovinos, considerando que os caprinos são mais susceptíveis e que para maioria das drogas devem ser tratados com doses maiores.


#6 - Health management practices and disease prevalence in dairy sheep systems in Argentina, 29(11):931-937

Abstract in English:

ABSTRACT.- Suárez V.H. & Busetti M.R. 2009. Health management practices and disease prevalence in dairy sheep systems in Argentina. Pesquisa Veterinária Brasileira 29(11):931-937. Estación Experimental Agropecuaria de Anguil, INTA, CC 11, 6326 Anguil, La Pampa, Argentina. E-mail: vsuarez@anguil.inta.gov.ar A cross-sectional survey of 19 dairy sheep farms in Argentina was carried out with the purpose to know farm management, health practices, and occurrence and mortality of diseases. The survey comprised 40% of all sheep milking farms in Argentina. A questionnaire was conducted by way of personal interviews with sheep owners during farm visits. The proportions of farms reporting routine vaccination for clostridial diseases, contagious ecthyma, pneumonia and mineral and vitamin parenteral administration were 63%, 47.3%, 16.6% and 42.1% respectively. Regular treatment against lice was used in 37.5% of the farms, and 89.5% o the farmers treated against gastrointestinal nematodes (GIN). The mean number of GIN drenches per farm was 2.26±1.78 annually. In 68.4% of the milking flocks the California Mastitis Test was regularly done and 55.6% of the farmer managers had sampled their flocks once a year for Brucella ovis antibodies. During the pre-mating period respectively 68.4% and 50% of farmers clinically examined their rams and ewe for general health and teeth condition. The udders of ewes were frequently inspected at the start of each milking period. The most important parasite problems noticed were GIN (reported by 57.9% of farmers), lice (57.9%) and scabies (10.5%) and the most frequent infectious diseases were ecthyma (73.7%), pneumonia and other respiratory problems (57.9%), clinical mastitis (55.6%), clostridial diseases (36.9%) and foot lameness (35.2%). Photosensitivity (47.4%) and ruminal acidosis (42.1%) were reported as other frequent toxic or metabolic disorders. Owners mentioned that the mean lifespan or milk productive time per ewe was 4.5±1.4 years. Perinatal lamb mortality was 8.5% and the total flock mortality rates, above the first 24 h of life was 6.9%. The high rates of lamb mortality during the pre-weaning (10.3%) and post-weaning (5.9%) periods indicate that this problem, as well as the most prevalent diseases, should be the subject of further studies.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Suárez V.H. & Busetti M.R. 2009. Health management practices and disease prevalence in dairy sheep systems in Argentina. Pesquisa Veterinária Brasileira 29(11):931-937. Estación Experimental Agropecuaria de Anguil, INTA, CC 11, 6326 Anguil, La Pampa, Argentina. E-mail: vsuarez@anguil.inta.gov.ar Foi realizado um levantamento longitudinal em 19 fazendas de ovinos leiteiros na Argentina com o objetivo de conhecer práticas de manejo, medidas sanitárias e ocorrência e freqüência das enfermidades. O levantamento incluiu 40% de todas as fazendas do país que produzem leite ovino. Um questionário foi utilizado com entrevistas pessoais com os ovinocultores durante visita às fazendas. A percentagem de fazendas que relataram vacinação rotineira contra clostridioses, ectima contagioso, pneumonia e administração parenteral de minerais e vitaminas foi 63%, 47,3%, 16,6% e 42,1%, respectivamente. Parte dos produtores (37,5%) realizava tratamento regularmente contra piolhos e 89,5% contra nematódeos gastrintestinais. O número médio de tratamentos anti-helmínticos anuais, por fazenda, era de 2,26+1,78. Em 68,4% dos rebanhos leiteiros o Califórnia Mastite Teste (CMT) era regularmente realizado e 55,6% dos produtores colhiam amostras de seus rebanhos uma vez por ano para diagnóstico de Brucella ovis. Durante o período de pré-acasalamento 68,4% e 50% dos produtores examinavam clinicamente seus carneiros e a condição geral e de dentes de suas ovelhas. O úbere das ovelhas era geralmente inspecionado no início da ordenha. Os principais problemas parasitários eram nematódeos gastrintestinais (mencionado por 57,9% dos produtores), piolhos (57,9%) e sarna (10,5%) e as doenças infecciosas mais frequentes foram ectima contagioso (73,7%), pneumonia e outros problemas respiratórios (57,9%), mastite clínica (55,6%), clostridioses (36,9%) e laminite (35,2%). Fotossensibilização (47,4%) e acidose ruminal (42,1%) foram relatadas como as principais desordens tóxicas ou metabólicas. Na visão dos produtores, a expectativa de vida produtiva ou o tempo de produção de leite por ovelha era de 4,5+1,4 anos. A mortalidade perinatal foi de 8,5% e a taxa de mortalidade total do rebanho, depois das primeiras 24 horas de vida, foi de 6,9%. As altas taxas de mortalidade de cordeiros durante os períodos de pré-desmame (10,3%) e pós-desmame (5,9%) indicam que isto, assim como as doenças mais prevalentes, deve ser tema de mais estudos.


#7 - Anthelmintic resistance in goat herds in the State of Ceará, 19(3/4):99-103

Abstract in English:

ABSTRACT.- Vieira L.S. & Cavalcante A.C.R. 1999. [Anthelmintic resistance in goat herds in the State of Ceará.] Resistência anti-helmíntica em rebanhos caprinos no Estado do Ceará. Pesquisa Veterinária Brasileira 19(3/4):99-103. Embrapa-CNPC, Km 4 da Estrada Sobral-Groaíras, Cx. Postal 0-10, Sobral, CE 62011-970, Brazi. Goats of 45 farms in the State of Ceará, Brazil, were treated with anthelmintics for gastrointestinal nematodes, and their resistance to the anthelmintics was evaluated. On each farm 30 kids were weighed, ear-tagged and divided into three groups of ten. The first group received oxfendazole at 4.75mg/kg, the second levamisole at 7.5mg/kg, and the third group remained untreated as control. All goats were drenched according to their individual body weight. Fecal samples were collected from all animals (treated and control) on the day of treatment and 7 days later, to provide material for egg counts and larval cultures. Among 34 surveyed herds 20.6% showed levamisole resistance, 17.6% showed resistance to benzimidazole, and 35.3% had multiple resistance. At the time of the assessment 52.9% of the farmers were using broad spectrum anthelmintics. Only 26.5% of the surveyed herds had nematode populations susceptible to the anthelmintics assessed. The results of larval cultures showed that larvae surviving the treatment with oxfendazole were mainly Haemonchus sp and, to a lesser extent, Oesophagostomum sp; those surviving levamisole treatment were Haemonchus sp, Oesophagostomum sp and Trichostrongylus sp.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Vieira L.S. & Cavalcante A.C.R. 1999. [Anthelmintic resistance in goat herds in the State of Ceará.] Resistência anti-helmíntica em rebanhos caprinos no Estado do Ceará. Pesquisa Veterinária Brasileira 19(3/4):99-103. Embrapa-CNPC, Km 4 da Estrada Sobral-Groaíras, Cx. Postal 0-10, Sobral, CE 62011-970, Brazi. Um levantamento em nível de campo sobre resistência anti-helmíntica em nematódeos gastrintestinais de; caprinos foi realizado em 34 rebanhos no Estado do Ceará. Em cada rebanho foram separados 30 cabritos, de ambos os sexos, com idade variando de 1 a 6 meses, os quais foram individualmente pesados, identificados e distribuídos em três tratamentos: 1) Oxfendazole na dose de 4, 75mg/kg; 2) Levamisole na dose de 7,5 mg/kg e 3) Controle (não medicado). Os anti-helmínticos foram administrados de acordo com o peso individual de cada animal e, a dosagem utilizada para cada produto foi a recomendada pelo laboratório fabricante. Foram colhidas fezes dos animais de todos os tratamentos, para OPG e coprocultura, no dia da medicação e 7 dias após. Dos 34 rebanhos avaliados, 7 (20,6%) apresentaram resistência aos imidazóis, 6 (17,6%) aos benzimidazóis e 12 (35,3%) revelaram resistência múltipla. Apenas em 9 rebanhos (26,5%), os nematódeos foram sensíveis aos anti-helmínticos avaliados. Através do questionário aplicado detectou-se que 52,9% dos caprinocultores entrevistados usavam anti-helmínticos de amplo espectro. Os resultados das coproculturas mostraram que os gêneros sobreviventes à medicação com oxfendazole foram principalmente Haemonchus sp, seguido em menor frequência por Oesophagostomum sp, enquanto que ao cloridrato de levamisole sobreviveram Haemonchus sp, Oesophagostomum sp e Trichostrongylus sp.


#8 - Identification of First Stage Larvae L1 of Bovine Nematodes

Abstract in English:

The recovery of 1st stage larvae within 18h of collecting cattle faeces has made it possible to diagnose the common genera of cattle nematode parasites. Morphologically they vary as follows: _ Short larvae (mean length 235-363 μm) are: Strongyloides - oesophagus 30% total length, no tail sheath (In ali other larvae the oesophagus is short and tail sheath, i.e. extension of sheath of the tail beyond the tail tip, is present); Dictyocaulus - parenthesis shaped, intestinal cells black, tail sheath 15 μm; Trichostrongylus - straight slightly curved, tail sheath 31 μm, triangular. Medium length larvae (366-376 μm): Haemonchus - caudal end wedge shaped, tail sheath fine filamentous curved or coiled; Cooperia - tai1 sheath conical, anterior end 2 refringent bodies. Long larvae (437-472 μm and width 22-23 μm at the levei of the oesophageal bulb): Ostertagia - intestinal cells semi-transparent grey or silver coloured; dark brown or black Bunostomum - tail sheath slightly curved or straight in line with the long axis, oesophageal bulb may be prominent; Oesophagostomum - very long (414 μm), tail sheath long (93 μm) curved or coiled.

Abstract in Portuguese:

A obtenção de larvas de primeiro estágio no período de 18 horas da coleta de fezes possibilitou a identificação dos principais gêneros de nematódeos que comumente parasitam bovinos. Morfologicamente variaram como segue: - Larvas curtas (média de comprimento de 235-363 μm): Strongyloúles - o esôfago ocupa aproximadamente 30% do comprimento total da larva, cauda sem bainha (em todas as outras larvas o esôfago é curto e a cauda da bainha presente); Dictyocaulus- formade parênteses ou encurvada, células intestinais negras, bainha da cauda 15 μm; Trichostrongylus – larva ligeiramente curva, bainha da cauda 31 μm, triangular. Larvas de comprimento médio (366-376 μm): Haemonchus - cauda da larva em forma de cunha, bainha da cauda fina, filamentosa, curva ou enrolada; Cooperia - bainha da cauda em forma cônica, extremidade anterior termina com 2 corpos refringentes. Comprimento da larva entre 437-472 μm e largura 22-23 μm ao nível do bulbo esofagiano: Ostertagia - células intestinais semi-transparentes de coloração acinzentada ou prateada; Bunostomum - células intestinais escuras, marrons ou negras, cauda da bainha ligeiramente curva ou reta em linha com o eixo longo, bulbo esofagiano pode ser proeminente; Oesophagostomum - larva muito longa ( 414 μm), bainha da cauda longa (93 μm) curva ou enrolada.


#9 - The collection and identification of first stage larvae of bovine gastrointestinal nematodes: Modification of the Whitlock technique (1959)

Abstract in English:

Modifications were made of the Whitlock (1959) technique for the collection and identificatiort of first stage larvae (Li) of gastrintestinal nematodes of sheep, to diagnose similar infection in cattle. Simplifying the original technique by ommiting the water pump, special collecting tube and filtration, L1 could be collected within 24 hours. ldentification is possible with the sarne degree of facility as for bovine L3 or sheep L1 Measurements and descriptions are given of the L1 Haemonchus contortus (ovine), H. placei, Trichostrongylus spp., and Oesophagostomum radiatum (bovine).

Abstract in Portuguese:

Com o objetivo de diminuir o tempo entre amostragem e o diagnóstico das infecções por nematódeos gastrintestinais de bovinos, modificou-se a técnica de Whitlock (1959). A mudança básica consistiu da não utilização da bomba de pressão negativa, para a retirada do líquido, na obtenção de ovos e do filtro de Buchner para a filtração da suspensão e na substituição do frasco usado por Whitlock (1959) por outro adaptado por nós. Essas modificações tomaram o processo menos oneroso e facilitaram seu uso na rotina laboratorial, dando bons resultados devido à sua fácil execução. As larvas de primeiro estágio (L1) podem ser identificadas em um período de tempo menor (24 horas) do que o utilizado para a larva infectante (7 dias). Culturas puras e as larvas, assim obtidas, foram consideradas como larvas de referência para comprovar a identificação das larvas de culturas mistas provenientes dos ovos coletados nas fezes. Trabalhou-se com Haemonchus contortus de ovinos, Haemonchus placei, Cooperia spp., Trichostrongylus spp. e Oesophagostomum radiatum, de bovinos, apresentando-se medidas e descrição das características morfológicas.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV