Ano 2013 - Volume 33, Número 3


Título
Caracterização epidemiológica e fatores de risco associados à Infecção por Chlamydophila abortus em ovinos deslanados do semiárido brasileiro, 33(3):286-290
Autores

Resumo
RESUMO.- Farias A.E.M., Higino S.S.S., Azevedo S.S., Costa D.F., Santos F.A., Santos C.S.A.B., Piatti R.M. & Alves C.J. 2013. [Epidemiological characterization and risk factors associated with Chlamydophila abortus infection in sheep in Brazilian semiarid.] Caracterização epidemiológica e fatores de risco associados à Infecção por Chlamydophila abortus em ovinos deslanados do semiárido brasileiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(3):286-290. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: ssazevedo@cstr.ufcg.edu.br

O objetivo do presente trabalho foi determinar as prevalências de propriedades positivas e animais soropositivos para Chlamydophila abortus em ovinos deslanados da região semiárida do Nordeste do Brasil, bem como identificar fatores de risco. Foram colhidas amostras de sangue de 476 ovinos procedentes de 72 propriedades em 14 municípios na mesorregião do Sertão, Estado da Paraíba. Para o diagnóstico sorológico da infecção por Chlamydophila abortus foi utilizada a reação de fixação de complemento (RFC). Uma propriedade foi considerada positiva quando apresentou pelo menos um animal soropositivo. Das 72 propriedades usadas 38 (52,8%) apresentaram pelo menos um animal soropositivo, e dos 476 animais 94 (19,7%) foram soropositivos. Participação em exposições (odds ratio =4,31; IC 95% =1,80-10,35; p=0,011) foi identificada como fator de risco. Sugere-se que a infecção por Chlamydophila abortus encontra-se disseminada em ovinos da região, e baseando-se na análise de fatores de risco, recomenda-se o controle sanitário nas exposições de animais.
Download / Visualização