Ano 2013 - Volume 33, Número 3


Título
Osteossíntese de fêmur em gato-do-mato-pequeno (Leopardus tigrinus), 33(3):389-393
Autores

Resumo
RESUMO.- Dal-Bó I.S., Ferreira M.P., Brun M.V., Silva Filho J.R., Nóbrega F.S., Quadros A.M., Feranti J.P.S. & Chagas J.A.B. 2013. [Femur osteosynthesis in little spotted cat (Leopardus tigrinus).] Osteossíntese de fêmur em gato-do-mato-pequeno (Leopardus tigrinus). Pesquisa Veterinária Brasileira 33(3):389-393. Departamento de Clínica de Pequenos Animais, Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, Campus Universitário, Prédio 97, Santa Maria, RS 97105-900, Brazil. E-mail: mauriciovelosobrun@hotmail.com

O gato-do-mato-pequeno (Leopardus tigrinus) apresenta porte e proporção corporal semelhante ao gato doméstico e é a menor espécie de felídeo não doméstico do Brasil, sendo classificado com espécie da fauna brasileira ameaçada de extinção. Em gatos domésticos, o fêmur é o osso que mais sofre trauma e a porção distal é a mais acometida por fraturas. Uma fêmea de gato-do-mato-pequeno, com cinco meses de idade, apresentando fratura completa transversa supracondilar de fêmur direito foi tratada com sucesso por meio de osteossíntese com dois fios de Kirschner cruzados. Aos 60 dias de evolução do procedimento cirúrgico, a paciente recebeu alta do Hospital Veterinário, sendo devolvida ao seu local de origem. Segundo o conhecimento dos autores, este é o primeiro relato de osteossíntese de fêmur com o uso de fios de Kirschner em Leopardus tigrinus. Assim, o tratamento foi desenvolvido com base em dados referentes ao gato doméstico em função da similaridade anatômica entre as duas espécies. O método de osteossíntese escolhido, nesse relato, mostrou-se eficaz, promovendo retorno adequado à função do membro.
Download / Visualização