Ano 2013 - Volume 33, Número 11


Título
Atividade de desinfetantes e produção de biofilme em Corynebacterium pseudotuberculosis, 33(11):1319-1324
Autores

Resumo
RESUMO.- Sá M.C.A., Veschi J.L.A., Santos G.B., Amanso E.S., Oliveira S.A.S., Mota R.A., Veneroni-Gouveia G. & Costa M.M. 2013. Activity of disinfectants and biofilm production of Corynebacterium pseudotuberculosis. [Atividade de desinfetantes e produção de biofilme em Corynebacterium pseudotuberculosis.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(11):1319-1324. Laboratório de Microbiologia e Imunologia Animal, Universidade Federal do Vale do São Francisco, Petrolina, PE 56300-990, Brazil. E-mail: giseleveneroni@yahoo.com.br

Verificar a ocorrência de linfadenite caseosa de ovinos e caprinos em fazendas de Pernambuco, no Brasil e em animais abatidos em duas cidades brasileiras (Petrolina/PE e Juazeiro/BA), caracterizar o perfil de suscetibilidade de Corynebacgerium pseudotuberculosis a desinfetantes e a antimicrobianos e analisar sua relação com a produção de biofilme foram os objetivos deste estudo. 398 amostras foram testadas para a sensibilidade aos medicamentos antimicrobianos, desinfetantes e produção de biofilme. Entre as 108 amostras coletadas nas propriedades, 75% foram positivas para C. pseudotuberculosis. Amostras do matadouro indicaram a ocorrência de linfadenite caseosa em 15,66% e 6,31% para animais abatidos em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), respectivamente. Com relação aos antimicrobianos, a sensibilidade obtida foi de 100% para florfenicol e tetraciclina, 99,25% para a enrofloxacina, ciprofloxacina e lincomicina; 98,99% para cefalotina; 98,74% para norfloxacina e sulfazotrim; 97,74% para gentamicina; 94,22% para ampicilina, 91,71% para amoxicilina, 91,21% para a penicilina G, 89,19% para a neomicina e 0% para novobiocina. Nas análises com desinfetantes, a eficiência para a clorexidina foi de 100%, 97,20% para amônia quaternária, 87,40% para o cloro e 84,40% para o iodo. 75% dos isolados foram fracos produtores de biofilme. Para o biofilme consolidado, observou-se que o iodo diminuiu a formação de biofilme em 13 isolados e a amônia quaternária em 11 isolados. A redução da formação de biofilme foi observada no biofilme consolidado, para iodo e amônia quaternária, em 33% e 28% das amostras, respectivamente. Os resultados deste estudo destacam a importância de se estabelecer medidas para prevenir e controlar a doença.
Download / Visualização