Resultado da pesquisa (7)

Termo utilizado na pesquisa vitamina D

#1 - Rickets in white-eared opossums (Didelphis albiventris)

Abstract in English:

Two young opossums were necropsied and diagnosed with rickets. This study aims to describe the clinical-pathological aspects of rickets in Didelphis albiventris. Macroscopically, the opossums presented kyphosis and scoliosis, lateral deviation of the limbs in varus, locomotion difficulty, and enlargement with softening of costochondral junctions (rickety rosary). Samples of bones and joints were processed for hematoxylin and eosin staining and Masson’s trichrome. Microscopically, we observed thickening of the epiphyseal plate, characterized by irregular and multifocal proliferation of serialized and hypertrophic cartilage zones, which formed circular groups of large, dysplastic chondrocytes towards the spongy zone, often surrounded by non-mineralized osteoid tissue. In the cortical bone, there were pale eosinophilic zones around the Havers channels consistent with non-mineralized osteoid. The staining of Masson’s trichrome evidenced the accumulation of osteoid tissue in cortical and trabecular bones. It is possible that a mixed cause of absorption deficiency of vitamin D3 associated with an unbalanced Ca:P diet based on lactose-free milk and fruits may have triggered the disease.

Abstract in Portuguese:

Dois gambás jovens foram necropsiados e diagnosticados com raquitismo. O objetivo do trabalho é descrever os aspectos clínico-patológicos de raquitismo em Didelphis albiventris. Macroscopicamente os gambás apresentaram cifose e escoliose, desvio lateral dos membros em varus, dificuldade de locomoção e alargamento com amolecimento das junções costocondrais (rosário raquítico). Amostras dos ossos e articulações foram processadas para coloração de hematoxilina e eosina e Tricrômico de Masson. Microscopicamente havia espessamento da placa epifisária, caracterizada pela proliferação irregular e multifocal das zonas de cartilagem seriada e hipertrófica, que formavam grupos circulares de condrócitos grandes, displásicos em direção a zona esponjosa frequentemente cercados por tecido osteoide não mineralizado. No osso cortical haviam zonas eosinofílicas pálidas ao redor dos canais de Havers consistentes com osteoide não mineralizado. A coloração de Tricrômico de Masson evidenciou o acúmulo de tecido osteoide no nosso cortical e trabecular. Acredita-se que uma causa mista de déficit de absorção de vitamina D3 associada a uma dieta desbalanceada em Ca:P a base de leite sem lactose e frutas tenha desencadeado a doença.


#2 - Influence of A, D and E vitamin supplements on immune function of calves fed diet tifton (Cynodon spp.) hay, 36(5):453-459

Abstract in English:

ABSTRACT.- Martins E.R.M., Bertagnon H.G., Batista C.F., Gomes R.C., Santos K.R., Bellinazzi J.B. & Della Libera A.M.M.P. 2016. [Influence of A, D and E vitamin supplements on immune function of calves fed diet tifton (Cynodon spp.) hay.] Influência da suplementação de vitaminas A, D e E na função imune de bezerros alimentados com dieta à base de feno de capim-tifton (Cynodon spp.). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(5):453-459. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, Cidade Universitária, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: hgodoi@usp.br Vitamins are organic compounds which are required in small quantities in the body, however essential for the metabolic functions. They participate in numerous metabolic reactions, physiological and immune cells, needed to maintain animal health, as well as act as immunostimulants. Although the diet rich in fresh green foliage provides sufficient amounts of vitamin A, D and E, intensive supplementation with food stored in the form of hay or silage can reduce up to 50% of the levels of these vitamins in food. Given this, the proposal of this study was to verify how the parenteral administration of vitamins ADE acts as immunostimulant in steers fed exclusively with hay of tifton. For that, 14 cattle were divided into two homogeneous groups: Group S, supplemented with vitamin A, D e E given in a single intramuscular dose of 30mL, and Group C without supplementation. Both groups were housed in private stalls and fed with hay for a period of three months. Immune evaluation was performed by blood count and testing of leukocyte function (oxidative metabolism and phagocytosis) in the moments before treatment, three and ten days after the treatments. Considering that supplementation with vitamin A, D e E increased the percentage of granulocytic cell activity and the intensity of the activity of mononuclear cells, as well as intensified the antioxidant effect prolonging the survival of red blood cells and neutrophils, it can be concluded that this treatment had a beneficial effect on the immune response of Holstein calves, despite the damaging effects of exclusive feeding hay, and the partially deprivation of solar incidence.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Martins E.R.M., Bertagnon H.G., Batista C.F., Gomes R.C., Santos K.R., Bellinazzi J.B. & Della Libera A.M.M.P. 2016. [Influence of A, D and E vitamin supplements on immune function of calves fed diet tifton (Cynodon spp.) hay.] Influência da suplementação de vitaminas A, D e E na função imune de bezerros alimentados com dieta à base de feno de capim-tifton (Cynodon spp.). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(5):453-459. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, Cidade Universitária, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: hgodoi@usp.br As vitaminas são compostos orgânicos necessários em poucas quantidades no organismo, todavia indispensáveis para as funções metabólicas. Elas se inserem em inúmeras reações metabólicas, fisiológicas e imunes das células, necessárias para a manutenção da saúde animal, além de atuarem como imunoestimulante. Embora a dieta rica em folhagens verdes frescas forneça quantidades suficientes de vitaminas A, D e E a suplementação intensiva com alimentos conservados na forma de feno ou silagem pode reduzir em até 50 % dos teores destas vitaminas no alimento. Diante disso, a proposta do trabalho foi verificar se a administração parenteral de vitaminas A, D e E age como imunoestimulante em garrotes estabulados e alimentados exclusivamente com feno de tifton. Para tanto 14 bovinos foram divididos em dois grupos homogêneos, sendo o grupo S, suplementado com vitamina A, D e E em dose única de 30 mL por via intramuscular; e o grupo C, sem suplementação. Ambos os grupos foram alojados em baias parcialmente privadas de sol, e alimentados com feno por um período de três meses. A avaliação imune foi realizada por hemogramas e ensaio de função leucocitária (metabolismo oxidativo e fagocitose) nos momentos antes do tratamento, três e dez dias após os tratamentos. Tendo em vista que a suplementação com polivitamínicos A, D e E aumentou a porcentagem da atividade de células granulocítica e a intensidade da atividade de células mononucleares, além de intensificar o efeito antioxidante prolongando a sobrevida de hemácias e neutrófilos, conclui-se que esta suplementação promoveu efeito benéfico na resposta imune de bezerros da Raça Holandesa, apesar dos efeitos deletérios da alimentação exclusiva com feno e da privação parcial da incidência solar direta.


#3 - Use of vitamin D3 and its metabolites in broiler feed on immunological parameters and intestinal morphometry, 34(5):477-484

Abstract in English:

ABSTRACT.- Guerra A.F.Q.G., Murakami A.E., Santos T.C., Eyng C., Picoli K.P. & Ospina-Rojas I.C. 2014. [Use of vitamin D3 and its metabolites in broiler feed on immunological parameters and intestinal morphometry.] Utilização da vitamina D3 e seus metabólitos na alimentação de frangos de corte sobre parâmetros imunológicos e morfometria intestinal. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(5):477-484. Departamento de Zootecnia, Universidade Estadual de Maringá, Av. Colombo 5790, Maringá, PR 87020-900, Brazil. E-mail: aemurakami@uem.br The aim of this experiment was to evaluate the effect of different vitamin D metabolites on immune response and intestine morphometry of broiler chickens. We used 952 1-day-old chicks, male Cobb, distributed into a completely randomized design with four treatments, seven replications and 34 birds each. There were evaluated four different metabolites of vitamin D: D3, 25(OH)D3, 1,25(OH)2D3 and 1&#945;(OH)D3, providing 2000 and 1600 IU/kg feed of vitamin D in initial and growth period, respectively. The different metabolites of vitamin D did not affect the relative weight of the organs except for the weight of the intestine and liver at 21 and 42 days. There was a significant effect (P<0.05) of the different metabolites of D3 vitamin on the villi length of jejunum and ileum at 7 days, between animals fed with 1,25(OH)2D3 and 1&#945;(OH)D3 to the jejunum and 1,25(OH)2D3 and vitamin D3 to the ileum (P<0.05). There were no differences (P>0.05) for weight of lymphoid organs, cutaneous basophil hypersensitivity reaction, macrophage activity assessment, measurement of nitric oxide and heterophil profile: lymphocyte. The different sources of vitamin D affect the intestine morphometrics on the villi length in the initial phase, but the effect was not observed in other phases. The immunological parameters were not affected by metabolites of vitamin D.

Abstract in Portuguese:

RESUMO- Guerra A.F.Q.G., Murakami A.E., Santos T.C., Eyng C., Picoli K.P. & Ospina-Rojas I.C. 2014. [Use of vitamin D3 and its metabolites in broiler feed on immunological parameters and intestinal morphometry.] Utilização da vitamina D3 e seus metabólitos na alimentação de frangos de corte sobre parâmetros imunológicos e morfometria intestinal. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(5):477-484. Departamento de Zootecnia, Universidade Estadual de Maringá, Av. Colombo 5790, Maringá, PR 87020-900, Brazil. E-mail: aemurakami@uem.br Os efeitos da suplementação da vitamina D3 e de seus diferentes metabólitos foram avaliados na resposta imune e na morfometria intestinal de frangos de corte. Foram utilizados 952 frangos de corte de um dia de idade, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos, sete repetições e 34 aves por unidade experimental. Os tratamentos foram constituídos por quatros diferentes fontes de vitamina D3: colecalciferol (D3), 25-hidroxicolecalciferol (25(OH)D3), 1,25-dihidroxicolecalciferol (1,25(OH)2D3) e 1&#945;–hidroxicolecalciferol (1&#945;(OH)D3). As diferentes fontes foram incluídas na dieta, fornecendo 2000 e 1600 UI de vitamina D, nas fases pré-inicial, inicial e de crescimento, respectivamente. O peso relativo do intestino delgado diferiu entre os tratamentos aos 7, 21 e 42 dias e o peso relativo do fígado somente aos 42 dias de idade. Os demais órgãos e parâmetros imunológicos avaliados (peso dos órgãos linfóides, reação de hipersensibilidade cutânea basofílica, avaliação da atividade de macrófagos, dosagem de nitrito e perfil heterofilo: linfócito foram similares entre os animais alimentados com os diferentes metabólitos. Houve efeito (P<0,05) dos diferentes metabólitos da vitamina D3 sobre o comprimento dos vilos de jejuno e íleo aos sete dias, diferindo entre os animais alimentados com 1,25(OH)2D3 e 1&#945;(OH)D3 para jejuno e 1,25(OH)2D3 e vitamina D3 para íleo (P<0,05). Para as demais fases não foi observado influência (P>0,05) dos tratamentos. Os parâmetros imunológicos não foram afetados pelos diferentes metabólitos de vitamina D. Os diferentes metabólitos de vitamina D afetaram positivamente a morfometria intestinal na altura de vilo na fase inicial, sendo os melhores resultados obtido pelos animais alimentados com 1,25(OH)2D3, contudo os parâmetros imunológicos foram similares entre os metabólitos estudados.


#4 - Parenteral administration of vitamins A, D and E on the oxidative metabolism and function of polymorphonuclear leukocytes in swine, 32(8):727-734

Abstract in English:

ABSTRACT.- Lima A.S., Weigel R.A., Morgado A.A., Nunes G.R., Souza F.N., Moreno A.M., Della Libera A.M.M.P. & Sucupira M.C.A. 2012. Parenteral administration of vitamins A, D and E on the oxidative metabolism and function of polymorphonuclear leukocytes in swine. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(8):727-734. Departamento de Clínica Médica, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando M. de Paiva 87, São Paulo, SP 05508 270, Brazil. E-mail: msucupir@usp.br The weaning period of piglets is characterized by physiological alterations, such as decreased weight gain, increased reactive oxygen species (ROS) and increased serum cortisol levels with possible effects on the immune response. The effect of parenteral administration of vitamins A, D and E on production performance, oxidative metabolism, and the function of polymorphonuclear leukocytes (PMNLs) was assessed in piglets during the weaning period. The sample was comprised of 20 male piglets that were given an injectable ADE vitamin combination (135,000 IU vitamin A, 40,000 IU vitamin D and 40mg vitamin E/animal) at 20 and 40 days of age. Weight gain, concentration of reduced glutathione (GSH), malondialdehyde (MDA), superoxide dismutase (SOD) and the microbicidal and phagocytic activity of PMNLs were assessed. No difference was observed in the average piglet weight during the study; however, a greater percentage of weight gain was observed after weaning in the treated group. The concentrations of GSH and SOD did not differ between groups, although lipid peroxidation was greater in the control group at 60 days of age. The investigated variables of oxidative metabolism were correlated as follows: -0.41 for GSH and MDA, -0.54 for GSH and SOD and 0.34 for MDA and SOD. The intensity of intracellular ROS production, the percentage of ROS-producing PMNLs and the intensity of phagocytosis by PMNLs did not differ between treatment groups. Administration of the injectable ADE combination improved the percentage of weight gain between 20 and 40 days of age, decreased oxidative stress at 60 days of age and did not influence the function of PMNLs in piglets.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Lima A.S., Weigel R.A., Morgado A.A., Nunes G.R., Souza F.N., Moreno A.M., Della Libera A.M.M.P. & Sucupira M.C.A. 2012. Parenteral administration of vitamins A, D and E on the oxidative metabolism and function of polymorphonuclear leukocytes in swine. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(8):727-734. Departamento de Clínica Médica, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando M. de Paiva 87, São Paulo, SP 05508 270, Brazil. E-mail: msucupir@usp.br O período de desmame nos leitões é caracterizado por alterações fisiológicas como menor ganho de peso, aumento na produção de espécies reativas de oxigênio (EROs) e aumento na concentração plasmática de cortisol com possíveis implicações para a resposta imune. Foi avaliado o efeito da administração parenteral das vitaminas A, D e E sobre o desempenho produtivo, o metabolismo oxidativo e a função de leucócitos polimorfonucleares (PMNLs) em suínos durante esta fase de crescimento. Foram utilizados 20 leitões, machos, com 20 dias de idade que receberam ADE injetável (135.000 UI vitamina A, 40.000 UI vitamina D e 40mg vitamina E/animal), aos 20 e 40 dias de idade. Foi determinado o ganho de peso e as concentrações de glutationa reduzida (GSH), malondialdeído (MDA) e superóxido dismutase (SOD) e a capacidade microbicida e fagocítica dos PMNLs. Não houve diferença entre o peso vivo médio durante o experimento, porém maior ganho de peso percentual foi observado 20 dias após o desmame para o grupo tratado. As concentrações de GSH e SOD não diferiram entre os grupos, porém a lipoperoxidação foi maior no grupo controle aos 60 dias de idade. As correlações entre as variáveis do metabolismo oxidativo foram -0,41 para GSH e o MDA, -0,54 para GSH e SOD e 0,34 para MDA e SOD. A intensidade da produção intracelular de EROs, a porcentagem de PMNLs que produziram EROs e a intensidade de fagocitose dos PMNLs não diferiram entre os tratamentos. A administração de ADE injetável melhorou o ganho de peso percentual no período de 20 a 40 dias de idade, diminuiu o estresse oxidativo aos 60 dias de idade e não influenciou função dos PMNLs dos leitões.


#5 - Vitamin D poisoning in animals, 32(7):573-594

Abstract in English:

ABSTRACT.- Peixoto P.V., Klem M.A.P., França T.N. & Nogueira V.A. 2012. [Vitamin D poisoning in animals.] Hipervitaminose D em animais. Pesquisa Veterinária Brasileira. 32(7):573-594. Curso de Pós-Graduação em Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: vivianmedvet@yahoo.com.br Through revision of the literature, data are presented about vitamin D metabolism and the toxicological, clinical, biochemical, macro and microscopic, ultrastructural, immunhistochemical and radiographic aspects in animals of different species poisoned natural and experimentally by the vitamin. We aimed to show the existence of many lacunae in the knowledge of physiological and pathological tissue mineralization, especially regarding the hormonal metabolism of vitamin D, and to alert for risk of the poisoning.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Peixoto P.V., Klem M.A.P., França T.N. & Nogueira V.A. 2012. [Vitamin D poisoning in animals.] Hipervitaminose D em animais. Pesquisa Veterinária Brasileira. 32(7):573-594. Curso de Pós-Graduação em Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: vivianmedvet@yahoo.com.br Por meio de revisão da literatura, são apresentados dados referentes ao metabolismo da vitamina D, bem como aos principais aspectos toxicológicos, clínicos, bioquímicos, macroscópicos, microscópicos, ultraestruturais, imuno-histoquímicos e radiográficos de animais intoxicados natural e experimentalmente por essa vitamina, em diferentes espécies. Este estudo objetiva demonstrar a existência de muitas lacunas no conhecimento sobre mineralização fisiológica e patológica, em especial na mediação hormonal do fenômeno, bem como alertar para os riscos de ocorrência dessa intoxicação.


#6 - Toxicological, clinic-pathological and ultrastructural aspects of iatrogenic and experimental poisoning by vitamin D in rabbits, 30(3):277-288

Abstract in English:

RESUMO.- Peixoto P.V., Klem M.A.P., Brito M.F., Duarte V.C., & França T.N. 2010. [Toxicological, clinic-pathological and ultrastructural aspects of iatrogenic and experimental poisoning by vitamin D in rabbits.] Aspectos toxicológico, clínico-patológico e ultraestrutural das intoxicações iatrogênica e experimental por vitamina D em coelhos. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(3):277-288. Departamento de Nutrição Animal e Pastagem, Instituto de Zootecnia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: peixotop@ufrrj.br São descritos aspectos toxicológicos, clínico-patológicos e ultraestruturais de coelhos intoxicados iatrogênica e experimentalmente por vitamina D por via subcutânea. Clinicamente, os animais evidenciaram sinais de insuficiência cardiovascular como ascite e edema pulmonar, hiporexia, anorexia, diarréia mucosa, emagrecimento e apatia. As clássicas alterações de mineralização e, por vezes, osseificação, do sistema cardiovascular, bem como as alterações de rins, pulmões, estômago, entre outros órgãos, foram reproduzidas com administrações subcutâneas de solução oleosa de colecalciferol (vitamina D3 não-ativada).

Abstract in Portuguese:

ABSTRACT.- Peixoto P.V., Klem M.A.P., Brito M.F., Duarte V.C., & França T.N. 2010. [Toxicological, clinic-pathological and ultrastructural aspects of iatrogenic and experimental poisoning by vitamin D in rabbits.] Aspectos toxicológico, clínico-patológico e ultraestrutural das intoxicações iatrogênica e experimental por vitamina D em coelhos. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(3):277-288. Departamento de Nutrição Animal e Pastagem, Instituto de Zootecnia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: peixotop@ufrrj.br Toxicological, clinic-pathological and ultrastructural aspects of iatrogenic and experimental subcutaneous poisoning in rabbits by vitamin D are described. Clinically the animals showed signs of cardiovascular insufficiency, as ascite and lung edema, hyporexia, anorexia, mucous diarrhoea, loss of weight and apathy. The classical alterations of minera-lization and, occasionally, ossification of the cardiovascular system, as well the lesions of kidneys, lungs, stomach, among other organs, were reproduced by the subcutaneous administration of an oily solution of cholecalciferol (non-activated vitamin D3).


#7 - Vitamin D3-like activity in four calcinogenic plants

Abstract in English:

The presence of elements with vitamin D-like activity in the calcinogenic plants Solanum malacoxylon (Solanaceae), Cestrum diurnum (Solanaceae), Trisetum jlavescens (Gramineae) and Nierembergia veitchii (Solanaceae) were evaluated by testing different extracts of these plants by oral administration to rachitic chicks fed with a diet free of vitamin D. After administration of the extracts the blood serum was analysed to determine the levels of calcium, phosphorus and alkaline phosphatase. The experimental results clearly demonstrated the presence of substances with vitamin D-like activity in the four plants. S. malacoxylon and C. diurnum contained hyelrosoluble substances with high vitamin D-like activity indicated by significant high levels of calcium and phosphorus combined with reduced activity of the alkaline phosphatase. The experiments also showed that there might be a further substance with liposoluble characteristics in both plants. N. veitchii and T. jlavescens contained only minor concentrations of lipo and hydrosoluble substances with vitamin D-like activity.

Abstract in Portuguese:

Este trabalho avalia a presença de substâncias com atividade similar à vitamina D nas plantas calcinogênicas Solanum malacoxylon, Cestrum diurnum, Trisetum .flavescens e Nierembergia veitchii. Diferentes extratos das plantas foram administrados por via oral a pintos raquíticos alimentados com ração livre de vitamina D. Após a administração oral dos extratos, o soro sanguíneo foi analisado para determinar os níveis de cálcio, fósforo e de fosfatase alcalina. Foram constatadas substâncias com atividade vitamina D nas quatro plantas. Pela administração de S. malacoxylon e C. diurnum mostraram-se a presença de substância hidrossolúvel, com potente atividade, indicada pelos aumentos significativos de cálcio e fósforo, e pela redução da atividade da fosfatase alcalina. Os experimentos indicaram também que substâncias lipossolúveis estão presentes em ambas as plantas. Pequenas concentrações de substâncias com atividade semelhante à vitamina D com características lipo e hidrossolúveis foram constatadas em N. veitchii e T. jlavescens.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV