Resultado da pesquisa (4)

Termo utilizado na pesquisa real-time PCR

#1 - Investigation of Norovirus genogroups (GI, GII and GIV) in stool of pet dogs with diarrhea

Abstract in English:

In this study, we searched the existence of human norovirus (NoV) GI, GII and GIV in the stool of 128 pet dogs with diarrhea, of different sex, age and breed, in Burdur, Turkey, using Real-Time PCR method. Human NoV GII was found in only 5 of the 128 dog stool samples (3.91%). It was discovered that human NoV existed most in crossbreed, female and aged 24 months or over dogs. These dogs found with human NoV GII were either bought from pet shops, stray dogs or taken as puppy of another pet dog. The sheltering conditions of these dogs were moderate and they were fed with home food residue and dry food. It was also found that most of them were vaccinated and had certain walking sites. The owners of the animals detected with infection generally did not have the habit of washing their hands or changing their clothes before or after caring their pets. We strongly advice that dog owners’ personal hygiene, the necessity of changing their clothes during their contact with animals, the environment provided for the dog, the sensitivity in caring, use of strong and effective disinfectant, keeping the dogs away from toilets and sewerage systems, as well as not feeding them with food residues are crucial issues in dogs’ care. Owners of the dogs with NoV GII were middle aged or elderly people, male, and there were no children in their houses. As these dogs are treated like the owner’s child, it is assumed that they could be transmitted with NoV GII as a result of close interaction with their owner.

Abstract in Portuguese:

Neste estudo pesquisamos a existência de norovírus humano (NoV) GI, GII e GIV nas fezes de 128 cães com diarréia, de diferentes sexos, idades e raças, em Burdur, Turquia, utilizando o método de PCR em tempo real. NoV GII humano foi encontrado em apenas 5 das 128 amostras de fezes de cães (3,91%). Foi descoberta NoV humana, principalmente em cruzamentos, fêmeas e cães com idade igual ou superior a 24 meses. Os  cães encontrados com NoV GII humano foram comprados de lojas de animais, eram vira-latas ou foram tomados como filhotes de outro cão de estimação. As condições de abrigo desses cães eram moderadas. Os cães foram alimentados com restos de comida caseira e comida seca. Verificou-se também que a maioria dos animais foi vacinada e tinham locais adequados para caminhada. Os donos dos animais detectados com infecção geralmente não tinham o hábito de lavar as mãos ou trocar de roupa antes ou depois de cuidar de seus animais de estimação. Aconselhamos que a higiene pessoal dos donos, a necessidade de trocar de roupa durante o contato com animais, o ambiente fornecido para o cão, a sensibilidade no cuidado, o uso de desinfetantes eficazes, manter os cães longe de banheiros e esgotos, assim como evitar alimentá-los com resíduos alimentares, são questões cruciais no cuidado dos cães. Os proprietários dos cães com NoV GII são de meia-idade ou idosos, a maioria do sexo masculino, e não havia crianças em suas casas. Como esses cães são tratados como um filho, presume-se que eles foram infectados com o NoV GII como resultado de uma interação próxima com o proprietário.


#2 - Nasal swab real-time PCR is not suitable for in vivo diagnosis of bovine tuberculosis, 37(6):549-554

Abstract in English:

ABSTRACT.- Mayer F.Q., Reis E.M., Bezerra A.V.A., Rodrigues R.O., Michel T., Cerva C. & Bertagnolli A.C. 2017. Nasal swab real-time PCR is not suitable for in vivo diagnosis of bovine tuberculosis. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(6):549-554. Laboratório de Biologia Molecular, Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor, Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária, Estrada Municipal do Conde 6000, Eldorado do Sul, RS 92990-000, Brazil. E-mail: bimmayer@gmail.com Bovine tuberculosis (bTB) is a zoonosis causing economic losses and public health risks in many countries. The disease diagnosis in live animals is performed by intradermal tuberculin test, which is based on delayed hypersensitivity reactions. As tuberculosis has complex immune response, this test has limitations in sensitivity and specificity. This study sought to test an alternative approach for in vivo diagnosis of bovine tuberculosis, based on real-time polymerase chain reaction (PCR). DNA samples, extracted from nasal swabs of live cows, were used for SYBR® Green real-time PCR, which is able to differentiate between Mycobacterium tuberculosis and Mycobacterium avium complexes. Statistical analysis was performed to compare the results of tuberculin test, the in vivo gold standard bTB diagnosis method, with real-time PCR, thereby determining the specificity and sensitivity of molecular method. Cervical comparative test (CCT) was performed in 238 animals, of which 193 had suitable DNA from nasal swabs for molecular analysis, as indicated by amplification of glyceraldehyde-3-phosphate dehydrogenase (GAPDH) gene, and were included in the study. In total, 25 (10.5%) of the animals were CCT reactive, of which none was positive in the molecular test. Of the 168 CCT negative animals, four were positive for M. tuberculosis complex at real time PCR from nasal swabs. The comparison of these results generated values of sensitivity and specificity of 0% and 97.6%, respectively; moreover, low coefficients of agreement and correlation (-0.029 and -0.049, respectively) between the results obtained with both tests were also observed. This study showed that real-time PCR from nasal swabs is not suitable for in vivo diagnosis of bovine tuberculosis; thus tuberculin skin test is still the best option for this purpose.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Mayer F.Q., Reis E.M., Bezerra A.V.A., Rodrigues R.O., Michel T., Cerva C. & Bertagnolli A.C. 2017. Nasal swab real-time PCR is not suitable for in vivo diagnosis of bovine tuberculosis. [A PCR em tempo real de swab nasal não é adequada para o diagnóstico in vivo de tuberculose bovina.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(6):549-554. Laboratório de Biologia Molecular, Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor, Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária, Estrada Municipal do Conde 6000, Eldorado do Sul, RS 92990-000, Brazil. E-mail: bimmayer@gmail.com A tuberculose bovina (bTB) é uma zoonose que causa perdas econômicas e riscos à saúde pública em muitos países. O diagnóstico da doença em animais vivos é realizado pelo teste intradérmico da tuberculina, que é baseado em reações de hipersensibilidade tardia. Como a tuberculose tem resposta imunológica complexa, este teste tem limitações em termos de sensibilidade e especificidade. Este estudo procurou desenvolver uma abordagem alternativa para o diagnóstico in vivo da tuberculose bovina, com base na reação em cadeia da polimerase (PCR) em tempo real. As amostras de DNA, extraídas de suabes nasais de vacas vivas, foram usadas para PCR em tempo real com SYBR® Green, capaz de diferenciar os complexos Mycobacterium tuberculosis e Mycobacterium avium. A análise estatística foi realizada para comparar os resultados de teste de tuberculina, padrão ouro para o diagnóstico in vivo da bTB, com PCR em tempo real, determinando-se assim a especificidade e sensibilidade do método molecular. O teste cervical comparativo (TCC) foi realizado em 238 animais, dos quais 193 tiveram DNA dos suabes nasais adequados para análise molecular, como indicado pela amplificação do gene gliceraldeído-3-fosfato-desidrogenase (GAPDH), e foram incluídos no estudo. No total, 25 (10,5%) animais foram reativos no TCC, dos quais nenhum foi positivo no teste molecular. Dos 168 animais negativos no TCC, quatro foram positivos para o complexo M. tuberculosis na PCR em tempo real a partir dos suabes nasais. A comparação destes resultados gerou valores de sensibilidade e especificidade de 0% e 97,6%, respectivamente; além disso, baixos coeficientes de concordância e correlação (-0,029 e -0,049, respectivamente) entre os resultados obtidos com ambos os testes também foram observados. Este estudo mostrou que a PCR em tempo real a partir de suabes nasais não é adequada para o diagnóstico in vivo da tuberculose bovina; portanto, o teste da tuberculina ainda é a melhor opção para este fim.


#3 - Development of a Real-time PCR test for porcine group A rotavirus diagnosis, 35(1):39-43

Abstract in English:

ABSTRACT.- Marconi E.C.M., Bernardes N.T.C.G., Beserra L.A.R., Silva F.D.F. & Gregori F. 2015. Development of a Real-time PCR test for porcine group A rotavirus diagnosis. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(1):39-43. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, Universidade de São Paulo, Av. Professor Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: fabiogregori@gmail.com Group A Rotavirus (RVA) is one of the most common causes of diarrhea in humans and several animal species. A SYBR-Green Real-Time polymerase chain reaction (PCR) was developed to diagnose RVA from porcine fecal samples, targeting amplification of a 137-bp fragment of nonstructural protein 5 (NSP5) gene using mRNA of bovine NADH-desidrogenase-5 as exogenous internal control. Sixty-five samples were tested (25 tested positive for conventional PCR and genetic sequencing). The overall agreement (kappa) was 0.843, indicating ‘very good’ concordance between tests, presenting 100% of relative sensitivity (25+ Real Time PCR/25+ Conventional PCR) and 87.5% of relative sensitivity (35- Real Time PCR/40- Conventional PCR). The results also demonstrated high intra- and inter-assay reproducibility (coefficient of variation ≤1.42%); thus, this method proved to be a fast and sensitive approach for the diagnosis of RVA in pigs.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Marconi E.C.M., Bernardes N.T.C.G., Beserra L.A.R., Silva F.D.F. & Gregori F. 2015. Development of a Real-time PCR test for porcine group A rotavirus diagnosis. [Desenvolvimento de um teste de PCR em Tempo Real para o diagnóstico de rotavírus suínos do Grupo A.] Pesquisa Veterinária Brasileira 35(1):39-43. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, Universidade de São Paulo, Av. Professor Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: fabiogregori@gmail.com Rotavírus do grupo A (RVA) é uma das causas mais frequentes de diarreias em humanos e várias espécies animais. Um teste de PCR em Tempo Real com SYBR-Green foi desenvolvido visando o diagnóstico de RVA a partir de fezes suínas, através da amplificação de um fragmento de 137 pares de bases do gene da proteína não estrutural 5 (NSP5) viral e de mRNA de NADH-desidrogenase-5 bovina como controle interno exógeno. Foram testadas 65 amostras (25 delas positivas por PCR convencional e sequenciamento nucleotídico). A concordância entre os testes foi de 0,843, considerada “muito boa”, apresentando 100% de sensibilidade relativa (25+ PCR Tempo Real/25+ PCR convencional) e 87,5% de sensibilidade relativa (35- PCR Tempo Real/40- PCR convencional). Os resultados também demonstraram elevada reprodutibilidade inter e intra-ensaio (coeficiente de variação ≤ 1,42%); portanto, este método demonstrou ser uma rápida e sensível alternativa para o diagnóstico de RVA em suínos.


#4 - Molecular diagnosis of Anaplasma marginale in cattle: quantitative evaluation of a real-time PCR (Polymerase Chain Reaction) based on msp5 gene, 34(1):29-33

Abstract in English:

ABSTRACT.- Bacanelli G.M., Ramos C.A.N. & Araújo F.R. 2014. Molecular diagnosis of Anaplasma marginale in cattle: quantitative evaluation of a real-time PCR (Polymerase Chain Reaction) based on msp5 gene. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(1):29-33. Embrapa Gado de Corte, Avenida Rádio Maia 830, Campo Grande, MS 79106-550, Brazil. E-mail: flabio.araujo@embrapa.br The rickettsia Anaplasma marginale is considered the main agent of bovine anaplasmosis. Due the nonspecific clinical signs of the anaplasmosis, the diagnosis of infection depends of laboratory confirmation. In recent years, molecular diagnostic methods have been used to detect A. marginale in cattle. However, the existence of a large number of assays of different sensitivity and cost makes the choice of an appropriate test difficult. In the present study, a real-time Polymerase Chain Reaction (PCR) based on the msp5 target gene was quantitatively assessed and compared to an end point PCR. Both reactions were subjected to sensitivity and specificity evaluation using plasmid DNA and samples from cattle experimentally infected with A. marginale. A comparative field trial of the tests was carried out using samples of cattle from a stable enzootic area for A. marginale. The real-time PCR showed a higher sensitivity than the end point PCR. This reaction (i.e. real-time PCR) was able to detect one copy of the msp5 gene in 100 ηg of plasmidial DNA, and more than 80% of its results were positive among experimentally infected animals seven days after infection. In addition, based on in silico analysis, the real-time PCR evaluated in the present study appears to be useful for the detection of A. ovis.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Bacanelli G.M., Ramos C.A.N. & Araújo F.R. 2014. Molecular diagnosis of Anaplasma marginale in cattle: quantitative evaluation of a real-time PCR (Polymerase Chain Reaction) based on msp5 gene. [Diagnóstico molecular de Anaplasma marginale em bovinos: avaliação quantitativa de uma PCR em tempo real baseada no gene msp5.] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(1):29-33. Embrapa Gado de Corte, Avenida Rádio Maia 830, Campo Grande, MS 79106-550, Brazil. E-mail: flabio.araujo@embrapa.br A riquétsia Anaplasma marginale é considerada o principal agente da anaplasmose bovina. Devido a não especificidade dos sinais clínicos, a confirmação da infecção nos animais depende de testes laboratoriais. Recentemente, métodos de diagnóstico molecular têm sido aplicados para detecção de A. marginale em bovinos. No entanto, a grande quantidade de testes com diferentes sensibilidade e custos tem dificultado a escolha do ensaio mais adequado. No presente estudo, uma PCR em tempo real baseada no gene msp5 foi avaliada quantitativamente e comparada a uma reação de PCR convencional. As reações foram submetidas à avaliação de sensibilidade e especificidade com DNA plasmidial e amostras provenientes de bovinos experimentalmente infectados por A. marginale. Uma avaliação comparativa a campo foi realizada entre os testes utilizando amostras provenientes de bovinos criados em uma região de estabilidade enzoótica para A. marginale. Embora os testes não tenham apresentado diferença estatisticamente significativa, a PCR em tempo real apresentou valor de sensibilidade maior do que a PCR convencional. A PCR em tempo real foi capaz de detectar uma cópia de msp5 em 100ng de DNA plasmidial, e mais de 80% de resultados positivos entre bovinos experimentalmente infectados apenas sete dias após infecção. Além disso, baseado em análise in silico, a PCR em tempo real avaliada aqui pode ser útil para detecção de Anaplasma ovis.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV