Ano 2013 - Volume 33, Número 12


Título
Resposta imune celular de bezerros Curraleiro Pé-duro e Nelore após vacinação com Mycobacterium bovis-BCG, 33(12):1403-1408
Autores

Resumo
RESUMO.- Maggioli M.F., Lobo J.R., Fioravanti M.C.S., Kipnis A. & Junqueira-Kipnis A.P. 2013. Cellular immune response of Curraleiro Pé-duro and Nellore calves following Mycobacterium bovis-BCG vaccination. [Resposta imune celular de bezerros Curraleiro Pé-duro e Nelore após vacinação com Mycobacterium bovis-BCG.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(12):1403-1408. Laboratório de Imunopatologia das Doenças Infecciosas, Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública, Rua Delenda Resende de Melo s/n, Setor Universitário, Goiânia, GO 74605050, Brazil. E-mail: apkipnis@gmail.com

O presente estudo teve como objetivo avaliar níveis sanguíneos de células CD4, CD8 e γδ no sangue periférico de bezerros Curraleiro Pé-Duro, bem como a produção específica de IFN-γ por essas células em resposta à vacinação com BCG, através de citometria de fluxo. A resposta imune específica contra BCG também foi avaliada por teste tuberculínico, realizado antes e 45 dias após a vacinação. Para fins de comparação, os mesmos parâmetros foram investigados em bezerros da raça Nelore, uma raça bovina exótica com resistência demonstrado anteriormente. Naturalmente, animais da raça Curraleiro Pé-Duro apresentaram maiores níveis de CD4, CD8 e linfócitos γδ. Em resposta a vacina, Curraleiro Pé-duro mostrou maior capacidade de responder especificamente ao BCG, gerando perfil de resistência (Th1), evidenciado pelo maior número de células CD4+ específicas produtoras de IFN-γ e maior reação cutânea a por tuberculina. Os maiores níveis basais de linfócitos, maior produção de IFN-γ e reação cutânea à prova tuberculínica provavelmente desempenham um papel positivo na proteção/resistência ao Mycobacterium tuberculosis.
Download / Visualização