Ano 2013 - Volume 33, Número 12


Título
Mapeamento dos sítios de latência e reativação pelo herpesvírus bovino tipo 5 (BoHV-5) e por mutante deletado no gene da timidina quinase em ovinos, 33(12):1409-1415
Autores

Resumo
RESUMO.- Cadore G.C., Marcon G., Brum M.C.S., Weiblen R. & Flores E.F. 2013. Mapping the sites of latency and reactivation by bovine herpesvirus 5 (BoHV-5) and a thymidine kinase-deleted BoHV-5 in lambs. [Mapeamento dos sítios de latência e reativação pelo herpesvírus bovino tipo 5 (BoHV-5) e por mutante deletado no gene da timidina quinase em ovinos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(12):1409-1415. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, Universidade Federal de Santa Maria, Camobi, Santa Maria, RS 97105-900, Brazil. E-mail: eduardofurtadoflores@gmail.com

Um recombinante do herpesvírus bovino tipo 5 com deleção no gene da timidina quinase (BoHV-5tkΔ) foi capaz de estabelecer latência e reativar - embora ineficientemente - em modelo experimental em ovinos (Cadore et al. 2013). Como a reativação de alfaherpesvírus defectivos na TK em tecido neural é improvável, o presente estudo investigou os sítios de latência e reativação por esse recombinante em ovinos. Para isso, grupos de ovinos foram inoculados com a cepa de BoHV-5 parental (SV-507/99) ou com o recombinante BoHV-5tkΔ. Durante a infecção latente (dia 40 pós-infecção, pi) a distribuição do DNA do vírus recombinante no encéfalo de ovinos infectados experimentalmente foi similar ao do vírus parental (SV-507/99). O DNA de ambos os vírus foi detectado consistentemente por PCR nos gânglios trigêmeos (TGs), frequentemente nas tonsilas faríngeas e palatinas e, com menos frequência, nos linfonodos retrofaríngeos. Após administração de dexametasona (Dx), o vírus recombinante foi raramente detectado nas secreções nasais, contrastando com excreção abundante do vírus parental. RT-PCR para mRNA de um gene tardio (glicoproteína D) realizado em tecidos de animais eutanasiados 3 dias pós-Dx demonstrou reativação do vírus parental em tecido neural (TGs) e não-neural (tonsilas, linfonodo). Em contraste, a reativação do vírus recombinante ficou restrita ao tecido linfoide. Esses resultados demonstram que tanto o BoHV-5 parental quanto o recombinante estabelecem latência em sítios neurais e não-neurais. No entanto, o recombinante BoHV-5tkΔ parece reativar apenas nos tecidos não-neurais (linfoide). De qualquer forma, a capacidade do recombinante reativar a infecção latente deve ser considerada no contexto de segurança vacinal.
Download / Visualização