Ano 2011 - Volume 31, Número 1001


Título
Origem e distribuição do nervo femoral do mocó, Kerodon rupestris (Cavidae), 31(Supl.1):84-88
Autores

Resumo
RESUMO.- Oliveira G.B., Albuquerque J.F.G., Rodrigues M.N., Paiva A.L.C., Moura C.E.B., Miglino M.A. & Oliveira M.F. 2011. [Origin and distribution of femoral nerve of the rocky cavy, Kerodon rupestris (Cavidae).] Origem e distribuição do nervo femoral do mocó, Kerodon rupestris (Cavidae). Pesquisa Veterinária Brasileira 31(Supl.1):84-88. Departamento de Ciências Animais, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Bairro Pres. Costa e Silva, Mossoró, RN 59625-900, Brazil. E-mail: moacir@ufersa.edu.br

O mocó (Kerodon rupestris Wied,1820), um mamífero roedor da família Cavidae, que se assemelha bastante ao preá, é um animal altamente adaptado às condições de calor e de escassez de água e de alimento, principalmente nos períodos das grandes secas que assolam periodicamente a região do semi-árido nordestino. Verifica-se que na literatura há escassez de dados referentes à anatomia funcional dos mocós, em especial de trabalhos envolvendo a anatomia do sistema nervoso. Visando conhecer a origem do nervo femoral junto aos forames intervertebrais, sua localização e distribuição pelo membro pélvico, a musculatura envolvida em seu trajeto, a importância desse estudo para clínica de animais silvestres e contribuir para o desenvolvimento da neuroanatomia comparada, procedeu-se esta pesquisa, na qual foram utilizados dez animais adultos de diferentes idades (4 machos e 6 fêmeas) que vieram a óbito no Centro de Multiplicação de Animais Silvestres (Cemas) da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa). Os animais foram fixados em solução aquosa de formaldeído a 10% e posteriormente tiveram a cavidade abdominal dissecada até a completa visualização do nervo femoral. Foram verificadas variações no número de vértebras lombares nos animais, entre seis (30%) e sete (70%) vértebras, alterando, conseqüentemente, a origem do nervo. No antímero direito, verificou-se que em 40% dos animais o nervo femoral originava-se de ramos ventrais de L5L6, em 40% de L5L6L7 e em 20% de L4L5L6. Já no esquerdo 50% dos exemplares o nervo femoral foi formado de raízes ventrais de L5L6, em 30% de L5L6L7 e em 20% de L4L5L6.
Download / Visualização