Ano 2014 - Volume 34, Número 10


Título
Potencial evocado auditivo de tronco encefálico em cães da raça Boxer, 34(10):1007-1010
Autores

Resumo
RESUMO.- Palumbo M.I.P., Resende L.A.L., Pantoja J.C.F., Mayhew I.G. & Borges A.S. 2014. Brainstem auditory-evoked potential in Boxer dogs. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(10):1007-1010. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Distrito de Rubião Junior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: asborges@fmvz.unesp.br

O potencial evocado auditivo de tronco encefálico (PEATE) tem sido amplamente utilizado com diferentes finalidades na prática veterinária e é comumente usado para identificar a surdez hereditária e a presbiacusia. No presente estudo, 43 cães da raça Boxer foram pelo teste PEATE. Foi diagnosticada surdez em 3 cães (2 bilaterais e 1 unilateral), e 40 Boxers foram usados no estudo normativo incluindo avaliação da influência da idade no PEATE. Os animais foram divididos de acordo com a idade em 2 grupos de 20 Boxers cada. A idade media foi 4,54 anos (variação de 1-8) no grupo I e 9,83 anos (variação de 8,5-12) no grupo II. A latência media das ondas I, III e V foram: 1,14 (±0,07); 2,64 (±0,11) e 3,48 (±0,10) ms no grupo I; e 1,20 (±0,12); 2,73 (±0,15) e 3,58 (±0,22) ms no grupo II, respectivamente. A latência media para os intervalos I-III, III-V e I-V foram 1,50 (±0,15); 0,84 (±0,15) e 2,34 (±0,11) ms no grupo I; e 1,53 (±0,16); 0,85 (±0,15) e 2,38 (±0,19) ms no grupo II, respectivamente. As latências das ondas I e III foram estatisticamente diferentes entre os grupos I e II. Não foram observadas diferenças estatísticas entre os dois grupos para os intervalos I-III, III-V e I-V. De acordo com a revisão realizada, este é o primeiro estudo normativo de BAEP realizado em cães da raça Boxer.
Download / Visualização