Ano 2013 - Volume 33, Número 5


Título
Etiologia, perfil de sensibilidade dos Staphylococcus spp. aos antimicrobianos e fatores de risco associados à mastite bovina nos estados da Bahia e Pernambuco, 33(5):601-606
Autores

Resumo
RESUMO.- Krewer C.C., Lacerda I.P.S., Amanso E.S., Cavalcante N.B., Peixoto R.M., Pinheiro Júnior J.W., Costa M.M. & Mota R.A. 2013. Etiology, antimicrobial susceptibility profile of Staphylococcus spp. and risk factors associated with bovine mastitis in the states of Bahia and Pernambuco. [Etiologia, perfil de sensibilidade dos Staphylococcus spp. aos antimicrobianos e fatores de risco associados à mastite bovina nos estados da Bahia e Pernambuco.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(5):601-606. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Rua Dom Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE 51171-900, Brazil. E-mail: rinaldo.mota@hotmail.com

Objetivou-se estudar a etiologia da mastite, determinar o perfil de sensibilidade dos Staphylococcus spp. aos antimicrobianos e identificar os fatores de risco associados à infecção em vacas leiteiras nos estados da Bahia e Pernambuco. Das 2.064 amostras de leite analisadas, 2,6% estavam associadas a casos de mastite clínica e 28,2% à mastite subclínica. No exame microbiológico, Staphylococcus spp. (49,1%) e Corynebacterium spp. (35,3%) foram os principais agentes isolados, seguidos de Prototheca spp. (4,6%) e bacilos Gram negativos (3,6%). No teste de sensibilidade aos antimicrobianos, todos os 218 Staphylococcus spp. apresentaram-se sensíveis à rifampicina e a droga menos eficaz foi a amoxicilina (32,6%). A resistência simultânea a três ou mais drogas foi observada em 65,6% dos Staphylococcus spp. Os fatores de risco identificados para a mastite foram o sistema de criação extensivo, não realização de suplementação alimentar, processo de secagem dos tetos, não realização de desinfecção dos tetos antes e após a ordenha e hábitos higiênicos inadequados dos ordenhadores. A presença de isolados multirresistentes no leite bovino demonstra a importância da escolha e da utilização adequada de antimicrobianos. Medidas de controle e profilaxia, incluindo a antissepsia dos tetos e boas práticas para a obtenção de ordenha higiênica devem ser estabelecidas, com o intuito de prevenir novos casos da doença nos rebanhos.
Download / Visualização