Ano 2014 - Volume 34, Número 9


Título
Carência alimentar prolongada em garrotes: funções vitais e suas relações com os teores de T3 e IGF-1, 34(9):896-902
Autores

Resumo
RESUMO.- Lima A.S., Sucupira M.C.A. & Ortolani E.L. 2014. Long term dietary deficiency in steers: vital functions and T3 and IGF-1 relationships. [Carência alimentar prolongada em garrotes: funções vitais e suas relações com os teores de T3 e IGF-1.] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(9):896-902. Departamento de Clínica Médica, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508 270, Brazil. E-mail: msucupir@usp.br

Para avaliar a influência de dietas deficientes de energia sobre o perfil hormonal e as funções vitais em bovinos, 12 garrotes foram aleatoriamente distribuídos em três grupos com quatro animais para receber por 140 dias, as seguintes dietas: (G1) adequada, para ganho de peso de 900g/dia (17,7 Mcal/d de ED e 13% de PB); (G2) 80% dos requerimentos de mantença (5,8 Mcal/d de ED e 7% de PB); e (G3) 60% desses requerimentos (4,7 Mcal/d de ED e 5% de PB). O déficit energético provocou nos grupos G2 e G3 acentuada diminuição da frequência cardíaca e da frequência respiratória além da redução nos teores sanguíneos de IGF-1 e T3. A diminuição do número de batimentos cardíacos, movimentos respiratórios e em menor grau a queda na temperatura retal refletiram o baixo status energético imprimido e foram influenciados negativamente pelos baixos teores de T3.
Houve correlação de alta intensidade entre os hormônios T3 e IGF-1 (r=0,833). As correlações entre os hormônios T3 e IGF-1 e as funções vital exibiram altas e médias intensidades. Houve elevada correlação entre T3 e FC (r=0,701), T3 e FR (r=0,632), IGF-1 e FC (r=0,731), IGF-1 e FC (r=0,679). Houve média correlação entre T3 e ToC (r=0,484), T3 e insulina (r=0,506), IGF-1 e insulina (r=0,517) e IGF-1 e ToC (r=0,548). O presente trabalho apontou a influência do longo período do oferecimento de dietas deficientes em energia sobre o desempenho animal correlacionando o perfil hormonal e as funções vitais nos bovinos em crescimento. Os resultados indicaram que os parâmetros avaliados podem ser uma ferramenta importante na detecção precoce da carência nutricional.
Download / Visualização