Ano 2014 - Volume 34, Número 11


Título
Achados post-mortem em catetos criados em cativeiro no Nordeste do Brasil, 34(11):1101-1108
Autores

Resumo
RESUMO.- Batista J.S., Olinda R.G., Rodrigues C.M.F., Silva T.M.F., Vale R.G., Viana G.A., Oliveira A.F. & Oliveira M.F. 2014. Postmortem findings in collared peccaries raised in captivity in northeastern Brazil. [Achados post-mortem em catetos criados em cativeiro no Nordeste do Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(11):1101-1108. Laboratório de Patologia Veterinária, Departamento de Ciências Animais, Universidade Federal Rural do Semiárido, BR-110 Km 47, Presidente Costa e Silva, Mossoró, RN 59625-900, Brazil. E-mail: jaelsoares@hotmail.com

Este trabalho teve por objetivo realizar um estudo retrospectivo sobre as doenças de catetos diagnosticadas pelo Laboratório de Patologia Veterinária da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, através do exame de necropsia e histológico no período de 2005 a 2010. Dos 50 catetos submetidos à necropsia, as percentagens das enfermidades diagnosticadas foram: miopatia por captura e contenção (24%), morte por traumas (18%), hemangioma do baço (6%), enterolitíase (6%), gastrite (6%), úlcera gástrica (4%), vólvulo intestinal (4%), vólvulo gástrico (2%), carcinoma mamário (2%), doença renal policística (2%), piometra (2%) e broncopneumonia supurativa (2%). Onze (22%) animais permaneceram sem diagnóstico, dos quais sete (10%) apresentavam avançado estado autolítico e cinco (14%) não foram observadas lesões macroscópicas e microscópicas compatíveis com nenhuma enfermidade. Este estudo apresenta relatos de doenças ainda não descritas em catetos, com enfoque nos aspectos clínicos e patológicos.
Download / Visualização