Ano 2013 - Volume 33, Número 7


Título
Parasitas de peixes de cultivo e de interesse comercial do Brasil: estudo cienciométrico, 33(7):851-854
Autores

Resumo
RESUMO.- Ueda B.H., Karling L.C., Takemoto R.M. & Pavanelli G.C. 2013. Parasites of the freshwater fish trade in Brazil: science metric study. [Parasitas de peixes de cultivo e de interesse comercial do Brasil: estudo cienciométrico.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(7):851-854. Laboratório de Ictioparasitologia, Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura, Universidade Estadual de Maringá, Av. Colombo 5790, Maringá, PR 87020-900, Brazil. E-mail: bhueda@gmail.com

Este trabalho apresenta o estudo cienciométrico dos parasitos de peixes de cultivo do Brasil, incluindo significativa revisão da literatura. A metodologia adotada se baseou na pesquisa dos artigos feita no mês de maio de 2012 em três bancos de dados: ISI (Institute for Scientific Information), SciELO (Scientific Electronic Library Online) e Google Acadêmico. O número de artigos sobre parasitos de peixes cultivados está aumentando (autalmente mais de 110), havendo um crescimento a partir de 1995. Entretanto o número ainda é baixo se comparado ao número de artigos de parasitos de peixes de ambientes naturais. No Brasil, os peixes de cultivo mais estudados são pacu, tilápia e tambaqui. Os monogenéticos foram os grupos mais prevalente, seguido de protozoários e crustáceos. As regiões mais pesquisadass foram o sudeste e sul, perfazendo 84% da produção bibliográfica total. O principal assunto abordado nos artigos foi patologia, seguido por tratamento e registro. Conclui-se que os tratamentos das parasitoses de peixes de piscicultura no Brasil ainda são incipientes, ressaltando a importância e utilidade das boas práticas de manejo para evitar o aparecimento de problemas sanitários.
Download / Visualização